Temas de história que mais caem no Enem

O Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, é um dos principais meios para garantir-se uma vaga no Ensino Superior. É uma prova de alto nível e que todos os anos reúne estudantes preparadíssimos de todo o Brasil. Por isso, é sempre importante estar atualizado com todos os detalhes sobre esse exame.

Sabemos que uma das disciplinas mais importantes é a de história. Ela faz parte da prova de humanidades cobrada na área de Ciências Humanas e suas Tecnologias. Estudar e revisar todo o conteúdo de história é importante, mas mais importante ainda é saber quais são os assuntos que caem com maior frequência para que você possar dar atenção extra a eles.

A disciplina de história é uma das mais importantes da prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias no Enem.
A disciplina de história é uma das mais importantes da prova de Ciências Humanas e suas Tecnologias no Enem.

Pensando nisso, preparamos uma lista pra que você possa saber quais são os temas de história que mais caem no Enem. Nossa lista vai te ajudar a fazer um bom planejamento de estudos para você arrasar na prova de humanidades!

Acesse também: Não se esqueça de dormir bem no dia anterior à prova do Enem

1) Segundo Reinado

O Segundo Reinado é o período da história brasileira em que o país foi governado por d. Pedro II. Trata-se de um período razoavelmente longo que se estendeu de 1840 a 1889, quando aconteceram a coroação do imperador e a proclamação da república, respectivamente. É um momento importante da história brasileira porque uma série de transformações aconteceu.

Entre os destaques desse período, podemos mencionar o parlamentarismo às avessas o peculiar sistema parlamentar implantado no Brasil na década e 1840. Na ordem da economia, o desenvolvimento da economia cafeeira é um importante destaque, uma vez que o café foi o principal produto de exportação do Brasil até meados do século XX.

A Guerra do Paraguai também é um assunto importante, uma vez que esse conflito foi o maior da história da América do Sul, sendo um catalisador de transformações no Brasil. Após ela, a monarquia saiu enfraquecida, abrindo caminho para que a república pudesse ser implantada no país.

Por fim, e de forma muito importante, está a abolição do trabalho escravo. O processo de abolição da escravatura no Brasil foi muito longo, passando pela proibição do tráfico negreiro, pelas leis abolicionistas, pela luta popular realizada pelos abolicionistas brasileiros e pela resistência dos negros escravizados.

2) Ditadura Militar

A Ditadura Militar foi um regime autoritário que existiu no Brasil entre 1964 e 1985, sendo um dos períodos mais conturbados da história brasileira por conta da censura, repressão, violência e do terrorismo praticados pelo Estado brasileiro. Entre 2009 e 2018, o assunto esteve presente em todas as provas do Enem.

Sendo assim, é importante entender o processo que resultou no golpe em 1964, assim como entender o aparato de repressão montado pelos militares. Dê atenção aos atos institucionais, uma vez que eram aparatos que deram legalidade jurídica para o autoritarismo.

Além disso, é importante estar atento à extensão da censura no Brasil bem como à política econômica desse período, com destaque para o milagre econômico e a reabertura democrática, que foi acontecendo ao longo da década de 1980. Veja, a seguir, um exemplo de questão:

Questão:

(Enem/2016) A Operação Condor está diretamente vinculada às experiências históricas das ditaduras civil-militares que se disseminaram pelo Cone Sul entre as décadas de 1960 e 1980. Depois do Brasil (e do Paraguai de Stroessner), foi a vez da Argentina (1966), Bolívia (1966 e 1971), Uruguai e Chile (1973) e Argentina (novamente, em 1976). Em todos os casos se instalaram ditaduras civil-militares (em menor ou maior medida) com base na Doutrina de Segurança Nacional e tendo como principais características um anticomunismo militante, a identificação do inimigo interno, a imposição do papel político das Forças Armadas e a definição de fronteiras ideológicas.

PADRÓS, E. S. et al. Ditadura de Segurança Nacional no Rio Grande do Sul (1964-1985): história e memória. Porto Alegre: Corag, 2009 (adaptado).

Levando-se em conta o contexto em que foi criada, a referida operação tinha como objetivo coordenar a:

a) modificação de limites territoriais

b) sobrevivência de oficiais exilados

c) interferência de potências mundiais

d) repressão de ativistas oposicionistas

e) implantação de governos nacionalistas

Resposta: Letra D

A Operação Condor foi uma operação de caráter internacional em que diferentes regimes militares da América do Sul uniram-se para coordenar a repressão contra lideranças e movimentos de esquerda no Cone Sul. A Operação Condor contou com o apoio do governo norte-americano e esteve em vigor durante as décadas de 1970 e 1980.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

3) Era Vargas

A Era Vargas estendeu-se de 1930 a 1945, e, nesse período, o Brasil foi governado por Getúlio Vargas. A Era Vargas pode ser dividida em três fases, que são a Provisória (1930-1934), a Constitucional (1934-1937) e o Estado Novo (1937-1945). Atenção para não confundir a Era Vargas com o segundo governo de Vargas (1951-1954). O segundo governo de Vargas está relacionado com a Quarta República (1946-1964).

Sobre a Era Vargas, é importante estarmos atentos a questões relacionadas com o processo de centralização do poder realizado no país e com a luta dos liberais pela constitucionalização brasileira. Essa luta foi fundamental para o deflagrar da Revolução Constitucionalista de 1932.

Além disso, é importante revisar os principais acontecimentos do Estado Novo e entender como se deu a participação brasileira na Segunda Guerra Mundial. As leis trabalhistas e o desenvolvimento do trabalhismo também são importantes assuntos desse período.

Acesse também: Dicas úteis para a prova de física do Enem

4) Patrimônio histórico e cultural

O patrimônio histórico e cultural é um dos assuntos mais recorrentes das provas do Enem nos últimos anos.
O patrimônio histórico e cultural é um dos assuntos mais recorrentes das provas do Enem nos últimos anos.

Você sabe o que é o patrimônio histórico cultural? Esse termo é usado para referir-se a tudo aquilo que é produto da cultura de uma sociedade, seja essa produção material, seja imaterial. Dentro desse campo, discute-se a importância do patrimônio cultural de uma sociedade bem como as iniciativas tomadas para garantir-se a sua preservação.

Esse campo é um dos mais interdisciplinares da prova porque aborda não só a história, mas muitas outras áreas do conhecimento, como a sociologia e a museologia. Aqui no Brasil, as políticas de preservação patrimonial foram iniciadas durante o Estado Novo, quando foi criado o Serviço do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Sphan), atual o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan). Confira agora uma questão sobre o tema:

Questão:

(Enem/2010) As ruínas do povoado de Canudos, no sertão norte da Bahia, além de significativas para a identidade cultural, dessa região, são úteis às investigações sobre a Guerra de Canudos e o modo de vida dos antigos revoltosos.

Essas ruínas foram reconhecidas como patrimônio cultural material pelo Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) porque reúnem um conjunto de

a) objetos arqueológicos e paisagísticos.

b) acervos museológicos e bibliográficos.

c) núcleos urbanos e etnográficos.

d) práticas e representações de uma sociedade.

e) expressões e técnicas de uma sociedade extinta.

Resposta: Letra A

Canudos foi um povoado que surgiu no interior da Bahia, dando início a um dos movimentos messiânicos que existiram no Brasil durante a Primeira República. O povoado foi alvo da violência do Estado sob a acusação de que era defensor da monarquia, e, por isso, uma guerra foi travada entre 1896 e 1897, resultando na destruição dele.

No contexto da questão, podemos dizer que as ruínas do povoado são importantes do ponto de vista arqueológico e paisagístico porque o estudo arqueológico daquela região pode ajudar a reconstruir detalhes importantes da vida dos sertanejos que o habitavam.

5) Brasil Colônia

O período colonial da história brasileira estendeu-se de 1500 a 1822, além de ter sido bem denso. É importante estar atento às tentativas iniciais de colonização desenvolvidas pelos portugueses, como o sistema de Capitanias Hereditárias e a implantação do Governo-Geral. Esteja atento também às relações entre portugueses e indígenas.

A implantação da produção de açúcar, o tráfico negreiro e a escravização de indígenas e africanos, as revoltas que aconteceram no Brasil e o processo de independência também são assuntos importantes que devem ser revisados.

6) Nova República

Esse é o período da história brasileira que se iniciou após o término da Ditadura Militar, em 1985. Na Nova República, o sistema democrático foi reintroduzido no Brasil, e uma série de ganhos, sobretudo no campo dos direitos sociais, aconteceram.

Importante atentarmo-nos para momentos marcantes da Nova República, como a promulgação da Constituição de 1988, o processo de impeachment de Collor e o Plano Real durante o governo de Itamar Franco. O neoliberalismo também é uma pauta importante, uma vez que essa ideologia guiou a economia brasileira durante toda a década de 1990. A seguir, apresentamos uma questão sobre esse período:

Questão:

(Enem/2019) A criação do Sistema Único de Saúde (SUS) como uma política para todos constitui-se uma das mais importantes conquistas da sociedade brasileira no século XX. O SUS deve ser valorizado e defendido como um marco para a cidadania e o avanço civilizatório. A democracia envolve um modelo de Estado no qual políticas protegem os cidadãos e reduzem as desigualdades. O SUS é uma diretriz que fortalece a cidadania e contribui para assegurar o exercício de direitos, o pluralismo político e o bem-estar como valores de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, conforme prevê a Constituição Federal de 1988.

RIZZOTO, M. L. F. et at. Justiça social, democracia com direitos sociais e saúde: a luta do Cebes. Revista Saúde em Debate, n. 116, jan.-mar. 2018 (adaptado).

Segundo o texto, duas características da concepção da política pública analisada são:

a) paternalismo e filantropia

b) liberalismo e meritocracia

c) universalismo e igualitarismo

d) nacionalismo e individualismo

e) revolucionarismo e coparticipação

Resposta: Letra C

O SUS foi criado na década de 1980 e é considerado um marco na saúde pública do Brasil. Na questão, a resposta deve ser encontrada no corpo do texto que a introduz. Podemos encontrar os elementos da resposta no seguinte trecho: “A democracia envolve um modelo de Estado no qual políticas protegem os cidadãos e reduzem as desigualdades”.

Nesse trecho contém a palavra cidadãos no sentido de inclusão do todo o corpo social, portanto, um princípio de universalismo, e o termo igualitarismo podemos relacionar com a busca pela redução das desigualdades enquanto prática do modelo de Estado adotado pelo Brasil.

7) Segunda Guerra Mundial

A Segunda Guerra Mundial foi um dos maiores conflitos da história da humanidade e um dos acontecimentos mais importantes do século XX. Esse evento causou grandes transformações no mundo, resultando na derrocada do nazifascismo no mundo e formatando o cenário da polarização entre norte-americanos e soviéticos durante a Guerra Fria.

No caso da Segunda Guerra Mundial, é importante estar atento ao contexto que levou ao seu início e as consequências desse conflito no curto e longo prazo. Não se esqueça de revisar as violações dos Direitos Humanos que aconteceram nela, como o Holocausto e o lançamento das bombas atômicas.

8) Idade Média

A Idade Média estendeu-se de 476 a 1453, e, em quase 1000 anos de história, muitas transformações aconteceram na Europa. A Idade Média é dividida em dois períodos, que são a Alta Idade Média e a Baixa Idade Média, e é importante conhecer as características básicas de cada um deles.

Acontecimentos importantes da Idade Média que merecem destaque são o processo de desagregação do Império Romano, o feudalismo, a cidade medieval e a crise que se abateu na Europa no século XIV. Observe um exemplo de questão sobre esse período tão importante da história mundial:

Questão:

(Enem/2019) A cidade medieval é, antes de mais nada, uma sociedade da abundância, concentrada num pequeno espaço em meio a vastas regiões pouco povoadas. Em seguida, é um lugar de produção e de trocas, onde se articulam o artesanato e o comércio, sustentados por uma economia monetária. É também o centro de um sistema de valores particular, do qual emerge a prática laboriosa e criativa do trabalho, o gosto pelo negócio e pelo dinheiro, a inclinação para o luxo, o senso da beleza. É ainda um sistema de organização de um espaço fechado com muralhas, onde se penetra por portas e se caminha por ruas e praças e que é guarnecido por torres.

LE GOFF, J.; SCHMITT, J.-C. Dicionário temático do Ocidente Medieval. Bauru: Edusc, 2006.

No texto, o espaço descrito se caracteriza pela associação entre a ampliação das atividades urbanas e a:

a) emancipação do poder hegemônico da realeza

b) aceitação das práticas usurárias dos religiosos

c) independência da produção alimentar dos campos

d) superação do ordenamento corporativo dos ofícios

e) permanência dos elementos arquitetônicos de proteção

Resposta: Letra E

Essa é uma resposta obtida por meio da interpretação do texto que introduz a questão. O texto aborda o crescimento das cidades medievais, fenômeno que aconteceu na Baixa Idade Média, e destaca que os mecanismos de proteção da cidade permaneciam bastante presentes por meio da muralha e das torres de vigilância.

Acesse também: Quais são os assuntos mais cobrados de biologia no Enem?

9) Primeira República

A Primeira República estendeu-se de 1889 a 1930 e foi o primeiro período republicano no Brasil. Foi marcada pelo controle das oligarquias sobre a política brasileira, e isso é manifestado por meio de diversos acordos políticos, como a política dos governadores. Há destaque para o coronelismo, elemento fundamental para que as oligarquias controlassem a política.

Não se esqueça também de revisar a política do café com leite, acordo entre as oligarquias paulista e mineira para a escolha do presidente, e as revoltas que aconteceram nesse período, como Canudos, Revolta da Vacina, Revolta da Chibata, Contestado etc.

10) Civilizações clássicas

Grécia Antiga é um assunto que possui certa recorrência na prova de história do Enem.
Grécia Antiga é um assunto que possui certa recorrência na prova de história do Enem.

Quando falamos de civilizações clássicas, referimo-nos a Grécia e Roma. Esse é outro assunto bastante marcado pela interdisciplinariedade, sobretudo com a filosofia. É muito importante revisar o surgimento da democracia em Atenas, e, sobre Roma, é importante abordar questões como a organização política romana, a Pax Romana, as invasões bárbaras e a desagregação do Império Romano.

Fique de olho

A disciplina de história é muito densa e extensa e, portanto, outros assuntos também muito importantes podem ser cobrados na prova. Sendo assim, listaremos aqui alguns assuntos para você ficar de olho neles também!

  • Nazifascismo e período entreguerras;
  • Grandes revoluções da história: destaque para as Revoluções Francesa, Russa e Industrial;
  • Africanos: elementos da cultura e religião de matriz africana assim como a escravidão e a luta pela abolição;
  • Indígenas: elementos da cultura indígena e a relação dos índios com os colonizadores, sobretudo com os jesuítas.

Créditos da imagem

[1] Brenda Rocha e Shutterstock

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

Era Vargas no Enem

Acesse o site e veja as principais características da Era Vargas e saiba também como o Enem costuma cobrar esse assunto.

Brasil Império nas questões do Enem

Saiba de que modo aparece o tema do Brasil Império nas questões do Enem e como se deve interpretá-las, de acordo com as competências exigidas no Exame.

Trabalho e sociedade nas questões do Enem

Saiba como é abordado o tema da relação entre trabalho e sociedade no Enem e fique afiado para acertar todas as questões em que tal relação aparecer.