ProUni

Já pensou em usar a nota do Enem para conseguir uma bolsa de estudos em uma faculdade? O Programa Universidade Para Todos (ProUni) é a chance de aproveitar a sua pontuação no Exame Nacional do Ensino Médio para realizar o sonho do curso superior. 

Com duas edições por ano, o ProUni é um programa do Ministério da Educação (MEC) que seleciona estudantes para bolsas de estudos de 100% ou 50% em instituições privadas de todo o país. O projeto avalia os candidatos por suas notas no Enem e renda familiar. 

Quem pode participar do ProUni?

Podem participar do ProUni os candidatos sem diploma de curso superior e que fizeram o Enem no ano anterior, obtiveram média de pelo menos 450 pontos e não zeraram a redação

Além da participação no Enem, o candidato deve estar em uma das condições abaixo:

- Ter feito todo o ensino médio em escola pública;

- Ter estudado todo o ensino médio em escola particular com bolsa integral;

- Ter feito parte do ensino médio em escola pública e parte como bolsista integral de colégio particular;

- Ser pessoa com deficiência;

- Ser professor da rede pública de ensino, em exercício do magistério da educação básica, integrante de quadro de pessoal permanente de instituição pública e concorrer exclusivamente aos cursos de licenciatura. (Único caso em que não há a necessidade de comprovar renda).

Quais são os tipos de bolsas do ProUni?

As bolsas do ProUni podem ser de 100% ou 50% do valor do curso de graduação. O tipo de bolsa varia conforme a renda do candidato, exceto para professores da rede pública que concorram aos cursos de licenciatura. 

  • Bolsas de 100%: renda familiar mensal de até um salário mínimo e meio por pessoa
  • Bolsas de 50%: renda familiar mensal de até três salários mínimos por pessoa

O candidato com deficiência ou que se autodeclare preto, pardo ou indígena pode concorrer como cotista.

Como faço para calcular a minha renda?

A renda familiar é a soma dos rendimentos de todas as pessoas que moram em uma mesma casa. Quando houver pessoa desempregada na residência, o participante deve considerar renda de R$ 0. 

Já a renda familiar per capita (por pessoa) é a renda total (soma de todos os rendimentos da casa) dividida pelo número de pessoas da família. Veja um exemplo:

Pessoa 1 – R$ 1.045
Pessoa 2 – R$ 900
Pessoa 3 – R$ 0
Pessoa 4 – R$ 1.045
Renda familiar total = R$ 2.990

=> Renda familiar per capita (por pessoa) = R$ 2.990 ÷ 4 = R$ 747,5

Como faço a inscrição no ProUni?

O MEC abre as inscrições do ProUni duas vezes ao ano, a primeira em fevereiro e a segunda em junho. Durante o período de cadastro, o participante deve acessar o siteprouni.mec.gov.br e informar o número de inscrição do Enem e senha para se inscrever no programa. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Ao se inscrever, o candidato pode escolher até duas opções de curso/instituição/turno para concorrer, em ordem de preferência e conforme a disponibilidade para o seu perfil de renda (bolsas de 50% ou 100%). 

Posso mudar as minhas opções no ProUni?

Sim. Só é possível alterar opções de curso ou instituição durante o período de inscrições, assim como editar informações pessoais. 

  • Balanço diário 

O MEC publica diariamente, durante o período de inscrições, um balanço com a colocação de cada candidato dentro do número de bolsas disponíveis, e as notas de corte para cada curso. 

O balanço diário permite ao candidato ter noção da possibilidade de pré-seleção em cada opção de curso. 

O que é a nota de corte do ProUni?

A nota de corte do ProUni é a menor nota para ficar entre os pré-selecionados em cada opção de curso. A pontuação serve de referência para o candidato e muda diariamente, já que é definida pelo número de bolsas disponíveis e o total de inscritos para cada graduação. 

Como saber se fui aprovado no ProUni?

O MEC faz duas chamadas regulares do ProUni, resultados que são divulgados pelo site oficial do programa. Os candidatos convocados são chamados de pré-selecionados, pois ainda precisam procurar as instituições de ensino para entrega da documentação.

Veja os documentos necessários 

O candidato pré-selecionado que não entregar todos os documentos necessários, ou tenha alguma documentação invalidada, perde a bolsa do ProUni. Nesse caso, a bolsa retorna ao sistema para ser oferecida a outros estudantes. 

Lista de Espera do ProUni

A lista de espera do ProUni é a oportunidade que os candidatos não selecionados ou os reprovados pela não formação de turma têm de ocupar bolsas não preenchidas nas duas chamadas regulares. 

A manifestação de interesse pela lista de espera é feita pelo site do programa, em período definido pelo MEC, e a relação dos participantes é repassada para as instituições de ensino. 

Posso complementar a minha bolsa com outro benefício?

O estudante com bolsa de 50% do ProUni pode financiar o restante do valor do curso pelo Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). O Fies é um programa do Governo Federal que utiliza as notas do Enem para conceder financiamento de curso superior. 

O Fies tem duas edições ao ano, as inscrições são feitas pela internet e são gratuitas. É preciso ter feito o Enem em qualquer edição a partir de 2010, com média de 450 pontos nas provas objetivas e nota acima de zero na redação. Também é necessário comprovar dados de escolaridade e renda familiar para participar. 

Por: Lorraine Vilela