Como calcular a média do Enem

O resultado do Enem saiu. Agora, com suas notas em mão, você já pode pensar no futuro dos seus estudos de uma forma mais prática. Afinal, o desempenho no exame educacional pode ajudá-lo a ingressar em um curso superior. 

Para começar a fazer possíveis planos, é interessante que você saiba como calcular a sua média do Enem. Assim, você terá uma noção das suas chances de conseguir uma vaga no ensino superior, seja em instituição pública ou privada.

Existem duas formas de calcular a média do Enem. Veja abaixo os detalhes de cada maneira:

Média aritmética

Esta é a forma mais simples de calcular a média do Enem. Você somará as notas das cinco provas (Linguagens + Ciências Humanas + Ciências da Natureza + Matemática + Redação) e dividi-las por cinco. Vamos a um exemplo prático:

Suponhamos que estas foram as suas notas:

  • Linguagens e Códigos: 750 pontos
  • Ciências Humanas: 800 pontos
  • Ciências da Natureza: 600 pontos
  • Matemática: 550 pontos
  • Redação: 900 pontos

Total: 3.600 pontos

Dividindo o total por 5, serão registrados 720 pontos, ou seja, média de 720 pontos no Enem. 

Mas, e agora? Em quais situações você poderá usar essa média? Quais programas do governo que usam a média aritmética?

ProUni

O Programa Universidade para Todos (ProUni) oferece bolsas de estudo em universidades particulares. O estudante precisa comprovar que cursou o ensino médio na rede pública de ensino. Também existe um limite de renda.

Mas, atenção: somente é possível participar do ProUni se você tiver feito a última edição do Enem e obtido, no mínimo, 450 pontos de média nas cinco provas, sem ter zerado a redação. 

Fies

O Fundo de Financiamento Estudantil disponibiliza financiamento de cursos em universidades particulares. Podem participar estudantes que têm renda familiar entre três e cinco salários mínimos. 

Mais uma vez, somente podem se inscrever candidatos que fizeram o Enem (desde a edição de 2010) e que não zeraram as provas. 

Também é necessário ter média igual ou acima de 450 pontos nas provas. 

Veja também: como calcular a nota do Enem?

Média ponderada

A segunda forma de calcular a média do Enem é você fazer a média ponderada. Nesse caso, é necessário saber qual é o peso que cada uma das cinco provas do Enem no seu curso. 

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Para conseguir fazer a média ponderada, você precisa seguir estes três passos:

  1. Multiplique a nota de cada prova pelo seu respectivo peso;
  2. Some os cinco resultados;
  3. Divida esse resultado pela soma dos cinco pesos.

Pronto! Se seguir estes passos, você tem a sua média do Enem. 

Vamos a um exemplo prático, para você entender melhor:

  • Linguagens e Códigos: 700 pontos x peso 2 (1.400 pontos)
  • Ciências Humanas: 840 x peso 3 (2.520)
  • Ciências da Natureza: 560 x peso 1 (560)
  • Matemática: 620 x peso 1 (620)
  • Redação: 800 x peso 3 (2.400)

Total: 7500 pontos
Soma dos pesos: 10

Dividindo o total por 10, serão registrados 750 pontos, ou seja, média de 750 pontos no Enem

E qual programa usa a média ponderada?

SiSU

Programa do governo mais disputado para ingresso no ensino superior, o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) usa a média ponderada. O próprio sistema do SiSU faz esse cálculo automaticamente.

O SiSU oferece vagas em instituições públicas de ensino superior. O processo seletivo é muito procurado pelos estudantes. Medicina sempre é o curso mais disputado. 

Atenção: as universidades têm autonomia para definir a média mínima para cada curso. Mas, assim como o ProUni e o Fies, você não pode ter zerado a redação do Enem. 

É importante saber que os pesos de cada prova do Enem constam nos Termos de Adesão ao SiSU de cada universidade. Os pesos das provas também variam se o curso é da área de exatas, humanas ou biológicas.

O curso de Medicina ministrado na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), por exemplo, determina que as cinco provas do Enem têm os seguintes pesos: 

  • Redação: peso 4
  • Ciências da Natureza: peso 4
  • Ciências Humanas: peso 1
  • Linguagens e Códigos: peso 2
  • Matemática: peso 2

Outro exemplo é o curso de Engenharia Civil, ministrado na Universidade de São Paulo (USP), que exige os seguintes pesos conforme as provas do Enem.

  • Redação: peso 1,5
  • Ciências da Natureza: peso 2,5
  • Ciências Humanas: peso 1,5
  • Linguagens e Códigos: peso 2
  • Matemática: peso 2,5
Por: Silvia Tancredi