Placas tectônicas

As placas tectônicas constituem-se como parte da superfície terrestre (litosfera), sendo grandes modificadores de relevo com seus movimentos, que se originam no manto do planeta. Essas placas são responsáveis pelas grandes altitudes, como as montanhas, além de que seus movimentos resultam em tremores, conhecidos como terremotos (tremores nos continentes) ou maremotos (tremores nos mares e oceanos).

Leia também: O que é um tsunami?

Teoria das placas tectônicas

A teoria das placas tectônicas, ou tectônica das placas, foi elaborada, nos anos 1960, com base nos conhecimentos científicos e inovações tecnológicas da época, como satélites e observações astronômicas. Entretanto, para entendermos essa teoria, devemos conhecer a teoria da deriva continental, elaborada pelo alemão Alfred Lothar Wegener, em 1912.

Na época, Wegener estava com 32 anos, e, por meio de suas observações nos mapas e nos contornos dos continentes, chegou à conclusão de que, há 200 milhões de anos, todos os continentes eram um só — a Pangea. Ao longo dos anos, esse grande continente começou a se movimentar, fragmentando-se em continentes menores, como conhecemos hoje.

A maior evidência de Wegener eram os contornos da costa leste sul-americana, onde é o Brasil, e da costa oeste africana, que possuem desenho bem semelhante. Além disso, Wegener utilizou informações de fósseis da mesma espécie que foram localizados tanto na África quanto na América do Sul, algo que seria fisicamente impossível, pois as espécies encontradas não tinham capacidade de atravessar o Atlântico a nado.

 Desenho representando a ideia de Alfred Wegener.
Desenho representando a ideia de Alfred Wegener.

Na década de 1960, a teoria de Wegener foi aperfeiçoada graças ao conhecimento tecnológico propiciado por duas Grandes Guerras e pela Guerra Fria.

A tectônica das placas afirma que um conjunto de imensos blocos rochosos sustenta toda a superfície da Terra sob o manto. Esses blocos se movimentam em diversas direções, ora se chocando, ora se afastando, o que corrobora com a teoria formulada no início do século passado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de placas tectônicas

As placas tectônicas podem ser classificadas de acordo com seu movimento e direção. Dessa forma, temos a presença de três tipos:

  • Convergente: placas que se movimentam na direção umas das outras. Com isso, elas colidem e geram eventos terrestres, como tremores e alterações no relevo, como o surgimento de montanhas;

  • Divergente: placas que se afastam uma das outras, como as placas dos continentes africano e sul-americano. Quando elas se afastam, o magma pode emergir e solidificar, formando ilhas vulcânicas nos oceanos;

  • Transformante: placas que se movem unilateralmente, provocando falhas geológicas, como a falha de San Andreas, no oeste dos Estados Unidos.

Linhas de falha da Terra entre placas tectônicas.
Linhas de falha da Terra entre placas tectônicas.

Principais placas tectônicas

Podemos listar 10 placas como as principais do globo. Entretanto, todas são importantes, uma vez que ajudam na sustentação do relevo e superfície terrestres.

As 10 placas mais importantes são:

  1. Placa do Pacífico

  2. Placa de Nazca

  3. Placa Sul-Americana

  4. Placa Norte-Americana

  5. Placa Africana

  6. Placa Arábica

  7. Placa Grego-Turca

  8. Placa Euro-Asiática

  9. Placa Indo-Australiana

  10. Placa Antártica

Veja também: Como se formam as montanhas?

Movimento das placas tectônicas: como acontece?

Nosso planeta está em constante movimento, seja na rotação e translação, seja no seu interior. Os continentes também se movimentam, mesmo que de forma lenta e constante. Essa movimentação ocorre porque eles estão sobre as placas tectônicas, imensos blocos rochosos que variam de 100 a 250 quilômetros de espessura.

Essas placas costumam deslizar-se sobre o manto superior nas mais variadas direções (convergente, divergente e/ou transformante), fazendo com que haja grandes alterações no relevo terrestre. No geral, a movimentação das placas faz com que os continentes se movam alguns centímetros por ano, algo imperceptível dada a magnitude dessas áreas.

O movimento circular do magma, presente no manto, é chamado de células de convecção. Tal movimento direciona a movimentação das placas, ora em choque, ora se afastando. Quando esses movimentos se intensificam, sentimo-los na superfície, como os terremotos. Contudo, no geral, são movimentos lentos e que, ao longo de milhões de anos, promovem significativas mudanças no relevo terrestre.

Os relevos de alta altitude estão localizados em áreas de choques de placas tectônicas. Monte Everest, Nepal.
Os relevos de alta altitude estão localizados em áreas de choques de placas tectônicas. Monte Everest, Nepal.

Quando uma placa se choca com outra de densidade diferente (continental e oceânica), a placa menos densa (mais leve) tende a afundar, o que chamamos de subducção. A placa mais densa (mais pesada) se ergue e se sobressai na superfície, formando montanhas, por exemplo. A esse movimento, damos o nome de obducção.

Placas tectônicas no Brasil

O Brasil está localizado bem no centro de uma placa tectônica: a placa Sul-Americana. Dessa forma, eventos que ocorrem devido à movimentação das placas, como terremotos, maremotos e relevos de grandes altitudes, não são comuns em nosso território.

Abalos sísmicos são comuns em todo o planeta, sendo mais intensos em áreas de choque das placas (obducção). Com isso, pode haver pequenos abalos sentidos em solo brasileiro, mas não se compara aos que são sentidos nos limites das placas, como na região do Himalaia ou na região dos Andes.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – (Fuvest) A litosfera é fragmentada em placas que deslizam, convergem e se separam umas em relação às outras à medida que se movimentam sobre a astenosfera. Essa dinâmica compõe a tectônica de placas, reconhecida inicialmente pelo cientista alemão Alfred Wegener, que elaborou a teoria da deriva continental no início do século XX, tal como demonstrado a seguir.

As bases da teoria de Wegener seguiram inúmeras evidências deixadas na superfície dos continentes ao longo do tempo geológico. Considerando as figuras e seus conhecimentos, indique o fator básico que influenciou o raciocínio de Wegener.

A) As repartições internas atuais dos continentes no Hemisfério Norte.
B) A continuidade dos sistemas fluviais entre América e África.
C) As ligações atuais entre os continentes no Hemisfério Sul.
D) A semelhança entre os contornos da costa sul‐americana e africana.
E) A distribuição das águas constituindo um só oceano.

Resolução

Alternativa D. A semelhança entre a costa leste sul-americana e a costa oeste africana mostra uma conexão entre essas duas áreas continentais.

Questão 2 – (Fuvest 2021)

Terremoto no estado da Bahia

O terremoto indicado na figura ocorreu no estado da Bahia no dia 30/08/2020, com magnitude 4,6 na escala Richter, atingindo cidades do Vale do Jiquiriça e do Recôncavo Baiano.

Sobre terremotos em geral, e sobre esse especificamente, é correto afirmar:

A) São gerados por intrusões e maremotos, cuja violência provoca fissuras na superfície.
B) São gerados em razão da presença de falhas geológicas, e seu estudo traz conhecimento geológico do território brasileiro.
C) Têm início pelo soerguimento da crosta, e o do dia 30/08/2020 teve sua origem na bacia Amazônica.
D) Têm início com a divergência da crosta continental, e o do Recôncavo Baiano provocou impactos até a Serra Gaúcha.

Resolução

Alternativa B. Os terremotos ocorrem devido às falhas geológicas, sejam os choques entre placas, seja a fissura nelas. Estudá-los pode contribuir para o conhecimento da geologia local.

Por: Átila Matias

Artigos relacionados

A biosfera

A biosfera, A biosfera é a esfera da vida, A biosfera oferece condições para o desenvolvimento da vida, O que é biosfera, A constituição da biosfera, Os elementos que compõe a biosfera.

Agentes Transformadores do Relevo

As características e dinâmicas dos agentes transformadores do relevo.

Arquipélago

Clique aqui e entenda o que é um arquipélago e qual é a sua origem, formação e classificação.

Astenosfera

A astenosfera, a segunda camada da Terra, logo abaixo da litosfera.

Camadas da Terra

Conheça as camadas da Terra e descubra a estrutura interna do nosso Planeta.

Ciclo das rochas

Compreenda o processo de formação e transformação da camada sólida da Terra através da análise do ciclo das rochas!

Correntes de convecção da Terra

Entenda o que são as correntes de convecção da Terra e como elas interferem na movimentação das placas tectônicas do nosso planeta.

Crosta Terrestre

Confira as principais características da crosta terrestre, como a sua composição e a sua estrutura.

Cânions

Você sabe o que são os cânions e como eles se formam? Leia e conheça as principais características dessas exuberantes formas de relevo!

Deriva Continental

Deriva Continental, O que é Deriva Continental, Quem desenvolveu a Teoria da Deriva Continental, Quando surgiu a Teoria da Deriva Continental, As evidências para elaboração da Teoria da Deriva Continental.

Dobramentos modernos

Clique aqui e saiba mais sobre os dobramentos modernos, o tipo de estrutura geológica mais recente na formação da Terra.

Eras Geológicas

Estude o quadro estrutural de divisão das eras geológicas e conheça a importância de se compreender o passado da Terra!

Escudos cristalinos

Clique aqui e saiba mais sobre os escudos cristalinos, formações antigas ricas em minérios.

Falhas Geológicas

Entenda o que são as falhas geológicas e as relações que elas possuem com as manifestações dos terremotos.

Geomorfologia

Clique aqui e saiba mais sobre a Geomorfologia, uma ciência ligada à Geografia e à Geologia.

Litosfera

Conheça um pouco sobre a litosfera, a porção sólida do planeta.

Maremoto

Aprenda mais sobre o fenômeno conhecido como maremoto, que nada mais é do que um abalo sísmico no solo oceânico que provoca a agitação das águas, as quais se propagam no sentido do litoral. Descubra também como se formam as ondas gigantes, qual é a sua dimensão e como elas podem tornar-se destrutivas.

O vulcão mais ativo do mundo

Em atividade desde 1983, o Kilauea é o vulcão mais ativo do mundo. Clique aqui e saiba mais sobre esse gigante!

Oceanos

Saiba mais sobre os cinco oceanos terrestres. Entenda o processo de formação dos oceanos, as suas principais características e a sua importância socioambiental.

Oceanos e mares

Oceanos e mares, planeta, climático, economia, países, fluxos comerciais, exportação, importação, recursos hídricos, peixes, pescados, renda, jazida, petróleo, navegadores, terras, Américas, Pacífico, Atlântico, Índico, Ártico, Antártico, mares abertos, mares interiores, mares fechados.

Orogênese e Epirogênese

Compreender a diferença entre orogênese e epirogênese ajuda-nos a conhecer melhor os processos de formação do relevo terrestre.

Oásis

Oásis, O que é o Oásis, Onde se localiza os Oásis, os tipos de Oásis, as características de um Oásis, como é formado o oásis.

Pangéia

Pangéia, O primeiro continente do planeta, O que é a Pangéia, As divisões da Pangéia, Quem criou a teoria da deriva continental, Como foi alcançada a teoria da deriva continental.

Relevo Submarino

Clique aqui e conheça as principais formas de relevo submarino!

Seis curiosidades sobre vulcões

Clique aqui e confira seis curiosidades sobre os vulcões e aumente sua compreensão sobre o tema!

Terremoto de Fukushima em 2011

Entenda como aconteceu o terremoto de Fukushima. Saiba as consequências desse terremoto para a sociedade japonesa. Veja alguns terremotos que aconteceram no Japão.

Terremotos

Saiba mais sobre as causas dos terremotos, as suas diferentes intensidades e consequências.

Terremotos no Brasil

Saiba mais sobre a possibilidade de ocorrência de terremotos no Brasil!

Terremotos no Chile

Os terremotos no Chile recentemente registrados provocaram graves tragédias. Entenda por que o país sofre tanto com esse problema.

Tsunami

Descubra o que é um tsunami, seus principais aspectos e quais são as suas causas.

Vulcanismo

Compreenda os processos relacionados com o vulcanismo, com destaque para as erupções vulcânicas.

Vulcões

O conceito, as características e alguns exemplos de vulcões pelo mundo.