Agentes Transformadores do Relevo

Apesar de estar aparentemente “parado”, o relevo terrestre está em constante processo de transformação. A fim de se entender os motivos das transformações causadas na superfície terrestre, foram elaborados estudos sobre os agentes de transformação do relevo, dividindo-os entre agentes internos ou endógenos e agentes externos ou exógenos.

Os agentes endógenos são aqueles que atuam a partir do interior do planeta, abaixo dos solos. Eles são responsáveis pela diferenciação das formas de relevo, pelos vulcões, terremotos, entre outros.

Os agentes exógenos são aqueles que atuam no exterior do planeta, sobre as superfícies. Podem ser provenientes tanto de ações naturais quanto dos seres vivos. São responsáveis pelo modelamento das superfícies, pelas erosões, entre outros.

As ações dos agentes internos ou endógenos

Os agentes internos são os grandes responsáveis pela disposição de algumas formas de relevo, como a formação de cadeias de montanhas, as serras, os morros etc. As principais formas de ação dos agentes internos são os movimentos internos, que são conhecidos por orogênese e epirogênese.

Orogênese são os movimentos que resultam no processo de formação de montanhas, através da “dobra” do relevo, causada pelos movimentos internos. Para se ter uma noção de como funciona a orogênese, pegue uma folha de papel na posição horizontal e empurre com as mãos as duas extremidades para dentro, o que formará a ondulação do papel.

Epirogênese são os movimentos de deslocamento vertical do relevo. Quando esse movimento é de baixo para cima, é chamado de soerguimento, quando é realizado para baixo, é chamado de subsidência.

Um importante agente interno de formação do relevo é o tectonismo, ou seja, os movimentos realizados pelas placas tectônicas. Quando duas placas se encontram, podem provocar terremotos, áreas de instabilidade e até a formação de grandes cadeias montanhosas, como a Cordilheira do Andes, na América do Sul, e a Cordilheira do Himalaia, na Ásia, local onde se encontra o ponto mais alto do mundo, o Monte Everest.

Cordilheira dos Andes, formada pelo encontro e tensão entre duas placas tectônicas
Cordilheira dos Andes, formada pelo encontro e tensão entre duas placas tectônicas

O vulcanismo também pode ser considerado um agente interno, apesar de parte de suas ações acontecerem também na porção superior da superfície terrestre. O vulcanismo consiste no processo de ascensão do magma ou lava vulcânica para a superfície e acarreta na formação de planaltos basálticos. A superfície da Terra em áreas com histórico de vulcanismo é bastante fértil e rica em mineiras, o que propicia o povoamento e exploração dos elementos naturais.

A ação dos agentes externos ou exógenos

Os agentes externos, na maioria das vezes, atuam não na formação, mas na modelagem do relevo. Atuam na realização de processos erosivos, também chamados de desgaste, e de transporte de sedimentos, também chamado de deposição.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dentre os agentes exógenos, a água é considerada o principal, pois atua através das chuvas, dos rios, dos mares e oceanos e do derretimento do gelo.

As águas das chuvas atuam diretamente na transformação do relevo e também indiretamente, quando aumentam a vazão em cursos d’água ou intensificam outros processos já iniciados por outros agentes. As águas das chuvas atuam em processos erosivos, principalmente em terrenos íngremes e com poucos obstáculos, pois as enxurradas adquirem maior velocidade nesses casos, o que aumenta a sua força destrutiva. São responsáveis também por “lavar” os solos, em um processo chamado de lixiviação.

Pode-se dizer que todo o curso d’água provoca a formação de rupturas no relevo. Assim, todo rio possui o seu próprio vale. Eles ajudam no transporte de sedimentos e na modelagem de rochas e formações geológicas, a exemplo das cachoeiras.

A ação da água provocando a modelagem do relevo e transportando sedimentos
A ação da água provocando a modelagem do relevo e transportando sedimentos

As águas dos mares também atuam diretamente na transformação do relevo. A força das ondas provocadas pelos movimentos das águas do mar contribui para a transformação das rochas em sedimentos, no transporte e formação das areias e modelam superfícies litorâneas.

O vento, outro importante agente de transformação do relevo, atua também na modelagem e transporte de sedimentos. As erosões provocadas pelos ventos são denominadas erosões eólicas. Eles ajudam a “esculpir” formas de relevo, formam e movimentam dunas de areia e ajudam a intensificar a ação de outros agentes modeladores, como a água.

Exemplo de formas de relevo “esculpidas” pela ação dos ventos
Exemplo de formas de relevo “esculpidas” pela ação dos ventos

Os seres vivos também atuam na transformação do relevo. Algumas espécies formam buracos e orifícios na terra e em formações rochosas em busca de alimento ou abrigo. As formações vegetais, com a formação de raízes, também modificam o relevo ou até ajudam a preservar a sua forma original. Entretanto, dentre todas as espécies de animais, é o ser humano quem mais transforma o relevo, atuando tanto diretamente quanto indiretamente nesse processo.

Apesar da divisão entre os diversos tipos de agentes transformadores de relevo, é importante observar que eles quase sempre atuam em conjunto no processo de dinamização do relevo. Por exemplo: um mesmo local pode sofrer com ações endógenas, como erupções vulcânicas, e ser esculpido pela força das águas e dos ventos.

 

Aproveite para conferir nossa videoaula sobre o assunto:

Exemplo de agentes exógenos (água e vento) atuando na transformação do relevo

Exemplo de agentes exógenos (água e vento) atuando na transformação do relevo

Por: Rodolfo F. Alves Pena

Artigos relacionados

Erosão

Conceito, causas, efeitos, estágios e os principais tipos de erosão.

Ciclo das rochas

Compreenda o processo de formação e transformação da camada sólida da Terra através da análise do ciclo das rochas!

Solo

As características, o processo de formação e as tipologias do solo.

Intemperismo

Saiba o que é intemperismo e quais são as suas principais formas de ação sobre as rochas.

Relevo brasileiro

Conheça o relevo brasileiro e as suas principais estruturas.

Planaltos

O conceito, as características, os tipos e a importância dos planaltos.

Planícies

As planícies, suas características e o papel dessa forma de relevo na produção do espaço geográfico.

Vulcanismo

Compreenda os processos relacionados com o vulcanismo, com destaque para as erupções vulcânicas.

Terremotos no Chile

Os terremotos no Chile recentemente registrados provocaram graves tragédias. Entenda por que o país sofre tanto com esse problema.

Ação da água sobre o relevo

Entenda a função, o impacto e a importância da ação da água sobre o relevo.

Agentes externos do relevo

Confira o conceito e a ação dos agentes externos do relevo na transformação das formas superficiais terrestres.

Correntes de convecção da Terra

Entenda o que são as correntes de convecção da Terra e como elas interferem na movimentação das placas tectônicas do nosso planeta.

Sedimentação das rochas e dos solos

Entenda o que significa o termo sedimentação e como esse processo atua na transformação do relevo.

Cânions

Você sabe o que são os cânions e como eles se formam? Leia e conheça as principais características dessas exuberantes formas de relevo!

Geomorfologia

Clique aqui e saiba mais sobre a Geomorfologia, uma ciência ligada à Geografia e à Geologia.

Seis curiosidades sobre vulcões

Clique aqui e confira seis curiosidades sobre os vulcões e aumente sua compreensão sobre o tema!

Escudos cristalinos

Clique aqui e saiba mais sobre os escudos cristalinos, formações antigas ricas em minérios.

Dobramentos modernos

Clique aqui e saiba mais sobre os dobramentos modernos, o tipo de estrutura geológica mais recente na formação da Terra.

Tipos de relevo da região Norte

Aprenda um pouco mais sobre os tipos de relevo da Região Norte, que abriga os estados de Rondônia, Roraima, Amazonas, Acre, Amapá, Pará e Tocantins.

Depressões

Saiba mais sobre a forma de relevo conhecida como depressão. Neste texto serão abordadas as principais características dessa unidade de relevo, bem como as suas classificações de acordo com o seu nível altimétrico, os processos que a originam e onde ela pode ser encontrada tanto no território brasileiro como no mundo.

Terremotos

Saiba mais sobre as causas dos terremotos, as suas diferentes intensidades e consequências.

Placas Tectônicas

Saiba o que são as placas tectônicas, o que gera sua movimentação e quais são os tipos de deslocamento que elas realizam.

Vulcões

O conceito, as características e alguns exemplos de vulcões pelo mundo.