Capitalismo

O capitalismo é o sistema econômico hegemônico no mundo. Caracteriza-se pela economia de mercado, por dividir a sociedade em classes e por ter o lucro como objetivo.

Ilustração representando a ideia de que, no capitalismo, muitas pessoas trabalham para tornar uma pessoa rica ainda mais rica.
O capitalismo é um sistema econômico caracterizado pela produção de riqueza, a qual tem relação direta com a desigualdade.

O capitalismo é o sistema econômico que prevalece no mundo atual. Surgiu na segunda metade do século XV na Europa, substituindo o feudalismo, e se estendeu para todos os continentes a partir da Primeira Revolução Industrial. Ao longo de sua história, já se configurou de diversas formas, constituindo diferentes tipos, mas se apoia em características básicas que não mudam ao longo do tempo: economia de mercado, sociedade dividida em classes, propriedade privada dos meios de produção e lucro como objetivo.

A possibilidade de aumentar o volume de riquezas no mundo, a melhoria na qualidade de mercadorias e serviços e a liberdade de escolha por parte dos consumidores são algumas de suas vantagens. Como desvantagens, pode-se apontar a crescente desigualdade socioeconômica, as constantes crises econômicas e o agravamento das questões ambientais.

Leia também: Crise do sistema feudal — como se deu?

Tópicos deste artigo

Videoaula sobre capitalismo

O que é o capitalismo?

O capitalismo é um sistema econômico, também chamado de modo de produção econômica, caracterizado pelo lucro como objetivo, existência de propriedades privadas dos meios de produção, duas classes sociais distintas (burguesia e proletariado) e economia de mercado.

Qual a origem do capitalismo?

A origem do sistema capitalista está ligada ao fim da Idade Média na Europa. Esse sistema surgiu a partir da segunda metade do século XV e, de forma gradual, passou a substituir o feudalismo, que predominava na Europa como sistema econômico. Sua abrangência atualmente é mundial e se tornou forte a partir da Primeira Revolução Industrial, no século XVIII.

Principais características do capitalismo

O capitalismo apresenta como principais características:

  • Economia de mercado regulada pela lei da oferta e da procura e pela ampla concorrência: a economia funciona por meio da oferta de mercadorias e do mercado consumidor. A lei da oferta e da procura funciona como reguladora de produção e de preços das mercadorias. De forma geral, quando a oferta de uma mercadoria ou de um serviço é maior do que sua procura, os preços tendem a diminuir. Por outro lado, quando a procura é maior do que a oferta, os preços tendem a aumentar. As empresas competem entre si pelo mercado consumidor. Essa concorrência também interfere na qualidade das mercadorias e serviços, que a priori seguem aprimorando sua qualidade.

  • Presença e defesa das propriedades privadas dos meios de produção: meio de produção é qualquer elemento capaz de gerar riquezas — um comércio, um banco, uma indústria, uma fazenda, por exemplo. No capitalismo, essas propriedades podem ser privadas, ou seja, podem pertencer a um indivíduo ou grupo particular.

  • Sociedade dividida em classes sociais: a sociedade tradicionalmente capitalista é dividida em dois grupos: os burgueses, que são os donos dos meios de produção, e o proletariado, que não é dono dos meios de produção, mas vende sua mão de obra para os burgueses. Com essa clássica divisão, obtém-se o que se configura como “patrão/empregado” atualmente.

  • Lucro como objetivo: as relações capitalistas são baseadas na busca pelo lucro. A produção, a comercialização e o trabalho devem ser geradores de lucro. Isso vale para burgueses e para o proletariado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais são os tipos de capitalismo?

As características do capitalismo o definem como um sistema econômico e dão a esse modo de produção condições para continuar existindo. Ao longo de sua história, nesses cinco séculos de vigência, é possível perceber a existência de fases distintas. São elas:

Capitalismo comercial ou mercantilismo

É o modelo que existiu no período que se estendeu do século XV ao século XVIII. O comércio era a atividade econômica com o maior potencial para geração de riquezas. Nessa fase, os governos interviam diretamente na economia, havia uma ampla preocupação com a manutenção da balança comercial favorável e medidas protecionistas eram adotadas fortemente pelos Estados nacionais.

Capitalismo industrial

Prevaleceu entre o século XIX e início do século XX, em decorrência da expansão da atividade industrial no mundo. A indústria assumiu o papel de maior geradora de riquezas, e o capitalismo assumiu a doutrina liberal como base de sustentação. Nesse período, os governos deixaram de intervir na economia, e a concorrência entre empresas permitiu o surgimento dos primeiros grandes grupos econômicos do mundo.

Essas grandes corporações, contrariando o princípio da livre concorrência, característica do sistema, iniciaram um crescente processo de monopolização de diversos setores econômicos em escala global. Os monopólios e oligopólios passaram a ser combatidos por leis criadas pelos governos de diversos países, uma vez que impossibilitaram o pleno desenvolvimento da lei da oferta e da procura.

Um dos resultados mais nocivos dessa fase do capitalismo foi a ocorrência da Crise de 1929, uma das mais emblemáticas crises do sistema capitalista, também conhecida como crise do liberalismo.

Capitalismo financeiro

Em grande parte do século XX, até a década de 1980, o capitalismo assumiu sua fase financeira. Nesse período, o sistema permitiu a ascensão de fusões entre grandes indústrias e instituições financeiras, os bancos. A união entre quem produz e quem financia foi o grande marco do capitalismo financeiro. Nesse modelo, as empresas multinacionais passaram a ser notadas no mundo, espalhando suas filiais pelos países que ofereciam mais vantagens financeiras.

Capitalismo informacional

A partir da década de 1980 até os dias atuais, o capitalismo se estabelece em sua fase informacional, caracterizada pela inserção das mais diversas e avançadas tecnologias na produção de mercadorias e serviços. Agora, percebe-se o aumento da produtividade e a aceleração do trânsito de capital, informações e pessoas.

Veja também: Globalização — o processo de integração mundial entre os países

Diferenças entre capitalismo e socialismo

Assim como o capitalismo, o socialismo é um sistema econômico, que foi colocado em prática entre os anos de 1917 e 1991, nas repúblicas da antiga União Soviética. É bastante comum a comparação entre os dois sistemas. Para facilitar o entendimento das diferenças entre eles, observe a tabela:

Característica/Princípio

Capitalismo

Socialismo

Economia

Economia de mercado regulada pela lei da oferta e da procura e pela ampla concorrência.

Economia planificada, de modo que a produção é planejada pelo Estado.

Meios de produção

Existência e defesa da propriedade privada dos meios de produção.

Existência da propriedade estatal, de modo que todos os meios de produção pertencem ao Estado, não existindo propriedade privada.

Sociedade

Sociedade dividida em duas classes sociais: a burguesia, que detém os meios de produção, e o proletariado, que vende sua força de trabalho ao burguês.

Sociedade com apenas uma classe social: a classe trabalhadora, que vende sua força de trabalho ao Estado.

Objetivo do sistema

O objetivo final desse sistema é o lucro, a acumulação de riquezas.

O objetivo final desse sistema é a produção de riquezas para que o Estado possa atender às necessidades básicas da população, garantindo seu bem-estar.

Prática

Teve início no século XV e prevalece atualmente em todo o mundo.

Teve início na Revolução Russa de 1917 e perdurou até o fim da ex-União Soviética, em 1991.

Quais são as vantagens e as desvantagens do capitalismo?

→ Vantagens do capitalismo

  • Geração de riquezas: as riquezas crescem de forma mais acelerada se comparada à dos demais sistemas econômicos existentes.

  • Eficiência das empresas e mais inovações: motivadas pela concorrência e por necessidade de aumentar o consumo, as empresas tendem a produzir mais mercadorias e serviços e de forma melhor.

  • Liberdade de escolha: os consumidores e trabalhadores possuem certa liberdade de escolha, motivada pela variedade de empresas produtoras.

→ Desvantagens do capitalismo

  • Concentração de riquezas: as riquezas crescem, mas não são distribuídas de forma igualitária entre países e empresas.

  • Desigualdades sociais: a má distribuição das riquezas é verificada de forma nítida no aumento da desigualdade socioeconômica entre as pessoas em todos os países.

  • Crises econômicas: a existência do sistema capitalista é marcada pela alternância de momentos de crescimento econômico e recessão.

  • Externalidades: são os “efeitos colaterais” do sistema. A principal externalidade do capitalismo é a degradação ambiental provocada pelo aumento do uso de recursos naturais para a produção de mercadorias, crescimento da poluição e geração de lixo, resultantes da produção.

Exercícios resolvidos sobre capitalismo

Questão 1

(Enem 2016) Quanto mais complicada se tornou a produção industrial, mais numerosos passaram a ser os elementos da indústria que exigiam garantia de fornecimento. Três deles eram de importância fundamental: o trabalho, a terra e o dinheiro. Numa sociedade comercial, esse fornecimento só poderia ser organizado de uma forma: tornando-os disponíveis à compra. Agora eles tinham que ser organizados para a venda no mercado. Isso estava de acordo com a exigência de um sistema de mercado. Sabemos que em um sistema como esse, os lucros só podem ser assegurados se se garante a autorregulação por meio de mercados competitivos interdependentes.

POLANYI, K. A grande transformação: as origens de nossa época. Rio de Janeiro: Campus, 2000 (adaptado).

A consequência do processo de transformação socioeconômica abordado no texto é a:

A) expansão das terras comunais.
B) limitação do mercado como meio de especulação.
C) consolidação da força de trabalho como mercadoria.
D) diminuição do comércio como efeito da industrialização.
E) adequação do dinheiro como elemento padrão das transações.

Resolução:

Alternativa C

A instituição do valor à mão de obra é uma das grandes características do capitalismo, que possibilitou a instituição das duas classes sociais que marcam o sistema: burguesia e proletariado.

Questão 2

(Enem 2015) O impulso para o ganho, a perseguição do lucro, do dinheiro, da maior quantidade possível de dinheiro não tem, em si mesma, nada que ver com o capitalismo. Tal impulso existe e sempre existiu. Pode-se dizer que tem sido comum a toda sorte e condição humanas em todos os tempos e em todos os países, sempre que se tenha apresentada a possibilidade objetiva para tanto. O capitalismo, porém, identifica-se com a busca do lucro, do lucro sempre renovado por meio da empresa permanente, capitalista e racional. Pois assim deve ser: numa ordem completamente capitalista da sociedade, uma empresa individual que não tirasse vantagem das oportunidades de obter lucros estaria condenada à extinção.

WEBER, M. A ética protestante e o espírito do capitalismo. São Paulo: Martin Claret, 2001 (adaptado).

O capitalismo moderno, segundo Max Weber, apresenta como característica fundamental:

A) competitividade decorrente da acumulação de capital.

B) implementação da flexibilidade produtiva e comercial.

C) ação calculada e planejada para obter rentabilidade.

D) socialização das condições de produção.

E) mercantilização da força de trabalho.

Resolução:

Alternativa C

Planejamento e cálculos de riscos são fundamentais para o desenvolvimento capitalista moderno, na visão de Max Weber. Os dois elementos visam ao alcance de mais lucro.    

Por: Larissa Mesquita

Artigos relacionados

Absolutismo

Acesse o texto para conhecer mais detalhes sobre o absolutismo. Entenda o que era, como surgiu e veja algumas características desse sistema político.

Aspectos culturais da Globalização

Confira uma breve análise sobre os aspectos culturais da Globalização e entenda essa complexa relação expressa no mundo cotidiano.

Burguesia

Clique aqui e descubra o que é burguesia. Conheça sua origem e saiba quais são suas características.

Caio Prado Júnior

Saiba um pouco mais sobre Caio Prado Júnior, político e historiador que deixou grande contribuição intelectual sobre a formação social e política do Brasil.

Capitalismo Financeiro

Leia e descubra as principais características do capitalismo financeiro.

Crise de 1929: a Grande Depressão

Acesse este link do Alunos Online e tenha acesso a importantes informações sobre a Crise de 1929, também conhecida como Grande Depressão. A Crise de 1929 foi a pior crise da história do capitalismo e marcou a decadência do liberalismo. Foi causada principalmente pela superprodução de mercadorias. Confira!

Divisão Internacional do Trabalho (DIT)

As características da DIT e suas transformações ao longo da história.

Economias Periféricas

Conceito de Economias periféricas, Como se classificam as Economias periféricas, O que leva um país a ser classificado como Economias periféricas, Quais são os pontos negativos das Economias periféricas, O que é industrialização tardia, Como ocorre a industrialização tardia, Quais são os países que tiveram uma industrialização tardia.

Fases do Capitalismo

Conheça as principais fases do capitalismo que demarcaram a sua evolução ao longo da história.

Globalização

Clique para saber tudo sobre globalização. Conheça as causas e consequências da globalização e sua evolução histórica.

Internet

Internet, mudando a vida das pessoas, Quando surgiu a internet, Em qual país surgiu a internet, A internet em pesquisas, O uso da internet em relacionamentos, amizades e namoros, O uso da internet em compras, O uso da internet em lazer e cultura.

Karl Marx

Conheça um pouco sobre Karl Marx, um dos fundadores da Sociologia clássica, criador do socialismo científico e grande pensador crítico do capitalismo.

Liberalismo

Confira aqui o surgimento do liberalismo e quais são os seus princípios fundamentais.

Liberalismo Econômico

Liberalismo Econômico, o que é Liberalismo Econômico, características do Liberalismo Econômico, Adam Smith, o surgimento do Liberalismo Econômico.

Mais-valia

Acesse o texto para entender o que é mais-valia. Veja o conceito segundo a teoria de Karl Marx e a diferença entre mais-valia dos tipos relativa e absoluta.

Meios de Produção

O conceito, as transformações e a importância dos meios de produção para os sistemas manufatureiros.

Mercantilismo

Entenda o que era o mercantilismo, quais eram suas características e como se deu seu surgimento. Aprenda quais foram os tipos de mercantilismo que existiram.

Obsolescência Programada

O conceito, os tipos e as críticas à prática da obsolescência programada ou planejada.

Problemas do Capitalismo

Veja alguns dos principais problemas do capitalismo e as questões envolvidas em relação à busca incessante por recursos e pela acumulação de riquezas.

Proletariado

Entenda o que é proletariado, sua origem e características. Saiba como esse conceito transformou a sociedade em si.

Práticas Monopolistas

Práticas monopolistas, O que é monopólio, A ligação entre o capitalismo e o monopólio, As práticas monopolistas do tipo truste, As práticas monopolistas do tipo cartel, As práticas monopolistas do tipo Holding.

Setor terciário

Entenda o que é e como se estrutura o setor terciário, o campo que mais gera empregos no estágio atual de desenvolvimento das sociedades.

Socialismo Real e Socialismo Ideal

Socialismo Real e Socialismo Ideal, as características do socialismo real, os aspectos do socialismo ideal, a diferença entre socialismo real e ideal.

Socialismo utópico

Clique no link e veja mais detalhes sobre o socialismo utópico. Entenda o que era, conheça seus pensadores e veja sua diferença com o socialismo científico.

Sociedade de Consumo

Entenda o que é e como se estrutura a sociedade de consumo, bem como os seus mecanismos de manutenção e as críticas direcionadas a esse modelo.

Taylorismo

Taylorismo, Frederick Winslow Taylor, sistema de produção, gratificação por produtividade, tayloristas, acumular capital, administração industrial, indústria, produtividade.

Tipos de Indústrias

Tipos de Indústria, Quais são os tipos de Indústria, O que é indústria, O que é indústria de base, O que é indústria de bens de consumo, Indústria de bens duráveis, Indústria de bens não-duráveis.

Trabalho Informal

O trabalho informal é caracterizado pela falta de registros oficiais. Clique e entenda!

Transnacionais

As transnacionais são empresas que atuam em diferentes países do planeta. Clique e confira!