União Soviética

A União Soviética foi uma poderosa nação socialista que existiu entre 1922 e 1991. A URSS surgiu como consequência de a Rússia ter se tornado uma nação socialista em 1917.

Bandeira da União Soviética com o machado e a foice cruzados sobre um fundo vermelho
A União Soviética foi a mais poderosa nação socialista do planeta no século XX.

A União Soviética foi uma nação que existiu, entre os anos de 1922 e 1991, como resultado da transformação da Rússia em uma nação socialista durante a Revolução de Outubro de 1917. Foi a grande nação socialista do mundo ao longo do século XX, liderando o bloco socialista durante a Guerra Fria.

Foi governada por sete governantes distintos, dos quais destacam-se Lenin, Stalin e Gorbachev. Passou por importantes acontecimentos, como a Segunda Guerra Mundial, e foi uma das nações mais atingidas nesse conflito. A crise da União Soviética levou ao seu desmembramento em 1991 e ao surgimento de 15 novos países.

Veja também: Domingo Sangrento o conflito que mudou a Rússia para sempre

Resumo sobre a União Soviética

  • A URSS foi formada em 1922, logo após a Guerra Civil Russa, como parte da união de uma série de nações soviéticas.

  • Seu primeiro líder foi Vladimir Lenin, sendo que sua morte aconteceu em 1924.

  • Um dos períodos de maior destaque da história soviética é o do governo de Josef Stalin, o stalinismo.

  • Ele liderou a luta contra os nazistas na Segunda Guerra Mundial.

  • A URSS foi uma das potências que disputaram a hegemonia global na Guerra Fria.

  • Seu desmembramento aconteceu em 1991, com a renúncia de Mikhail Gorbachev.

Videoaula sobre a União Soviética (URSS)

Como se formou a União Soviética?

A União Soviética surgiu como consequência direta da Revolução Russa de 1917 e da transformação da Rússia em uma nação socialista. A Revolução de Outubro de 1917 foi responsável por colocar os bolcheviques no poder da Rússia. Sob a liderança de Vladimir Lenin, os bolcheviques tomaram o poder e derrubaram o Governo Provisório.

Como consequência da ascensão dos bolcheviques, uma força contrarrevolucionária foi formada e invadiu a Rússia em 1918. A invasão da Rússia por essa força deu início a uma guerra civil que se estendeu de 1918 a 1921, causando milhões de mortes e destruindo o país. Ao final da guerra, as nações que formavam o antigo Império Russo se uniram e fundaram a União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS) em 30 de dezembro de 1922.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quais os países que formavam a União Soviética?

A formação da União Soviética se deu a partir da junção de diferentes nações soviéticas. Com a desagregação desse país, em dezembro de 1991, novas nações surgiram. As 15 nações que formavam a União Soviética e conquistaram sua independência quando a URSS deixou de existir foram as seguintes:

  1. Rússia

  2. Ucrânia

  3. Belarus

  4. Estônia

  5. Letônia

  6. Lituânia

  7. Armênia

  8. Geórgia

  9. Moldávia

  10. Azerbaijão

  11. Cazaquistão

  12. Tadjiquistão

  13. Quirguistão

  14. Turcomenistão

  15. Uzbequistão

Determinadas nações entre as citadas não eram parte do território russo quando do surgimento da União Soviética, em 1922. Algumas delas foram anexadas ao território soviético com o passar dos anos, como é o caso das nações bálticas, anexadas à União Soviética durante a Segunda Guerra Mundial.

Leia também: Você sabe por que a Rússia invadiu a Ucrânia?

Sucessão de Lenin e os líderes soviéticos

Vladimir Lenin era o líder dos bolcheviques e quem conduziu a tomada de poder durante a Revolução de Outubro de 1917. Naturalmente, Lenin tornou-se o primeiro líder soviético, e durante sua liderança acontecimentos importantes se passaram. Foi ele que liderou o país durante a saída da Rússia da Primeira Guerra Mundial e durante a Guerra Civil.

No período da guerra, ele autorizou a implantação do comunismo de guerra e foi o responsável pela política de reconstrução econômica da União Soviética, a Nova Política Econômica. O comando de Lenin ficou abalado por motivos de saúde: ele teve um AVC, e sua condição foi se agravando progressivamente até sua morte, em janeiro de 1924.

O falecimento de Lenin levou a uma disputa pelo poder, já iniciada quando Lenin ainda estava vivo. Os nomes que disputaram a sucessão do poder na União Soviética foram Grigori Zinoviev, Lev Kamenev, mas principalmente Leon Trotsky e Josef Stalin.

Em 1927, Stalin consolidou o seu poder, sendo oficializado como secretário-geral da União Soviética. Ele foi o segundo governante soviético, liderando o país com grande rigor e autoritarismo, e seu período de governo recebeu o nome de stalinismo. Stalin permaneceu no poder até sua morte, em 1953.

Vejamos uma lista com todos os governantes da história da União Soviética:

  1. Vladimir Lenin (1917-1924)

  2. Josef Stalin (1924-1953)

  3. Nikita Kruschev (1953-1964)

  4. Leonid Brejnev (1964-1982)

  5. Yuri Andropov (1982-1984)

  6. Konstantin Chernenko (1984-1985)

  7. Mikhail Gorbachev (1985-1991)

Stalinismo e Segunda Guerra Mundial

O stalinismo é o período da ditadura totalitária da União Soviética, estendendo-se, de fato, de 1927 a 1953, uma vez que entre 1924 e 1927 Stalin estava na disputa por consolidar o seu poder com outras figuras do partido. Ao longo da ditadura stalinista, a perseguição aos opositores foi sistemática, sendo o caso de Trotsky, expulso da União Soviética em 1929, simbólico.

Stalin também realizou o que ficou conhecido como Grande Expurgo ou Grande Terror, período marcado por repressão e violência, quando milhares de pessoas foram enviadas para campos de trabalho forçado, os gulags, ou então executados sem direito a julgamento. Além da perseguição de opositores, o stalinismo também causou uma crise de fome que foi responsável pela morte de milhões na Ucrânia.

Ademais, o governo de Stalin ficou marcado por promover uma intensa e acelerada industrialização do país por meio dos planos quinquenais. Também durante o governo dele, o país foi invadido pelas tropas da Alemanha Nazista, e a resistência soviética contra os nazistas foi crucial para a derrota alemã em 1945.

Guerra Fria

Depois da Segunda Guerra Mundial, a União Soviética se estabeleceu como uma das potências internacionais. Uma rivalidade com os Estados Unidos se formou, e estava criado o cenário do que ficou conhecido como Guerra Fria. Esse foi um conflito político-ideológico em que EUA e URSS, nações com modelos distintos, disputavam a hegemonia internacional.

Por meio da Guerra Fria, as duas nações realizaram grandes investimentos na indústria bélica, no desenvolvimento tecnológico, na economia, no esporte e em outras áreas, sempre visando sobressair-se em relação ao seu adversário. Um dos casos que demonstram essa disputa é o da exploração espacial, quando soviéticos e norte-americanos disputavam a realização de grandes avanços nesse campo. Essa disputa foi chamada de corrida espacial.

Entretanto, essa disputa entre as duas nações também levou a uma produção acelerada de armamentos, em especial de armas nucleares e termonucleares, conhecidas como armas de destruição em massa, em uma verdadeira corrida armamentista. Houve também a disputa geopolítica entre as duas nações pelo controle e influência de determinados países, como Coreia, Afeganistão e Vietnã.

A União Soviética liderava um bloco de nações socialistas, com destaque para as nações do Leste Europeu, transformadas em socialistas ao final da Segunda Guerra Mundial. O controle soviético nesses locais e a rivalidade com as nações capitalistas da Europa levaram, por exemplo, à construção do Muro de Berlim, em 1961.

Leia também: Batalha de Berlim e a queda do Reich nazista

Crise e fim da União Soviética

A decadência da União Soviética se iniciou na década de 1970, arrastando-se ao longo de toda a década de 1980. Os quadros do governo soviético careciam de reforma, sendo ocupados por figuras que não conseguiam dinamizar o comando do país. Além disso, a economia soviética viveu uma crise crônica, e diferentes governantes não conseguiram resolver a situação.

A agricultura e a indústria do país estavam enfraquecidas, o que prejudicou a União Soviética a longo prazo. A situação foi mascarada com o alto preço das commodities, como o petróleo. Altos gastos, em especial com a Guerra do Afeganistão de 1979, também contribuíram para enfraquecer a economia soviética. Durante o governo de Gorbachev, algumas reformas foram esboçadas — glasnost e perestroika — mas sem sucesso.

O enfraquecimento soviético deu força aos movimentos de independência no interior do país. Gorbachev foi vítima de um golpe, em meados de 1991, mas o golpe fracassou, e ele se sustentou no poder. Em 25 de dezembro de 1991, Ucrânia, Rússia e Belarus anunciaram a sua separação, e, em resposta a isso, Gorbachev anunciou a sua renúncia.

A renúncia de Gorbachev é considerada o fim da União Soviética, e a fragmentação soviética deu origem a 15 novos países. O fim da União Soviética também significou o fim da Guerra Fria, e as 15 novas nações fizeram transição para economias capitalistas.

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

Acidente de Chernobyl

Clique e veja o que foi o acidente de Chernobyl. Entenda quando e como esse acidente nuclear aconteceu e quais foram as suas consequências.

Batalha de Stalingrado

Saiba como e quando ocorreu a Batalha de Stalingrado e o porquê de ela ter sido tão importante no contexto da Segunda Guerra Mundial.

Comunismo

Acesse este texto para saber mais detalhes sobre o comunismo. Entenda o que é, o que propõe, como surgiu e se já existiram nações comunistas na história.

Guerra Civil Russa

Saiba o que foi a Guerra Civil Russa, que ocorreu logo após a Revolução de Outubro e a chegada dos bolcheviques no poder.

Guerra Fria

Conheça o período histórico que se seguiu após o fim da Segunda Guerra Mundial e que ficou conhecido como Guerra Fria.

Guerra do Afeganistão de 1979

Clique neste link do Alunos Online e tenha acesso a este texto que narra os eventos relacionados à Guerra do Afeganistão de 1979. Entenda quais razões levaram os soviéticos a invadir o Afeganistão em dezembro de 1979 e as consequências desse conflito, que durou uma década.

Josef Stalin

Saiba quem foi e o que fez Josef Stalin, líder da URSS que construiu um vasto império à custa da vida de milhões de pessoas.

Nova política Econômica na Rússia

O plano econômico de Lênin, após a Revolução Russa.

Revolução de Outubro de 1917, a Revolução Bolchevique

A Revolução de Outubro de 1917 representou a ascensão dos bolcheviques ao poder na Rússia.