Holodomor

Holodomor foi a grande crise de fome pela qual a Ucrânia passou entre os anos de 1931 e 1933. Holodomor significa "morte por fome".

Estátua de uma menina, monumento em memória das vítimas do Holodomor, na Ucrânia.
Monumento em memória das vítimas do Holodomor, genocídio causado pela fome, entre 1923-1933, na Ucrânia. [1]

Holodomor é o nome dado ao período de grande fome que os ucranianos passaram entre os anos de 1931 e 1933. Seus responsáveis foram os soviéticos, sob a política de Stalin, que assumiu o poder da URSS após a morte de Lenin, em 1924, e se tornou um ditador, permanecendo no posto até 1953. Suas medidas ocasionaram o Holodomor, com pessoas mortas pelas ruas, tamanho o número de cadáveres. Outros tantos foram presos por roubarem comida.

Leia também: Holocausto — outro genocídio do século XX, que atingiu principalmente os judeus

Tópicos deste artigo

Resumo sobre o Holodomor

  • O Holodomor foi um período de grande fome que ocorreu na Ucrânia entre 1931 e 1933 e que resultou na morte de milhares de pessoas no país.

  • Os responsáveis pelo Holodomor foram os soviéticos e a política de Stalin.

  • As causas do Holomodor foram as políticas agrícolas da União Soviética, que estipulavam plantações coletivas, não aceitas por muitos produtores, que foram presos por isso. Após uma safra ruim, originou-se uma grande fome.

  • O fim do Holodomor se deu apenas depois de milhões de mortes, com novas políticas agrícolas. Suas consequências foram, além do genocídio, várias prisões e a pauperização da população.

  • Stalin foi quem assumiu o poder na URSS após a morte de Lenin, líder da Revolução Russa, em 1924. Ele ficou no posto até 1953 e se tornou um ditador.

Videoaula sobre o Holodomor

O plano soviético e as causas do Holodomor

Josef Stalin, que assumiu o poder soviético depois da morte do líder da Revolução Russa, Vladimir Lenin, em 1924, começou, em 1928, uma ampla ação para a modernização do país. Essas medidas foram chamadas de Primeiro Plano Quinquenal e objetivavam transformar a agricultura privada em coletiva.

Com isso, esperava-se que a produção aumentasse e que os excedentes fossem comercializados com outras potências mundiais. Almejava-se ainda que, como fruto desse comércio, finalmente a industrialização da URSS aconteceria, visto que era atrasada nesse quesito desde os tempos anteriores à Revolução Russa.

No entanto, alguns proprietários de terras, chamados de culaques, ao terem que abrir mão de suas posses à força — sendo expulsos dos locais e, muitas vezes, presos como inimigos políticos —, mostraram resistência, o que gerou uma crise, tendo em vista que o governo soviético também os deixava sem acesso a alimentos, isolando-os na Sibéria ou outros lugares quase inabitáveis. Muitos foram os religiosos e intelectuais, por exemplo, também deportados nesse período.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aos poucos, foi se extinguindo toda a base agrícola produtiva do país, forçando um êxodo rural, ou seja, a população passou a buscar abrigo e condições de subsistência no meio urbano.

Veja também: O grande terror stalinista — período de perseguição e morte sob o governo de Stalin

Como ocorreu o Holodomor?

A Ucrânia, por sua vez, produzia bem até 1930 e tivera uma adequada colheita para aquele ano, nessas condições. Para se ter uma ideia, foi responsável por 1/3 do trigo soviético, porém esse feito não foi possível na safra subsequente. E já que em toda a URSS a produção não estava boa, o governo apoderou-se da metade do que havia sido produzido pelos ucranianos, lesando, assim, o acesso à comida da própria população do país.

Soma-se a isso o movimento nacionalista instaurado na Ucrânia desde 1920, visto pela URSS como contrarrevolucionário. Dessa forma, foi negada ajuda diante da crise da fome. Acredita-se, em algumas linhas historiográficas, que o Holodomor foi parte de uma estratégia stalinista para neutralizar seus opositores ucranianos.

Fim do Holodomor e suas consequências para a Ucrânia

Foto de um homem caído em uma rua na Ucrânia, durante o Holodomor.
Vítima do Holodomor nas ruas da Ucrânia. Foto de Alexander Wienerberger, de 1932. [2]

O Holodomor só teve fim quando a política agrícola soviética foi ajustada, contemplando ainda a produção coletiva. Porém, para que isso acontecesse, a população ucraniana teve que forçar os stalinistas com uma grande revolta, em 1933, prejudicando a produção.

O governo soviético, mesmo enxergando as dificuldades por conta de pragas, temperaturas e baixa tecnologia, negou-se a oferecer ajuda. Os trabalhadores rurais que restavam também não tinham interesse em produzir enquanto a URSS aumentava sobre eles as metas de produtividade. Campos de trabalho foram formados, forçando as pessoas a trabalharem, e caso se negassem ou tentassem sair desses locais com alimentos, poderiam ser presas — mesmo crianças eram condenadas.

Diante de toda essa situação, a rebelião foi iminente, ao passo que o governo respondeu, ainda no argumento da “contrarrevolução”, prendendo cerca de cem mil pessoas e enviando-as aos gulags (campos de trabalho forçado na URSS).

O pico de mortes na Ucrânia durante o Holodomor foi de trinta mil por dia. Os soviéticos denegavam os dados. Para se ter uma ideia, em certo período passou-se a consumir carne humana, tamanha a fome.

A política agrícola de fato só foi aceita depois de reformulada com Mikhail Gorbatchov, já na década de 1980, com o processo de reabertura da URSS. Em 2006, o Holodomor foi declarado e reconhecido como genocídio pela ONU.

Saiba mais: O que levou a Rússia a invadir a Ucrânia em 2022?

Quem foi Stalin?

Josef Stalin foi secretário-geral do Partido Comunista da Rússia na época da revolução. Desde a morte de Lenin, que a liderava e passou a conduzir o país no período pós-revolucionário, assumiu como primeiro-ministro, cargo no qual permaneceu até sua morte, em 1953.

Ao longo do tempo, Stalin se mostrou um verdadeiro ditador, que não poupava condenações a seus inimigos políticos, chamados de “inimigos da revolução”. Assim, condenou milhares ao exílio e até à morte. Para saber mais sobre esse ditador, clique aqui.

Créditos das imagens

[1] Drop of Light/ Shutterstock

[2] Alexander Wiernerberg/ Wikimedia Commons

Fontes

RIBEIRO, L. de M. Holodomor: o genocídio ucraniano. Associação Internacional de Estudos Ibero-Eslavos, v. 2, 2010. Disponível em: https://www.academia.edu/1869830/Holodomor_O_Genoc%C3%ADdio_Ucraniano.

TAMANINI, P. A. O Holodomor e a memória da fome dos ucranianos (1931-1933): os ressentimentos na História. Projeto História: Revista do Programa de Estudos Pós-Graduados de História, [S. l.], v. 64, 2019. DOI: 10.23925/2176-2767.2019v64p154-184. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/revph/article/view/40777.

Por: Mariana de Oliveira Lopes Barbosa

Artigos relacionados

Declaração Universal dos Direitos Humanos

Acesse o link e saiba o que é Declaração Universal dos Direitos Humanos. Entenda seu objetivo e veja o que diz esse importante documento.

Genocídio

O crime de genocídio é mais comum do que pensamos, e a história da humanidade está cheia de relatos horríveis. Venha entender do que se trata!

Gulags

Saiba o que foram os Gulags e em que contexto eles foram desenvolvidos. Veja como funcionavam e dados sobre as mortes nesses locais.

Holocausto

Clique no link e veja detalhes a respeito do Holocausto, o genocídio promovido pelos nazistas durante os anos da Segunda Guerra Mundial.

Josef Stalin

Saiba quem foi e o que fez Josef Stalin, líder da URSS que construiu um vasto império à custa da vida de milhões de pessoas.

O grande terror stalinista

Saiba o que foi o grande terror stalinista, época em que o líder Josef Stalin promoveu uma série de retaliações contra a população.

União Soviética

Clique e saiba o que foi a União Soviética. Entenda como surgiu, que países fizeram parte, quem foram seus líderes e veja a crise que levou a URSS ao fim.

Você sabe por que a Rússia invadiu a Ucrânia?

Clique aqui para saber por que a Rússia invadiu a Ucrânia em fevereiro de 2022.