Genética

A Genética é um campo de conhecimento que se dedica ao estudo dos mecanismos de herança biológica. Mendel é considerado o pai da Genética.

Cientista fazendo estudos relacionados à área da Genética.
O avanço da Genética permitiu melhorias em vários campos da nossa vida.

    A Genética é uma área da Biologia voltada para o estudo da hereditariedade. Trata-se de uma área relativamente nova, tendo sido observado pouco desenvolvimento até o século XX. Quando falamos em Genética, não podemos deixar de citar Gregor Mendel, considerado pai dessa importante área do conhecimento.

Ele desenvolveu experimentos utilizando ervilhas e chegou a importantes resultados mesmo antes de conhecermos estruturas como os cromossomos. Atualmente, os conhecimentos sobre Genética permitiram importantes avanços, como o desenvolvimento de transgênicos, o uso de células-tronco, entre outros.

Leia também: Charles Darwin — o pesquisador que ficou conhecido por sua teoria evolucionista

Resumo sobre Genética

  • Genética é uma área voltada para o estudo da hereditariedade.

  • Gregor Mendel é considerado o pai da Genética.

  • Mendel realizou cruzamentos com ervilhas e pôde perceber melhor como as características são passadas de uma geração para outra.

  • Conhecer conceitos básicos, como os de alelos, cromossomos e genes, é fundamental para o entendimento da Genética.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é Genética?

Genética é uma área da Biologia que estuda os mecanismos relacionados com a hereditariedade, ou seja, como as características são passadas de pais para filhos ao longo das gerações.

Apesar de a curiosidade a respeito da herança biológica não ser recente, considera-se que a Genética realmente teve início com os trabalhos de Gregor Mendel, em 1865. Vale destacar que os trabalhos de Mendel não foram imediatamente difundidos, sendo descobertos pela comunidade científica apenas em 1900.

Atualmente, a Genética evoluiu bastante, e os conhecimentos adquiridos permitiram avanços em várias áreas, indo desde a agricultura até a medicina, por exemplo. O avanço da Genética nos permitiu criar clones, desenvolver transgênicos, realizar testes de paternidade, compreender melhor algumas doenças, obter organismos com características novas por meio da engenharia genética, entre vários outros exemplos.

Gregor Mendel, o pai da Genética

Gregor Mendel é conhecido como pai da Genética, uma vez que seus trabalhos foram essenciais para o desenvolvimento dessa área de conhecimento.

Mendel nasceu em 20 de julho de 1822, em uma região da Áustria que hoje faz parte da República Tcheca. Ele cresceu em uma área rural, onde recebeu treinamento agrícola na escola. Aos 21 anos de idade, Mendel entrou para um monastério, o Monastério Agostiniano de St. Thomas, para completar seu estudos.

Posteriormente, foi estudar na Universidade de Viena, onde frequentou cursos de Física e Química. Durante esse período, Mendel cresceu muito como cientista e, entre outros pontos importantes, aprendeu a usar a Matemática para explicar fenômenos naturais.

Após concluir os estudos na Universidade de Viena, Mendel retornou para o monastério, onde dedicou-se a lecionar na escola local e realizar suas importantes pesquisas. A mais relevante delas é o experimento utilizando ervilhas, o qual iniciou-se em torno de 1857. O resultado das experiências foi relatado em um trabalho intitulado Experimentos com plantas híbridas, no ano de 1865.

Ilustração representando Gregor Mendel, considerado o pai da Genética.
Mendel é considerado o pai da Genética.

A escolha das ervilhas foi importante, uma vez que se trata de uma espécie com curto tempo de geração, grande número de descendentes e que apresenta uma grande quantidade de variedades. Por meio de seus estudos, ele deduziu dois princípios fundamentais: a chamada lei da segregação dos fatores e a lei da segregação independente.

A princípio, os trabalhos de Mendel não foram vistos com a devida importância, tendo sido ignorados por cerca de 35 anos. Somente em 1900 o trabalho de Mendel foi realmente apreciado.

Os cientistas Hugo de Vries, na Holanda, Carl Correns, na Alemanha, e Erich Von Tschermak, na Áustria, buscavam dados para fortalecer os seus próprios trabalhos e encontraram o que procuravam nos trabalhos de Mendel.

As ideias de Mendel começaram a ser divulgadas na comunidade científica, e ele passou a ser conhecido como o pai da Genética. Infelizmente, Mendel faleceu antes de receber o devido reconhecimento pelo seu trabalho, em 6 de janeiro de 1884.

Conceitos básicos de Genética

Para compreender melhor a Genética, conhecer alguns conceitos é essencial. Veja a seguir alguns dos principais conceitos dessa área da Biologia.

  • Alelo dominante: alelo que se expressa mesmo em heterozigose.

  • Alelo recessivo: alelo que só se expressa em homozigose.

  • Alelos: formas alternativas de um gene que podem produzir diferentes efeitos fenotípicos.

  • Codominância: quando dois alelos em heterozigose se expressam.

  • Cromossomos homólogos: par de cromossomos que possuem genes para as mesmas características nos loci correspondentes. Um desses cromossomos é herdado da mãe, e o outro, do pai.

  • Cromossomos: estruturas formadas por uma molécula de DNA e proteínas associadas.

  • Epistasia: interação gênica em que um alelo de um gene bloqueia a expressão dos alelos de outro gene.

  • Fenótipo: características bioquímicas, fisiológicas e morfológicas observáveis em um indivíduo que são determinadas por sua constituição genética. O fenótipo pode ser alterado devido à ação do meio.

  • Genes: unidades de informação hereditária que codificam e determinam as características dos organismos.

  • Genótipo: composição genética de um organismo.

  • Heterozigoto: indivíduo que apresenta dois alelos diferentes para um determinado gene.

  • Homozigoto: indivíduo que apresenta dois alelos iguais para um determinado gene.

  • Locus gênico: posição específica no cromossomo onde está um determinado gene.

Acesse também: Como estudar Biologia para o Enem

Exercícios resolvidos de Genética

Questão 1

(Unicamp) Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas nas definições a seguir.

(I) _____________ é o conjunto de toda a informação genética de um organismo.

(II) _____________ é um trecho do material genético que fornece instruções para a fabricação de um produto gênico.

(III) _____________ é a constituição de alelos que um indivíduo possui em um determinado loco gênico.

(IV) _____________ é a correspondência que existe entre códons e aminoácidos, relativa a uma sequência codificadora no DNA.

A) (I) Código genético; (II) Alelo; (III) Homozigoto; (IV) Gene.

B) (I) Genoma; (II) Gene; (III) Genótipo; (IV) Código genético.

C) (I) Código genético; (II) DNA; (III) Genótipo; (IV) tRNA.

D) (I) Genoma; (II) Código genético; (III) Homozigoto; (IV) tRNA.

Resolução:

Alternativa B

(I) Genoma é o conjunto de toda a informação genética de um organismo.

(II) Gene é um trecho do material genético que fornece instruções para a fabricação de um produto gênico.

(III) Genótipo é a constituição de alelos que um indivíduo possui em um determinado loco gênico.

(IV) Código genético é a correspondência que existe entre códons e aminoácidos, relativa a uma sequência codificadora no DNA.

Questão 2

(Unicentro) Com relação à interação entre alelos de um mesmo gene, a codominância é:

A) a condição em indivíduos heterozigóticos na qual o fenótipo é intermediário entre os fenótipos dos dois homozigóticos.

B) a condição na qual os indivíduos heterozigóticos apresentam fenótipo idêntico a um dos homozigóticos.

C) o fenômeno no qual ambos os membros de um par de alelos se expressam no indivíduo heterozigótico, contribuindo para o fenótipo.

D) o fenômeno de um gene condicionar ou influenciar mais de uma característica no indivíduo.

Resolução:

Alternativa C

A codominância ocorre quando dois alelos que estão em heterozigose se expressam.

Questão 3

(Fuvest) Para que a célula possa transportar, para seu interior, o colesterol da circulação sanguínea, é necessária a presença de uma determinada proteína em sua membrana. Existem mutações no gene responsável pela síntese dessa proteína que impedem a sua produção. Quando um homem ou uma mulher possui uma dessas mutações, mesmo tendo também um alelo normal, apresenta hipercolesterolemia, ou seja, aumento do nível de colesterol no sangue. A hipercolesterolemia devida a essa mutação tem, portanto, herança:

A) autossômica dominante.

B) autossômica recessiva.

C) ligada ao X dominante.

D) ligada ao X recessivo.

E) autossômica codominante.

Resolução:

Alternativa A

Devido ao fato de um único alelo ser responsável pela expressão da doença e não haver diferença entre os sexos, trata-se de uma doença autossômica dominante.    

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos de Genética

A genética por trás da calvície

Clique aqui e descubra os fatores genéticos que influenciam a calvície!

Alelos dominantes e recessivos

Clique aqui e compreenda a diferença entre alelos dominantes e recessivos!

Alelos letais

Compreenda o que são alelos letais e conheça alguns exemplos.

Alterações cromossômicas estruturais

Descubra um pouco mais sobre as alterações cromossômicas estruturais, mudanças que ocorrem na morfologia dos cromossomos. Neste texto, explicaremos a estrutura básica de um cromossomo e descreveremos os tipos de alterações cromossômicas estruturais que podem ocorrer: deleções, duplicações, inversões e translocações.

Aneuploidias

Compreenda o que são aneuploidias e seus principais tipos.

Cariótipo

Clique e conheça as principais características do cariótipo, o conjunto de cromossomos humanos.

Células-tronco totipotentes, pluripotentes e multipotentes

Clique aqui e descubra a diferença entre células-tronco totipotentes, pluripotentes e multipotentes.

Como analisar um heredograma?

Compreenda aqui como analisar um heredograma passo a passo!

Cromatina sexual

Clique aqui e veja o que é a cromatina sexual e porque o teste da cromatina sexual pode ser utilizado em casos de dúvida quanto ao sexo.

Cromossomos

Conheça as características dos cromossomos, bem como sua classificação de acordo com a posição do centrômero.

Daltonismo

Clique aqui e saiba mais sobre o daltonismo, essa anomalia genética que afeta mais homens do que mulheres.

Determinação cromossômica do sexo

Saiba como ocorre a determinação cromossômica do sexo e quais são os sistemas de determinação.

Determinação do sexo em répteis

Clique aqui e veja como ocorre a determinação sexual de alguns répteis.

Distrofia muscular de Duchenne

Compreenda mais sobre a Distrofia muscular de Duchenne, uma doença genética muito comum em homens.

Doença de Lorenzo – Adrenoleucodistrofia

Compreenda mais sobre a adrenoleucodistrofia, também conhecida como a doença de Lorenzo.

Doença de Pompe

Saiba mais sobre a Doença de Pompe, uma herança recessiva bastante rara em todo o mundo.

Dominância incompleta e codominância

Compreenda a diferença entre dominância incompleta e codominância.

Epistasia

Compreenda o que é epistasia, um importante tipo de interação gênica que afeta a plumagem de galinhas e a pelagem de labradores.

Eritroblastose fetal

Amplie seus conhecimentos sobre a eritroblastose fetal, também conhecida como doença hemolítica do recém-nascido.

Euploidia

Compreenda o que é euploidia, um tipo de alteração cromossômica numérica.

Genes

Saiba mais sobre os genes, porções de DNA que carregam as informações necessárias para a síntese de proteínas em nosso corpo.

Genótipo e fenótipo

Aprenda a diferença entre genótipo e fenótipo para ampliar seus conhecimentos em Genética e não cometer equívocos sobre o assunto!

Gregor Mendel

Você já ouviu falar sobre Gregor Mendel? Clique aqui e conheça um pouco mais sobre a vida e as contribuições desse pesquisador.

Hemofilia

Clique aqui e aprenda mais sobre a hemofilia, uma doença que apresenta como manifestação clínica mais importante os sangramentos.

Hemofilia, uma anomalia ligada ao sexo

Clique aqui e saiba mais o que é a hemofilia e quais as suas causas e tratamento.

Herança ligada ao sexo

Compreenda o que é a herança ligada ao sexo e algumas doenças determinadas por ela.

Hereditariedade

Clique aqui e entenda a hereditariedade, além de como todas as nossas características físicas e fisiológicas são herdadas.

Heterocromia

Entenda o que é a heterocromia, uma condição rara em humanos, mas comum em alguns animais como cachorros e gatos.

Homozigoto e heterozigoto

Aprenda a diferença entre homozigoto e heterozigoto e amplie seu conhecimento em Genética!

Interação gênica

Aprenda um pouco mais a respeito da interação gênica, uma situação em que se observam dois ou mais genes atuando em um mesmo caráter. Aprenda também a diferença entre interação gênica do tipo não epistática e do tipo epistática, além de conhecer exemplos que ilustram bem esses tipos de interação.

Mutação

Compreenda o que é mutação, como ela ocorre e sua importância no processo evolutivo e na manutenção da variabilidade genética entre indivíduos.

Primeira Lei de Mendel

Saiba quem foi Mendel e conheça suas descobertas no campo da genética.

Probabilidade Aleatória de Eventos Genéticos

Probabilidade, Análise estatística, Casualidade, Eventos aleatórios, Lançamento de moeda, Universo amostral, Genética, Formação dos gametas, Cromossomos homólogos, Genes alelos, Gametogênese, Meiose, Lei da segregação genética, Primeira lei de Mendel.

Problemas causados pela transfusão de sangue

Veja aqui quais problemas podem ocorrer em uma transfusão de sangue.

Raça na Espécie Humana

Populações, Raça, Subespécies, Características genéticas, Espécie humana, Diferença gênica, Heterogeneidade populacional, Variabilidade, Evolução hominídea, Isolamento geográfico.

Segunda lei de Mendel

Clique aqui e entenda a segunda Lei de Mendel bem como o impacto dela para a compreensão da hereditariedade.

Síndrome de Down

Aprenda mais sobre a síndrome de Down clicando aqui. Neste texto falaremos o que causa essa síndrome e as características das pessoas que a possuem.

Síndrome de Klinefelter

Saiba mais sobre a Síndrome de Klinefelter, uma anomalia genética que apresenta o cariótipo 47, XXY.

Síndrome de Turner

Saiba mais sobre a Síndrome de Turner, uma doença genética caracterizada pela deleção de um cromossomo sexual.

Sistema ABO

Saiba as características e as relações que existem entre os diferentes tipos sanguíneos do sistema ABO.

Sistema Rh de grupo sanguíneo

Clique aqui e saiba o que é sistema Rh de grupo sanguíneo e como ele foi descoberto.

Transfusão de Sangue

Procedimento seguro utilizado quando não existem alternativas para o tratamento de pacientes específicos, como transplantados e vítimas de acidentes graves.

Transgênicos

Engenharia genética, Genes, Seres vivos, Transferência de fragmentos cromossômicos, Hormônio insulina, Plantas transgênicas, Organismos geneticamente modificados, Alteração na molécula de DNA, Características supra-apuradas, Desequilíbrios ecológicos, Efeitos carcinogênicos.

Variabilidade genética

Compreenda o que é variabilidade genética, conheça os fatores que a influenciam, e entenda a relação entre variabilidade genética e evolução.