Cromossomos

Os cromossomos são estruturas formadas por uma molécula de DNA associada a proteínas histonas.

Esquema de um cromossomo. Cada cromossomo é composto por vários genes
Esquema de um cromossomo. Cada cromossomo é composto por vários genes

Os cromossomos são estruturas formadas por uma molécula de DNA que se encontra associada a proteínas chamadas de histonas. Normalmente, a molécula de DNA dá voltas sobre oito moléculas de histonas, sendo esse conjunto chamado de nucleossomos. Estes, por sua vez, associam-se e formam uma estrutura compacta.

Para que ocorra a divisão celular, o material genético precisa ser duplicado. Aparecem, então, dois filamentos cromossômicos iguais que se unem através de uma região chamada de centrômero. Cada uma dessas estruturas recebe o nome de cromátide, sendo que as duas cromátides de um mesmo cromossomo recebem o nome de cromátides irmãs.

O centrômero, também chamado de constrição primária, é uma área de contrição com DNA bastante espiralado. Além dessa região, podem existir outros locais de contrição. Os centrômeros, além de unirem as cromátides, são as regiões onde os microtúbulos prendem-se para separar as cromátides durante os processos de divisão celular.

A região onde está localizado o centrômero dividirá o cromossomo em duas partes distintas que recebem o nome de braços cromossômicos. Os cromossomos podem ser classificados, utilizando-se como critério a posição do centrômero, em quatro tipos básicos:

- Metacêntrico O centrômero está localizado no meio do cromossomo. Nesse caso, há braços de tamanhos aproximadamente iguais.

- Submetacêntrico – O centrômero não está localizado exatamente no meio do cromossomo. Nesse tipo, percebe-se que os braços apresentam tamanho desigual, sendo um relativamente menor que o outro.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

- Acrocêntrico – O centrômero está próximo à extremidade de um dos braços. Há, nesse caso, um braço muito maior que o outro.

- Telocêntrico – O centrômero está bem na extremidade do cromossomo, dando a aparência de que ele possui apenas um braço.

Observe os quatro tipos de cromossomos e a localização dos centrômeros
Observe os quatro tipos de cromossomos e a localização dos centrômeros

É importante destacar que cada espécie possui um padrão de cromossomos, que se diferenciam pela forma, tamanho e número. Na espécie humana, por exemplo, existem 46 cromossomos; já, no arroz, são encontrados 12. Cada par possui dois cromossomos que são ditos homólogos, ou seja, temos 46 cromossomos ou 23 pares homólogos.

O conjunto de cromossomos, com sua forma, tamanho e número, forma o chamado cariótipo. Observe abaixo o cariótipo da espécie humana. Observe que são 22 pares de cromossomos autossômicos e dois cromossomos sexuais. Na mulher, há dois cromossomos X. No homem, há um X e um Y.

​Observe o cariótipo de uma pessoa do sexo masculino (XY) com seus cromossomos de diversas formas e tamanhos
Observe o cariótipo de uma pessoa do sexo masculino (XY) com seus cromossomos de diversas formas e tamanhos

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Alterações cromossômicas estruturais

Descubra um pouco mais sobre as alterações cromossômicas estruturais, mudanças que ocorrem na morfologia dos cromossomos. Neste texto, explicaremos a estrutura básica de um cromossomo e descreveremos os tipos de alterações cromossômicas estruturais que podem ocorrer: deleções, duplicações, inversões e translocações.

Células haploides e diploides

Aprenda a diferença entre células haploides e diploides e conheça também o que são as chamadas células poliploides.

Determinação cromossômica do sexo

Saiba como ocorre a determinação cromossômica do sexo e quais são os sistemas de determinação.

Diferença entre mitose e meiose

Existem diferenças significativas entre os processos de divisão celular, denominados meiose e mitose. Leia nosso texto e aprenda quais são essas diferenças.

Epistasia

Compreenda o que é epistasia, um importante tipo de interação gênica que afeta a plumagem de galinhas e a pelagem de labradores.

Fluxo gênico

Entenda o que é fluxo gênico, como ele ocorre e como esse fenômeno evita o surgimento de novas espécies por meio da homogenização das populações.

Genes

Saiba mais sobre os genes, porções de DNA que carregam as informações necessárias para a síntese de proteínas em nosso corpo.

Genética nas provas do Enem

Entenda como é abordada a Genética nas provas do Enem e por que é tão importante estudar esse conteúdo antes da realização das provas.

Genótipo e fenótipo

Aprenda a diferença entre genótipo e fenótipo para ampliar seus conhecimentos em Genética e não cometer equívocos sobre o assunto!

Hemofilia

Clique aqui e aprenda mais sobre a hemofilia, uma doença que apresenta como manifestação clínica mais importante os sangramentos.

Homozigoto e heterozigoto

Aprenda a diferença entre homozigoto e heterozigoto e amplie seu conhecimento em Genética!

Interação gênica

Aprenda um pouco mais a respeito da interação gênica, uma situação em que se observam dois ou mais genes atuando em um mesmo caráter. Aprenda também a diferença entre interação gênica do tipo não epistática e do tipo epistática, além de conhecer exemplos que ilustram bem esses tipos de interação.

Núcleo celular

O núcleo celular é responsável pelo controle das atividades celulares

Síndrome de Down

Aprenda mais sobre a síndrome de Down clicando aqui. Neste texto falaremos o que causa essa síndrome e as características das pessoas que a possuem.