Romantismo no Brasil

Romantismo no Brasil tinha caráter nacionalista e burguês. As fases da poesia romântica brasileira ficaram conhecidas como indianismo, ultrarromantismo e condoreirismo.

“Independência ou morte!”, obra do pintor romântico Pedro Américo (1843-1905).
“Independência ou morte!”, obra do pintor romântico Pedro Américo (1843-1905).

O romantismo no Brasil surgiu em 1836 como reflexo do sentimento de nacionalidade que tomou conta do país a partir da independência, ocorrida em 1822. Portanto, configurou-se como um projeto de construção de uma identidade nacional. Para isso, elegeu o índio e a floresta como símbolos nacionais e empreendeu o enaltecimento da pátria.

A poesia romântica é dividida em três fases: o indianismo possui caráter nacionalista, o ultrarromantismo está associado ao sofrimento amoroso e à morbidez, e o condoreirismo apresenta crítica sociopolítica. Já a prosa romântica é composta por romances indianistas, urbanos, regionalistas e históricos.

Leia também: Realismo no Brasil — a visão antirromântica da realidade brasileira

Tópicos deste artigo

Resumo sobre romantismo no Brasil

  • O romantismo no Brasil foi marcado pelo nacionalismo e pela exibição dos costumes burgueses.

  • Autores como Gonçalves Dias, Álvares de Azevedo, Castro Alves e José de Alencar fizeram parte do romantismo no Brasil.

  • O romantismo chegou ao país em 1836, poucos anos depois da independência do Brasil.

  • A poesia romântica é divida em três fases: indianismo, ultrarromantismo e condoreirismo.

  • A prosa romântica é composta por romances indianistas, urbanos, regionalistas e históricos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Características do romantismo no Brasil

A literatura romântica, no Brasil, apresenta três fases na poesia e quatro tipos diferentes de prosa. Desse modo, os poetas românticos produziram uma poesia indianista, ultrarromântica e social. Já os romancistas escreveram romances indianistas, urbanos, regionalistas e históricos.

Portanto, de forma geral, o romantismo no Brasil possuía as seguintes características:

  • nacionalismo;

  • indianismo;

  • bucolismo;

  • amor idealizado;

  • mulher idealizada;

  • exagero sentimental;

  • costumes burgueses;

  • crítica social.

Leia também: Escolas literárias no Enem — como esse tema é cobrado?

Quais são os principais autores do romantismo no Brasil?

  • Gonçalves de Magalhães (1811-1882) — 1a fase

  • Gonçalves Dias (1823-1864) — 1a fase

  • Álvares de Azevedo (1831-1852) — 2a fase

  • Casimiro de Abreu (1839-1860) — 2a fase

  • Fagundes Varela (1841-1875) — 2a fase

  • Castro Alves (1847-1871) — 3a fase

  • Sousândrade (1832-1902) — 3a fase

  • Joaquim Manuel de Macedo (1820-1882) — romance urbano

  • José de Alencar (1829-1877) — romance indianista, urbano, regionalista e histórico

  • Manuel Antônio de Almeida (1830-1861) — romance urbano

  • Visconde de Taunay (1843-1899) — romance regionalista

  • Franklin Távora (1842-1888) — romance regionalista

  • Bernardo Guimarães (1825-1884) — romance regionalista

  • Maria Firmina dos Reis (1822-1917) — romance regionalista

Principais obras do romantismo no Brasil

  • Suspiros poéticos e saudades (1836) — Gonçalves de Magalhães

  • A moreninha (1844) — Joaquim Manuel de Macedo

  • Últimos cantos (1851) — Gonçalves Dias

  • Lira dos vinte anos (1853) — Álvares de Azevedo

  • Memórias de um sargento de milícias (1854) — Manuel Antônio de Almeida

  • O guarani (1857) — José de Alencar

  • O guesa errante (1884) — Sousândrade

  • As primaveras (1859) — Casimiro de Abreu

  • Úrsula (1859) — Maria Firmina dos Reis

  • Vozes da América (1864) — Fagundes Varela

  • Iracema (1865) — José de Alencar

  • Inocência (1872) — Visconde de Taunay

  • Senhora (1875) — José de Alencar

  • A escrava Isaura (1875) — Bernardo Guimarães

  • O cabeleira (1876) — Franklin Távora

  • Os escravos (1883) — Castro Alves

Contexto histórico do romantismo no Brasil

Em 1807, com Portugal sob a ameaça de invasão francesa, D. João VI (1767-1826) e sua corte fugiram rumo ao Brasil. Eles chegaram ao Rio de Janeiro em 1808. Assim, a colônia portuguesa passou a apresentar não apenas uma importância econômica mas também política, já que se transformou na sede do governo português.

Mais tarde, em 1815, a colônia ascendeu a reino quando D. João VI criou o Reino Unido de Portugal, Brasil e Algarves. Contudo, com a independência do Brasil, em 1822, teve início o período histórico conhecido como Brasil Império, que durou até 1889. Esses acontecimentos no início do século XIX despertaram, em artistas e intelectuais, o sentimento de nacionalidade, que levou ao romantismo brasileiro.

Leia também: Naturalismo — a corrente mais extremada do movimento realista

Fases do romantismo no Brasil

A poesia romântica brasileira é dividida em três fases:

  • 1a fase do romantismo no Brasil (1836 a 1852)

A poesia indianista ou nacionalista brasileira elege o indígena como herói nacional e a floresta como pano de fundo para suas ações. Portanto, em meio a esse ambiente bucólico, o amor e a mulher são apresentados de forma idealizada. Assim, atos heroicos e sentimentos nobres são expressos em versos regulares.

  • Videoaula sobre a 1ª fase do romantismo brasileiro

  • 2a fase do romantismo no Brasil (1853 a 1869)

A poesia ultrarromântica (ou byroniana) brasileira está associada ao sofrimento amoroso, causado pelo amor impossível por uma mulher ideal. Essa fase foi caracterizada pelo escapismo (fuga da realidade), pessimismo e saudosismo. Marcada pelo mal do século (tédio e melancolia), essa geração de poetas apresentava obsessão pela morte, única saída para os sofrimentos.

  • Videoaula sobre a 2a fase do romantismo no Brasil

  • 3a fase do romantismo no Brasil (1870 a 1880)

O condoreirismo foi a fase da poesia romântica que apresentou crítica sociopolítica e, portanto, não empreendeu a fuga da realidade. Porém, ainda possuía elementos tipicamente românticos, como o uso de hipérboles, vocativos e exclamações. Afinal, o poeta não queria demonstrar seus sentimentos, mas provocar a emoção de seus leitores e leitoras.

  • Videoaula sobre a 3a fase do romantismo no Brasil

Já a prosa romântica não apresenta fases e possui quatro tipos específicos de romance:

  • Romance indianista: amor e mulher idealizados; o indígena é o herói nacional; floresta como símbolo nacional; reconstituição do passado histórico; vassalagem amorosa.

  • Romance urbano: melodramático; amor e mulher idealizados; a ação se passa no Rio de Janeiro; costumes burgueses; obstáculos ao amor entre o herói e a heroína.

  • Romance regionalista: amor e mulher idealizados; regionalismo; o homem do campo é o herói nacional; costumes da sociedade rural.

  • Romance histórico: amor e mulher idealizados; o enredo depende de fatos históricos; presença de personagens fictícios e históricos.

Exercícios resolvidos sobre romantismo no Brasil

Questão 01

(Enem) O trecho a seguir é parte do poema “Mocidade e morte”, do poeta romântico Castro Alves:

Oh! eu quero viver, beber perfumes
Na flor silvestre, que embalsama os ares;
Ver minh’alma adejar pelo infinito,
Qual branca vela n’amplidão dos mares
No seio da mulher há tanto aroma...
Nos seus beijos de fogo há tanta vida...
— Árabe errante, vou dormir à tarde
À sombra fresca da palmeira erguida.
Mas uma voz responde-me sombria

Terás o sono sob a lájea fria.

ALVES, Castro. Os melhores poemas de Castro Alves. Seleção de Lêdo Ivo. São Paulo: Global, 1983.

Esse poema, como o próprio título sugere, aborda o inconformismo do poeta com a antevisão da morte prematura, ainda na juventude.
A imagem da morte aparece na palavra

a) embalsama.

b) infinito.

c) amplidão.

d) dormir.

e) sono.

Resolução:

Alternativa “e”

Nos versos “Mas uma voz responde-me sombria/ Terás o sono sob a lájea fria”, a palavra “sono” é eufemismo de morte.

Questão 02

(Enem)

Leito de folhas verdes

Brilha a lua no céu, brilham estrelas,
Correm perfumes no correr da brisa,

A cujo influxo mágico respira-se
Um quebranto de amor, melhor que a vida!

A flor que desabrocha ao romper d’alva
Um só giro do sol, não mais, vegeta:

Eu sou aquela flor que espero ainda
Doce raio do sol que me dê vida.

DIAS, G. Antologia poética. Rio de Janeiro: Agir, 1979 (fragmento).

Na perspectiva do romantismo, a representação feminina espelha concepções expressas no poema pela

a) reprodução de estereótipos sociais e de gênero.

b) presença de traços marcadores de nacionalidade.

c) sublimação do desejo por meio da espiritualização.

d) correlação feita entre estados emocionais e natureza.

e) mudança de paradigmas relacionados à sensibilidade.

Resolução:

Alternativa “d”

No poema, o eu lírico feminino se compara a um elemento da natureza, isto é, uma flor. Desse modo, a figura feminina se mostra à espera do amor, metaforizado pelo termo “sol”.

Questão 03

(UEFS)

Minha desgraça

Minha desgraça, não, não é ser poeta,
Nem na terra de amor não ter um eco,

E meu anjo de Deus, o meu planeta
Tratar-me como trata-se um boneco...

Não é andar de cotovelos rotos,
Ter duro como pedra o travesseiro...

Eu sei... O mundo é um lodaçal perdido
Cujo sol (quem mo dera!) é o dinheiro...

Minha desgraça, ó cândida donzela,
O que faz que o meu peito assim blasfema,

É ter para escrever todo um poema,
E não ter um vintém para uma vela.

AZEVEDO, Álvares de. Minha desgraça. Lira dos vinte anos. São Paulo: FTD, 1994. p. 194. (Coleção Grandes Leituras).

Indique V ou F, conforme seja o item verdadeiro ou falso.

O poema revela

( ) um eu comandado pelo racionalismo.

( ) o humor como artifício de ocultamento de um drama.

( ) o sentimento irônico em face dos limites da vida prática.

( ) a indignação romântica contra a realidade material da vida.

A alternativa que contém a sequência correta, de cima para baixo, é a

a) F V V V.

b) F V V F.

c) V F F V.

d) V F V F.

e) V V V V.

Resolução:

Alternativa “a”

Nesse poema romântico de Álvares de Azevedo, sobressai a emoção e não a racionalidade. O humor ou ironia é utilizado nos dois últimos versos, de forma a amenizar o drama exposto nas duas primeiras estrofes. Essa ironia também se constrói com base na constatação dos limites da vida prática, já que o eu lírico não tem dinheiro para comprar uma vela, mas tem assunto para escrever todo um poema. Daí a indignação romântica contra a realidade material da vida, em um mundo “cujo sol é o dinheiro”. 

Por: Warley Souza

Artigos relacionados

A intertextualidade presente na arte literária

Aprimore seus conhecimentos em relação a esse fato!

A literatura de informação

Inteire-se mais acerca das características que demarcaram tal criação artística!

Arcadismo

Conheça as características do arcadismo. Veja como surgiu e quais foram principais autores na Europa e no Brasil. Descubra a diferença entre arcadismo e barroco.

Casimiro de Abreu

Saiba quem foi o escritor romântico Casimiro de Abreu. Veja quais são as principais características de suas obras. Conheça o seu poema mais famoso.

Castro Alves

Saiba quem é Castro Alves, o grande nome da terceira geração romântica. Conheça o contexto histórico de suas obras e entenda as características literárias do autor.

Cruz e Sousa

Clique aqui e descubra quem foi o autor brasileiro Cruz e Sousa. Saiba quais são as principais características de suas obras. Conheça sua poesia simbolista.

Fagundes Varela

Clique aqui e saiba quem foi o famoso autor Fagundes Varela. Veja quais são as principais características de suas obras.

Gonçalves Dias

Clique aqui e descubra quem foi o poeta maranhense Gonçalves Dias. Conheça as principais características de suas obras.

Joaquim Manuel de Macedo

Saiba quem é o escritor romântico Joaquim Manuel de Macedo. Conheça as principais características de suas obras e veja, além disso, algumas frases do autor.

José de Alencar

Saiba mais sobre José de Alencar, o maior nome da prosa romântica brasileira. Veja qual é o seu estilo e quais obras foram escritas por esse importante autor.

Lord Byron

Saiba quem foi o poeta inglês Lord Byron. Veja quais são as principais características de suas obras. Conheça um pouco da poesia desse autor.

Machado de Assis

Saiba quem foi o escritor Machado de Assis. Descubra quais são as principais características de suas obras. Conheça seu livro “Memórias póstumas de Brás Cubas”.

O Arcadismo no Brasil

Conheça acerca do ideário que tanto norteou este movimento, também conhecido como Escola Mineira!

O Romantismo brasileiro no estilo prosaico

O Romantismo brasileiro, retratado na categoria prosaica, manifestou-se sob algumas vertentes específicas: urbana, regionalista e indianista. Confira muito mais, aqui!

Oswald de Andrade

Conheça a biografia de Oswald de Andrade, importante autor modernista do Brasil. Veja quais obras ele escreveu, e leia alguns de seus mais significativos poemas.

Parnasianismo

Clique aqui, saiba quais são as características do parnasianismo e conheça os principais autores e obras desse estilo de época.

Primeira geração do Romantismo no Brasil

Conheça a primeira geração do Romantismo no Brasil e saiba quais eram as características e autores que representaram esse movimento literário nessa fase.

Quinhentismo

Saiba quais são as características do quinhentismo. Conheça seus principais autores. Veja qual é a diferença entre literatura informativa e de formação.

Realismo no Brasil

Entenda o contexto histórico do Realismo no Brasil. Saiba quais são as características desse estilo literário. Além disso, conheça as principais obras do período.

Romance urbano brasileiro

Romantismo no Brasil: Clique e conheça as principais características e os principais representantes do Romance urbano brasileiro.

Romantismo

Conheça as características do Romantismo. Entenda o seu contexto histórico e saiba quais são as principais obras do Romantismo brasileiro e português.

Segunda geração do Romantismo no Brasil

Conheça a segunda geração do Romantismo e saiba quais eram as características e autores que representaram esse movimento literário.

Simbolismo - características marcantes

Atenha-se aos seus principais traços!

Sousândrade

Conheça o escritor do romantismo Sousândrade. Veja as características inovadoras de suas obras e poemas.

Verso e estrofe - noções conceituais

“Mergulhe” no universo literário e descubra todos os encantos que ele tem a nos proporcionar!

Visconde de Taunay

Conheça o autor romântico Visconde de Taunay. Descubra quais são as principais características de suas obras. Veja qual é a história de seu romance Inocência.

Álvares de Azevedo

Clique e conheça a biografia do jovem poeta brasileiro Álvares de Azevedo. Veja as características de suas poesias e quais foram as suas principais obras.