Zeus

Zeus era o deus mais importante da religiosidade grega. Ficou marcado por ser o deus supremo e também por ter inúmeros casos extraconjugais.

Zeus era o deus mais poderoso do panteão grego, considerado o deus dos céus, do raio e do trovão.
Zeus era o deus mais poderoso do panteão grego, considerado o deus dos céus, do raio e do trovão.

Zeus era o principal deus da mitologia grega, reconhecido como aquele que mandava nos homens e nas demais divindades. Morava no Monte Olimpo e de lá controlava tudo. Os gregos o consideravam o deus dos céus, do raio e do trovão. Importantes templos foram construídos em sua homenagem.

Leia também: Thor — o deus do raio e do trovão na mitologia nórdica

Resumo sobre Zeus

  • Zeus era a divindade mais importante do panteão grego.

  • Os gregos o consideravam o deus dos céus, do raio e do trovão.

  • Tornou-se o deus mais poderoso de todos ao liderar uma rebelião contra o seu pai, Cronos, e os titãs.

  • Era casado com Hera e ficou marcado por seus inúmeros casos extraconjugais.

  • Os gregos realizavam os Jogos Olímpicos em sua homenagem.

Quem é Zeus?

Zeus era um dos deuses da religiosidade dos gregos. Suas histórias foram narradas nos mitos que formam a mitologia grega. Zeus era considerado pelos gregos o deus mais poderoso de todos, aquele que regia homens e deuses do alto de seu trono no Monte Olimpo.

A importância de Zeus era evidenciada pelo fato de que muitos gregos se referiam a ele como “pai”. Ele era considerado o deus dos céus, do trovão, do raio etc. Por ser a divindade regente dos céus, Zeus tinha poderes sobre o clima, podendo alterá-lo quando bem entendesse.

Os gregos também consideravam Zeus o deus da justiça, sendo responsabilidade dele a aplicação do rigor entre os seres humanos. Muitos historiadores afirmam que a atuação de Zeus na manutenção da justiça é algo que dependia muito da vontade dele. Portanto, nem sempre Zeus era o mais justo possível.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Assim como diversos deuses gregos, Zeus possuía epítetos, isto é, diferentes nomes usados para ressaltar determinadas qualidades. Esses epítetos eram comuns em santuários e templos religiosos erigidos a ele. Em Atenas, por exemplo, existia um santuário para Zeus Agoreu. Esse templo foi construído porque Zeus Agoreu era conhecido como bom para os negócios e como quem punia comerciantes desonestos.

A personalidade de Zeus continha traços conflitantes, uma vez que ele remediava conflitos, mas também era responsável por causá-los. Ele ficou conhecido por intermediar a disputa de Hades e Deméter por Perséfone. No entanto, algumas versões do mito contam que o próprio Zeus havia permitido que Hades a raptasse.

Um dos traços mais significativos da personalidade de Zeus era o fato de que ele era um esposo infiel. Zeus era casado com Hera, deusa das mulheres e dos casamentos, mas, mesmo casado, ele tinha vários casos extraconjugais e filhos nascidos desses relacionamentos. Isso causava fúria em Hera, que não exitava em perseguir as amantes de Zeus e nem os seus filhos.

Um caso simbólico foi o de Hércules, nome romano do semideus Héracles, herói filho de Zeus com a mortal Alcmena. Hera enviou duas serpentes para matar Hércules ainda criança, mas ele sobreviveu ao estrangulá-las. Hércules foi levado à loucura por ação de Hera e acabou assassinando sua esposa, chamada Megara, e seus filhos.

Zeus teve dezenas de filhos fora do casamento, enquanto que com Hera ele teve os seguintes herdeiros: Angelos, Ares, Ilítia, Éris e Hebe. Alguns mitos apresentam Hefesto como filho de Zeus, mas outros afirmam que Hera o gerou por conta própria, sem contar com o envolvimento de seu marido.

Veja também: Apolo — um dos filhos de Zeus fora do casamento

Zeus contra Cronos

Zeus é conhecido como o deus supremo entre todos os deuses gregos. Para possuir tal título, porém, ele precisou passar por uma luta que envolveu o seu próprio pai. Zeus era filho de Cronos e Reia, dois titãs. Cronos era o ser mais poderoso do Universo e havia alcançado esse posto ao lutar contra seu pai, Urano.

Cronos havia recebido uma profecia de que ele seria destronado por um de seus filhos, da mesma forma que ele havia feito com o seu pai. Ele decidiu, então, que devoraria todos os filhos que tivesse com sua esposa. O titã fez isso até o momento em que Zeus nasceu.

Nessa ocasião, Reia entregou uma pedra vestida com roupas de bebê para enganar Cronos. Depois disso, Zeus foi enviado para Creta, onde cresceu em segurança e, ao se tornar adulto, resgatou os seus irmãos, que estavam presos no ventre do seu pai. Os irmãos de Zeus não morreram porque eram imortais.

Zeus fez com que Cronos vomitasse todos os filhos que havia devorado e, assim, Héstia, Deméter, Hades, Hera e Poseidon foram resgatados. A partir dessa ação, uma guerra contra Cronos e contra todos os titãs foi iniciada. Essa luta se estendeu por dez anos.

A batalha é conhecida como Titanomaquia. Ao final do conflito, Zeus e seus irmãos saíram vitoriosos. Posteriormente, Zeus teve que lutar contra os gigantes mobilizados contra os deuses por Gaia, a mãe dos titãs.

Vencidos os titãs, Zeus e seus irmãos se estabeleceram como os governantes do Universo. Zeus se tornou o mais poderoso deles, pelo fato de ter liderado a guerra contra Cronos e os titãs. Ele se tornou o deus dos céus, Poseidon, o deus das águas e Hades, o deus do submundo. Os outros deuses gregos surgiram por meio da descendência de Zeus e de seus irmãos.

Acesse também: Os principais deuses da religiosidade do Egito Antigo

Zeus e a religião dos gregos antigos

Zeus, assim como diversos deuses, era alvo de veneração. Rituais e eventos eram realizados e templos eram construídos em sua homenagem. Um exemplo de santuário era o templo para Zeus Olímpico que foi construído em Atenas. Além disso, Zeus possuía oráculos, isto é, sacerdotes responsáveis pela interlocução dos homens com os deuses.

Ruínas do templo de Zeus Olímpico em Atenas.
Ruínas do templo de Zeus Olímpico em Atenas.

Um dos lugares que centralizava o culto a Zeus era a cidade de Olímpia. Lá existia uma gigantesca estátua de Zeus. A cidade também sediava os Jogos Olímpicos, competições esportivas que aconteciam na Grécia a cada quatro anos. Os jogos foram iniciados em 776 a.C. e eram realizados em homenagem ao deus.

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

A religião na Grécia Antiga

A religião na Grécia Antiga incorporou a mitologia grega como forma de transmitir ao povo grego mensagens e ensinamentos importantes.

Afrodite

Você conhece a história de Afrodite? Clique aqui e saiba tudo sobre a deusa do amor e da beleza para os gregos antigos.

Ares

Acesse o texto e saiba mais sobre Ares, deus grego da guerra. Veja como esse deus era representado na mitologia grega e como era o culto a ele.

Deméter

Clique no link e conheça Deméter, deusa da agricultura para os gregos antigos. Aprenda sobre o mito do sequestro da sua filha, Perséfone.

Dioniso

Clique aqui e saiba sobre Dioniso, o tradicional deus grego conhecido como o deus do vinho. Veja como ele é mencionado nos mitos gregos.

Hades

Acesse o texto sobre Hades e saiba mais sobre o guardião do submundo dos gregos. Veja como foi o nascimento desse deus e conheça a história do rapto de Perséfone.

Hefesto

Clique aqui e saiba sobre Hefesto, o deus grego do fogo e da metalurgia. Veja como ele era mencionado nos mitos e como era o seu culto.

Hermes

Clique aqui e conheça Hermes, um dos deuses presentes na religiosidade dos gregos antigos. Veja como ele era descrito nos mitos gregos.

Héstia

Clique e acesse o texto para saber mais sobre Héstia, deusa com forte ligação com a vida doméstica. Os gregos a consideravam a personificação da lareira.

Labirinto do Minotauro

Saiba como Teseu conseguiu sair do labirinto do Minotauro, situado na ilha de Creta, livrando Atenas de pagar uma oferenda aos cretenses todos os anos.

Mitologia grega

Clique aqui para saber mais sobre a mitologia grega. Entenda o que eram os mitos, como eram transmitidos, e conheça os principais deuses e heróis gregos.

Poseidon

Clique para acessar o texto e conhecer mais sobre Poseidon, deus dos mares e dos rios. Veja como ele aparece nos mitos gregos e como era seu culto.

Sociedade ateniense

Saiba mais sobre a história de Atenas na Antiguidade e suas camadas sociais, divididas entre cidadãos, metecos e escravos.

Sociedade espartana

Saiba como se desenvolveu a sociedade espartana no período da Grécia Clássica, na região da Lacônia, na Península do Peloponeso.

Ártemis

Clique para acessar o texto e conhecer Ártemis, uma popular deusa na Grécia Antiga. Aprenda sobre ela na mitologia e sobre seu culto.