Hermes

Hermes era uma das divindades presentes nos mitos gregos. Ele era conhecido por ser o deus do comércio e o patrono dos ladrões e dos diplomatas.

Vista da parte de cima de uma estátua do deus grego Hermes com o céu azul ao fundo.
Hermes possuía um elmo e utilizava sandálias aladas que facilitavam a sua locomoção.

Hermes era uma tradicional divindade mencionada nos mitos gregos e que fazia parte da religiosidade dos gregos na Antiguidade. Era considerado o deus do comércio, da sorte, da riqueza, do pastoreio de animais, da diplomacia, dos ladrões, da viagem etc. Era também o deus patrono dos ladrões e dos diplomatas.

Ele era filho de Zeus e ficou conhecido por ser o mensageiro do Monte Olimpo, levando as mensagens de seu pai para diferentes reinos. Também era o responsável por conduzir as almas dos mortos até o rio que levava ao submundo, o reino dos mortos regido por Hades. Hermes também ficou conhecido por ser travesso e furtivo.

Veja também: Perséfone — a deusa grega sequestrada por Hades e levada ao submundo

Resumo sobre Hermes

  • Hermes era o deus do comércio, da sorte, da riqueza, do pastoreio de animais, da diplomacia, dos ladrões, da viagem etc.

  • Era considerado um deus propenso a cometer travessuras, como pequenos furtos.

  • Era o patrono da retórica, por isso estava muito associado com a capacidade de boa comunicação.

  • Era o mensageiro do Monte Olimpo e o responsável por levar a alma dos mortos até as margens do submundo.

  • Era venerado por toda a Grécia, havendo estátuas e templos em sua homenagem.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Quem era Hermes?

Hermes era uma divindade presente nos mitos e na religiosidade dos gregos antigos. Ele era considerado o deus do comércio, da sorte, da riqueza, do pastoreio de animais, da viagem, entre outros atributos. Esse deus era conhecido pelos gregos como gatuno, esperto, inteligente e de boa capacidade de comunicação.

e o patrono dos diplomatas.deus da diplomacia , pois tinha boa capacidade de comunicação. Por essa razão, era considerado o deus patrono da retórica, por possuir uma boa capacidade furtiva, por ter uma personalidade entendida como travessa e por ter realizado alguns furtos ao longo do tempo. Também era considerado o deus patrono dos ladrõesAlém disso, era considerado o

Os gregos consideravam que Hermes era o inventor do alfabeto, que teria sido criado por ele para facilitar as transações comerciais praticadas pela humanidade. Os mitos gregos também apresentam Hermes como o responsável por criar o fogo e a lira, a qual ele fabricou utilizando casco de tartaruga.

Ademais, Hermes era o responsável por guiar as almas dos mortos até o submundo, o reino de Hades. Hermes levava as almas até o rio que levava ao submundo, e a travessia desse rio era responsabilidade do barqueiro Caronte. O deus também era o mensageiro do Monte Olimpo, sendo enviado por Zeus para diferentes locais para levar suas mensagens.

Hermes possuía um elmo e sandálias aladas que permitiam que ele se locomovesse rapidamente. Esses itens foram fabricados por Hefesto, deus da metalurgia.

Origens de Hermes

Os mitos gregos contam que Hermes era filho da ninfa Maia e de Zeus, o principal deus do panteão grego. As narrativas também contam que Hermes teria nascido no Monte Cilene, localizado em uma região da Grécia chamada Arcádia. Inclusive, especula-se que o culto a ele se originou no interior da Arcádia.

Entretanto, não sabemos a origem exata dessa divindade. O que sabemos é que as menções mais antigas a Hermes na Grécia foram registradas pelos micênicos em Linear B, entre os séculos XV a.C. e XIII a.C. As inscrições que mencionam Hermes foram encontradas em diferentes locais, como Pilos e Tebas.

Hermes nos mitos gregos

Como dito anteriormente, Hermes era conhecido por sua capacidade furtiva e, em algumas ocasiões, realizou delitos. Um desses delitos foi cometido por ele logo após nascer. Nesse acontecimento, Hermes roubou 50 animais do gado que pertencia a seu irmão Apolo. Hermes escondeu os animais em uma caverna na Arcádia, permanecendo com eles por um longo período.

Um tempo depois, o esconderijo usado por Hermes foi descoberto, e Zeus interveio na situação, negociando a devolução dos animais. Um acordo foi alcançado, e Hermes concordou em dar para Apolo a lira que ele havia fabricado a fim de permanecer com os animais. Com isso, a disputa foi resolvida. Esse não foi o único episódio em que Hermes roubou algo — existem mitos que dizem que ele roubou o tridente de Poseidon, as flechas de Ártemis e o cinto de Afrodite.

Dentre uma série de outras histórias em que é citado, Hermes é também mencionado em um mito que narra uma das aventuras de Zeus fora de seu casamento. Zeus traía sua esposa, Hera, com certa frequência, enquanto ela era ciumenta e vingativa, se voltando contra as amantes de seu marido. Em determinada ocasião, Zeus resolveu flertar com Io, conhecida por ser uma bela mulher e por ser princesa de Argos.

Zeus, para tentar evitar que sua mulher o avistasse do alto do Monte Olimpo, resolveu preencher o céu com nuvens negras. Hera sentiu a falta de seu marido e, desconfiada, partiu à sua procura, o encontrando próximo de uma vaca. Isso porque Zeus, percebendo a aproximação de sua esposa, transformou Io no animal.

Hera continuava desconfiada, então decidiu pedir a vaca de presente para Zeus, que consentiu. A esposa de Zeus colocou a vaca sob a vigilância de Argos, um gigante conhecido por ter 100 olhos que nunca eram fechados, mesmo quando estava dormindo. Zeus então chamou Hermes e o deu a missão de se livrar de Argos para que ele pudesse conceder a Io sua forma original.

Hermes enganou Argos, fez ele adormecer e fechar todos os seus olhos e imediatamente decapitou o gigante, permitindo que Io pudesse retomar à forma humana. Hermes ainda se envolveu em outras situações e foi o responsável por resgatar Ares de seu cativeiro. Ares havia sido aprisionado por dois gigantes em uma jaula de bronze.

Leia também: Héstia — a deusa grega da vida doméstica e da hospitalidade

Culto a Hermes

O culto a Hermes estava presente em toda a Grécia, embora algumas regiões o cultuassem de maneira mais consistente. O culto a Hermes era mais expressivo na região do Monte Cilene, local em que acreditava-se que ele havia nascido. Ele era cultuado também em grandes cidades, como Corinto, Atenas e Megalópolis.

Havia templos e estátuas em homenagem a Hermes espalhados em diferentes locais da Grécia. Também eram realizados festivais em homenagem a esse deus. Existiam festivais a Hermes que serviam como momento de iniciação para jovens na vida adulta. Um desses rituais se estendia por dois meses e era marcado por práticas sexuais.

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

A religião na Grécia Antiga

A religião na Grécia Antiga incorporou a mitologia grega como forma de transmitir ao povo grego mensagens e ensinamentos importantes.

Hera

Acesse e conheça mais sobre Hera, deusa grega. Aprenda sobre sua personalidade, seu mito, e veja como era o culto a ela.

Medusa

Clique aqui para saber detalhes sobre quem era Medusa, a górgona que foi morta por Perseu. Fique por dentro do famoso mito de sua morte.

Mitologia grega

Clique aqui para saber mais sobre a mitologia grega. Entenda o que eram os mitos, como eram transmitidos, e conheça os principais deuses e heróis gregos.

Perséfone

Clique no link para conhecer detalhes sobre a deusa grega Perséfone. Veja como era o culto a ela e conheça a história de seu rapto por Hades.

Zeus

Você conhece Zeus, o principal deus da mitologia grega? Clique aqui e saiba tudo sobre ele.