Ártemis

Ártemis foi uma deusa bastante popular na Grécia Antiga, conhecida por ter um forte culto em Éfeso e um grande templo construído em sua homenagem nessa cidade grega.

Estátua de Ártemis em templo antigo
Ártemis era a deusa da caça, da vida selvagem e da castidade para os gregos na Antiguidade.

Ártemis era uma popular divindade entre os gregos antigos, que a consideravam a deusa da caça, da vida selvagem, da castidade etc. Ela tinha uma forte relação com a caça, possuindo muitos símbolos que a associavam a essa prática, entre eles, o arco e flecha.

Além disso, Ártemis era a patrona das crianças, em especial das garotas, e das mulheres em trabalho de parto. Era muito cultuada em Éfeso, cidade que possuía um gigantesco templo em homenagem a ela. O Templo de Ártemis ficou conhecido como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo.

Leia mais: Hades — o deus do submundo para os gregos antigos

Resumo sobre Ártemis

  • Era a deusa da caça, da vida selvagem, da castidade, entre outros atributos, para os gregos na Antiguidade.

  • Era filha de Zeus e Leto e irmã gêmea de Apolo.

  • Era considerada a patrona das crianças, em especial das garotas.

  • Além disso, era a deusa protetora das mulheres em trabalho de parto.

  • Possuía um grandioso templo em sua homenagem, na cidade de Éfeso.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Origem de Ártemis

Ártemis era um importante divindade da religiosidade grega, identificada como a deusa da caça, da vida selvagem, da castidade, entre outros atributos. Ela era considerada a patrona das crianças, especialmente das garotas, bem como a protetora das mulheres em trabalho de parto.

Ártemis era filha de Zeus, o principal deus do panteão grego, e Leto, uma titânide; ainda, era irmã gêmea de Apolo, deus do Sol. Seu nascimento foi alvo de debates, pois existem versões conflitantes nos mitos, uma delas fala que ela nasceu em Ortígia e outra, que ela nasceu em Delos.

Ainda sobre seu nascimento, cabe mencionar que ela e seu irmão foram alvo da fúria de Hera, deusa das mulheres e do casamento e conhecida pelo terrível ciúmes que sentia de Zeus, seu marido. Esses ciúmes eram justificados porque Zeus a traía com grande frequência, e, nesse caso, Hera procurou vingar-se de Leto.

Assim ela proibiu que Gaia permitisse que Leto desse à luz seus filhos, fazendo com que a titânide sofresse com as dores do parto durante dias. Por fim, Leto conseguiu dar à luz Ártemis, e aqui, novamente, os mitos apresentam versões conflitantes. Uma versão do mito fala que Ártemis nasceu primeiro que Apolo, mas outra versão afirma que eles nasceram juntos.

Os mitos gregos também mencionam que, ainda criança, Ártemis fez uma série de pedidos para seu pai como presente de aniversário. Entre os presentes solicitados, estavam: ter um arco e flecha como o de seu irmão; ter uma túnica que fosse até a altura do joelho e que a permitisse caçar; ser virgem por toda a vida; ter diversas ninfas a sua disposição; ser dona das montanhas; receber uma cidade, entre outros.

Esse mito reforça a ligação de Ártemis com a caça, uma vez que ela pediu uma roupa que a permitisse caçar, além de um arco e flecha. Os mitos gregos narram que ela ainda possuía diversos cães de caça e saía com frequência para caçar. Já o pedido de permanecer virgem fez com que ela fosse associada com a castidade.

Leia mais: Afrodite — deusa grega relacionada com a fertilidade e a sexualidade

Aparições de Ártemis na mitologia grega

Ártemis é uma deusa poucas vezes mencionada nos mitos, portanto, ela não recebeu uma posição de protagonismo no panteão grego. Entretanto, como veremos, ela recebia grande importância na religiosidade grega, além de um dos cultos mais fortes.

De todo modo, alguns mitos que a envolvem podem ser mencionados, como o episódio em que ela matou um caçador chamado Órion, e isso aconteceu porque esse caçador tentou estuprá-la. Ela também puniu severamente um caçador chamado Actéon, em consequência de ele ter a presenciado nua enquanto ela tomava seu banho.

Ártemis transformou Actéon em um veado, e ele foi perseguido e morto pelos próprios cães e colegas de caça. A deusa também puniu uma mulher chamada Niobe, depois que ela zombou da capacidade de Leto de gerar filhos, pois havia tido muito mais filhos que a titânide. Ártemis não aceitou a zombaria, e matou as filhas dessa mulher.

Até mesmo pessoas próximas a Ártemis foram punidas por ela, sendo que Calisto foi uma delas. Ela fazia parte da comitiva que saía com a deusa para caçar na floresta, mas a jovem foi seduzida por Zeus e manteve relações sexuais com ele. Ao descobrir o acontecido, Ártemis se revoltou e transformou Calisto em uma ursa.

Leia mais: Medusa — criatura monstruosa da mitologia grega capaz de transformar em pedra quem a olhasse diretamente

Culto a Ártemis na Grécia Antiga

O culto a Ártemis era muito popular, principalmente na cidade de Éfeso, local que o centralizava e possuía um grandioso templo em homenagem a essa deusa. Os historiadores afirmam que o culto a Ártemis em Éfeso teve uma forte influência do culto a outras deusas, como Ísis, uma deusa egípcia, e Cibele, uma deusa da Anatólia.

O templo em homenagem a ela recebeu o nome de Templo de Ártemis, tinha grandes dimensões e foi reconhecido como uma das Sete Maravilhas do Mundo Antigo. Acredita-se que ele tenha sido construído no século VI a.C., destruído em uma ocasião e reconstruído novamente, até que foi destruído em definitivo em 401 d.C.

O Templo de Ártemis era tão grande que tinha dimensões maiores que as do Parthenon, o templo construído para Atena em Atenas. Ao todo, o Templo de Ártemis media 129 metros de comprimento e 68 metros de largura. Além disso, possuía 128 colunas, cada uma delas com 18 metros de altura e 1,2 metro de diâmetro.

Ártemis também foi cultuada em outras cidades gregas, como Brauro, Esparta, Atenas, além da ilha de Delos. Era muito comum que os gregos levassem oferendas à deusa para garantir que as mulheres tivessem um parto bem-sucedido. Por fim, festivais religiosos eram realizados para ela, como era comum para outros deuses também. Os romanos também a cultuaram e a chamavam de Diana.

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

A religião na Grécia Antiga

A religião na Grécia Antiga incorporou a mitologia grega como forma de transmitir ao povo grego mensagens e ensinamentos importantes.

Afrodite

Você conhece a história de Afrodite? Clique aqui e saiba tudo sobre a deusa do amor e da beleza para os gregos antigos.

Hera

Acesse e conheça mais sobre Hera, deusa grega. Aprenda sobre sua personalidade, seu mito, e veja como era o culto a ela.

Mitologia grega

Clique aqui para saber mais sobre a mitologia grega. Entenda o que eram os mitos, como eram transmitidos, e conheça os principais deuses e heróis gregos.

Perséfone

Clique no link para conhecer detalhes sobre a deusa grega Perséfone. Veja como era o culto a ela e conheça a história de seu rapto por Hades.

Zeus

Você conhece Zeus, o principal deus da mitologia grega? Clique aqui e saiba tudo sobre ele.