Darwin e o Neodarwinismo

Charles Darwin (1809 - 1882)
Charles Darwin (1809 - 1882)

Charles Darwin era um naturalista inglês, nasceu na cidade de Shrewsbory, em 12 de fevereiro de 1809, aos dezesseis anos ingressou na faculdade de medicina, onde despertou interesse pela história natural, mas foi obrigado a deixar o curso de medicina, a pedido de seu pai, para fazer o curso de teologia, sem perder seu interesse pela natureza.

Em 1831, a convite de outros naturalistas, realizou uma viagem ao redor do mundo, essa viagem teve duração de cinco anos, na viagem pôde observar a natureza em vários lugares do mundo, então estabeleceu comparações, relações entre a diversidade das espécies. Após o período em que coletou os dados, criou uma importante teoria, aceita até nos dias atuais denominada de Teoria da Evolução e Teoria de Seleção natural, além da publicação de sua importante obra A origem das espécies.

As primeiras idéias a respeito da teoria ficaram restritas aos amigos mais próximos, pois esse tipo de raciocínio era repugnado pela igreja. Suas idéias ficaram mais explícitas quando Darwin lançou sua obra A descendência do homem, na qual demonstrou a idéia de que o homem teria originado do macaco.

No dia 19 de abril de 1882, Darwin morre, na Inglaterra, e tem um funeral de estado, foi enterrado próximo a Isaac Newton, ninguém pode negar sua importante colaboração para o mundo cientifico, até mesmo para aprimoramento dos estudos posteriores.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Após os descobrimentos de Darwin surgiram vários pensadores, alguns deles querendo descobrir como acontecia a variabilidade das espécies, Lamarck desenvolveu um estudo para saber quais eram os fatores que levavam à evolução.

Lamarck explica que cada espécie evolui conforme os fatores externos que os derivam a isso, por exemplo, quando existem barreiras geográficas quem impedem a troca de material genético, outro fator que pode ser levado em consideração é uma mudança brusca no ambiente de uma determinada espécie, e esse precisa usar muito um determinado órgão, com isso o constante uso pode torná-lo mais forte ou mais sensível, há situações em que o ambiente faz com que um órgão desenvolva e outro atrofie.

Hoje existe uma classe de pensadores desse seguimento, chamados de neodarwinismo, que apresentam as causas para a variedade de uma espécie.

• Ocorrência de mutação nas células germinadas.
• Reprodução sexuada (meiose).
• Disjunção aleatória dos cromossomos.
• Fecundação.

Esse conjunto de novas explicações recebe o nome de neodarwinismo.


Aproveite para conferir as nossas videoaulas sobre o assunto:

Por: Eduardo de Freitas

Artigos relacionados

Charles Darwin

Conheça a vida de Charles Darwin, um naturalista que definitivamente revolucionou o entendimento de como as espécies evoluem.

Criacionismo

Criacionismo, o que é criacionismo, processo do criacionismo, o ponto de vista científico em relação ao criacionismo, o criacionismo para os judeus, o criacionismo para os islâmicos, o criacionismo para os budistas, o criacionismo para os hindus.

Darwinismo

Conheça mais sobre o darwinismo clicando aqui. Entenda o que diferencia o darwinismo do fixismo e o que é ancestralidade comum e seleção natural.

Evidências da evolução biológica

Você conhece as evidências da evolução biológica? Clique aqui e descubra quais são as evidências que sustentam a ideia de que os seres vivos sofreram mudanças ao longo do tempo. Também falaremos dos fósseis, homologias, estruturas vestigiais, evidências celulares e evidências moleculares.

Seleção natural

Seleção natural é um importante mecanismo de evolução. Conheça essa teoria, entenda seu mecanismo, seus tipos, e saiba a diferença entre as seleções natural e artificial.

Tipos de seleção natural

Você conhece os diferentes tipos de seleção natural? Clique aqui e amplie seus conhecimentos sobre a seleção direcional, estabilizadora e disruptiva.

Órgãos homólogos e análogos

Entenda as principais diferenças entre órgãos homólogos e análogos e o papel destes no entendimento da evolução.