Cultura brasileira

A cultura brasileira é rica, diversificada e resultante da influência de outras culturas que representam as diferentes etnias que formaram o povo brasileiro.

Bonecos de Olinda e foliões no Carnaval, festa da cultura brasileira.
Bonecos gigantes do Carnaval de Olinda, em Pernambuco, uma tradição da cultura brasileira.[1]

A cultura brasileira tem origem e formação nas três matrizes formadoras do nosso povo: portugueses, africanos e indígenas. Com o passar dos séculos, outros povos vieram para o Brasil, o que enriqueceu as tradições, os hábitos e costumes da cultura brasileira. Essa riqueza cultural é o resultado da interação (e da resistência) entre os povos que, ao longo dos séculos, contribuíram para ocupar o território que hoje conhecemos como Brasil. A diversidade é uma das principais características da cultura brasileira.

A diversidade cultural brasileira é importante para o mundo todo. Ela ilustra como são fundamentais o respeito, a valorização, e o convívio harmonioso das diferentes identidades culturais existentes dentro dos territórios nacionais. A cultura brasileira é um exemplo de que as identidades culturais nacionais não são um conjunto monolítico e único. Ao contrário, devemos valorizar as nossas diferenças culturais, como fator para coexistência harmoniosa das várias formas possíveis de brasilidade.

Leia também: Folclore brasileiro — lendas, personagens, músicas, danças e outras curiosidades

Tópicos deste artigo

Resumo sobre cultura brasileira

  • A cultura brasileira é fruto da mestiçagem e miscigenação entre povos ameríndios, africanos, europeus, principalmente portugueses, e outros grupos imigrantes.
  • Povos indígenas, habitantes originais do território brasileiro, contribuíram significativamente para a cultura do país.
  • A influência africana é marcante na música, dança, culinária e religiões afro-brasileiras como umbanda e candomblé.
  • Os portugueses deixaram um legado na organização da família, língua, religião, artes e tradições do Brasil, com a língua portuguesa sendo o idioma oficial.
  • A vastidão territorial e a diversidade de ecossistemas do Brasil influenciaram diferentes expressões culturais regionais.
  • A “cordialidade” da cultura brasileira se revela na tendência das relações sociais  de serem baseadas em laços pessoais e emocionais.
  • Sincretismo religioso e festividades como o Carnaval são expressões da diversidade cultural e da capacidade de integração e recriação de tradições.

Origem e formação da cultura brasileira

A origem e a formação da cultura brasileira resultam da mestiçagem e miscigenação de diferentes etnias. Esse processo histórico-cultural é marcado pela influência de três eixos centrais: os povos ameríndios e originais do Brasil, os africanos e os colonizadores europeus, principalmente portugueses, além de outros grupos de imigrantes que chegaram ao país em diferentes períodos.

De um ponto de vista materialista, a cultura brasileira tem suas raízes na colonização portuguesa, que estabeleceu uma sociedade baseada na exploração econômica e na mão de obra escrava, principalmente através da agricultura de exportação. A sociedade brasileira foi formada, ao longo dos séculos, por uma economia colonial de exportação que determinou as principais características das estruturas sociais e políticas do país, a escravidão e o autoritarismo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

→ Indígenas, africanos e portugueses

Muito antes da chegada de europeus por aqui, o território brasileiro já era habitado por uma grande diversidade de povos indígenas. Esses povos tinham suas próprias culturas, línguas e tradições, e contribuíram significativamente para a formação cultural do Brasil. Elementos da cultura indígena ainda estão presentes na sociedade brasileira atual, como o hábito de dormir em redes, de tomar banho com frequência ou de comer alimentos à base de mandioca, milho, castanha e palmito.

Indígenas brasileiros ajoelhados na areia durante ritual, em texto sobre cultura brasileira.
Indígenas brasileiros da etnia Pataxó em Santa Cruz de Cabrália, na Bahia.[2]

Os povos ameríndios sofreram o impacto da colonização portuguesa, que durou dos séculos XVI até o XIX, mesmo período em que milhões de africanos foram trazidos ao Brasil como escravos. A cultura africana teve uma influência marcante, especialmente na música, na dança, na culinária e nas religiões afro-brasileiras como a umbanda e o candomblé.

Os portugueses, como colonizadores, deixaram um legado profundo na língua, na religião, nas artes e nas tradições do Brasil. A língua portuguesa é o idioma oficial do país, e muitas músicas falam sobre a saudade, um sentimento que o lusitano colonizador gostava de expressar nas suas poesias. As festas e tradições, como as festas juninas, têm origem portuguesa. Além disso, a arquitetura colonial e o sistema de cidades também refletem a influência portuguesa.

→ Imigrantes

A partir do século XIX e início do século XX, o Brasil recebeu ondas de imigrantes europeus e asiáticos, incluindo italianos, alemães, espanhóis, japoneses, sírios e libaneses. Esses grupos trouxeram suas próprias culturas, costumes e tradições, que se mesclaram com as culturas já existentes no Brasil. A culinária, as festas regionais, as práticas religiosas e a arquitetura de várias regiões do Brasil refletem essa diversidade de influências.

Todos esses grupos étnicos e povos de todos os continentes contribuíram para ocupar o território do Brasil e formar a sua cultura. Um território marcado pela vastidão e pela diversidade de ecossistemas, que vão da Floresta Amazônica ao Cerrado e à Caatinga, influenciou diferentes quadros culturais.

Historicamente, a ocupação desse território não foi homogênea, com áreas sendo colonizadas em momentos distintos e sob diferentes interesses econômicos, o que ampliou ainda mais a variedade de expressões culturais regionais.

Portanto, a miscigenação foi um elemento central na formação da cultura brasileira, levando a uma sociedade caracterizada por uma harmonia autoritária, onde diferentes antagonismos sociais e culturais foram equilibrados através da imposição de um sistema autoritário de trocas materiais e simbólicas. A cultura brasileira é única devido a essa mistura, que resultou em uma nova identidade cultural, distinta das culturas originais desses povos.

Veja também: Candomblé e umbanda — principais diferenças entre as duas religiões afro-brasileiras

Principais características da cultura brasileira

→ Cordialidade

Entre as principais características da cultura brasileira, destacamos uma das principais contribuições de Sérgio Buarque de Holanda para a compreensão da cultura brasileira: o conceito de "homem cordial". Esse conceito descreve uma característica da cultura brasileira de basear suas relações sociais em laços pessoais e emocionais, em vez de almejar uma conduta mais impessoal e baseada em regras universais.

Buarque de Holanda argumenta que essa característica tem raízes na estrutura familiar patriarcal trazida pelos colonizadores portugueses e se manifesta em diversos aspectos da vida social, política e administrativa do Brasil. Porque essa cordialidade não deve ser confundida com gentileza ou benevolência, mas entendida como uma expressão de emoções que, muitas vezes, impede a efetiva separação entre o público e o privado.

→ Festividades e tradições religiosas

As tradições religiosas e festividades são outra característica marcante da cultura brasileira, além de uma vasta gama de expressões artísticas. Essas características refletem a complexidade e a riqueza da sociedade brasileira, moldada por séculos de história, interações culturais e processos de resistência e adaptação.

As religiões e festividades no Brasil são expressões vivas da sua diversidade cultural. O sincretismo religioso, resultado da fusão de crenças indígenas, africanas e cristãs, é uma característica marcante da espiritualidade brasileira. Festividades como o Carnaval e a Festa de São João demonstram a capacidade do brasileiro de integrar e recriar tradições de maneira única, celebrando a vida, a fé e a comunidade.

Essa mistura deu origem a práticas e crenças únicas, em que santos católicos são identificados com orixás das religiões de matriz africana, o candomblé e a umbanda, e elementos indígenas são incorporados em rituais e festividades.

Devotos na Festa de Iemanjá, exemplo de sincretismo religioso na cultura brasileira.
Devotos na Festa de Iemanjá, exemplo de sincretismo religioso na cultura brasileira.[3]

A Festa de Iemanjá é uma das principais manifestações religiosas que ilustram o sincretismo na cultura brasileira. Celebrada em 2 de fevereiro, principalmente nas cidades costeiras como Salvador e Rio de Janeiro, Iemanjá é a orixá das águas salgadas no candomblé e na umbanda, sendo sincretizada com a Virgem Maria no Brasil. Os devotos se vestem de branco e oferecem presentes ao mar em homenagem à "Rainha do Mar".

Tradições, hábitos e costumes da cultura brasileira

As tradições, hábitos e costumes variam significativamente entre as diferentes regiões do Brasil. Muitos deles são reconhecidos como patrimônio cultural brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – Iphan.

→ Cultura brasileira na região Sul

A cultura da região Sul do Brasil é fortemente influenciada pelas tradições dos imigrantes europeus, especialmente alemães, italianos e poloneses. Festas como a Oktoberfest e a Festa da Uva celebram essa herança cultural. A milonga, uma música platina de ritmo dolente, cantada com acompanhamento do violão, é uma expressão cultural muito significativa da tradição gaúcha, assim como o fandango e a chula.

A culinária é marcada pelo churrasco, o barreado e o chimarrão, uma bebida típica dos pampas. O artesanato também é expressivo, com destaque para a produção de lã e couro.

Duas mãos segurando um chimarrão, bebida típica da cultura brasileira.
A bebida feita com a erva mate é tradicional na América do Sul. Na cultura brasileira, ela se chama chimarrão.

→ Cultura brasileira na região Sudeste

A região Sudeste, a mais populosa do Brasil, apresenta uma cultura diversificada, com influências indígenas, africanas, europeias e asiáticas. O Carnaval, especialmente o do Rio de Janeiro e de São Paulo, é um dos principais eventos culturais.

Bateria da Mangueira, escola de samba carioca, em texto sobre cultura brasileira.
Bateria da Mangueira, tradicional escola de samba do Carnaval do Rio de Janeiro.[4]

Festas religiosas como a Folia de Reis e a Congada são tradições importantes, assim como a dança de São Gonçalo, todas de origem portuguesa. A culinária varia de estado para estado, incluindo pratos como a feijoada carioca, a moqueca capixaba e o pão de queijo mineiro.

→ Cultura brasileira na região Centro-Oeste

A cultura do Centro-Oeste brasileiro é influenciada pelas culturas indígenas dos Andes e da Amazônia, além de receber impactos de migrantes de outras regiões do Brasil. A Cavalhada e o Fogaréu são festas populares com destaque na região.

A Procissão do Fogaréu é uma das manifestações culturais e religiosas mais emblemáticas do Brasil, particularmente enraizada na tradição da Semana Santa na Cidade de Goiás. Essa celebração simboliza a busca e prisão de Jesus Cristo, sendo um evento que atrai não apenas a comunidade local, mas também turistas e fiéis de diversas partes do país e do mundo.

Homens segurando as tochas na Procissão do Fogaréu, tradição da cultura brasileira.
Homens segurando tochas na Procissão do Fogaréu, uma tradição da Semana Santa na cidade de Goiás.[5]

Introduzida no Brasil em 1745 pelo padre espanhol Perestelo de Vasconcelos, a Procissão do Fogaréu tem suas raízes na tradição medieval europeia, especialmente de Portugal e Espanha, onde eventos similares já eram realizados. A celebração foi adotada na cidade de Goiás, tornando-se um dos pontos altos da Semana Santa local e uma expressão viva da fé e da cultura católica na região.

→ Cultura brasileira na região Nordeste

A região Nordeste é conhecida por sua rica expressão cultural, que inclui o São João, o Reisado, a poesia popular, o artesanato, a capoeira e o frevo. A culinária nordestina é famosa por seus temperos fortes e pratos como a carne de sol, a buchada de bode e o acarajé.

O artesanato regional é diversificado, destacando-se as rendas, os produtos de couro e a cerâmica. A literatura de cordel também é uma manifestação cultural importante, assim como as danças, o maracatu e o forró.

→ Cultura brasileira na região Norte

A região Norte do Brasil é marcada pela forte influência indígena na sua cultura. Ela é densamente coberta por florestas pluviais da Amazônia e marcada pela forte influência indígena em sua cultura, refletida em suas festas, danças, culinária e artesanato. Uma das festas mais conhecidas é o Festival de Parintins, que celebra a riqueza do folclore local através da disputa entre os bois Garantido e Caprichoso.

Dançarinos com máscaras de onças no Festival de Parintins, festa da cultura brasileira.
O Festival de Parintins já está na sua 57ª edição e está previsto para acontecer no final de junho de 2024.[6]

A culinária é rica em mandioca, peixe e frutas da região, outra herança dos ancestrais da floresta. Além disso, lendas como a da Cobra Grande da Amazônia e a do Mapinguari, criaturas lendárias da floresta, fazem parte do imaginário cultural da população nortista.

Cultura brasileira na atualidade

→ Música brasileira 

A cultura brasileira na atualidade continua fértil e pulsante, refletindo os hibridismos que estão na origem e formação do seu povo. A música brasileira continua sendo uma das expressões culturais mais vibrantes e reconhecidas internacionalmente. Ao lado dos gêneros tradicionais – o samba, a bossa nova, o forró e o sertanejo – surgiram novos artistas que estão reinventando a música popular brasileira.

O funk da cantora pop Anitta e o carimbó de Dona Onete são ótimos exemplos da cultura popular brasileira que são apreciados dentro e fora do país. Além disso, festivais de música como o Rock in Rio e o Coala Festival movimentam a música brasileira e a visibilidade global.

Cantora Anitta e dois dançarinos durante show, exemplo da cultura brasileira.
A cantora Anitta está ganhando destaque na mídia global e assumiu relevância na cultura brasileira.[7]

→ Literatura brasileira contemporânea

A literatura brasileira contemporânea é marcada pela diversidade de vozes e temáticas, incluindo a valorização de narrativas indígenas e negras. Alguns autores ganharam destaque por suas obras que abordam questões raciais e de gênero, como:

A poesia de Márcia Kambeba e os ensaios de Ailton Krenak destacam a visão de mundo dos povos indígenas.

→ Artes plásticas e visuais

As artes plásticas e visuais no Brasil contemporâneo são marcadas pela experimentação e pelo uso de novas tecnologias. Alguns artistas são reconhecidos internacionalmente por suas obras que dialogam com a história e a cultura brasileira, como:

  • Adriana Varejão;
  • Vik Muniz;
  • Beatriz Milhazes;
  • Ernesto Neto;
  • Denilson Baniwa

Além disso, o grafite e a arte urbana ganham espaço nas cidades, com artistas como Eduardo Kobra ganhando reconhecimento por seus murais coloridos e impactantes.

Mural de Eduardo Kobra em Nova York, exemplo de arte da cultura brasileira.
O mural de Eduardo Kobra na cidade de Nova York recria a ilustre fotografia “O beijo”.[8]

A Bienal de São Paulo é um dos eventos mais importantes para as artes visuais no Brasil, oferecendo uma visão panorâmica da arte contemporânea e servindo como plataforma para artistas brasileiros e internacionais. Além disso, instituições como o Museu de Arte de São Paulo (Masp), o Museu de Arte Moderna (MAM) e o Instituto Inhotim são espaços fundamentais para a exposição e a reflexão sobre a arte contemporânea brasileira

→ Cinema brasileiro

O cinema brasileiro tem ganhado destaque com filmes que exploram a realidade social do país, como Bacurau, de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, lançado em 2019, que recebeu reconhecimento internacional. Na televisão, novelas e séries brasileiras continuam sendo um importante veículo de disseminação da cultura nacional, com produções que alcançam audiências globais através de plataformas de streaming que conquistaram o gosto do público nacional. Para saber mais sobre o cinema brasileiro, clique aqui.

→ Carnaval

O Carnaval é uma das festas mais emblemáticas do Brasil, atraindo turistas de todo o mundo. Escolas de samba, blocos de rua e festas regionais, como o Carnaval de Olinda e o de Salvador, mostram a diversidade cultural do país. O Carnaval não é apenas uma festa, mas uma expressão artística que envolve música, dança, fantasias e alegorias.

Qual é a importância da cultura brasileira?

A importância da cultura brasileira está na força da diversidade. A experiência brasileira com o multiculturalismo demonstra a capacidade de uma sociedade assimilar múltiplas identidades e histórias. Além disso, o Brasil, lar da maior parte da Floresta Amazônica, ocupa uma posição crucial nos debates globais sobre sustentabilidade e conservação ambiental.

A cultura brasileira, com sua profunda conexão com a terra e a natureza, oferece conhecimento sobre práticas sustentáveis e a importância de preservar o meio ambiente para as futuras gerações. Iniciativas como o manejo sustentável de recursos naturais e a valorização de conhecimentos indígenas sobre conservação são exemplos de como a cultura brasileira contribui para enfrentar os desafios ambientais globais.

A arte brasileira, da música ao teatro, da literatura à dança, tem sido um veículo poderoso para a expressão social e política, refletindo e questionando questões de identidade, poder e resistência. O Teatro Negro no Brasil, por exemplo, destaca a importância da representação e da valorização da identidade negra, influenciando movimentos culturais e sociais contemporâneos.

Da mesma forma, a música popular brasileira (MPB) e o samba funcionam como formas de resistência cultural e política, promovendo a conscientização e a união em tempos de adversidade. Em um momento em que o mundo enfrenta crises ambientais, intolerância e conflitos, a cultura brasileira oferece uma janela para alternativas baseadas na diversidade, no respeito mútuo e na sustentabilidade.

Saiba mais: Festas Juninas — tradicionais celebrações brasileiras relacionadas com quatro santos católicos

Curiosidades sobre a cultura brasileira

→ Sociedade dos Observadores do Saci

Conhecida como Sosaci (Sociedade dos Observadores de Saci), essa organização é dedicada ao estudo e à preservação das tradições e histórias relacionadas ao Saci-Pererê, um dos personagens mais icônicos do folclore brasileiro.

A Sosaci promove palestras, oficinas e atividades educativas em escolas e comunidades. Também organiza eventos, como o "Dia do Saci", celebrado em 31 de outubro, especialmente em São Paulo, que coincide com o Halloween, mas é uma forma de valorizar a cultura brasileira em detrimento das festividades estrangeiras.

→ Garantido x Caprichoso

Outra curiosidade da cultura brasileira pode ser encontrada no Festival de Parintins. Embora seja um evento conhecido e de grandes proporções, muitos brasileiros não estão familiarizados com os detalhes da festa, que acontece no Amazonas. Esse festival é uma competição entre dois bois, Garantido e Caprichoso, e é uma das maiores expressões da cultura brasileira.

→ Bonecos de Olinda

No carnaval de Olinda, Pernambuco, encontramos os curiosos bonecos gigantes, que são uma tradição e chamam a atenção de todos. Esses bonecos, que representam figuras conhecidas e outros personagens, são uma das expressões mais vibrantes e coloridas do Carnaval brasileiro. São considerados bens culturais imateriais brasileiros.

→ Queijo minas artesanal

O modo artesanal de fazer o queijo de Minas Gerais é considerado um bem cultural imaterial. A técnica de produção é passada de geração em geração e é um símbolo da identidade cultural da região.

Queijos em texto sobre cultura brasileira.
O mineiro desenvolveu um saber próprio da produção de queijo, que hoje é uma das tradições mais marcantes de sua cultura.

Em 2023, os Modos de Fazer o Queijo Minas Artesanal foram candidatos a Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade pela Unesco, um reconhecimento que, se confirmado, promoverá o desenvolvimento econômico sustentável da região e combaterá o êxodo que tem esvaziado as fazendas onde essa tradição é mantida.

Créditos das imagens

[1] Xaxas/ Shutterstock

[2] Joa Souza/ Shutterstock

[3] Erica Catarina Pontes/ Shutterstock

[4] A.PAES/ Shutterstock

[5] Angela_Macario/ Shutterstock

[6] James Davis Photography/ Shutterstock

[7] Delmiro Junior/ Shutterstock

[8] marcobrivio.photography/ Shutterstock

Fontes

ANDRADE, Mário de. Aspectos das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Livraria Martins Editora, 1965.

CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 12. ed. Rio de Janeiro: Ediouro, 2003.

DA MATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. 6. ed. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

FREYRE, Gilberto. Casa-grande & senzala: formação da família brasileira sob o regime da economia patriarcal. 51. ed. São Paulo: Global, 2006.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. 26. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.

LARAIA, Roque de Barros. Cultura: um conceito antropológico. 24. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2009.

PRADO JUNIOR, Caio. Formação do Brasil contemporâneo. 25. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2011.

RIBEIRO, Darcy. O povo brasileiro: a formação e o sentido do Brasil. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1997.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da imprensa no Brasil. 4. ed. Rio de Janeiro: Mauad, 1999.

VELLOSO, Mônica Pimenta. Modernismo no Rio de Janeiro: turunas e quixotes. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1996.

Por: Rafael Pereira da Silva Mendes

Artigos relacionados

24 de junho - Dia de São João

Conheça a origem do Dia de São João, celebrado em 24 de junho e uma das principais comemorações das Festas Juninas. Saiba sobre quem a data se refere.

A composição étnica do povo brasileiro

A composição étnica do povo brasileiro, Povo, Grupos étnicos, Brancos, Negros, Miscigenação, Indígenas, Contingente, Mistura entre raças, Mulato, caboclo, cafuzo.

Capoeira

Clique aqui, saiba quais são as características da capoeira, conheça sua história e descubra quais são seus principais golpes.

Cultura erudita

Você sabe o que é cultura erudita? Clique aqui e entenda o conceito de cultura erudita. Veja qual é a diferença entre a cultura erudita, a de massa e a popular.

Diferença entre o Candomblé e a Umbanda

Neste texto você conhecerá um pouco sobre o candomblé e a umbanda e as principais diferenças entre essas duas religiões. Apesar de ambas as religiões terem nascido no Brasil, elas possuem características específicas. Conheça as vertentes do candomblé e algumas das entidades da Umbanda.

Escravidão no Brasil

Clique aqui e entenda o contexto histórico e as causas de escravidão no Brasil, um regime violento que afetou milhões de negros e de indígenas.

Escritores Brasileiros

Mergulhe no universo dos grandes escritores brasileiros.

Etnia Brasileira

Etnia Brasileira, o que é etnia, classificação étnica, mulatos, caboclos, cafuzo, indígenas, brancos, negros, curiosidades nas etnias.

Festas Juninas

Saiba mais sobre as Festas Juninas e a relação que elas têm com os santos católicos do mês de junho e com elementos tradicionais da cultura brasileira

Folclore brasileiro

Clique aqui, saiba o que é o folclore brasileiro e conheça detalhes sobre algumas das principais manifestações culturais que o compõem.

Heranças culturais indígenas

A cultura indígena nos influenciou quanto ao hábito de andar descalços, descansar em redes e na alimentação com base em peixe, mandioca e frutas. Venha conhecer mais sobre o legado que os povos indígenas nos deixaram!

História do Carnaval

Conheça alguns aspectos da história do Carnaval. Veja de que forma as comemorações mudaram com o decorrer do tempo no Brasil e no mundo.

Identidade Cultural

Identidade Cultural: quem realmente “tem cultura”? Clique aqui e descubra!

Imigrantes no Brasil

Obtenha mais informações sobre a vinda de imigrantes para o Brasil e entenda como foi a transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado.

Povos indígenas do Brasil

Acesse este link para conhecer e entender mais detalhes sobre os povos indígenas. Quem e quantos são? Quais os principais grupos e sua situação atualmente?

Primeiros contatos entre indígenas e europeus

Venha saber o que aconteceu nos primeiros contatos entre indígenas e europeus no século XVI.

Saci-pererê

Acesse o site e conheça mais sobre a lenda do saci-pererê. Veja quais são as suas características. Saiba sobre sua história e a influência de Monteiro Lobato nela.

Samba

Acesse este texto e conheça um pouco da história do samba, um dos gêneros musicais mais conhecidos da cultura brasileira e símbolo do nosso país no exterior.

Símbolos da Festa Junina

Descubra quais são os principais símbolos da Festa Junina, como eles foram criados e o que representam. Veja outras curiosidades sobre os símbolos juninos.