Samba

O samba é um gênero musical e uma dança e considerado uma das principais manifestações culturais do Brasil. É originário da influência da cultura africana no país e surgiu no Rio de Janeiro, no começo do século XX. A popularização do samba aqui aconteceu durante a década de 1930.

Acesse também: Você sabe como surgiu o Carnaval?

O que é o samba?

Surgido na cidade do Rio de Janeiro, no começo do século XX, o samba é uma das manifestações mais populares da cultura brasileira e é bastante reconhecido no exterior como um dos símbolos de nosso país. O samba é, ao mesmo tempo, um gênero musical e uma dança oriundos da influência da cultura africana no Brasil.

O samba é um gênero musical e uma dança e é considerado símbolo da cultura brasileira.[1]
O samba é um gênero musical e uma dança e é considerado símbolo da cultura brasileira.[1]

O samba é uma manifestação de nossa cultura que tem relação direta com a comemoração do Carnaval, realizado sobretudo nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. Nelas o samba popularizou-se com as escolas de samba, e até hoje é um elemento fundamental dos desfiles realizados nessas duas cidades.

Na década de 1930, o samba de fato tornou-se um gênero musical popular, e isso fez com que as músicas de samba ganhassem as rádios do Brasil. Com o tempo, novas formas de samba foram surgindo no país, resultando em subgêneros como:

  • samba-de-terreiro
  • samba-enredo
  • bossa nova
  • pagode

Como vimos, o samba é reconhecido como uma das principais manifestações culturais do Brasil, e isso é perceptível por iniciativas como a realizada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, o Iphan, que reconheceu subgêneros do samba, como o samba-de-terreiro, o samba-enredo e o partido alto, como patrimônios culturais imateriais do Brasil.

A dança do samba está diretamente ligada com o gênero musical, e as composições de samba utilizam diversos instrumentos, dos quais se destaca: os instrumentos de percussão, como o pandeiro, o agogô, o ganzá, o surdo, o tamborim; os instrumentos de corda, como o violão e o cavaquinho, que fazem o acompanhamento nas canções; além da cuíca, outro instrumento importante no samba, e para obter-se som por ele, é necessário friccionar uma haste.

O samba também tem uma data comemorativa, o Dia Nacional do Samba, celebrado em 2 de dezembro. Acredita-se que a palavra samba tenha origem na língua bantu e que, entre os africanos escravizados no Brasil, era utilizada como sinônimo de festa e celebração. Entra sambistas famosos em nosso país, estão: Noel Rosa, Adoniran Barbosa, Paulinho da Viola, Cartola, entre outros.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Surgimento do samba

O samba surgiu no começo do século XX, na cidade do Rio de Janeiro, como uma manifestação cultural resultado da influência da cultura africana introduzida no Brasil. O samba tinha relação com as rodas de dança e os batuques que eram realizados pelos africanos escravizados e seus descendentes no Brasil.

A influência mais direta sobre o samba urbano carioca, sendo também a forma mais popular do samba, foi o samba-de-roda, gênero musical que os africanos escravizados usavam para formar rodas de dança e para praticar capoeira. Esse gênero nasceu no Recôncavo Baiano, durante o século XIX, e foi levado para o Rio de Janeiro com a grande migração de pessoas para a então capital do Brasil.

Essa migração acentuou-se no final do século XIX, sobretudo quando a escravidão foi abolida no país. Uma grande massa de ex-escravizados não tinha perspectivas nos locais em que estava, uma vez que não recebia nenhum tipo de auxílio para garantir seu sustento. Assim, muitos se mudaram para a capital, atrás de melhores condições de vida.

No Rio de Janeiro, os ex-escravizados e seus descendentes reuniram-se em bairros que ficavam na zona portuária da cidade e em locais como Saúde, Estácio, Gamboa, entre outros. Nesses locais, muitos moravam em cortiços, edificações que abrigavam dezenas de pessoas. As condições de habitação nesses locais não eram ideais, e doenças multiplicavam-se neles.

Foi no Rio de Janeiro que o samba urbano carioca surgiu, no começo do século XX.
Foi no Rio de Janeiro que o samba urbano carioca surgiu, no começo do século XX.

Na comunidade de afro-brasileiros que morava no Rio de Janeiro, as tias baianas foram figuras de fundamental importância, porque foram elas as responsáveis por formar terreiros de candomblé na cidade. Esses locais tornaram-se centros para os rituais religiosos e também locais de encontro comunitário e de celebrações.

Além disso, os terreiros eram espaços que garantiam aos afro-brasileiros a oportunidade de expressarem sua própria cultura, uma vez que as manifestações culturais afro-brasileiras ainda eram proibidas e a polícia era usada frequentemente como força de coerção sobre as festividades e celebrações desse grupo.

Foi nesses espaços marcados por rodas de batuque e dança que o samba nasceu. Os historiadores que estudam o gênero apontam que o lançamento do samba “Pelo telefone” foi o marco do seu surgimento. A música foi lançada no dia 27 de novembro de 1916 e foi o grande sucesso no Carnaval carioca de 1917.

A música foi registrada por Donga, mas Mauro de Almeida também é considerado um dos seus compositores. Acredita-se que outros sambistas tenham contribuído na composição, uma vez que ela surgiu em uma festividade no centro do Rio de Janeiro.

A década de 1920 foi um momento importante na história do samba. As escolas de samba surgiram e os desfiles começaram a tornar-se uma prática comum do Carnaval carioca. As escolas de samba levaram as composições de samba para as ruas, e o gênero musical começou ganhar espaço no cenário cultural.

Acesse também: Candomblé, uma forma de resistência dos africanos

A popularização do samba

A popularização do samba aconteceu na década de 1930, durante a Era Vargas. O surgimento das escolas de samba e a consolidação do rádio como principal meio de comunicação foram fundamentais para que o samba se espalhasse pelo Brasil. Nessa década, o samba deixou de ser uma manifestação cultural reprimida e passou a ser exaltado como um símbolo nacional.

Isso fez com que o gênero conquistasse espaço na indústria fonográfica do país e galgasse espaços nas rádios. As canções de samba tornaram-se opções para o entretenimento da população. Além disso, o samba passou a ser exportado para o exterior, conforme o exemplo da cantora Carmen Miranda, um dos ícones do país na época.

A valorização do samba tem relação com o projeto de Getúlio Vargas de construir a identidade e a nacionalidade do brasileiro. Manifestações culturais, como o samba, foram valorizadas para reforçar essa identidade do brasileiro com sua própria cultura. A exaltação do samba nessa época também cumpria propósitos de Vargas de “embranquecer” e apagar as raízes africanas do gênero.

Créditos da imagem

[1] T photography e Shutterstock

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

Diferença entre o Candomblé e a Umbanda

Neste texto você conhecerá um pouco sobre o candomblé e a umbanda e as principais diferenças entre essas duas religiões. Apesar de ambas as religiões terem nascido no Brasil, elas possuem características específicas. Conheça as vertentes do candomblé e algumas das entidades da Umbanda.

Heranças culturais indígenas

A cultura indígena nos influenciou quanto ao hábito de andar descalços, descansar em redes e na alimentação com base em peixe, mandioca e frutas. Venha conhecer mais sobre o legado que os povos indígenas nos deixaram!

História do Carnaval

Conheça alguns aspectos da história do Carnaval. Veja de que forma as comemorações mudaram com o decorrer do tempo no Brasil e no mundo.

Identidade Cultural

Identidade Cultural: quem realmente “tem cultura”? Clique aqui e descubra!

Imigrantes no Brasil

Obtenha mais informações sobre a vinda de imigrantes para o Brasil e entenda como foi a transição do trabalho escravo para o trabalho assalariado.

O que é cultura?

Você quer realmente entender o que é cultura? Este texto é para você! Acesse!

Patrimônio Histórico

O lugar que o patrimônio ocupa em nosso cotidiano.

Revolta da Vacina

Leia sobre a Revolta da Vacina. Conheça o contexto histórico e as causas desse levante popular. Veja qual é a relação entre essa revolta e Oswaldo Cruz.