PET: um poliéster importante

O polímero conhecido como PET possui, na verdade, a seguinte nomenclatura química oficial: polietilenotereflato, ou politereftalato de etileno, da qual origina sua sigla. Ele possui esse nome porque é um poliéster, isto é, um polímero formado por vários ésteres, que são produzidos por meio da reação entre o álcool etilenodiol (etileno-glicol) e o ácido tereftálico (ácido p-benzenodioico).

Os poliésteres são polímeros de condensação, porque reagem monômeros diferentes com a eliminação de moléculas de água. Para a produção de um poliéster é imprescindível a reação entre um ácido e um álcool, ou um diácido e um diálcool ou ainda um poliácido e um poliálcool. O importante é que a mesma quantidade de grupos carboxila que o ácido tem seja também a mesma quantidade de grupos hidroxila que o álcool apresenta em sua estrutura. Isso ocorre porque o grupo carboxila do ácido (─COOH) reage com a hidroxila do álcool (OH), a fim de originar o grupo éster (─COO) e eliminando água como subproduto.
No caso do polímero PET, vemos a seguinte reação de polimerização:

Reação de polimerização para a obtenção do PET.
Reação de polimerização para a obtenção do PET.

Observe que temos um diálcool e um diácido, o que significa que cada molécula dessas reagirá duas vezes, originando vários grupos ésteres. Essa produção é tão eficaz que se calcula que apenas com 2kg de poliéster seria possível produzir um filamento fino e resistente o suficiente para dar a volta ao planeta. Com 75 g de pasta de poliéster pode-se produzir 10 000 m de um fio composto da união de 30 fibras microscópicas.

Comercialmente, o polietilenotereflato (PET) é conhecido como drácon ou como terilene. Esse polímero é largamente utilizado, tanto que cerca de cinco milhões de toneladas dele são produzidos todos os anos para se usar na fabricação de tecidos, como o tergal, que é a mistura de drácon com algodão. Também se produzem fibras sintéticas para maiôs e roupas de inverno, cordas, filmes fotográficos, fitas de áudio e vídeo, guarda-chuvas, embalagens, garrafas de bebidas chamadas de garrafas PET, gabinetes de forno, vasos e válvulas cardíacas e protetores de queimaduras para vítimas. Na construção civil é usado em massas para reparos, em laminados, esquis e linhas de pesca.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Produtos fabricados tendo o PET como matéria-prima.
Produtos fabricados tendo o PET como matéria-prima.

As garrafas PET são a aplicação mais conhecida do polímero polietilenotereflato.

As garrafas PET são a aplicação mais conhecida do polímero polietilenotereflato.

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Polímero PVC

Conheça mais sobre o polímero PVC, muito utilizado na fabricação de dutos e tubos rígidos para água e esgoto.

Composição do Teflon

Conheça a constituição química, as propriedades e as principais aplicações do polímero teflon, usado em revestimentos de panelas e frigideiras antiaderentes.

Polímero à prova de bala: Kevlar

Conheça mais sobre a poliamida kevlar, um polímero que é à prova de bala e muito resistente ao fogo e a ataques químicos.

Polímeros: Poluição e Lixo

Veja que embora os polímeros tenham melhorado nossa qualidade de vida, eles também aumentaram o problema de descarte do lixo e da poluição gerada por ele.

Polímero Náilon

Conheça um polímero muito importante, o náilon. Veja suas aplicações, características, fabricação, reação de polimerização e uso na Segunda Guerra Mundial.

Plástico verde

Conheça o que é o plástico verde, um polímero com estrutura idêntica ao polietileno, mas que possui o benefício de ser de fonte renovável, o etanol da cana-de-açúcar.

Polietileno

Conheça o polímero polietileno, formado a partir da reação de polimerização do etileno e que é muito utilizado em garrafas, brinquedos, embalagens, sacos plásticos, etc.

Polimetilmetacrilato (acrílico)

O acrílico ou plexiglass é, na verdade, o polimetilmetacrilato (PMMA). Saiba mais sobre esse polímero por meio deste artigo!

Acrilato de etila

O acrilato de etila é a principal matéria-prima de um tipo muito importante de polímero acrílico. Conheça mais sobre esse composto aqui neste texto.

Oxidação branda

Saiba mais sobre a oxidação branda de alcenos e alcinos, bem como sobre o teste de Bayer usado para diferenciá-los.

Polímeros de adição

Os polímeros de adição são formados por sucessivas adições de monômeros. Veja os principais polímeros de adição e sua aplicação no cotidiano.

Polímeros em alta

Por que estes compostos se tornaram tão populares?

Polímeros naturais e artificiais

Conjunto de pequenas moléculas denominadas monômeros.

Estudo de alguns polímeros

Os polímeros se classificam em naturais ou artificiais.

Vulcanização da borracha

O processo de vulcanização foi uma das maiores descobertas para nossa era. Assim, veja como ele ocorre, sua importância e aplicação em nossa sociedade.

Borrachas sintéticas

Entenda a diferença existente entre as borrachas naturais e as sintéticas e observe quais são os polímeros constituintes das borrachas sintéticas mais importantes.