Classificação dos polímeros sintéticos

Os polímeros são compostos de cadeias longas ou de macromoléculas formadas pelas sucessivas ligações de moléculas pequenas – estas são denominadas monômeros.

Os primeiros polímeros descobertos foram encontrados na própria natureza, como proteínas, celulose, látex, etc. Eles eram muito usados na produção de vários produtos úteis à sociedade.

Porém, tornou-se necessária a síntese ou a produção em laboratório de compostos parecidos com esses polímeros naturais, que pudessem ser usados para as mesmas finalidades. De início, procurava-se copiar os polímeros naturais; e todas as tentativas partiam de polímeros naturais de baixo custo. Com o tempo, conseguiu-se produzir polímeros sintéticos que não precisavam dos polímeros naturais, mas que eram feitos a partir de moléculas simples.

Hoje, ao nosso redor, milhares de produtos são feitos de polímeros, pois essa é uma tecnologia que está muito avançada. Usamos tais produtos todos os dias.

Os polímeros sintéticos se tornaram um grupo tão vasto de compostos que passaram a ser divididos ou classificados em três grupos menores, que são: polímeros de adição, polímeros de condensação e polímeros de rearranjo. Vejamos cada um deles:

1. Polímeros de adição: como o próprio nome diz, esses polímeros são feitos por meio da “adição” ou “soma” de unidades simples de monômeros todos iguais entre si.

Para entender, imagine que um clipe, como o mostrado abaixo, corresponda a um monômero isolado. Então, o polímero de adição corresponderá a uma corrente feita por vários clipes iguais:

Analogia sobre polímeros de adição.
Analogia sobre polímeros de adição.

Todos os monômeros que formarão um polímero de adição devem possuir pelo menos uma dupla ligação entre carbonos, pois é a ligação pi (π) que será rompida, formando duas ligações simples e, por conseguinte, ocorrendo as ligações que formarão o polímero.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Entre os polímeros de adição temos os mostrados na figura abaixo:

Exemplos principais de produtos feitos com polímeros de adição.
Exemplos principais de produtos feitos com polímeros de adição.

1.1 – Copolímeros: esse é um tipo especial de polímero de adição. A sua diferença consiste no fato de que ele é formado pela adição de dois ou mais tipos de monômeros. Usando a mesma analogia anterior do clipe, temos:

Analogia sobre copolímeros.
Analogia sobre copolímeros.

Conforme pode ser visto acima, eles podem adquirir uma estrutura regular ou irregular. A borracha sintética é um tipo de copolímero.


2. Polímeros de Condensação: ao contrário dos polímeros de adição, os polímeros de condensação são formados pela reação de monômeros diferentes. Além disso, ocorre a liberação de moléculas pequenas durante a reação, principalmente moléculas de água.

Visto que são diferentes, os monômeros devem apresentar grupos funcionais distintos também e não é necessária a dupla ligação entre carbonos.

Os principais exemplos de polímeros de condensação e alguns produtos feitos com eles estão representados abaixo:

Exemplos principais de polímeros de condensação.
Exemplos principais de polímeros de condensação.

3. Polímeros de Rearranjos: esses polímeros resultam da reação entre monômeros que sofrem rearranjo nas suas estruturas químicas, durante a reação de polimerização.

O exemplo mais comum de polímero de rearranjo é o poliuretano, usado principalmente em produtos feitos de espuma.

Existem vários tipos de polímeros sintéticos, por isso eles são classificados em três grupos.

Existem vários tipos de polímeros sintéticos, por isso eles são classificados em três grupos.

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Polímero PVC

Conheça mais sobre o polímero PVC, muito utilizado na fabricação de dutos e tubos rígidos para água e esgoto.

Composição do Teflon

Conheça a constituição química, as propriedades e as principais aplicações do polímero teflon, usado em revestimentos de panelas e frigideiras antiaderentes.

Polímero à prova de bala: Kevlar

Conheça mais sobre a poliamida kevlar, um polímero que é à prova de bala e muito resistente ao fogo e a ataques químicos.

Polímeros: Poluição e Lixo

Veja que embora os polímeros tenham melhorado nossa qualidade de vida, eles também aumentaram o problema de descarte do lixo e da poluição gerada por ele.

Polímero Náilon

Conheça um polímero muito importante, o náilon. Veja suas aplicações, características, fabricação, reação de polimerização e uso na Segunda Guerra Mundial.

Plástico verde

Conheça o que é o plástico verde, um polímero com estrutura idêntica ao polietileno, mas que possui o benefício de ser de fonte renovável, o etanol da cana-de-açúcar.

Polietileno

Conheça o polímero polietileno, formado a partir da reação de polimerização do etileno e que é muito utilizado em garrafas, brinquedos, embalagens, sacos plásticos, etc.

Polimetilmetacrilato (acrílico)

O acrílico ou plexiglass é, na verdade, o polimetilmetacrilato (PMMA). Saiba mais sobre esse polímero por meio deste artigo!

Acrilato de etila

O acrilato de etila é a principal matéria-prima de um tipo muito importante de polímero acrílico. Conheça mais sobre esse composto aqui neste texto.

Tipos de polímeros

Conheça os diversos tipos de polímeros sem os quais não conseguimos passar um dia sem ter nenhum contato, tanto naturais quanto sintéticos.

Borrachas sintéticas

Entenda a diferença existente entre as borrachas naturais e as sintéticas e observe quais são os polímeros constituintes das borrachas sintéticas mais importantes.

Estudo de alguns polímeros

Os polímeros se classificam em naturais ou artificiais.

Polímeros de adição

Os polímeros de adição são formados por sucessivas adições de monômeros. Veja os principais polímeros de adição e sua aplicação no cotidiano.

Polímeros em alta

Por que estes compostos se tornaram tão populares?

Polímeros naturais e artificiais

Conjunto de pequenas moléculas denominadas monômeros.

Poliuretano

Veja por que o poliuretano é um polímero tão importante na fabricação de vários produtos que contêm espuma em sua constituição.