Importância da revisão textual

A revisão textual implica diretamente na performance do discurso
A revisão textual implica diretamente na performance do discurso

Indubitavelmente, a construção textual representa para muitos uma tarefa um tanto quanto complexa, difícil e, às vezes.... até impossível. O emissor, ao se deparar frente a uma folha em branco, para a qual as ideias parecem não fluir, sente-se atordoado e acaba, consequentemente, tornando o hábito da escrita um verdadeiro estigma. O fato é que tudo isso pode ir aos poucos sendo amenizado, a partir do momento em que ele (o emissor) compreende que as habilidades requisitadas pela modalidade em questão vão sendo adquiridas de modo paulatino, ou seja, nada acontece como num passe de mágica.

O primeiro passo é desenvolver o hábito da leitura de bons livros, em seguida, a constante busca por informações de tudo aquilo que norteia os fatos cotidianos, além de dedicar-se constantemente à prática da escrita. Tais posicionamentos corroboram tão somente para que nos sintamos informados de tudo que acontece à nossa volta, razão pela qual nos sentimos capazes de argumentar bem nossas opiniões e, sobretudo, de ampliar cada vez mais nosso acervo lexical, contribuindo assim para um desempenho linguístico de forma plausível. Sem contar que esse desempenho linguístico se relaciona também com os conhecimentos gramaticais, concebidos em toda a sua essência. Dessa forma, dúvidas ortográficas, questionamentos acerca de fatos relacionados à concordância, regência, entre outros, vão aos poucos sendo suprimidos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Diante de tais competências, cuja importância se torna indiscutível, após todas as ideias elencadas e transpostas ao papel, há ainda outra de igual destaque: a chamada revisão textual.  Mesmo que, como princípio de tudo, rascunhemos todas as ideias, depois de o texto pronto e acabado, faz-se necessário voltarmos a ele e darmos uma excelente revisada. Essa medida tem a finalidade de nos ajudar a detectar algumas incorreções que, no momento da escrita, passam despercebidas, uma vez que essa ou aquela palavra, ou aquela ideia, poderia ajustar-se em outro lugar e, assim, conferir melhor qualidade ao discurso.

Não nos esquecendo de que ao relermos nosso texto, a possibilidade de novos pensamentos surgirem torna-se fator preponderante, ampliando, dessa forma, o teor de nossos posicionamentos.

Em face desses pressupostos, sobretudo da importância deles, caso você ainda não proceda assim, repense seus conceitos e adquira a partir de agora uma nova postura, colocando em prática os conhecimentos aqui adquiridos.  

Por: Vânia Maria do Nascimento Duarte

Artigos relacionados

A Costa ou As Costas?

A costa e as costas revelam algumas dúvidas linguísticas, sendo que as costas se referem ao dorso e a costa à zona litorânea.

A redação nos concursos e vestibulares

A redação se apresenta como um dos principais requisitos nos concursos e vestibulares. Você se sente preparado (a)? Não deixe de conferir aqui algumas dicas!

Abreviatura de horas

A abreviatura de horas, tendo em vista o padrão formal que rege a linguagem, constitui-se de pormenores específicos, aos quais devemos estar atentos.

Acentuação da letra U

Se a acentuação da letra u resulta numa questão de análise, que tal analisar por meio de um clique e conferir acerca de alguns detalhes?

Acentuação das formas verbais ligadas por hífen

A acentuação das formas verbais ligadas por hífen está condicionada a regras específicas.

As interjeições no poema de José Paulo Paes

Saiba um pouco mais sobre o uso da interjeições no poema de José Paulo Paes. Clicando, certificar-se-á!

Ata

A ata caracteriza-se como um documento que registra os acontecimentos relativos a uma assembleia ou reunião, sendo esses retratados de forma fidedigna.

Atestado

Através de uma estrutura padrão, o atestado tem por fim confirmar a existência ou inexistência de uma situação de direito.

Bacharel ou Bacharela?

Bacharel não é um substantivo comum de dois gêneros, haja vista que existe o feminino “bacharela”.

Características das interjeições

Para você, que deseja ampliar sua competência linguística, não deixe de clicar e conhecer as características das interjeições!

Coesão textual

A coesão textual é um elemento de fundamental importância na construção de um texto, sendo responsável por atribuir clareza ao discurso. Atenha-se aos traços que a norteiam!

Como escrever bem?

Aprenda 5 passos para aprimorar a sua produção textual e desenvolva a sua habilidade de escrita!

Competências da escrita

Conheça a importância de se desenvolver as competências da escrita clicando aqui.

Declaração

Conheça a declaração e aprenda quais suas características e função social. Aprenda como fazer uma declaração com diferentes modelos.

Denotação e Conotação

Denotação e Conotação são os sentidos que as palavras podem adquirir, um voltado para a subjetividade, e outro para o sentido original, de acordo com o que retrata o dicionário.

Diário

O diário se caracteriza como um gênero textual e, como tal, é dotado de características próprias. Conheça-as, portanto, clicando aqui!

Dúvidas gramaticais recorrentes

Algumas dúvidas gramaticais recorrentes tendem a se manifestar no cotidiano de muitos usuários da língua. Caso você as tenha, não deixe de clicar e conferir!

Escolhas lexicais

A qualidade do discurso que ora proferimos depende das escolhas lexicais que fazemos, sendo elas fruto de nossa competência linguística. Atenha-se a alguns pressupostos!

Grafia e leitura dos numerais

A grafia e a leitura dos numerais estão relacionadas a regras predefinidas.

Grande maioria

A expressão “grande maioria” não pode ser considerada um pleonasmo.

Gêneros textuais orais e escritos

Você sabia que os gêneros textuais podem ser orais e escritos, não é mesmo? Pois bem, confira sobre isso e muito mais clicando aqui!

Haja e Aja

Haja e aja, apesar do som idêntico, divergem quanto ao significado.

Hiperonímia e Hiponímia

Hiperonímia e hiponímia representam a relação de significado que as palavras estabelecem umas com as outras.

Leitura e Autonomia textual

Que relação há entre a leitura e a autonomia textual? Clique e confira!

Letras maiúsculas e minúsculas: quando utilizá-las?

Letras maiúsculas e minúsculas integram o padrão formal da linguagem, por isso devemos utilizá-las corretamente.

Língua portuguesa no Vestibular

O que é cobrado nas provas de língua portuguesa no vestibular? Você sabe? Que tal se informar um pouco mais clicando aqui?

Memorando

Memorando é um tipo de comunicação eminentemente interna estabelecida entre as unidades administrativas de um órgão, obedecendo a uma estrutura padronizada.

O hífen relacionado ao uso do não como prefixo

Você já se sentiu questionado (a) acerca do uso do hífen antes do “não” utilizado como prefixo? Então, não perca a oportunidade de conferir dicas quentíssimas!

Objeto direto e o uso da vírgula

Será mesmo que o uso da vírgula se faz presente no objeto direto? Certifique-se de alguns detalhes clicando aqui!

Os elementos da textualidade

Atenha-se a alguns pressupostos de fundamental importância!

Os elementos que interferem na qualidade textual

O domínio das técnicas é primordial na “arquitetura” de um texto!

Os sentidos do verbo acusar

Os sentidos do verbo acusar estão relacionados à predicação verbal, podendo ser transitivo direto ou transitivo indireto.

Paralelismo Sintático e Paralelismo Semântico

O paralelismo sintático e o paralelismo semântico integram um dos requisitos atribuídos à modalidade escrita da linguagem. Certifique-se dos traços que os norteiam!

Perda ou perca?

Perda ou perca possuem sentidos distintos. Perda se refere a um substantivo, enquanto que perca retrata a flexão do verbo perder.

Por ora ou por hora?

Por ora ou por hora, apesar das semelhanças, divergem quanto ao significado. Por ora significa por agora; e por hora significa a cada hora.

Pronome cujo

O pronome cujo se manifesta mais comumente na linguagem escrita.

Regência nominal

Entenda o que é a regência nominal. Veja alguns exemplos desse fenômeno linguístico. Saiba a diferença entre regência nominal e regência verbal.

Semana retrasada?

Semana retrasada faz referência àquela semana anterior à atrasada, e não àquela anterior à passada.

Um Mil

“Um mil” é um modo incorreto de se grafar essa expressão.

Uso da próclise e da mesóclise

Deseja saber acerca do uso da próclise e da mesóclise? Então não deixe de clicar aqui e ampliar seu conhecimento!

Uso da vírgula

O uso da vírgula, assim como as demais ocorrências linguísticas, está relacionado a regras específicas. Atenha-se a elas clicando aqui!

Uso de maiúsculas e minúsculas

O uso de maiúsculas e minúsculas faz parte dos assuntos relacionados à gramática, dos quais devemos estar sempre cientes.

Uso do adjetivo e do advérbio

O uso do adjetivo e do advérbio está relacionado a casos específicos, porém em determinadas circunstâncias, um pode exercer a função do outro.