Campo magnético

O campo magnético é o espaço ao redor de dipolos que exercem forças em cargas elétricas.

O campo magnético é uma região do espaço onde as cargas elétricas em movimento são sujeitas à ação de uma força magnética.
O campo magnético é uma região do espaço onde as cargas elétricas em movimento são sujeitas à ação de uma força magnética.

    O campo magnético é um espaço que surge quando as cargas elétricas estão em movimento. Ao falar de campo magnético, precisamos entender que ele aparece com um dipolo, ou seja, possui duas extremidades, chamadas polo norte e polo sul.

Por convenção, utilizamos linhas para representar o movimento de um campo magnético, que tende a sair do polo norte e incidir no polo sul. Ele pode ser gerado por meio de corrente elétrica em um fio condutor retilíneo ou em espiral e até em bobinas com fios senoidais (enrolados).

Para achar a intensidade do campo nessas situações, utilizamos variações da equação do campo, considerando a corrente elétrica (i), permeabilidade magnética no vácuo (μ0), comprimento da bobina (L), distância (R) e número de voltas da bobina (N).

Leia também: Eletroímãs — materiais com campo magnético potencializado

O que é campo magnético?

O campo magnético é um espaço no qual as cargas elétricas sofrem interferência de forças. Ele é representado por linhas e é uma grandeza vetorial (possui intensidade, direção e sentido). Sua unidade de medida é o tesla (T), em homenagem ao físico Nikola Tesla, que estudou esse fenômeno.

Propriedades do campo magnético

O campo magnético é formado a partir do movimento das cargas elétricas. Existem materiais magnéticos que naturalmente atraem ou repelem outros materiais, como os ímãs, sendo eles classificados como:

  • ferromagnéticos: possuem uma alta resposta na presença de campos;

  • diamagnéticos: materiais que são repelidos em contato com campos;

  • paramagnéticos: possuem uma fraca atração aos campos.

Todo campo magnético, por convenção, é dividido em dois polos: polo norte e polo sul, o que é conhecido como ligação dipolo e não pode ser quebrada.

Devido às linhas de campo, ao aproximar dois polos iguais, eles se repelem. Ao aproximar polos diferentes, eles se atraem, assim como em um ímã.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Linhas de campo magnético

O campo magnético é representado com linhas, para facilitar seu estudo. Essas linhas, por convenção, seguem uma direção: saem do polo norte e entram no polo sul. Cada ponto que constrói essa linha possui um módulo (valor), uma direção e um sentido. Essas linhas não se cruzam.

Linhas de campo magnético saindo do polo norte e entrando no polo sul em um ímã.
Linhas de campo magnético saindo do polo norte e entrando no polo sul em um ímã.

Fórmulas do campo magnético

Existem diferentes formas de gerar um campo magnético e, para cada forma, temos uma distribuição diferente do campo pelo espaço.

  • Campo gerado por uma corrente elétrica

O campo magnético gerado por uma corrente ocorre quando há uma corrente percorrendo um fio condutor. Nesse caso, é formado um campo circular por todo o fio.

Regra da mão direita para determinar a direção do campo magnético gerado por uma corrente elétrica em um fio condutor
Regra da mão direita para determinar a direção do campo magnético gerado por uma corrente elétrica em um fio condutor

O sentido desse campo é determinado por meio da regra da mão direita. O polegar no fio aponta para o sentido da corrente, e os outros dedos, ao envolverem (abraçarem) o fio, representam o sentido da linha do campo magnético.

O valor do campo magnético, nessa situação, pode ser encontrado por meio da equação:

Equação para encontrar o valor do campo magnético

B – campo magnético (T)

μ0 – permeabilidade magnética do vácuo (4π.10-7 T.m/A)

i – corrente elétrica (A)

R – distância do fio (m)

  • Campo gerado por uma bobina

Bobinas são formadas por fios condutores em formato senoidal (enrolados várias vezes).

Campo magnético gerado por uma bobina
Campo magnético gerado por uma bobina

O valor do campo magnético nessa situação pode ser encontrado por meio da equação:

Equação para determinar campo magnético em uma bobina

B – campo magnético (T)

μ0 – permeabilidade magnética do vácuo (4π.10-7 T.m/A)

i – corrente elétrica (A)

N – número de voltas da bobina

L – comprimento da bobina (m)

Para saber mais, leia: Campo magnético de um solenoide.

  • Campo gerado por uma espira circular

Colocando um fio condutor em formato curvilíneo, chegamos ao formato de um anel. Nessa situação as linhas de campo são perpendiculares (formam um ângulo de 90°) ao plano circular.

Campo magnético gerado por uma espira circular
Campo magnético gerado por uma espira circular

O valor do campo magnético nessa situação pode ser encontrado por meio da equação:

Equação para determinar campo magnético em uma espira circular

B – campo magnético (T)

μ0 – permeabilidade magnética do vácuo (4π.10-7 T.m/A)

i – corrente elétrica (A)

R – distância do fio (m)

Veja também: Levitação magnética — o fenômeno que surge quando campos magnéticos em direções opostas interagem entre si

Campo magnético da Terra

A Terra também possui um campo magnético. Esse campo se estende por todo o planeta e funciona como um grande ímã.

Representação do campo magnético terrestre
Representação do campo magnético terrestre

Ele também é responsável por proteger a atmosfera terrestre de ventos solares, que poderiam destruir a atmosfera que temos. Esse campo é gerado devido ao movimento do núcleo terrestre.

Campo magnético defendendo a atmosfera terrestre.
Campo magnético defendendo a atmosfera terrestre.

Campo magnético e campo elétrico

A principal diferença entre o campo magnético e o campo elétrico é a sua fonte. Enquanto o campo magnético permeia o espaço de um dipolo, o campo elétrico é formado ao redor de cargas elétricas. No campo elétrico, a força exercida pelas cargas é chamada de força elétrica. Além disso, a unidade de medida do campo elétrico é newton/coulomb (N/C), enquanto a do campo magnético é o tesla (T).

No campo elétrico, as linhas de campo saem da carga positiva e entram na carga negativa, enquanto no campo magnético as linhas de campo saem do polo norte e vão para o polo sul. Para os dois campos, as cargas ou polos iguais se repelem, e cargas ou polos diferentes se atraem.

Leia também: Campo magnético gerado pelo toroide

Exercícios resolvidos sobre campo magnético

1. (Ufac 2008) Um fio reto e extenso é percorrido por uma corrente elétrica continua de intensidade I = 3 A.

A permeabilidade magnética do vácuo é μo = 4π.10-7 T.m/A. Qual o módulo do campo magnético B produzido num ponto p à distância r = 0,25 m do fio, no vácuo?

a) 24.10-6 T

b) 5.10-6 T

c) 2,4.10-6 T

d) 10.10-6 T

e) 7,5.10-6 T

Resolução

Alternativa C.

Como o campo está sendo gerado por meio de um fio condutor, basta utilizar a equação do campo magnético gerado por uma corrente elétrica e substituir com as informações do enunciado:

Cálculo do valor de campo magnético

2. (UFPB-2011) Os eletroímãs, formados por solenoides percorridos por correntes elétricas e um núcleo de ferro, são dispositivos utilizados por guindastes eletromagnéticos, os quais servem para transportar materiais metálicos pesados.

Um engenheiro, para construir um eletroímã, utiliza um bastão cilíndrico de ferro de 2,0 metros de comprimento e o enrola com um fio dando 4.106 voltas. Ao fazer passar uma corrente de 1,5 A pelo fio, um campo magnético é gerado no interior do solenoide, e a presença do núcleo de ferro aumenta em 1.000 vezes o valor desse campo.

Adotando para a constante μ0 o valor 4π.10-7 T.m/A, é correto afirmar que, nessas circunstâncias, o valor da intensidade do campo magnético, no interior do cilindro de ferro, em tesla, é de:

a) 24π.102

b) 12π.102

c) 6π.102

d) 3π.102

e) π.102

Resolução

Alternativa B.

Para encontrar a intensidade de um campo no interior de um solenoide, basta utilizar a equação da bobina e substituir as informações do enunciado:

Cálculo do campo magnético gerado em um solenoide

Como o núcleo de ferro aumenta o campo em 1000 vezes, podemos multiplicar esse resultado parta chegar à resposta correta:

1,2 x 1000 = 1200 = 12.10²    

Por: Gabriela de Oliveira

Artigos relacionados

Auroras polares

Conheça o fenômeno das auroras polares.

Bússola

Saiba como é possível se orientar por meio de uma bússola.

Campo elétrico

O campo elétrico é uma grandeza vetorial, isto é, apresenta módulo, direção e sentido específicos a cada ponto. O campo elétrico é responsável pela força de atração ou de repulsão entre cargas elétricas e pode ser medido em unidades de volt por metro (V/m) ou em newton por coulomb (N/C).

Campo magnético terrestre

Veja mais sobre o campo magnético terrestre: não podemos vê-lo, mas é ele quem nos protege das partículas e ventos solares emitidos pelo Sol.

Classificação dos materiais magnéticos

Compreenda a classificação dos materiais magnéticos e a definição de diamagnetismo, paramagnetismo e ferromagnetismo.

Eletroímãs

Clique aqui para compreender como são gerados os campos magnéticos de um eletroímã e saiba como construir seu próprio eletroímã!

Estrelas de nêutrons

Aprenda mais sobre a formação e o comportamento de uma classe de estrelas muito curiosa: as estrelas de nêutrons.

Experimento de Oersted

Clique aqui e confira como Oersted fez o experimento que comprovou a relação entre corrente elétrica e a criação de campos magnéticos.

Fluxo magnético

O fluxo magnético é proporcional ao número de linhas que atravessa a superfície. Veja mais como determinar o fluxo magnético sobre uma superfície plana.

Frequência e comprimento de onda

Frequência e comprimento de onda são, respectivamente, uma grandeza física associada a movimentos de característica ondulatória que indicam o número de oscilações por unidade de tempo e a velocidade da onda dividida pela frequência da onda. Veja mais aqui!

Galvanômetro e sua utilização como medidor

Veja aqui o que é um galvanômetro e como esse aparelho é utilizado para medir corrente elétrica e tensão.

Geração de ondas eletromagnéticas

Por meio do uso das ondas eletromagnéticas, as torres de controle podem manter contato com os aviões. Veja aqui como são geradas essas ondas eletromagnéticas!

Lei de Biot-Savart

Aprenda a calcular o campo magnético ao redor de um condutor e a indicar o seu sentido através da lei de Biot-Savart.

Levitação magnética (Princípio do Maglev)

Que tal saber mais sobre o fenômeno da levitação magnética? Ela surge quando campos magnéticos em direções opostas interagem entre si. Uma interessante aplicação disso é o Maglev, um meio de transporte capaz de flutuar sobre trilhos usando a repulsão criada entre ímãs permanentes e ímãs supercondutores.

Magnetismo

Clique aqui e entenda em que consiste o estudo do magnetismo!

Materiais Ferromagnéticos

Os materiais ferromagnéticos se imantam fortemente se colocados na presença de um campo magnético externo.

Movimento da carga no campo magnético

Veja aqui como ocorre o movimento de uma carga eletrizada quando lançada em um campo magnético uniforme.

Nikola Tesla

Aqui você vai conhecer um pouco mais do grande cientista e inventor Nikola Tesla, o gênio do eletromagnetismo.

O forno de micro-ondas causa algum prejuízo à saúde?

Será que os fornos de micro-ondas fazem algum mal à saúde? Confira o artigo para descobrir. As micro-ondas são ondas eletromagnéticas que interagem com moléculas polares, como as moléculas de água, induzindo-as a entrar em movimento rotacional. Descubra se isso pode nos fazer mal!

Raio da trajetória de uma carga

Veja aqui como determinar o período e o raio da trajetória de uma carga lançada em um campo magnético uniforme.

Ressonância magnética

A ressonância magnética constrói uma imagem do interior do corpo. Clique e entenda!

Spin

Conheça as propriedades físicas do Spin e um pouco da história por trás de sua descoberta.

Ímãs

Saiba mais sobre os ímãs, como eles podem ser classificados e quais são as suas propriedades.