Experimento de Oersted

O experimento de Oersted mostrou que a corrente elétrica pode gerar campos magnéticos. Essa relação era vista como impossível na época.

Até o início do século XIX, os fenômenos elétricos e magnéticos eram tratados como independentes. Para o pensamento da época, era impossível estabelecer uma relação entre eletricidade e magnetismo, mesmo que alguns comportamentos relacionados a eventos elétricos e magnéticos fossem semelhantes.

A principal diferença que sustentava a tese da incompatibilidade entre eletricidade e magnetismo era o fato de que, enquanto ímãs eram capazes de atrair um grupo restrito de materiais, os corpos eletrizados atraíam uma diversidade maior de elementos. Outra diferença utilizada era a inseparabilidade dos polos magnéticos diante da possibilidade de existência de polos elétricos únicos.

Experimento de Oersted

Em 1820, o dinamarquês Hans Oersted observou que a agulha imantada de uma bússola sofria deflexões quando estava nas proximidades de um circuito elétrico ligado. Oersted percebeu que, ao desligar o circuito, a agulha voltava à sua posição inicial. A agulha de uma bússola alinha-se ao campo magnético terrestre e só sofre deflexões perceptíveis caso seja submetida a outro campo magnético.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A única explicação possível para a mudança de posição da agulha era que, de alguma forma, a corrente elétrica estava gerando um campo magnético. O que Oersted descobriu é que cargas elétricas em movimento são capazes de gerar campos magnéticos.

Linhas de campo magnético criadas por um solenoide percorrido por uma corrente elétrica
Linhas de campo magnético criadas por um solenoide percorrido por uma corrente elétrica

A experiência realizada por Oersted abriu o caminho para o desenvolvimento do eletromagnetismo, no qual os fenômenos envolvidos possuem características elétricas e magnéticas. Atualmente, motores elétricos, cartões magnéticos, captadores de instrumentos musicais e turbinas para a geração de energia elétrica são algumas das tecnologias que envolvem princípios eletromagnéticos.

O experimento de Oersted abriu o caminho para os estudos do Eletromagnetismo

O experimento de Oersted abriu o caminho para os estudos do Eletromagnetismo

Por: Joab Silas da Silva Júnior

Artigos relacionados

Bússola

Saiba como é possível se orientar por meio de uma bússola.

Campo magnético

A região que envolve a massa magnética e dentro da qual ela consegue exercer ações magnéticas é chamada de campo magnético. Confira mais sobre suas propriedades aqui!

Campo magnético ao redor de um fio

Determinando a intensidade do campo magnético em torno de um fio retilíneo.

Campo magnético de um solenoide

Veja como é calculada a intensidade do campo magnético de um solenoide.

Classificação dos materiais magnéticos

Compreenda a classificação dos materiais magnéticos e a definição de diamagnetismo, paramagnetismo e ferromagnetismo.

Equações de Maxwell para o eletromagnetismo

Conheça as equações de Maxwell e saiba por que elas são tão importantes para o eletromagnetismo.

Fontes de campo magnético

Veja aqui um pouco mais sobre as fontes de campo magnético: bobina chata, solenoide, condutor retilíneo e espira.

Magnetismo

Clique aqui e entenda em que consiste o estudo do magnetismo!

Materiais magnéticos duros e moles

Curvas de histerese dos materiais magnéticos duros e moles

Ímãs

Saiba mais sobre os ímãs, como eles podem ser classificados e quais são as suas propriedades.