Campo elétrico

Campo elétrico é uma grandeza vetorial que mede, ponto a ponto, o módulo da força elétrica exercida por unidade de carga.

O campo elétrico é vetorial e sempre aponta para “fora” das fontes de cargas positivas e para “dentro” das fontes de cargas negativas.
O campo elétrico é vetorial e sempre aponta para “fora” das fontes de cargas positivas e para “dentro” das fontes de cargas negativas.

Conceito de campo elétrico

O campo elétrico é uma grandeza vetorial que mede o módulo da força elétrica por unidade de carga em cada ponto do espaço ao redor de uma carga elétrica. Quanto maior for o campo elétrico em algum ponto do espaço, maior será a intensidade da força elétrica que atua sobre as cargas.

Veja também: Força elétrica

Campo elétrico de uma carga puntiforme

Para calcularmos o campo elétrico de uma carga puntiforme, isto é, de uma carga com dimensões desprezíveis, utilizamos a seguinte equação:

Fórmula do campo elétrico

E – campo elétrico
Q – carga geradora do campo elétrico
q – carga de prova
r – distância do ponto até a carga geradora

A definição de campo elétrico está intimamente relacionada à força elétrica entre as cargas Q e q. A força elétrica entre duas cargas puntuais é dada pela lei de Coulomb:

Fórmula da força elétrica

Veja também: Experimento de Coulomb

Ao unirmos a lei de Coulomb com a própria definição de campo elétrico, teremos a seguinte relação:

Relação entre campo elétrico e força elétrica

Campo elétrico uniforme

O campo elétrico das cargas positivas é radial, isto é, propaga-se na direção da reta que liga um ponto do espaço à carga que o origina. Além disso, seu sentido é para fora, ou seja, o campo elétrico das cargas positivas emerge delas. Observe as figuras abaixo:

Campo elétrico das cargas negativas
Campo elétrico das cargas negativas

Campo elétrico das cargas positivas
Campo elétrico das cargas positivas

Linhas de campo elétrico

Podemos determinar o formato do campo elétrico gerado por uma carga ou por uma distribuição de cargas usando as linhas de campo elétrico. Cada ponto do espaço apresenta um módulo, uma direção e um sentido de campo elétrico.

Para representarmos o campo elétrico, usamos um artifício geométrico chamado linhas de força. Essas linhas são desenhadas de forma que sua tangente indique a direção do campo elétrico.

Linhas de força da carga elétrica positivaLinhas de força da carga elétrica negativa
Linhas de força das cargas elétricas positiva e negativa.

Atração e repulsão elétrica

A atração ou a repulsão elétrica decorre da componente resultante do campo elétrico ponto a ponto. A tendência das cargas elétricas é repelirem-se quando seus sinais forem iguais e atraírem-se quando seus sinais forem diferentes.

Na figura abaixo, temos uma carga negativa geradora de campo elétrico e duas cargas de prova que sofrem, respectivamente, atração e repulsão eletrostática, de acordo com seus sinais:

Atração e repulsão elétrica

Vetor campo elétrico

Por apresentar módulo, direção e sentido, o campo elétrico é descrito por um vetor. Como todo vetor, o campo elétrico pode ser escrito em termos de suas componentes, nas direções x, y e z. Usando a notação i, j e k para denotar cada uma dessas direções, temos:

Campo elétrico tridimensional

Ex – direção x do campo elétrico
Ey – direção y do campo elétrico
Ez – direção z do campo elétrico

Assim, o vetor campo elétrico pode ser escrito da seguinte forma:

Componentes do vetor campo elétrico

Módulo do campo elétrico resultante

Como o campo elétrico é uma grandeza vetorial, pode ser necessário calcular o módulo do vetor resultante da soma de campos elétricos. Nessa seção, veremos como é possível calcular o valor numérico do campo elétrico resultante em um ponto do espaço.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Resultante de campos elétricos paralelos

Quando dois vetores de campo elétrico encontrarem-se paralelos um em relação ao outro (ângulo de 0º), deveremos somá-los:

Campo elétrico resultante paralelo

ER – campo elétrico resultante
E1 – campo elétrico 1
E2 – campo elétrico 2

Resultante de campos elétricos opostos

Quando houver dois vetores de campo elétrico na mesma direção, porém com sentidos opostos (ângulo de 180º), é possível calcular o módulo do campo elétrico resultante por meio da diferença entre os módulos desses campos elétricos:

Campo elétrico resultante oposto

Resultante de campos elétricos perpendiculares

Nos casos em que houver dois campos elétricos perpendiculares entre si, ou seja, quando os dois vetores cruzarem-se com ângulos de 90º, o módulo do campo elétrico resultante deles poderá ser calculado por meio do teorema de Pitágoras. Observe:

Campo elétrico resultante perpendicular

Resultante de campos elétricos oblíquos

Se o ângulo formado entre dois vetores de campo elétrico for diferente de 0º, 90º, 180º e 270º, utilizaremos a equação abaixo para calcular o módulo do campo elétrico resultante:

Campo elétrico resultante oblíquo

α – ângulo entre os vetores de campo elétrico

Campo elétrico e potencial elétrico

Diferentemente do campo elétrico, o potencial elétrico é escalar. Essa grandeza mede a energia potencial elétrica por unidade de carga, ou seja, a quantidade de trabalho realizado pelo campo elétrico por unidade de carga. A unidade de potencial elétrico, de acordo com o Sistema Internacional de Unidades (SI), é o volt (V).

É possível estabelecer uma relação matemática entre o campo elétrico gerado em um ponto do espaço e o potencial elétrico gerado por ele a uma distância d em relação a esse ponto. Observe:

Potencial elétrico e campo elétrico

U – potencial elétrico
E – campo elétrico
d – distância

Exercícios sobre campo elétrico

1) Uma carga elétrica puntiforme de 10 mC é colocada no vácuo a uma distância de 0,5 m de um ponto P do espaço. Determine o módulo do campo elétrico gerado por essa carga no ponto P.

Dados
 
k0 = 9.109 N.m²/C²

Resolução

A fórmula usada para calcular o módulo do campo elétrico gerado por cargas puntiformes é mostrada abaixo:

Fórmula do campo elétrico

Antes de substituirmos os valores fornecidos no enunciado, precisamos lembrar que 10 mC equivalem a 10.10-3 C. Dessa forma, teremos o seguinte cálculo:

Cálculo do campo elétrico – exercício

2) Dois vetores de campo elétrico perpendiculares entre si, de módulos iguais a 10 N/C e 20 N/C, cruzam-se em uma determinada posição do espaço. Determine o módulo do campo elétrico resultante nesse ponto.

Resolução

Como os dois vetores de campo elétrico descritos no exercício são perpendiculares entre si, utilizaremos o teorema de Pitágoras para calcular o módulo do campo elétrico resultante. Confira o cálculo feito abaixo:

Cálculo do campo elétrico – exercício 2

Por: Rafael Helerbrock

Artigos relacionados

Campo magnético

Descubra o que é o campo magnético. Veja também como representar um campo e como calcular sua intensidade em diferentes situações.

Carga Elétrica

Entendendo como analisar a eletrização dos corpos

Corrente elétrica

Descubra o que é a corrente elétrica. Veja também como ela funciona, como calculá-la e como ela é utilizada no dia a dia.

Efeito Joule

O que é o efeito Joule? Descubra como esse fenômeno pode ser observado em nosso cotidiano. Aprenda as fórmulas do efeito Joule com exercícios resolvidos.

Força Elétrica

Clique aqui e aprenda a calcular a força elétrica através da Lei de Coulomb.

Gaiola de Faraday

Você sabe o que é uma gaiola de Faraday? Acesse e descubra o que é, para que serve e como é possível fazer uma. Veja também suas principais aplicações.

Linhas de força

Você sabe o que são linhas de força? Trata-se de construções geométricas imaginárias propostas por Michael Faraday para determinar a direção do campo elétrico de cargas elétricas. Essas linhas são traçadas de forma que a sua tangente aponte sempre na direção do campo elétrico naquele ponto.

O experimento de Coulomb

Descrição geral do experimento realizado por Coulomb.