Carga Elétrica

Para entender o que é carga elétrica, vamos voltar ao conceito de átomo.

Toda matéria é formada por átomos, que são partículas divisíveis e muito pequenas. Esses átomos são, por sua vez, compostos por partículas ainda menores, os elétrons, os prótons e os nêutrons.

Os prótons e os nêutrons ficam concentrados na parte central do átomo chamada núcleo. Já os elétrons ficam na parte externa do átomo, onde giram livremente em torno do átomo numa região chamada eletrosfera.

No átomo em seu estado natural, não existe predominância de cargas elétricas. Isso indica que o número de prótons é igual ao número de elétrons, o que torna o átomo um sistema eletricamente neutro. Mas quando o átomo perde ou ganha elétrons é correto dizer que o corpo está eletrizado.

Corpo eletrizado positivamente – quando perde elétrons.

Corpo eletrizado negativamente – quando ganha ou recebe elétrons.

É importante dizer que um corpo nunca perde ou ganha prótons. Isso porque os prótons estão localizados na parte central, ou seja, no núcleo do átomo.

Quando um corpo tem excesso de elétrons dizemos que ele ganhou elétrons. Mas quando o corpo tem excesso de prótons dizemos que ele perdeu elétrons.

Na natureza, a carga do elétron é a menor carga existente, em razão disso, essa carga foi escolhida como sendo um modelo padrão para as medidas da carga elétrica.

No Sistema Internacional de unidades, a carga elétrica é chamada Coulomb, em homenagem ao físico francês Charles Augustin de Coulomb.

A carga do elétron ou do próton, em módulo, tem valor igual a 1,6.10-19 C.

Geralmente, as cargas elétricas de um corpo são muito pequenas, tornando comum a utilização de submúltiplos.

• mC (milicoulomb) – 1 mC = 10 ¯³ C
• µC (microcoulomb) – 1 µC = 10 ¯6 C
• nC (nanocoulomb) – 1 nC = 10 ¯9 C
• pC (picocoulomb) - 1 pC = 10 ¯12 C

Medida da carga elétrica
A medida da carga elétrica acontece através da quantidade de elétrons ou prótons que a carga possui em excesso.

Quantificação de Carga elétrica
A carga elétrica de um corpo pode ser quantificada. Seu valor será sempre um múltiplo inteiro da carga elementar.
Isso acontece porque, ao ser eletrizado, um corpo recebe ou perde elétrons. Para isso, é usada a seguinte equação matemática:
Q = n.e
Onde:
Q = quantidade de carga elétrica do corpo (C)
n = número de elétrons perdidos ou recebidos (C)
e = carga elementar (1,6.10-19 C)

Pode-se então concluir que a carga elétrica é uma propriedade que se encontra, por natureza, inseparavelmente ligada a determinadas partículas elementares; e que proporciona a estas partículas uma capacidade de interação mútua, de natureza elétrica.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto:

O átomo

O átomo

Por: Talita A. Anjos

Artigos relacionados

Eletricidade

O que é eletricidade? Saiba aqui!

Propriedades da carga elétrica

Conheça aqui as principais características e propriedades da carga elétrica.

Eletricidade Estática

Veja aqui o que é eletricidade estática e quais fenômenos estão relacionados com ela.

Raios e trovões

Clique para entender como ocorrem os raios e os trovões, fenômenos naturais extremamente intensos e perigosos.

Equações da Eletricidade

Clique aqui e conheça as principais equações da Eletricidade, ramo da Física que estuda fenômenos de natureza elétrica.

Modelo-Padrão da Física de Partículas

Férmions, bósons, léptons, hádrons, mésons, bárions, quarks, múons, neutrinos, glúons: entenda de uma vez por todas quais são as partículas fundamentais da natureza, quais são as suas características e acabe com as suas dúvidas relacionadas a tantos nomes que parecem não fazer muito sentido à primeira vista.

Quanta energia consumimos para recarregar nossos smartphones?

É possível estimar a quantidade de energia elétrica consumida para recarregar a bateria do seu celular com alguns cálculos relativamente simples. A quantidade de energia utilizada pelos delicados circuitos dos aparelhos celulares é bastante pequena e quase não afeta nosso consumo mensal. Clique no texto para saber mais!

Efeito Cherenkov

Você sabia que em alguns casos há partículas que se movem com velocidades superiores à da luz? Partículas leves e eletricamente carregadas, como os elétrons, quando emitidas por reações nucleares podem mover-se mais rápido que a luz em alguns meios, dando origem ao efeito Cherenkov. Entenda melhor com a nossa explicação!

Linhas de força

Você sabe o que são linhas de força? Trata-se de construções geométricas imaginárias propostas por Michael Faraday para determinar a direção do campo elétrico de cargas elétricas. Essas linhas são traçadas de forma que a sua tangente aponte sempre na direção do campo elétrico naquele ponto.

Campo elétrico

O campo elétrico é uma grandeza vetorial, isto é, apresenta módulo, direção e sentido específicos a cada ponto. O campo elétrico é responsável pela força de atração ou de repulsão entre cargas elétricas e pode ser medido em unidades de volt por metro (V/m) ou em newton por coulomb (N/C).