Thomas Edison

Thomas Alva Edison foi um dos grandes inventores da história e ficou conhecido como o criador da lâmpada de filamento incandescente.

Thomas Alva Edison foi um inventor norte-americano que registrou 2.332 patentes de importantes invenções e tornou-se um dos maiores precursores da Revolução Tecnológica do Século XX.

Edison nasceu em 11 de fevereiro de 1847, na cidade de Milan, em Ohio. Ele era filho de Samuel Edison, um marceneiro e negociante de imóveis, e Nancy Eliot Edison, uma professora. Em 1854, sua família mudou-se para Port Huron, na região dos Grandes-Lagos. Na nova cidade, Edison iniciou seus estudos sob a orientação do professor e padre Engle, com quem conviveu por apenas três meses. Edison não fazia as atividades propostas pelo professor e as inúmeras e incessantes perguntas do garoto incomodaram o mestre. Diante das dificuldades encontradas na escola, Edison teve educação doméstica e foi ensinado por sua própria mãe.

Com a educação em casa, Edison dedicou-se aos estudos de Ciência e montou um laboratório para a execução de experiências caseiras. A primeira patente foi registrada pelo inventor em 1868, quando ele criou um aparelho elétrico que possuía inúmeras aplicações cotidianas. Em 1870, Edison vendeu por 40 mil dólares um telégrafo para a transmissão de dados das cotações das bolsas de valores.

Em 1876, Edison criou um centro de pesquisas em Menlo Park, onde havia laboratórios, oficinas e mão de obra especializada. Nessa época, em apenas quatro anos, foram registradas cerca de 300 patentes, e, por causa disso, Edison foi apelidado de O feiticeiro de Menlo Park.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Invenções de Thomas Edison

Suas invenções envolvem profundos fundamentos, principalmente de Mecânica e Eletromagnetismo.

A invenção mais famosa de Thomas Edison é a lâmpada incandescente, desenvolvida em 1878. Durante essa criação, a maior dificuldade encontrada pelo inventor foi o desenvolvimento de um filamento capaz de ser aquecido e brilhar por meio da passagem de corrente elétrica sem queimar-se ou sofrer fusão. A solução inicialmente encontrada foi um filamento de algodão coberto por carvão, que gerava intensa luminosidade, porém, possuía pouco tempo de autonomia. A melhor solução encontrada foi o filamento de tungstênio, que, ao receber a passagem da corrente elétrica, é aquecido a quase 3.000 °C e apresenta um brilho muito intenso.

Lâmpada de Edison

Thomas Alva Edison faleceu em 1931, aos 84 anos, após sofrer complicações geradas pelo diabetes.

Em 1878, Thomas Edison inicia o desenvolvimento da lâmpada incandescente, sua mais famosa invenção

Em 1878, Thomas Edison inicia o desenvolvimento da lâmpada incandescente, sua mais famosa invenção

Por: Joab Silas da Silva Júnior

Artigos relacionados

Albert Einstein

Quem foi Albert Einstein? Acesse o texto e descubra mais sobre sua vida pessoal, carreira e legado. Conheça as descobertas de Einstein que revolucionaram a física.

Carl Sagan

Clique aqui para saber mais sobre a vida de Carl Sagan, astrônomo e astrofísico estadunidense que publicou inúmeros trabalhos sobre o Universo.

Contribuições de James Prescott Joule

Clique aqui para conhecer um pouco da vida e das contribuições à ciência feitas por James Prescott Joule, físico britânico nascido em 1818.

Hans Christian Oersted

Clique aqui para conhecer a história de Hans Christian Oersted, intelectual dinamarquês que demonstrou a relação entre eletricidade e magnetismo.

Isaac Newton

Acesse este artigo se quiser saber mais da vida de Isaac Newton, brilhante cientista inglês. Confira detalhes de sua vida pessoal e profissional.

James Watt

Conheça a história e as contribuições de James Watt, engenheiro escocês que desenvolveu a máquina a vapor.

Johannes Kepler

Clique para conhecer um pouco da história de Johannes Kepler, importantíssimo astrônomo e matemático do século XVI.