Pablo Picasso

Pablo Picasso foi um dos grandes artistas do século XX. Ficou marcado por obras como “Guernica” e por ter sido um dos pioneiros do cubismo.

Pablo Picasso foi um dos maiores artistas do século XX, e um dos pioneiros do cubismo.
Pablo Picasso foi um dos maiores artistas do século XX, e um dos pioneiros do cubismo.

Pablo Picasso foi um artista espanhol reconhecido como um dos grandes artistas do mundo no século XX. Ficou marcado como autor de obras como Guernica, uma enorme denúncia política sobre os horrores da Guerra Civil Espanhola. Além disso, foi um dos iniciantes de um estilo artístico conhecido como cubismo.

Acesse também: Pagu — importante artista brasileira do século XX

Resumo sobre Pablo Picasso

  • Demonstrou interesse pelas artes desde a infância e foi incentivado pelo pai, que era também um artista.

  • No início de sua carreira, viveu duas fases: a azul e a rosa.

  • Foi um dos fundadores do estilo conhecido como cubismo.

  • Sua obra mais famosa foi Guernica, produzida em 1937.

  • Casou-se duas vezes e teve quatro filhos.

Nascimento e juventude de Pablo Picasso

Pablo Picasso nasceu em Málaga, na Espanha, em 25 de outubro de 1881. Era filho de José Ruiz y Blasco e María Picasso y López, casal que teve três filhos, dos quais ele era o mais velho. Pablo Picasso teve duas irmãs mais novas, Lola e Conchita. Conhecido apenas como Pablo Picasso, o espanhol tinha um nome de registro extenso: Pablo Diego José Francisco de Paula Juan Nepomuceno María de los Remedios Cipriano de la Santísima Trinidad Ruiz y Picasso.

Pablo Picasso cresceu em uma família de classe média que o permitiu ter um bom conforto material. Seu pai era um artista que tinha experiência como professor de história da arte e como curador de museus. Isso fez com que o filho encontrasse um ambiente que o incentivou a seguir o mesmo caminho do pai.

Os biógrafos de Pablo Picasso relatam que, desde a infância, ele já mostrava uma grande afeição pelas artes, o que naturalmente foi incentivado pelos seus pais. Seu próprio pai lhe transmitiu todos os conhecimentos artísticos que tinha como forma de incentivar e desenvolver as capacidades artísticas do filho.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A infância de Picasso ficou marcada pela morte de uma de suas irmãs, Conchita, por conta de uma difteria. Outro momento importante na sua vida foi a sua mudança para Barcelona. Nessa cidade, ele foi admitido na Escola Llotja, uma renomada escola de belas artes. Seu pai chegou a alugar um espaço que servia de estúdio para que Pablo pudesse praticar seus desenhos.

Em 1897, mudou-se para Madrid porque foi aceito na Academia de Bellas Artes de San Fernando, uma das escolas mais renomadas da Espanha. Entretanto, Picasso não ficou muito tempo nessa escola, pois não se adaptou ao ensino, considerado por ele muito rígido. Ainda em Madrid, ele contraiu escarlatina, e isso o fez retornar para Barcelona.

Acesse também: Tarsila do Amaral — autora do famoso quadro Abaporu

Carreira de Pablo Picasso

Os primeiros trabalhos de Picasso ainda foram feitos na sua infância e retratavam touradas. Seus biógrafos já destacavam algumas das suas obras feitas na sua adolescência, e, nos anos finais de 1890, ele já possuía um círculo de amigos artistas e intelectuais.

Picasso viajou a Paris pela primeira vez em 1900, acompanhado por Carles Casagemas, com o objetivo de visitarem uma exposição artística na capital francesa. Lá, Picasso conheceu Max Jacob, um poeta e jornalista que o auxiliou a se adaptar a Paris. Com ajuda de Max Jacob é que Picasso conseguiu se estabelecer na cidade.

Entre 1901 e 1904, Picasso ficou entre idas e vindas de Paris a Barcelona, e, por fim, fixou-se em Paris nesse último ano. Suas experiências de vida nesse intervalo de tempo também contribuíram para o que ficou conhecido como fase azul, um período em que suas pinturas tiveram um tom azulado, passando uma mensagem de melancolia, e sempre contavam com personagens em desespero.

Biógrafos afirmam que essa melancolia foi influenciada pelo suicídio de Carlos Casagemas e pelas dificuldades materiais que Picasso passou em Paris. A partir de 1905, iniciou-se o que ficou conhecido como fase rosa, e o artista passou a pintar com tons de laranja e rosa de forma predominante, além de retratar personagens relacionados com o circo. Argumenta-se que essa fase foi influenciada pelo relacionamento do pintor com Fernande Olivier.

A fase rosa se encerrou em 1906, e, no ano seguinte, 1907, foi iniciada uma fase em que o estilo de Picasso foi influenciado pela arte africana. Especialistas apontam que esse momento foi uma espécie de prelúdio ao cubismo, estilo do qual Picasso foi um dos fundadores.

Entende-se que o quadro Les demoiselles d’Avignon, de 1907, foi o marco que deu início ao cubismo, vanguarda artística criada por Pablo Picasso e Georges Braque. O cubismo não se atinha à forma real dos objetos e se apropriava de formas geométricas para representar o mundo. O estilo foi dividido em duas fases: analítico e sintético, e também chegou a outros campos das artes, como a literatura.

A partir de 1907, Picasso conquistou compradores regulares de suas pinturas e fez um considerável círculo de amigos em Paris. Em 1911, um de seus amigos, Guillaume Apollinaire, tornou-se suspeito do roubo da Mona Lisa, em Paris. A proximidade de Picasso com Apollinaire acabou fazendo com que ele fosse interrogado pela polícia, mas nenhum dos dois foi responsável pelo crime nem indiciado.

Ao longo de sua vida, Pablo Picasso ainda teve suas obras influenciadas por outros estilos, como o surrealismo. Suas pinturas receberam reconhecimento internacional e foram expostas por diversos locais, como Reino Unido, França e Estados Unidos. Sua fama tomou grandes proporções a partir da década de 1920. Entre suas principais obras, destacam-se:

  • Les demoiselles d’Avignon (1907);

  • A vida (1903);

  • Três músicos (1921);

  • Natureza-morta com crânios de touros (1942);

  • Guernica (1937).

  • Videoaula sobre cubismo

Guernica

Sem dúvida, o trabalho mais conhecido de Picasso é a pintura Guernica. Essa pintura foi produzida em 1937 e ficou famosa por fazer a denúncia do bombardeio da cidade de Guernica por aviões alemães durante a Guerra Civil Espanhola, conflito que aconteceu entre 1936 e 1939 e que colocou republicanos e fascistas na luta pelo poder espanhol.

Guernica, obra-prima de Pablo Picasso
“Guernica”, pintura de Pablo Picasso que denunciou o bombardeio da cidade de Guernica durante a Guerra Civil Espanhola.

O bombardeio de Guernica, pequena cidade do norte da Espanha, foi um desdobramento desse conflito. Esse bombardeio aconteceu em 26 de abril de 1937, e estima-se que cerca de 22 toneladas de bombas foram lançadas sobre uma cidade que tinha pouco mais de cinco mil habitantes. Além disso, os aviões abriram fogo contra os civis que tentaram fugir da cidade.

Os aviões alemães utilizados no conflito fizeram parte de uma estratégia alemã de testar a capacidade bélica do seu país. O ataque a Guernica pode ser entendido como uma ação de Francisco Franco de reprimir os bascos, minoria étnica que habita o norte da Espanha, e forçá-los a se unirem a ele. Picasso usou sua arte para denunciar os horrores da guerra em seu país. Isso fez de Guernica uma das principais obras de arte do século XX.

Acesse também: Frida Kahlo — famosa pintora mexicana

Vida pessoal de Pablo Picasso

A vida pessoal de Pablo Picasso sempre foi bastante agitada e ficou marcada, sobretudo, por seus diversos romances. Ao longo de sua história, Picasso se casou duas vezes, e sua primeira esposa foi Olga Khokhlova, bailarina que ele conheceu em 1917. O casamento do dois aconteceu em 1918, e dele nasceu um filho: Paulo Picasso.

O matrimônio durou 10 anos e ruiu, principalmente, por causa dos casos extraconjugais de Picasso. Seu segundo casamento só aconteceu em 1961, quando ele se casou com Jacqueline Roque, a quem ele conheceu numa exposição de cerâmicas. Eles não tiveram filhos, mas Picasso teve outros três filhos de outros relacionamentos: Maya, Claude e Paloma.

Maya Picasso é a filha do pintor com Marie-Thérèse Watler; Claude e Paloma Picasso são os filhos dele com Françoise Gilot. O segundo casamento terminou com o falecimento do artista, no dia 8 de abril de 1973, aos 91 anos.

Créditos das imagens

[1] AJSTUDIO PHOTOGRAPHY e Shutterstock

[2] tichr e Shutterstock

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

Frida Kahlo

Clique no link para saber mais sobre a vida de Frida Kahlo, artista mexicana internacionalmente reconhecida por suas pinturas.

O impressionismo

Movimento artístico que utilizava pinceladas soltas para destacar a luz e o movimento.

Semana de Arte Moderna de 1922

Conheça o contexto histórico em que ocorreu a Semana de Arte Moderna de 1922. Saiba o que aconteceu nesse evento e veja que artistas participaram dessa celebração.

Surrealismo

Conheça a origem do surrealismo e as características desse movimento. Veja também quais são seus principais artistas e obras.