Abraham Lincoln

Abraham Lincoln foi o 16º presidente dos Estados Unidos e seu governo foi marcado pela Guerra Civil Americana, quando os estados do sul se revoltaram e decidiram separar-se do país. Lincoln se posicionou contra a separação no intuito de manter a unidade territorial. Outra marca da sua gestão à frente do governo norte-americano foi a abolição dos escravos. Abraham Lincoln foi assassinado em 15 de abril de 1865, enquanto ainda era presidente dos Estados Unidos.

Leia também: Estados Unidos no século XIX – consolidação da nação e transformação em potência mundial

Infância e juventude de Abraham Lincoln

Abraham Lincoln nasceu em 15 de fevereiro de 1809, em Hardin County, no estado do Kentucky. Seus pais se chamavam Nancy e Thomas Lincoln e eram pequenos agricultores. Em busca de melhores condições de vida, a família se mudou para Indiana. Abraham se mostrou autodidata e apreciava a leitura e os estudos. Aos 25 anos, ele se tornou advogado, mesmo não tendo educação formal. Seu conhecimento era baseado nos estudos e nas leituras que fazia sozinho. Em 1830, a família Lincoln se mudou para o estado de Illinois.

O seu apreço pela vida intelectual chamava a atenção, pois, em geral, isso era considerado perda de tempo. Na adolescência, Lincoln começou seus trabalhos no campo ao consertar cercas da fazenda de seu pai. Ele também trabalhou na agência de correios e atuou como comerciante. Durante a infância e a adolescência, Lincoln já mostrava sua repulsa pelo trabalho escravo e as dificuldades que isso impunha ao crescimento do país. Esse seu descontentamento com a escravidão pautaria sua carreira política em defesa da libertação dos escravos e a sua educação.

Abraham Lincoln foi o 16º presidente dos Estados Unidos e o primeiro eleito pelo Partido Republicano.
Abraham Lincoln foi o 16º presidente dos Estados Unidos e o primeiro eleito pelo Partido Republicano.

Vida pessoal de Abraham Lincoln

Morando em Springfield, Illinois, Abraham Lincoln conheceu Mary Todd em dezembro de 1839. Logo eles ficaram noivos, e se casaram 4 de novembro de 1842. O casal teve quatro filhos: Robert, Edward, Willian e Thomas. Apenas Robert sobreviveu à infância e viveu a fase adulta. A morte dos filhos marcou profundamente a vida de Abraham Lincoln e Mary Toddy. Ele sofria de depressão, e ela, de stress.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Carreira política de Abraham Lincoln

Lincoln iniciou sua carreira política no partido Whig, de orientação conservadora. Entre 1830 e 1840, ele atuou na assembleia estadual, e representou o estado de Illinois no Congresso entre 1847 a 1849, quando iniciou a campanha pela abolição da escravidão. Essa atitude fez com que Lincoln desagradasse aos escravistas. Sua posição contrária à guerra no México fê-lo perder a reeleição no Congresso.

Em 1858, Lincoln se filiou ao recém-criado Partido Republicano e concorreu a uma vaga no Senado, mas foi derrotado. Apesar da derrota, ele se tornou líder do partido e candidato presidencial em 1860, conseguindo vencer as eleições e tornar-se o 16º presidente dos Estados Unidos.

Partido Republicano

O Partido Republicano foi fundado em 1854 e reuniu abolicionistas e antigos integrantes do partido Whig. Abraham Lincoln foi um dos fundadores e se tornou o primeiro republicano a ser eleito e reeleito presidente dos Estados Unidos. A plataforma do partido é o conservadorismo defendendo o capitalismo e o livre mercado.

Presidência

Quando Abraham Lincoln assumiu a presidência dos Estados Unidos, em 1861, os norte-americanos enfrentavam problemas graves envolvendo os estados do norte e os do sul. Os primeiros se industrializaram e utilizavam a mão de obra livre e remunerada, enquanto os segundos eram agrícolas e escravistas. Não demoraria para que sul e norte entrassem em guerra. A posição abolicionista de Lincoln desagradou aos sulistas, que desejavam a manutenção da escravidão nos Estados Unidos e decidiram separar-se do país, formando os Estados Confederados da América.

Mesmo com a guerra civil em andamento, os Estados Unidos realizaram eleições presidenciais em 1864, e Abraham Lincoln foi reeleito para mais um mandato de quatro anos. Ele conseguiu unificar o Partido Republicano. Havia um temor de que a guerra pudesse atrapalhar sua campanha, mas ele escreveu e assinou um documento comprometendo-se a lutar contra os confederados até o último dia do seu mandato.

Guerra da Secessão

A Guerra da Secessão, também conhecida como Guerra Civil Americana, começou em 1861, logo após os estados do sul terem se oposto à proposta de Abraham Lincoln de abolir a escravidão nos Estados Unidos, pois a mão de obra sulista era escravizada. Os estados confederados queriam a separação dos Estados Unidos, fundando, assim, um novo país. Lincoln esteve ao lado da União e combateu os confederados, pois desejava a unificação territorial norte-americana. Os conflitos terminaram em 1865, com a vitória dos estados do norte.

Com o fim da guerra, em 1865, Lincoln propôs uma reconstrução dos Estados Unidos ao reintegrar os rebeldes e fortalecer a união nacional. Além disso, a abolição da escravidão se consolidou em todo território norte-americano.

Veja também: Lei do Homestead – lei promulgada por Lincoln e que impulsionou a Marcha para o Oeste

Morte de Abraham Lincoln

No dia 14 de abril de 1865, Abraham Lincoln assistia à apresentação de uma peça teatral no Teatro Ford, em Washington (D.C.). O presidente estava em um camarote, na parte superior do teatro, quando foi abordado por John Wilkes Booth, um ex-ator contrário à abolição da escravidão, que puxou o revólver e atirou na nuca de Lincoln. O presidente foi levado imediatamente para o hospital, mas não resistiu ao ferimento e morreu no dia seguinte.

Desenho que representa o assassinato de Abraham Lincoln em 1865, enquanto assistia a uma peça teatral em Washington.
Desenho que representa o assassinato de Abraham Lincoln em 1865, enquanto assistia a uma peça teatral em Washington.

Frases de Abraham Lincoln

  • “Quase todos os homens são capazes de suportar adversidades, mas, se quiser por à prova o caráter de um homem, dê-lhe poder.”

  • “Pode-se enganar a todos por algum tempo; pode-se enganar alguns por todo o tempo; mas não se pode enganar a todos todo o tempo.”

Resumo sobre Abraham Lincoln

  • Abraham Lincoln foi o 16º presidente norte-americano e o primeiro eleito pelo Partido Republicano.

  • Liderou o país durante a Guerra da Secessão e defendeu a unidade territorial.

  • Foi defensor e promoveu a abolição da escravidão.

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Leia as questões e assinale o item que corretamente descreve a atuação de Abraham Lincoln durante a Guerra da Secessão:

A) O presidente Lincoln iniciou a guerra ao aliar-se com os estados do norte e atacar os sulistas, que queriam a separação.

B) Os sulistas não concordavam com a proposta de Lincoln de abolir a escravidão e iniciaram a guerra contra a União.

C) Lincoln perdeu a guerra e foi obrigado a concordar com a separação dos estados do sul.

D) Os confederados eram representantes dos estados do norte, enquanto os sulistas defenderam a União durante a Guerra da Secessão.

Resolução

Alternativa B. Assim que assumiu a presidência dos Estados Unidos, Abraham Lincoln sofreu forte oposição dos sulistas por conta da sua defesa da abolição da escravidão, por isso os confederados iniciaram a Guerra da Secessão.

Questão 2 – Assinale a alternativa que corretamente cita uma consequência da Guerra da Secessão:

A) Abraham Lincoln sofreu um processo de impeachment por causa da derrota da União contra os sulistas na Guerra da Secessão.

B) Logo após a derrota, os sulistas foram presos e exilados para o Alasca, no intuito de evitar qualquer propagação de ideias separatistas em território norte-americano.

C) Com a reconstrução, Lincoln propôs a reunificação dos estados norte-americanos ao conceder a anistia aos sulistas e promover a abolição da escravidão.

D) Os confederados venceram a guerra e cobraram de Lincoln pesadas sanções por causa do conflito.

Resolução

Alternativa C. Logo após o encerramento da guerra, Abraham Lincoln fortaleceu a república norte-americana ao inserir os sulistas no projeto de reconstrução nacional e promover a abolição da escravidão em todo Estados Unidos.

Por: Carlos César Higa

Artigos relacionados

Benjamin Franklin

Saiba quem foi Benjamin Franklin e qual foi sua atuação na independência dos Estados Unidos. Veja também as contribuições para a ciência.

Estados Unidos no século XIX

Leia este texto a respeito da história dos Estados Unidos ao longo do século XIX. Veja os principais acontecimentos que marcaram esse país durante esse século, com destaque para sua expansão territorial, conhecida como “marcha para o oeste”, e para a guerra travada entre nortistas e sulistas, conhecida como Guerra de Secessão.

George Washington

Acesse o site e conheça mais sobre a vida de George Washington. Entenda por que George Washington é considerado um dos pais fundadores dos Estados Unidos.

Guerra Civil Americana

Saiba que fatores levaram à ocorrência da Guerra Civil Americana, a guerra mais mortífera da história dos EUA!

Guerra Mexicano-Americana

Conheça as disputas territoriais travadas entre Estados Unidos e México durante a Guerra Mexicano-Americana, ocorrida de 1846 a 1849.

Harriet Tubman

Clique para conhecer detalhes da vida de Harriet Tubman, um dos símbolos da luta contra a escravidão nos Estados Unidos durante o século XIX.

Independência dos Estados Unidos

Fique sabendo de que modo se realizou a Independência dos Estados Unidos da América e que resultados dela sobrevieram.

Lei do Homestead

Saiba o que foi e em que circunstâncias foi aprovada a Lei do Homestead, ou Lei de Terras, nos Estados Unidos da América.