Manaus

Manaus é uma cidade localizada no Norte do Brasil, sendo a capital do Amazonas. Possui grande importância econômica para o estado devido à Zona Franca de Manaus.

Bandeira de Manaus.
Bandeira de Manaus.

Manaus é a capital do Amazonas, estado da região Norte do Brasil. É a cidade mais populosa e a mais desenvolvida do estado, concentrando mais da metade dos amazonenses. Abriga a Zona Franca de Manaus, um polo industrial de extrema importância para a economia regional, estadual e nacional.

É considerada Metrópole, de acordo com a Hierarquia Urbana de 2018, proposta pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia também: Quais são as capitais dos estados brasileiros?

Resumo sobre Manaus

  • Manaus é a capital do Amazonas, estado localizado na região Norte do Brasil.

  • Localiza-se à margem esquerda do rio Negro, principal rio da cidade.

  • Abriga a Zona Franca de Manaus, um dos principais polos industriais do país.

  • Possui um clima Equatorial úmido, com chuvas regulares, além da presença da Floresta Amazônica.

  • Sua economia está baseada, principalmente, nos setores secundário e terciário.

  • A cidade sofre com as cheias do rio Negro nos períodos chuvosos, entre março e junho.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Dados gerais de Manaus

  • Gentílico: manauara

Geografia

  • Área total: 11.401,092 km² (IBGE, 2020)

  • Altitude: 92 m

  • Fuso horário: GMT -4

  • População total: 2.219.580 pessoas (estimativa IBGE, 2020)

  • Densidade demográfica: 158,06 hab/km² (IBGE, 2010)

  • Clima: Equatorial úmido, com chuvas concentradas entre dezembro e junho.

Histórico

  • Fundação: 24 de outubro de 1669

Localização

  • País: Brasil

  • Unidade federativa: Amazonas (AM)

  • Região intermediária: Manaus

  • Região imediata: Manaus

  • Região metropolitana: Região Metropolitana de Manaus (RMM), que inclui 13 municípios – Autazes, Careiro da Várzea, Careiro Castanho, Iranduba, Itacoatiara, Itapiranga, Manacapuru, Manaquiri, Manaus, Novo Airão, Presidente Figueiredo, Rio Preto da Eva e Silves

  • Municípios limítrofes: Carreiro da Várzea, Iranduba, Itacoatiara, Novo Airão, Presidente Figueiredo e Rio Preto da Eva.

Veja também: Macapá – única capital brasileira que é cortada pela Linha do Equador

Geografia de Manaus

Localizada à margem esquerda do rio Negro, no estado do Amazonas, Manaus é uma cidade que recebe grande influência da Floresta Amazônica, a vegetação presente na região. Em extensão territorial, é a maior cidade da região Norte, além de possuir região metropolitana mais populosa, a Região Metropolitana de Manaus (RMM).

Capital do Amazonas, Manaus possui clima Equatorial úmido, com altos índices pluviométricos que podem ultrapassar os 2000 mm anuais. As temperaturas ao longo do ano variam entre 24 ºC e 33 ºC, com média de 25 ºC. As chuvas se concentram entre dezembro e junho, sendo março o mês mais chuvoso.

O principal bioma é a Floresta Amazônica, bastante densa e rica em biodiversidade. Contudo, outras vegetações podem ser encontradas, como igapós, árvores que crescem em áreas inundadas, conhecidas como igarapés.

Igapós no rio Amazonas, Manaus.
Igapós no rio Amazonas, Manaus.

Manaus possui um relevo de altitudes inferiores a 100 m, o que chamamos de planície. Sua área é uma planície aluvial, com bastante sedimentos depositados ao longo de milhares de anos, seja por processos erosivos, seja por decomposição de matéria orgânica.

Na hidrografia, o principal rio é o Negro, que se une ao Solimões, ambos afluentes do Amazonas. Esses três rios são os principais da cidade. Devido ao relevo relativamente plano e às chuvas excessivas, o escoamento superficial é lento e gradativo. Dessa forma, Manaus sofre com as cheias do rio Negro nos períodos de maior pluviosidade.

Em 2021, o Negro atingiu o nível recorde de 30,02 metros, causando estragos em Manaus e nas cidades adjacentes. Milhares de pessoas tiveram de deixar suas casas, uma tragédia que deixou a cidade em situação de emergência.

História de Manaus

Manaus foi fundada, no século XVII, com o intuito de proteção do território nortista das invasões europeias, como de holandeses e franceses. Datada de 1669, a construção da atual capital amazonense teve início com a implantação do Forte da Barra de São José na margem esquerda do rio Negro. Nesse momento da história brasileira, várias cidades foram fundadas com o mesmo objetivo, a garantia da posse territorial.

Ao redor do Forte, o povoado de Lugar da Barra foi se expandindo por meio de atividades primárias, como o extrativismo vegetal e a pesca. No século XVIII, houve conflitos entre nativos e portugueses, como a Guerra dos Manaus (1723-1728), que acabou com a vitória dos lusitanos.

Já no século XIX, em 1848, o povoado foi elevado à cidade da Barra de São José do Rio Negro, popularmente conhecida como cidade da Barra. Oito anos depois, em 1856, a nomenclatura foi alterada para cidade de Manaus, nome que lembra os nativos manaós, que habitavam a região antes da chegada europeia.

No fim do século, Manaus vivenciou um apogeu econômico com o ciclo da borracha e a exploração do látex na Floresta Amazônica. A migração foi intensa, ocasionando um forte desenvolvimento social na região. Contudo, esse desenvolvimento foi interrompido no início do século XX, quando o mercado asiático começou a explorar o comércio da borracha.

Na década de 1960, a construção da Zona Franca de Manaus retomou a economia da cidade, sendo referência no campo industrial em todo o país.

Economia de Manaus

A Zona Franca de Manaus (ZFM), instituída em 1967, é a principal fonte econômica da cidade. Essa Zona foi criada com o objetivo de ser um porto livre destinado ao abastecimento da região e para receber produtos do exterior, além de promover o desenvolvimento dos estados da Amazônia Ocidental (Acre, Amazonas, Rondônia e Roraima) e do Amapá.

Com o passar dos anos, a ZFM foi além e, atualmente, constitui-se como um dos principais polos industriais do Brasil. A ZFM abriga indústrias dos três setores da economia (agropecuário, industrial e comércio), com aproximadamente 500 empresas que geram mais de 500 mil empregos diretos e indiretos.

As empresas da ZFM fabricam de tudo, principalmente bens de consumo, como televisores, motocicletas, celulares e notebooks. Cerca de 95% da sua produção são destinados ao mercado nacional, evidenciando sua importância para a economia brasileira.

A renda per capita de Manaus, em 2018, era de R$ 36.445,75, a maior do estado. A cidade é o principal centro administrativo e econômico do Amazonas, além de ser o município mais rico do estado.

Leia também: Quais são os 10 países mais pobres do mundo?

Demografia de Manaus

Estimada em pouco mais de 2,2 milhões de pessoas, segundo dados do IBGE em 2020, a população manauense é a maior do Amazonas, representando mais de 50% de todos os habitantes do estado. Todo esse crescimento populacional se deu de forma não planejada, com dificuldades de deslocamento interno, em especial para os bairros mais periféricos da cidade.

Vista aérea de Manaus.
Vista aérea de Manaus.

De acordo com o IBGE, em 2010 o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) de Manaus era de 0,737, maior do que o do próprio estado, mostrando a grande relevância da cidade para a qualidade de vida dos amazonenses.

Grande parte dos manauenses se consideram parda (68%) e branca (26,5%), enquanto a minoria se considera negra (4%), amarela (1%) e indígena (0,5%).

Manaus é uma cidade povoada, com densidade demográfica de 158,06 hab/km². Esse número revela uma enorme contradição em relação ao povoamento do Amazonas, que é de 2,2 hab/km², a menor densidade demográfica entre os estados brasileiros.

Governo de Manaus

O governo manauara é exercido pelo prefeito do município, chefe do Executivo municipal, eleito de quatro em quatro anos. A sede do governo do município encontra-se na Avenida Brasil, um dos cartões-postais da cidade. Manaus também abriga a sede do governo estadual, localizada no Palácio do Governo.

Além do prefeito, 41 vereadores eleitos periodicamente também participam do comando executivo municipal, com o objetivo de fiscalizar o trabalho da prefeitura.

Infraestrutura de Manaus

Em 2010, de acordo com dados do IBGE, 62,4% das residências manauaras possuíam esgoto sanitário adequado, índice moderado se comparado com outras capitais nortistas. O crescimento populacional, vivenciado com o ciclo da borracha e, posteriormente, com a chegada da ZFM, evidencia problemas urbanos, como o deslocamento intermunicipal e as frequentes inundações nas áreas ribeirinhas.

Um dos principais aeroportos da região Norte está localizado em Manaus. Trata-se do Aeroporto Internacional de Manaus, via de entrada para a Região Amazônica. Devido à dificuldade de transporte terrestre, esse aeroporto é essencial para o Amazonas, servindo como integração do estado para com outras localidades nacionais e internacionais.

Outra construção importante na infraestrutura da cidade é o Porto de Manaus, o maior porto flutuante do mundo. Ele data do século XIX, época de auge do ciclo da borracha. Foi ampliado e melhorado no início do século XX, em 1902, o que contribuiu para a evolução social e política de Manaus.

Porto de Manaus. [1]
Porto de Manaus. [1]

O transporte hidroviário é bastante utilizado em Manaus devido ao número elevado de rios na região.

Cultura de Manaus

A cultura manauara é marcada pela influência indígena e pelo resgate dos valores históricos e tradicionais da cidade. O Teatro Amazonas, o Museu da Amazônia e o Museu de Ciências Naturais da Amazônia corroboram para isso, sendo ícones culturais e turísticos de Manaus.

Praia da Ponta Negra, Manaus.
Praia da Ponta Negra, Manaus.

O Festival Folclórico do Amazonas é realizado no Centro Cultural dos Povos da Amazônia (CCPA), em Manaus, desde 1956. Nele, o folclore regional é valorizado, com manifestações artísticas que exaltam as crenças e os valores amazônicos, como ciranda, boi-bumbá e apresentações de quadrilhas.

Mapa de Manaus

Mapa do estado de Amazonas com a localização de Manaus.
Mapa do estado de Amazonas com a localização de Manaus.

Divisão Geográfica de Manaus

A cidade de Manaus é pequena se comparada ao tamanho do estado em que está inserida. Contudo, a maior parte da população amazonense está em Manaus.

Para facilitar a administração pública e a destinação de recursos financeiros, a cidade está dividida em 63 bairros, dispostos dentro de sete zonas: Zona Norte, Zona Oeste, Zona Centro-Oeste, Zona Centro-Sul, Zona Leste, Zona Sul e Zona Rural.

Crédito da imagem

[1] Gustavo Frazao / Shutterstock

Por: Átila Matias

Artigos relacionados

Belém

Conheça aspectos gerais de Belém. Aprenda sobre a geografia e a história da cidade. Entenda sua economia e cultura.

Campo Grande

Conheça aspectos gerais de Campo Grande. Aprenda sobre sua geografia e história. Entenda a economia e a cultura da capital do Mato Grosso do Sul.

Capitais do Brasil

Veja tabelas das capitais do Brasil. Descubra quais são as maiores e as mais ricas capitais brasileiras. Saiba quais cidades já foram as capitais brasileiras.

Cuiabá

Conheça aspectos gerais de Cuiabá. Aprenda sobre sua geografia e história. Entenda a economia e a cultura da capital do Mato Grosso.

Fortaleza

Conheça aspectos gerais de Fortaleza. Aprenda sobre a geografia e a história de Fortaleza. Entenda a economia e a cultura de Fortaleza.

Goiânia

Confira aspectos gerais de Goiânia, além de aprender sobre a geografia e a história da capital de Goiás.

Macapá

Conheça aspectos gerais de Macapá. Aprenda sobre a geografia e a história de Macapá. Entenda a economia e a cultura de Macapá.

Maceió

Conheça aspectos gerais de Maceió. Aprenda sobre a geografia e a história de Maceió. Entenda a economia e a cultura de Maceió.

Rio Branco

Conheça aspectos gerais de Rio Branco. Aprenda sobre a geografia e a história de Rio Branco. Entenda a economia e a cultura de Rio Branco.

Salvador

Conheça aspectos gerais de Salvador. Aprenda sobre a geografia e a história de Salvador. Entenda a economia e a cultura de Salvador.

São Luís

Conheça aspectos gerais de São Luís. Aprenda sobre a geografia e a história dessa cidade, bem como sobre a economia e a cultura.

Vitória

Conheça aspectos gerais de Vitória. Aprenda sobre a geografia e a história dessa cidade, bem como entenda sua economia e a cultura.