Ilha de calor

Ilha de calor é um problema ambiental verificado exclusivamente em ambientes urbanos e caracterizado pela elevação das temperaturas médias.

Pessoa segurando um termômetro medindo 50 °C com o Sol ao fundo em uma região urbana.
As ilhas de calor são um problema ambiental de caráter urbano diretamente ligado ao crescimento acelerado das cidades.

Ilha de calor é um fenômeno típico de grandes cidades. Caracteriza-se pela elevação das temperaturas médias nos ambientes urbanos e concentração desse calor, causado pela dificuldade que o ar encontra para circular nas cidades.

Além o desconforto produzido pela elevação das temperaturas, a ilha de calor promove vários problemas que afetam diretamente a qualidade de vida da população urbana, como o desenvolvimento de doenças respiratórias.

Leia também: Problemas urbanos — quais são eles?

Resumo sobre ilha de calor

  • Ilha de calor é um fenômeno verificado em cidades grandes e consiste na elevação das temperaturas.

  • As causas do fenômeno estão ligadas ao crescimento da cidade. Construções com materiais que promovem a retenção do calor e ausência de áreas verdes são as principais delas.

  • A dinâmica da ilha de calor se dá por meio da produção de calor na superfície e a dificuldade na dissipação dele para as camadas mais elevadas da atmosfera.

  • As consequências da ilha de calor envolvem, além da elevação das temperaturas, problemas ligados à concentração do ar poluído junto à superfície.

  • Para minimizar os efeitos da ilha de calor ou impedir que o problema se intensifique, é fundamental que o planejamento urbano seja desenvolvido considerando a existência do fenômeno.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é ilha de calor?

Ilha de calor é um fenômeno que se caracteriza pela elevação das temperaturas em cidades com elevado grau de urbanização. As temperaturas são maiores nas regiões centrais da cidade se comparadas com suas regiões periféricas.

Quais são as causas da ilha de calor?

O fenômeno urbano da ilha de calor é produzido por vários fatores que, juntos, causam o aumento das temperaturas em áreas centrais das cidades:

  • concentração de edifícios, que dificultam a circulação do ar e promovem maior produção de calor por causa dos elementos utilizados em suas construções;

  • retirada da cobertura vegetal e ampla pavimentação dos solos, que aumentam a retenção do calor na superfície;

  • aglomeração de indústrias, que favorece a produção de calor por meio do lançamento direto de poluentes na atmosfera.

Funcionamento da ilha de calor

O funcionamento da ilha de calor está diretamente ligado à geração de calor na superfície de grandes cidades e à dificuldade de dispersão deste. Durante o dia, a luz do Sol incide sobre a cidade, e o calor gerado é elevado, em função das estruturas típicas de uma grande cidade: solos pavimentados com asfalto e construções de concreto que favorecem o aumento da temperatura por meio de um intenso processo de absorção da luz e sua transformação em calor.

O ar aquecido cria centros de baixa pressão que atraem ventos carregados de poluição gerada pelas indústrias, também comuns em ambientes de grandes cidades. Essa acumulação de partículas no ar dificulta a dissipação do calor.

Além disso, a grande quantidade de edifícios também interfere na circulação natural do ar, e o resultado é que o calor fica concentrado junto à superfície, pois a energia térmica não é facilmente elevada para as camadas mais altas da atmosfera.

Consequências da ilha de calor

O fenômeno da ilha de calor deve ser entendido como um gerador de inúmeros problemas, que vão além da elevação das temperaturas em grandes cidades, interferindo diretamente na qualidade de vida da população local e contribuindo para a ocorrência de uma série de outras situações. As principais consequências são:

  • aumento do consumo de energia elétrica na cidade por causa do uso intenso de equipamentos que combatem o calor, como ventiladores e ar-condicionado;

  • desenvolvimento de doenças respiratórias, em função da concentração de poluentes no ambiente urbano;

  • ocorrência de chuvas ácidas;

  • potencialização do aquecimento global.

Saiba mais: Mudanças climáticas — quais aspectos estão relacionados?

Algumas soluções possíveis para a ilha de calor

Para minimizar os efeitos negativos da ilha de calor ou evitar que o fenômeno surja em cidades em crescimento, é fundamental que gestores públicos desenvolvam o planejamento urbano considerando esse problema ambiental, que deve ser evitado e combatido. As ações que podem reduzir a ocorrência da ilha de calor são:

  • estabelecimento de planos diretores que favoreçam o espalhamento dos edifícios pelo espaço urbano;

  • criação de áreas verdes nas cidades;

  • utilização de materiais nas edificações que propiciem a reflexão da luz solar, cores mais claras nas construções e telhados ecológicos (com vegetação);

  • pavimentação do solo com materiais permeáveis e com presença de vegetação;

  • incentivo ao uso de meios de transporte não poluentes, como as bicicletas.

Exercícios resolvidos sobre ilha de calor

Questão 1

(Mackenzie 2013) Está tramitando na Câmara Municipal de São Paulo o Projeto de Lei nº 615, de 22/09/2009 (PL 615/09), que acresce o item 9.2.5 à Seção 9.2 do Capítulo 9, Anexo I, da Lei nº 11.228/92, que possui o seguinte teor:

“9.2.5 Os telhados e coberturas das edificações deverão ser de cor branca.”

Fonte: D.O.M., de 23/09/2009.

Em relação à mencionada proposta de alteração legislativa e sua relação com o clima, assinale a alternativa correta.

A) As superfícies brancas contribuem para que a luz solar incidente sobre as edificações seja refletida para o espaço, contribuindo para a diminuição das ilhas de calor.

B) Telhados e coberturas pintados na cor branca contribuirão para a radiação solar.

C) As superfícies brancas e lisas absorvem melhor a radiação solar, contribuindo com a diminuição do aquecimento global.

D) Não é possível estabelecer qualquer correlação entre a “cor de telhados e coberturas” e o aquecimento global.

E) Telhados e coberturas na cor branca contribuem para a diminuição da taxa de irradiação (albedo), que é a relação entre o total de energia refletida em função do total de energia incidente.

Resolução:

Alternativa A

Superfícies claras aumentam a reflexão da luz do Sol e contribuem para a redução na produção de calor na superfície. O estabelecimento de telhados de cor clara é um dos fatores que podem reduzir a ocorrência da ilha de calor em grandes cidades.

Questão 2

(PUC/RS 2009) A figura destaca um problema ambiental vivenciado em vários centros urbanos, inclusive na capital gaúcha, chamado de:

Imagem ilustrando ilhas de calor

A) inversão térmica.

B) efeito estufa.

C) efeito tampão.

D) chuva ácida.

E) ilha de calor.

Resolução:

Alternativa E

Ilha de calor é um fenômeno caracterizado pela elevação das temperaturas nas áreas centrais de grandes cidades. A figura representa a ilha de calor ao indicar temperatura média de 29 °C na região mais urbanizada e de 25 °C na região sem urbanização.

Por: Larissa Mesquita

Artigos relacionados

Clima urbano

Confira aqui as particularidades do clima urbano, como a inversão térmica e as ilhas de calor, consequências das ações humanas sobre o meio.

El Niño

El Niño, o que é o El Niño, como e quando surgiu o El Niño, as consequências do El Niño.

Hipertermia

Você já ouviu falar em hipertermia? Clique aqui e entenda o que é a hipertermia, suas causas e como evitar esse problema que pode levar à morte.

Inversão térmica

Descubra o que significa inversão térmica e quais as suas consequências.

La Niña

La Niña: o que é La Niña, quais os efeitos e consequências do La Niña na Terra e no Brasil.

Poluição Atmosférica

Clique aqui e confira as consequências causadas pela poluição atmosférica!

Poluição da atmosfera

Clique aqui e conheça algumas causas da poluição da atmosfera!

Problemas Ambientais Urbanos

Conheça os principais problemas ambientais urbanos, bem como suas causas e ocorrências.