China

China é o país mais populoso do mundo. Localizada no continente asiático, alcançou o lugar de segunda maior potência econômica do mundo de forma acelerada e agressiva.

Vista aérea da cidade de Wuhan, na China.
China: a potência do século XXI.

China é um país localizado no continente asiático, em sua porção leste, e conta com o terceiro maior território entre os países. Sua população é de 1.439.323.774 habitantes, a maior do planeta. Seu grande território permite o surgimento de paisagens naturais diversificadas, que interferem na distribuição da população pelo território.

Ao longo do século XX, o país passou por profundas transformações de ordem política: do império à república, do modelo socialista soviético a um programa de abertura econômica que permitiu ao país atingir a segunda posição econômica do mundo. Seu rápido processo de crescimento econômico chama a atenção. É uma potência em construção.

Leia também: Rússia — outra grande potência econômica e militar do continente asiático

Resumo sobre a China

  • China é um país localizado no continente asiático. Possui o terceiro maior território entre os países no mundo e se destaca pelo rápido processo de crescimento econômico.

  • Contava com 1.439.323.774 habitantes em 2020. É o país mais populoso do mundo.

  • Sua economia é a segunda maior, atrás da estadunidense apenas. Seu rápido crescimento é verificado a partir da política d’As Quatro Modernizações, iniciada no governo Deng Xiaoping, no ano de 1978.

  • A atividade industrial para exportação é o grande diferencial do seu crescimento econômico.

  • Sua infraestrutura impressiona pela grandeza. Os setores de energia e transporte são os que mais recebem investimentos governamentais e se tornaram pontos positivos para o desenvolvimento econômico do país.

  • Tem como forma de governo uma ditadura, que controla as decisões relacionadas à economia, política e sociedade.

  • Sua história recente é marcada pelo fim do império e início do período republicano, a partir de 1912.

  • Em 1949, ocorreu a Revolução Comunista Chinesa, e, desde então, o país é governado por um único partido político: Partido Comunista da China (PCC).

  • O confucionismo é o grande norteador da cultura chinesa. A linha filosófica que estabelece o ser humano como elemento central influencia nas artes e esportes.

Videoaula sobre a China

Dados gerais da China

  • Nome oficial: República Popular da China

  • Gentílico: chinês

  • Capital: Beijing (Pequim)

  • Governo: república popular socialista unipartidária

  • Extensão territorial: 9.596.960 km2

  • População: 1.439.323.774 habitantes (estimativa das Nações Unidas, 2020)

  • Densidade demográfica: 147 habitantes/km2

  • Localização: continente asiático, leste da Ásia

  • Divisão administrativa: 23 províncias, cinco regiões autônomas, quatro municípios diretamente subordinados ao Poder Central, e duas regiões administrativas especias.

  • Fuso horário: UTC+8

  • Climas: semiárido, subtropical, subtropical de monções, desértico, subtropical continental, frio de montanha

  • Idioma: mandarim

  • Religiões: religião cosmológica chinesa, budismo

  • Índice de Desenvolvimento Humano (IDH): 0,761 (2019)

  • Moeda: Renminbi

  • Produto Interno Bruto (PIB): U$ 14,72 trilhões (2020)

  • PIB per capita: U$ 10.500,40 (2020)

  • Gini: 0,467 (2018)

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Demografia da China

A demografia é um dos aspectos mais marcantes da China em função de seu número. Trata-se da maior população de um país no planeta, com 1.439.323.774 habitantes, segundo os estudos de Prospecção das Nações Unidas para o ano de 2020.

Essa população atingiu rápido crescimento nos últimos 200 anos, mas foi ao longo do século XX que experimentou a aceleração do aumento em virtude das altas taxas de natalidade. O Estado interveio na questão ao instituir a famosa política do filho único, na década de 1970.

A partir dessa legislação, cada casal chinês deveria ter apenas um filho para evitar impostos mais altos e redução de benefícios sociais concedidos pelo governo. O resultado da política do filho único foi uma rápida redução do crescimento populacional que gerou preocupação no século XXI.

A redução da natalidade forçada pelo Estado promoveu indícios de envelhecimento populacional na China. O envelhecimento de uma população não é um elemento positivo pela relação direta com o aumento nos gastos governamentais com aposentadorias/pensões e em saúde pública. Considerando as consequências eminentes, o governo chinês liberou o segundo filho para casais chineses em 2016, e, em maio de 2021, liberou três filhos por casal.

A maior parte da imensa população está concentrada ao longo da porção leste do país e nas margens dos maiores rios. As regiões desérticas e montanhosas seguem o padrão mundial de baixa concentração populacional.

Leia também: População mundial — dados e análises sobre o quantitativo populacional do globo

Economia da China

A economia de destaque da China nos dias atuais é resultado de um processo iniciado em 1978, no governo Deng Xiaoping, caracterizado por mudanças econômicas e abertura para o mercado externo.

O trabalho desenvolvido por Xiaoping baseou-se em um programa conhecido como As Quatro Modernizações, que buscou alterações estruturais na atividade industrial, agricultura, ciência e tecnologia e forças armadas. De forma gradual, o Estado concentrou seus investimentos nesses setores, ao mesmo tempo que passou a permitir a existência da propriedade privada (proibida desde 1949, com a Revolução Chinesa). Essas mudanças permitiram a entrada de capitais estrangeiros e a atuação da livre-iniciativa.

A partir do programa governamental, a China iniciou seu processo de rápido crescimento, superando 10% ao ano até a segunda década do século XXI, tornando-se a segunda maior economia do mundo. O crescimento da produção industrial no país é o agente que mais favorece sua economia.

O modelo industrial da China é conhecido como plataforma de exportação, ou seja, o princípio é produzir produtos para o mercado externo. Dessa forma, as regiões mais industrializadas são aquelas que reúnem condições que favorecem as exportações: as regiões litorâneas. Nelas, as Zonas Econômicas Especiais (ZEE) recebem altos investimentos em infraestrutura e ofertam grande mão de obra.

Os principais aspectos que favorecem o crescimento econômico da China são:

  • Elevados investimentos estatais em infraestrutura industrial.

  • Oferta de mão de obra numerosa e relativamente barata.

  • Ausência de leis trabalhistas e ambientais que reduzem os custos de produção.

  • Políticas de incentivos fiscais.

  • Investimentos em educação a fim de melhorar a qualidade técnica da mão de obra e garantir o desenvolvimento científico/tecnológico.

Infraestrutura da China

Os setores de infraestrutura são fundamentais para o desenvolvimento econômico e social de qualquer país. O governo Deng Xiaoping, quando iniciou o projeto de abertura e modernização do país, entendeu que os investimentos estatais deveriam ser canalizados para que o país se fortalecesse em infraestrutura.

A construção de sistemas de transportes e de energia, a construção de cidades e o melhoramento das existentes, os investimentos no campo militar, e a busca por avanços técnicos e tecnológicos na agropecuária são os principais alvos de investimentos públicos em infraestrutura na China.

São destaques da infraestrutura chinesa:

  • Usina de Três Gargantas, rio Yang Tsé: maior usina hidrelétrica do mundo.

  • Porto de Xangai: maior porto para transporte marítimo do mundo.

  • Rodovia Expresso Pequim-Urumqi: maior rodovia do mundo, com 2800 km.

  • Usina de energia solar: a China é o país que mais investe nesse modelo renovável de energia. Na província de Qinghai, está a segunda maior usina solar do mundo (a maior encontra-se na Índia).

  • Projeto One Belt, One Road: trata-se da nova rota da seda. O governo chinês busca, em parcerias com países da Ásia, África e Europa, estabelecer um sistema de transportes que interligue os três continentes. A proposta é incrementar o comércio através de ferrovias, rodovias, rotas marítimas e portos a fim de que matérias-primas e produtos industrializados possam transitar entre diversas nações sob o comando da China.

Mapa da nova rota da seda
O audacioso projeto One Belt, One Road da China: a nova rota da seda.

Governo da China

O sistema de governo da China é intitulado república popular socialista unipartidária. Trata-se de um governo ditatorial que mantém o controle sobre a economia, política e sociedade de forma centralizadora desde a Revolução Chinesa de 1949, quando o país adotou o modelo do antigo socialismo soviético.

Bandeira da China

Bandeira da China

Geografia da China

O território chinês é o terceiro maior entre os países (perde para Rússia e Canadá). Os aspectos naturais são variados, vejamos:

  • Clima: a extensa projeção de latitudes, a distância ou proximidade do mar e as diversas altitudes produzem uma grande quantidade de climas no território chinês. Os climas mais expressivos são: semiárido, subtropical, subtropical de monções, desértico, subtropical continental, frio de montanha.

  • Vegetações: acompanham a variedade climática. No país são encontradas: formações vegetacionais de florestas temperadas, estepes, vegetação desértica e florestas tropicais.

  • Relevo: o país possui todas as estruturas do relevo mundial: montanhas, planaltos, planícies e depressões. Na sua porção leste, os terrenos são mais baixos, e, nas porções a oeste e sudoeste, predominam as estruturas mais elevadas, como o planalto do Tibete e a cordilheira do Himalaia.

  • Hidrografia: segue a influência do relevo e dos climas no território. Nas áreas de concentração de planícies e planaltos baixos (porção leste), os rios são mais longos e volumosos. Nas regiões de planaltos elevados, são encontradas as grandes nascentes responsáveis pela existência da maior parte dos rios que correm no país. Os destaques são: rio Huang-Ho (Amarelo) e rio Yang-Tsé-Kiang (Azul). Em função da presença de desertos em boa parte do território a oeste, os rios intermitentes (que secam em um período do ano) são presentes.

Mapa da China

Mapa da China

Etimologia da China

Muitas teorias explicam o nome do país, que mudou de nomenclatura muitas vezes ao longo da história de sucessão de poder entre várias dinastias. Acredita-se que o nome esteja ligado à conquista do território pela dinastia Chin. China: “terra dos Chin”.

Cultura da China

São aspectos culturais de destaque dos chineses:

  • Confucionismo: o sistema filosófico surgido na China é um grande influenciador da cultura chinesa, com forte presença nos princípios morais, na política, na religião e na educação. Tornou-se o direcionador do modo de vida chinês há mais de 2500 anos. Tendo a humanidade como centro norteador, o confucionismo é reconhecido como o “conjunto dos ensinamentos dos sábios” e prega a ética, o bem comum, a responsabilidade social, moral, e o ensinamento de sabedorias que passam de geração a geração. O confucionismo influencia diretamente na literatura, na produção teatral e até nos esportes praticados no país.

  • Calendário chinês: a combinação dos ciclos do Sol e da Lua dá origem ao calendário chinês. Os ciclos correspondem a um período de 12 anos, em que cada ano recebe o nome de um dos 12 animais do horóscopo chinês. Os animais são: rato, boi, tigre, coelho, dragão, serpente, cavalo, carneiro, macaco, galo, cachorro e porco.

  • Caligrafia: há mais de 3000 anos, a escrita na China é uma tradição cultural. O modo de escrita em pictogramas, ou seja, símbolos que representam objetos ou conceitos, é a base do sistema de escrita chinês.

  • Culinária: os elementos exóticos são o traço marcante da culinária chinesa, um destaque cultural do país. As mais variadas iguarias, que vão desde répteis a insetos, embora não sejam mais tão populares no país, representam o período de insuficiência de alimentos que o país atravessou, especialmente entre os séculos XIX e XX.

Leia também: Ano-Novo chinês — as particularidades da celebração da passagem de ano

Curiosidades sobre a China

  • A China é o país que mais tem fronteiras terrestres com outros países. São 14 ao todo: Afeganistão, Butão, Cazaquistão, Coreia do Norte, Índia, Laos, Myanmar, Mongólia, Nepal, Paquistão, Quirguistão, Rússia, Tajiquistão, Vietnã.

  • A má distribuição da população e da água pelo território promoveu a construção da maior obra de tranposição de águas fluviais do mundo: as águas do rio Yang-Tsé-Kiang foram levadas até a capital, Pequim. As águas percorrem 1200 km para atingir seu objetivo desde 2014.

  • A maior construção do mundo está na China: a sua famosa Muralha. Tem 21.196 km de extensão, largura de quatro metros, e oito metros de altura. É considerada uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e recebe mais de quatro milhões de turistas ao ano.

  • A política do filho único impôs uma predileção aos bebês do gênero masculino. Abortos e abandonos de crianças foram mais numerosos entre bebês meninas. Com isso, há uma percebida desigualdade entre a população de homens e mulheres no país, com predomínio de homens. Em 1973, o governo chinês propôs a doação de 10 milhões de mulheres aos Estados Unidos, com o intuito de aumentar a população estadunidense.

  • A China é o maior exportador e o segundo maior importador de mercadorias no mundo.

  • O esporte mais praticado no país é o tênis de mesa.

  • Mesmo com um enorme território, o governo chinês impôs a utilização de um só horário no país. Com isso, a diferença de luminosidade entre as regiões é enorme ao longo do dia, mesmo com os relógios marcando a mesma hora. 

Por: Larissa Mesquita

Artigos relacionados

Ano-Novo chinês

Clique no link para saber mais detalhes sobre a celebração do Ano-Novo chinês. Conheça um pouco da história e de práticas dessa comemoração.

Bangladesh

Conheça Bangladesh, país extremamente povoado do sul da Ásia. Saiba mais sobre a história, geografia e cultura desse país que cresce rapidamente.

COVID-19

Conheça mais sobre a COVID-19 e aprenda quais são os seus sintomas e como se proteger dessa doença, que já levou várias pessoas à morte.

Catar

Conheça os aspectos geográficos do Catar. Saiba mais sobre o país que vai sediar a Copa do Mundo de Futebol de 2022. Leia algumas curiosidades sobre o país.

Economia Chinesa

Conheça os segredos do crescimento da economia chinesa e descubra por que a China é o país que mais recebe investimentos estrangeiros na atualidade.

Hong Kong

Clique aqui e saiba mais sobre Hong Kong e sua relação com a China!

Mao Tsé-Tung

Acesse o link e conheça mais sobre a vida de Mao Tsé-Tung. Veja também como se deu a Revolução Cultural e suas consequências para a China.

População da China

Compreenda como funcionam os mecanismos de controle de crescimento da população da China.

URSS x China Socialista

A cisão recorrente dos diferentes interesses entre essas nações socialistas.