Neutrinos

Neutrinos são partículas subatômicas que possuem massa muito menor que a do elétron, carga elétrica nula e são extremamente abundantes no universo.

Depois dos fótons, os neutrinos são o tipo de partícula mais abundante no universo. Essas partículas subatômicas não possuem carga elétrica e são muito menos massivas que um elétron. Produzidas a partir de isótopos radioativos, raios cósmicos ou em reatores nucleares, estima-se que, a cada segundo, 66 bilhões dessas partículas ocupem o espaço equivalente ao da ponta de um dedo da mão de uma pessoa!

Descoberta

A descoberta dos neutrinos está relacionada à compreensão do fenômeno do decaimento beta. Nesse evento, o núcleo instável de um elemento radioativo emite uma partícula beta e, assim, faz com que um nêutron seja “quebrado”, o que altera o número de prótons desse elemento e transforma-o em outro tipo de material.

A compreensão do decaimento beta está ligada à descoberta do neutrino
A compreensão do decaimento beta está ligada à descoberta do neutrino

Ao analisar a energia presente no elétron depois de abandonar o núcleo instável, percebe-se que nem toda a energia é perdida por esse núcleo e carregada por essa partícula. Em 1930, Wolfgang Pauli, físico austríaco, propôs que a energia que faltava deveria pertencer a uma partícula muito leve e sem carga. Algum tempo mais tarde, Enrico Fermi chamou essas partículas de neutrinos, nome que significa “pequenos nêutrons”.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Experimentos realizados por Fred Reines e Clyde Cowan, em 1955, detectaram e comprovaram a existência dos neutrinos.

Qual é a importância dos neutrinos?

Por serem o segundo tipo de partículas mais abundantes, os neutrinos que atingem a Terra a todo instante são provenientes dos primeiros instantes de vida do universo, de fontes extragalácticas, do Sol, raios cósmicos e estrelas.

Compreender o comportamento dessas partículas pode ajudar os cientistas na descoberta das origens e do desenvolvimento do universo e a entender, por exemplo, por que tudo é constituído apenas de matéria quando, no início de tudo, matéria e antimatéria deveriam ter sido produzidas em quantidades equivalentes.

Tipos de neutrinos

Os léptons são partículas subatômicas que não sofrem interação das forças nucleares. Elétrons (e), múons (μ) e taus (τ) são os tipos existentes de léptons e todos eles apresentam a mesma carga elétrica, e o tau é o mais massivo dos três. Para cada tipo de lépton, existe um tipo de neutrino correspondente.

A cada segundo, o Sol produz cerca de 60 bilhões de neutrinos por centímetro quadrado

A cada segundo, o Sol produz cerca de 60 bilhões de neutrinos por centímetro quadrado

Por: Joab Silas da Silva Júnior

Artigos relacionados

Modelo-Padrão da Física de Partículas

Férmions, bósons, léptons, hádrons, mésons, bárions, quarks, múons, neutrinos, glúons: entenda de uma vez por todas quais são as partículas fundamentais da natureza, quais são as suas características e acabe com as suas dúvidas relacionadas a tantos nomes que parecem não fazer muito sentido à primeira vista.

A Composição do Átomo

As partículas principais que fazem parte da composição do átomo são: elétrons, prótons e nêutrons.

Cálculo de partículas alfa e beta

Veja como deve ser realizado o cálculo de partículas alfa e beta para determinar o número de partículas eliminadas a partir de um átomo radioativo.

Partículas Alfa, Beta e Gama

As partículas Alfa, Beta e Gama distinguem-se pelo tipo de carga.

Prótons

Conheça a descoberta, carga, massa em gramas e em unidade de massa atômica, a localização no átomo e outras características dos prótons.

Física de partículas

Conheça a fascinante física de partículas, um estudo sobre as partículas elementares.

Partículas elementares chamadas quarks e hádrons

Veja aqui mais sobre as partículas elementares, classificadas por Gell-Mann, conhecidas como quarks.