Botânica no Enem: como esse tema é cobrado?

A Botânica no Enem foi por muito tempo esquecida, entretanto, nos últimos anos, houve um aumento do número de questões desse ramo da Biologia. A Botânica é a parte da Biologia que estuda os vegetais, sua morfologia, anatomia, fisiologia, ecologia e evolução. Conhecer essa área é importante não só para responder às questões específicas sobre ela, mas também para compreender questões de outras áreas da Biologia que abordam o tema.

Para estudar Botânica, bem como outras áreas da Biologia, você pode adotar técnicas como:

  • fazer resumos;
  • montar mapas mentais;
  • assistir a videoaulas;
  • responder a alguns exercícios.

Esse último ponto é fundamental, pois, ao resolver questões, você passa a entender como o assunto é abordado e se familiariza com a forma como o conteúdo é cobrado, além de identificar os pontos em que se está com mais dificuldade. É importante também trabalhar a interpretação de textos, gráficos e tabelas, uma vez que muitas questões do Enem apresentam esses recursos.

Leia também: Fisiologia humana no Enem

Principais pontos de Botânica que você não pode deixar de saber

Ao estudar Botânica, lembre-se de rever os conceitos básicos.
Ao estudar Botânica, lembre-se de rever os conceitos básicos.

Quando falamos em Botânica, alguns pontos são essenciais para fazer uma boa prova. Dentre os temas essenciais, podemos destacar:

Não se esqueça também de relacionar os conhecimentos básicos com questões atuais. Como as queimadas foram um tema muito abordado durante o ano, uma dica é estudar as adaptações das plantas ao fogo.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Algumas questões do Enem sobre Botânica

Vamos ver a seguir algumas das questões já cobradas em provas do Enem sobre Botânica.

Questão 1 (Enem 2019- PPL) O mangue é composto por três tipos de árvores (Rhizophora mangle — mangue-bravo ou vermelho, Avicennia schaueriana — mangue-seriba, e Laguncularia racemosa — mangue-branco). Uma característica morfológica comum aos três tipos de árvores encontradas no mangue está relacionada à pouca disponibilidade de oxigênio encontrado em seu solo.

ALVES, J. R. P. (Org.). Manguezais: educar para proteger. Rio de Janeiro: Femar; Semads, 2001 (adaptado).

A característica morfológica de valor adaptativo referenciada no texto é a:

a) ausência de frutos.

b) ausência de estômatos.

c) presença de folhas largas.

d) presença de raízes-escoras.

e) presença de pneumatóforos.

Resolução

Nessa questão é fundamental que o candidato tenha conhecimento a respeito dos tipos de raízes e suas respectivas funções. Os pneumatóforos, também conhecidos como raízes respiratórias, estão presentes em plantas que vivem em solos pobres em oxigênio e atuam garantindo o suprimento desse gás aos tecidos da raiz. Muitas pessoas poderiam relacionar o mangue com a necessidade de raízes do tipo escora para a sustentação do vegetal, porém o candidato deve estar atento ao enunciado, que é claro ao falar da disponibilidade de oxigênio. Resposta correta: letra e.

Leia também: Genética nas provas do Enem

Questão 2 (Enem 2019) Durante sua evolução, as plantas apresentaram grande diversidade de características, as quais permitiram sua sobrevivência em diferentes ambientes. Na imagem, cinco dessas características estão indicadas por números.

A aquisição evolutiva que permitiu a conquista definitiva do ambiente terrestre pelas plantas está indicada pelo número

a) 1.

b) 2.

c) 3.

d) 4.

e) 5

Resolução

Nessa questão o candidato deve compreender um pouco a respeito da evolução dos grupos vegetais e sobre o que representa cada novidade evolutiva.  Das características apresentadas, a que se refere à conquista do ambiente terrestre é a formação do tubo polínico. Antes do surgimento do grão de pólen, as plantas necessitavam do ambiente aquático para que a germinação acontecesse. Com a germinação do pólen e o desenvolvimento do tubo polínico, os gametas masculinos são transportados até o feminino sem a dependência de água. Resposta correta: letra c.

Questão 3 (Enem 2018)  A polinização, que viabiliza o transporte do grão de pólen de uma planta até o estigma de outra, pode ser realizada biótica ou abioticamente. Nos processos abióticos, as plantas dependem de fatores como o vento e a água.

A estratégia evolutiva que resulta em polinização mais eficiente quando esta depende do vento é o(a):

a) diminuição do cálice.

b) alongamento do ovário.

c) disponibilização do néctar.

d) intensificação da cor das pétalas.

e) aumento do número de estames.

Resolução

Para responder a essa questão, o aluno deve conhecer a estrutura de uma flor e também compreender o mecanismo de atração de polinizadores. Quando falamos em polinização pelo vento, mecanismos de atração não são necessários, como intensificação da cor das pétalas e disponibilização do néctar. Entretanto, a planta deve garantir uma grande produção de pólen, para compensar a perda durante o transporte. A grande produção de pólen está relacionada, portanto, com o aumento do número de estames, que são as estruturas que contêm a antera, onde o pólen é produzido. Resposta correta: letra e.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Ecologia no Enem

Você sabe como Ecologia é cobrada no Enem? Clique aqui e entenda como estudar essa área da Biologia e quais temas são mais recorrentes na prova.

Biologia celular no Enem

Clique aqui e entenda como é abordada a biologia celular no Enem e quais pontos dessa área você não pode deixar de estudar. Ainda, resolva questões sobre o tema.

Dupla fecundação nas angiospermas

Retire suas dúvidas a respeito da dupla fecundação nas angiospermas. Clique aqui!

Reprodução assexuada nas angiospermas

Veja como ocorre a reprodução assexuada das angiospermas e quais são os seus tipos, clicando aqui.

Angiospermas

Grupo de plantas caracterizado pela presença de flores e frutos.

Gimnospermas

Gimnospermas, Plantas vasculares, Sementes nuas, Ovário, Escamas, Estróbilo, Pinha, Microsporângio, Megasporângio, Grão de pólen, Monóicas, Dióicas, Anemofilia, Haplóides, Zigoto, Araucária, Sequóias, Ginko biloba.

Pteridófitas

Plantas que possuem vasos condutores e tecidos, mas não apresentam sementes.

Briófitas

Clique aqui e aprenda algumas características importantes das briófitas.

Monocotiledôneas

Aprenda algumas das principais características das monocotiledôneas, um grupo de plantas que apresenta como representantes as orquídeas e a grama.

Eudicotiledôneas

Descubra um pouco mais a respeito das eudicotiledôneas, um grupo de angiospermas que se destaca pela presenta de pólen tricolpado. Neste texto, falaremos brevemente sobre a classificação atual das angiospermas, as principais características das eudicotiledôneas e daremos exemplos de algumas famílias dessas plantas.

Fatores que influenciam a fotossíntese

Você sabe qual fator natural limita a fotossíntese?

Fotossíntese

Fotossíntese, Matéria inorgânica, Água, Gás carbônico, Matéria orgânica, Glicose, Oxigênio, Organismos clorofilados, Bioquímica, Radiação solar, Energia luminosa, Ligações químicas, Evolução, Respiração aeróbia, Níveis tróficos.

Tipos de raizes

Tipos de uma estrutura essencial para a vida da planta.

Tipos de caule

Existem vários tipos de caules diferentes. Que tal conhecê-los?

Tipos de folhas e suas adaptações

Clique aqui e conheça mais sobre os tipos de folhas e suas adaptações.

Anatomia das folhas vegetais

Conheça mais sobre as folhas, órgãos tão importantes para os vegetais.

Flor

Conheça um pouco sobre a reprodução de plantas com sementes.

Sementes

Aprenda mais a respeito das sementes, estruturas importantes para gimnospermas e angiospermas. Neste texto, falaremos um pouco sobre a estrutura das sementes, sua importância para o vegetal, o processo de dispersão de sementes e frutos e a fase de germinação das sementes.

Fruto

Características, importância e classificação dos frutos.

Polinizadores

Aprenda mais sobre os agentes polinizadores, elementos bióticos e abióticos que garantem o encontro do grão de pólen com o gameta feminino.

Grão de pólen

Entenda o que é o grão de pólen e aprenda a importância dessa estrutura para a reprodução das gimnospermas e das angiospermas.