Fisiologia humana no Enem

Muitas pessoas questionam-se como é cobrada a fisiologia humana no Enem, portanto, separamos algumas dicas sobre o assunto. A fisiologia humana, apesar de não ser o tema mais cobrado, aparece com certa frequência nas edições do exame. Como sabemos, a fisiologia humana é uma parte da biologia que estuda as funções dos diferentes órgãos e sistemas do corpo, portanto, é importante conhecer como o nosso organismo funciona para garantir boas notas em Ciências da Natureza.

Leia também: Dicas de biologia para o Enem

O que é a fisiologia humana?

Fisiologia (do grego, physis = natureza, função ou funcionamento; e logos = palavra ou estudo)  é a parte da biologia focada no estudo do funcionamento do corpo dos seres vivos. No caso da fisiologia humana, ela se preocupa em estudar tudo que acontece no nosso organismo. Todos os processos que levam à digestão dos alimentos, por exemplo, são estudados na fisiologia humana.

A fisiologia está diretamente relacionada com a anatomia, pois é impossível compreender a função de determinado órgão ou sistema sem compreender sua estrutura. Voltamos ao exemplo da digestão para entendermos melhor como anatomia e fisiologia relacionam-se. Sabemos que no intestino delgado há uma grande absorção de nutrientes, entretanto, só compreenderemos esse papel do intestino se conhecermos sua estrutura e o papel das vilosidades e microvilosidades nesse processo de absorção.

Como a fisiologia humana é cobrada no Enem?

O nosso corpo é uma máquina perfeita, na qual todos os órgãos e sistemas trabalham para garantir o seu equilíbrio.
O nosso corpo é uma máquina perfeita, na qual todos os órgãos e sistemas trabalham para garantir o seu equilíbrio.

A fisiologia humana é um tema bastante cobrado em provas no Enem, portanto, é fundamental que o candidato tenha conhecimento amplo a respeito do funcionamento do nosso corpo. No entanto, não basta apenas saber a função de cada órgão e sistema, é fundamental saber, por exemplo, relacionar as funções estabelecidas por diferentes sistemas com a nossa sobrevivência e como diferentes fatores podem influenciar na manutenção do nosso equilíbrio interno. É preciso, ainda, saber relacionar os conhecimentos em fisiologia humana com fatos do nosso cotidiano.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Várias questões de fisiologia humana já foram abordadas durante os anos de Enem. Quando fazemos uma análise mais aprofundada do tema, percebemos que, entre os vários sistemas existentes em nosso corpo, o mais abordado é o sistema imunológico. Outros sistemas que merecem atenção são o cardiovascular, o endócrino e o digestório.

Leia também: Como estudar biologia para o Enem

Questões do Enem sobre fisiologia humana

A seguir, conheceremos três exemplos de questões do Enem que abordaram o tema fisiologia humana.

Questão 1

Enem 2019  A eritropoetina (EPO) é um hormônio endógeno secretado pelos rins que influencia a maturação dos eritrócitos. Suas formas recombinantes, sintetizadas em laboratório, têm sido usadas por alguns atletas em esportes de resistência na busca por melhores resultados. No entanto, a administração da EPO recombinante no esporte foi proibida pelo Comitê Olímpico Internacional e seu uso considerado doping.

MARTELLI, A. Eritropoetina: síntese e liberação fisiológica e o uso de sua forma recombinante no esporte. Perspectivas Online: biológicas & saúde, v. 10, n. 3, 2013 (adaptado).

Uma influência que esse doping poderá exercer na melhoria da capacidade física desses atletas está

relacionada ao transporte de

a) lipídios, para aumento do gasto calórico.

b) ATP, para aumento da síntese hormonal.

c) oxigênio, para aumento da produção de ATP.

d) proteínas, para aumento da massa muscular.

e) vitamina C, para aumento da integridade dos vasos sanguíneos.

Resolução: Para responder essa questão, é fundamental compreender a função dos eritrócitos (também chamados de hemácias) no nosso organismo. Como sabemos, essas células são responsáveis por garantir o transporte de oxigênio no organismo, oxigênio esse essencial no processo de respiração celular. Desse modo, podemos concluir que a resposta correta é: letra c) oxigênio, para aumento da produção de ATP.

Questão 2 

Enem 2019 A esquistossomose (barriga-dʼágua) caracteriza-se pela inflamação do fígado e do baço causada pelo verme Schistosoma mansoni (esquistossomo). O contágio ocorre depois que larvas do verme são liberadas na água pelo caramujo do gênero Biomphalaria, seu hospedeiro intermediário, e penetram na pele humana. Após o diagnóstico, o tratamento tradicional utiliza medicamentos por via oral para matar o parasita dentro do corpo. Uma nova estratégia terapêutica baseia-se na utilização de uma vacina, feita a partir de uma proteína extraída do verme, que induz o organismo humano a produzir anticorpos para combater e prevenir a doença.

Instituto Oswaldo Cruz/Fundação Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz). Fiocruz anuncia nova fase de vacina para esquistossomose. Disponível em: http://agencia.fiocruz.br. Acesso em: 3 maio 2019 (adaptado).

Uma vantagem da vacina em relação ao tratamento tradicional é que ela poderá

a) impedir a penetração do parasita pela pele.

b) eliminar o caramujo para que não haja contágio.

c) impedir o acesso do esquistossomo especificamente para o fígado.

d) eliminar o esquistossomo antes que ocorra contato com o organismo.

e) eliminar o esquistossomo dentro do organismo antes da manifestação de sintomas.

Resolução: Para respondermos essa questão, é fundamental entendermos o papel das vacinas no nosso organismo. Como sabemos, as vacinas estimulam nosso sistema imunológico, fazendo com que produzamos anticorpos e células de memória. Quando entramos em contato com o agente causador, nosso corpo já está preparado para recebê-lo. Assim sendo, uma vacina contra a esquistossomose ajudaria a eliminar o esquistossomo dentro do organismo antes da manifestação de sintomas (letra e).

Questão 3

Enem 2018 Para serem absorvidos pelas células do intestino humano, os lipídios ingeridos precisam ser primeiramente emulsificados. Nessa etapa da digestão, torna-se necessária a ação dos ácidos biliares, visto que lipídios apresentam natureza apolar e são insolúveis em água. Esses ácidos atuam no processo de modo a

a) hidrolisar os lipídios.

b) agir como detergentes.

c) tornar os lipídios anfifílicos.

d) promover a secreção de lipases.

e) estimular o trânsito intestinal dos lipídios.

Resolução: Para responder essa questão, é fundamental conhecer o processo de digestão e o funcionamento da bile. A bile não contém enzimas, portanto, não hidrolisa os lipídios. Seu papel é funcionar como um detergente, emulsificando a gordura e favorecendo a ação das lipases. Podemos concluir, portanto, que a resposta correta é: b) agir como detergentes.

Com essas questões, percebe-se o quanto o conhecimento de fisiologia é fundamental para a realização do Enem. Sendo assim, inclua essa parte da biologia no seu cronograma de estudos!

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Ecologia no Enem

Você sabe como Ecologia é cobrada no Enem? Clique aqui e entenda como estudar essa área da Biologia e quais temas são mais recorrentes na prova.

Biologia celular no Enem

Clique aqui e entenda como é abordada a biologia celular no Enem e quais pontos dessa área você não pode deixar de estudar. Ainda, resolva questões sobre o tema.

Dicas de Biologia para o Enem

Clique aqui e confira algumas dicas de Biologia para a prova do Enem. Separamos 5 pontos importantes para você arrasar na prova!

Como estudar Biologia para o Enem

Clique aqui e conheça uma forma eficiente de estudar Biologia para o Enem. Elaboramos superdicas que vão lhe ajudar na prova!

Temas que mais caem em biologia no Enem

Você sabe quais são os temas que mais caem em biologia no Enem? Clique aqui e conheça aquelas matérias mais recorrentes na prova.

Cinco conceitos ecológicos que não se deve confundir no Enem

Clique aqui e veja cinco conceitos ecológicos que não se deve confundir no Enem!