Reprodução por brotamento

A reprodução por brotamento é um tipo específico de reprodução assexuada. Ocorre em algumas plantas e em alguns animais.

Sabemos que os organismos podem reproduzir-se de forma assexuada ou sexuada. Na forma sexuada, observamos a presença de gametas, o que garante uma maior variabilidade genética. Na assexuada, essas células reprodutivas não aparecem, por isso, há uma menor variabilidade.

A reprodução assexuada ocorre de diferentes formas, entretanto, é comum nos lembramos apenas da reprodução por divisão binária, na qual um organismo divide-se, dando origem a dois. Todavia, como dito, existem outras formas de reprodução assexuada, como a divisão múltipla, propagação vegetativa, fragmentação, partenogênese e brotamento. Essa última forma é o tema do nosso texto.


Reprodução por brotamento

Por ser um tipo de reprodução assexuada, o brotamento não envolve gametas, por isso, não há grande variabilidade genética. Os filhos são idênticos aos organismos que os geraram, sendo muitas vezes referidos como clones. Vale destacar que em alguns casos ocorrem mutações, que podem resultar em variabilidade.

Na reprodução por brotamento, há o surgimento de pequenos brotos na superfície do organismo, característica essa que é sugerida pelo nome desse tipo de reprodução. Esses brotos desenvolvem-se e dão origem a um novo organismo, que pode ser liberado no ambiente ou permanecer conectado ao organismo que o gerou. Nesse último caso, formam-se colônias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O brotamento ocorre em diferentes organismos, sendo frequente em plantas, principalmente em angiospermas. Em animais, também é possível observar esse tipo de reprodução, ocorrendo, por exemplo, em cnidários e também em algumas espécies de poríferos.

Nos cnidários, um exemplo bastante clássico é o das hidras (figura no início do texto). Nesses organismos, verifica-se a formação de uma massa de células no corpo do animal a partir de processos de mitose. Essa massa celular origina uma pequena hidra, a qual se separa do corpo da hidra que a originou. Nos corais pétreos, os brotos permanecem aderidos aos pais, gerando, nesse casso, colônias.

O brotamento também acontece em alguns organismos unicelulares, como protozoários. O brotamento, nesse caso, é um pouco diferente dos processos que descrevemos anteriormente. Há divisão da célula em duas, mas diferentemente da divisão binária, forma-se uma célula-filha menor que a original.

Observe o brotamento na Hidra

Observe o brotamento na Hidra

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Diferença entre reprodução sexuada e assexuada

Entenda a diferença entre reprodução sexuada e assexuada e aprenda mais sobre as variadas formas de reprodução dos seres vivos. Conheça ainda as características dos principais tipos de reprodução assexuada: partenogênese, fragmentação, brotamento, divisão binária, divisão múltipla e propagação vegetativa.

Divisão múltipla (esquizogonia)

Conheça um pouco mais a respeito do processo de reprodução assexuada conhecido como divisão múltipla ou esquizogonia. Neste texto explicaremos rapidamente a diferença entre reprodução assexuada e sexuada, conheceremos as etapas da divisão múltipla e mostraremos um caso em que essa divisão é observada.

Filo Cnidaria

Os animais do filo Cnidaria possuem em seu corpo uma célula que produz toxinas que causam queimaduras em nossa pele. Conheça mais sobre eles!

Filo Porifera

Animais sésseis, também conhecidos como esponjas.

Reprodução assexuada

Conheça as características e os tipos de reprodução assexuada.

Reprodução assexuada nas angiospermas

Veja como ocorre a reprodução assexuada das angiospermas e quais são os seus tipos, clicando aqui.

Reprodução sexuada

Saiba no que consiste e conheça a importância da reprodução sexuada.