Diferença entre reprodução sexuada e assexuada

A principal diferença entre reprodução sexuada e assexuada está no fato de apenas uma gerar variabilidade genética, enquanto a outra produz clones.

Quando falamos em reprodução, sempre nos lembramos da reprodução humana, que envolve gametas e dois indivíduos. Entretanto, nem todos os organismos se reproduzem dessa forma, como é o caso das bactérias. Assim sendo, podemos concluir que existem diferentes tipos de reprodução.

Reprodução sexuada e assexuada

Podemos dividir os tipos de reprodução em dois grandes grupos: a reprodução sexuada e a reprodução assexuada. Veja as principais características de cada uma delas:

⇒ Reprodução sexuada: Na reprodução sexuada, observamos a participação de gametas e a combinação dos genes herdados dos pais. É um tipo de reprodução que leva, portanto, à variabilidade genética. Nesse caso, haverá descendentes semelhantes aos pais, não cópias idênticas.

⇒ Reprodução assexuada: A reprodução assexuada difere-se da sexuada em vários aspectos, como o fato de ser mais simples e, em geral, rápida. Um desses aspectos é a ausência de fusão de gametas e a geração de clones. Esses clones nada mais são que indivíduos idênticos geneticamente ao indivíduo parental. Quando indivíduos diferentes do parental surgem, geralmente é resultado de modificações no DNA, ou seja, mutações.

Existe uma série de tipos de reprodução assexuada. Entre eles, destacam-se:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)
  • Partenogênese: Processo em que as fêmeas produzem descendentes a partir de óvulos que não foram fecundados. É um tipo observado em abelhas.

  • Fragmentação: O indivíduo fragmenta-se em porções que se regeneram e dão origem a outros indivíduos. Podemos observar esse processo em estrelas do mar.

  • Brotamento: Surgem brotos no organismo que dão origem a outro. Esse broto pode se soltar ou permanecer ligado, formando, nesse caso, colônias. É o que ocorre com as hidras, por exemplo.

  • Divisão binária, bipartição ou cissiparidade: O organismo divide-se ao meio, originando dois. Pode ser observado em bactérias.

Processo de divisão binária de um organismo
Processo de divisão binária de um organismo

  • Divisão múltipla: Ocorre uma divisão que dá origem a várias células-filhas. Pode ser verificada em alguns protozoários.
  • Propagação vegetativa: Reprodução das plantas que é facilitada ou induzida pelo ser humano e ocorre a partir do plantio de porções do vegetal.

Podemos perceber, portanto, que a reprodução sexuada e assexuada apresentam diferenças. Enquanto a assexuada não envolve a produção de gametas e gera clones, a reprodução sexuada envolve gametas e resulta em variabilidade genética.

O envolvimento de gametas garante uma reprodução sexuada

O envolvimento de gametas garante uma reprodução sexuada

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Divisão múltipla (esquizogonia)

Conheça um pouco mais a respeito do processo de reprodução assexuada conhecido como divisão múltipla ou esquizogonia. Neste texto explicaremos rapidamente a diferença entre reprodução assexuada e sexuada, conheceremos as etapas da divisão múltipla e mostraremos um caso em que essa divisão é observada.

Partenogênese

Clique e entenda o que é a partenogênese, um tipo de reprodução assexuada que ocorre em algumas espécies de animais e plantas. Explicamos ainda se a partenogênese tem a capacidade de gerar variabilidade genética e discutimos alguns casos de organismos que apresentam essa curiosa forma de reprodução assexuada.

Reprodução por brotamento

Amplie seus conhecimentos a respeito da reprodução por brotamento, um tipo de reprodução assexuada que ocorre em algumas plantas e animais. Neste texto falaremos como ocorre esse tipo de reprodução, quais organismos realizam esse processo e também lembraremos as características básicas de uma reprodução assexuada.

Variabilidade genética

Compreenda o que é variabilidade genética, conheça os fatores que a influenciam, e entenda a relação entre variabilidade genética e evolução.