Partenogênese

Tipo de reprodução assexuada, a partenogênese ocorre em algumas espécies de animais e plantas. Esses organismos se reproduzem a partir de óvulos que não foram fecundados.

A reprodução dos seres vivos pode ocorrer de forma sexuada ou assexuada. A reprodução sexuada é aquela que envolve gametas, e a assexuada não inclui a união dessas células reprodutivas. Na reprodução assexuada, observa-se a formação de indivíduos geneticamente iguais ao parental, que chamamos de clones.

Existem diferentes formas de reprodução assexuada. Entre os tipos de reprodução assexuada, podemos citar a divisão binária, a divisão múltipla, a fragmentação, a propagação vegetativa e a partenogênese. A seguir, falaremos mais a respeito desse último tipo.

O que é a partenogênese?

A partenogênese é uma forma bastante curiosa de reprodução assexuada. Nesse tipo de reprodução, o embrião desenvolve-se sem que o óvulo seja fecundado. Isso quer dizer que a fêmea dá origem a um filhote sem a necessidade de um macho.

Por ser uma reprodução assexuada, a partenogênese não leva a uma grande variabilidade genética. Entretanto, apesar de gerar clones, alguns estudos mostram que pode, sim, ocorrer recombinação genética nesse tipo de reprodução, mesmo sendo pequena quando comparada à reprodução sexuada. Pesquisadores sugerem que em algumas espécies pode haver a recombinação entre os cromossomos dos óvulos.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Em que organismos a partenogênese ocorre?

A partenogênese ocorre em plantas, animais invertebrados, tais como abelhas, vespas e formigas, e também em animais vertebrados, apesar de ser um fenômeno mais raro entre eles. Entre as espécies de vertebrados que apresentam registros dessa forma de reprodução, podemos citar o dragão-de-komodo, as cobras, os peixes, como o tubarão-martelo, e os lagartos. Em algumas espécies de lagartos, existem apenas fêmeas, todas elas se reproduzindo por partenogênese.

Vale salientar que muitas espécies que eram capazes de reproduzir-se sexuadamente têm realizado partenogênese. Normalmente, isso ocorre em fêmeas que estão em cativeiro.

A partenogênese em abelhas

O exemplo mais comum de animal que se reproduz por partenogênese é o das abelhas. Enquanto as rainhas e operárias são geradas a partir de ovos fertilizados, os zangões formam-se por ovos que não foram fecundados. Nesse caso, os machos são adultos haploides, e as fêmeas são diploides.

As abelhas são um exemplo clássico de organismos que se reproduzem por partenogênese

As abelhas são um exemplo clássico de organismos que se reproduzem por partenogênese

Por: Vanessa Sardinha dos Santos

Artigos relacionados

Diferença entre reprodução sexuada e assexuada

Entenda a diferença entre reprodução sexuada e assexuada e aprenda mais sobre as variadas formas de reprodução dos seres vivos. Conheça ainda as características dos principais tipos de reprodução assexuada: partenogênese, fragmentação, brotamento, divisão binária, divisão múltipla e propagação vegetativa.

Divisão binária

Entenda o que é divisão binária e conheça exemplos de alguns organismos que realizam esse tipo de reprodução assexuada.

Divisão múltipla (esquizogonia)

Conheça um pouco mais a respeito do processo de reprodução assexuada conhecido como divisão múltipla ou esquizogonia. Neste texto explicaremos rapidamente a diferença entre reprodução assexuada e sexuada, conheceremos as etapas da divisão múltipla e mostraremos um caso em que essa divisão é observada.

Reprodução assexuada

Conheça as características e os tipos de reprodução assexuada.

Reprodução assexuada nas angiospermas

Veja como ocorre a reprodução assexuada das angiospermas e quais são os seus tipos, clicando aqui.