Fórmulas Químicas

As ligações covalentes que formam as moléculas são realizadas por meio do compartilhamento de pares de elétrons entre átomos de hidrogênio, ametais e semimetais. Existem moléculas que são bem simples, sendo formadas apenas por dois átomos. Mas existem também moléculas formadas por ligações entre vários e vários átomos.

Cada par compartilhado corresponde a uma ligação química. Para indicar quantas ligações covalentes existem, qual o número e os tipos de átomos que compõem determinada molécula, usam-se representações por meio de fórmulas químicas.

São três as principais fórmulas químicas usadas para representar os compostos covalentes: fórmula molecular, fórmula eletrônica ou de Lewis e fórmula estrutural plana. Veja cada uma:

  • Fórmula molecular: É a mais simples das três e, de forma resumida, ela indica quais os elementos químicos realizam a ligação, por meio de seus símbolos, e quantos átomos de cada elemento formam uma molécula, por meio de índices (números subscritos do lado direito do símbolo do elemento).

Por exemplo, uma molécula de água é formada por duas ligações entre dois átomos de hidrogênio e um átomo de oxigênio. Assim, a sua fórmula molecular é dada por: H2O.  

Para saber determinar a fórmula molecular de um composto covalente e as demais fórmulas químicas que serão explicadas mais a frente neste texto é preciso primeiro saber a família ou grupo na Tabela Periódica a que o elemento pertence. Baseado nisso, é possível saber quantos elétrons ele possui na sua camada de valência (última camada eletrônica) e, consequentemente, quantas ligações ele terá de fazer.

A teoria do octeto diz que um elemento químico precisa ter 8 elétrons ou 2 elétrons (no caso dos átomos que só possuem uma camada eletrônica, como o hidrogênio) para ficarem estáveis.

Para você entender, peguemos novamente o caso da água. O oxigênio é da família 16 ou 6 A, isso significa que ele possui 6 elétrons em sua última camada e que ele precisa de mais dois elétrons para ficar estável. O hidrogênio, por sua vez, é da família 1 ou 1 A, possuindo apenas 1 elétron em sua única camada eletrônica e precisando de mais um elétron para ficar estável.

Portanto, se ligarmos um hidrogênio e um oxigênio, compartilhando um par de elétrons, o hidrogênio ficará estável, mas o oxigênio não, ele ainda estará só com 7 elétrons na camada de valência e precisará de mais um. Desse modo, mais um hidrogênio se liga a ele.  É por isso que a molécula de água possui dois átomos de hidrogênio e um de oxigênio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Baseado nisso, veja as demais fórmulas:

  • Fórmula eletrônica ou Fórmula de Lewis: Essa fórmula recebe esse nome porque foi proposta pelo químico norte-americano Gilbert N. Lewis (1875-1946). Esse tipo de fórmula é interessante porque além de mostrar quais são os elementos e o número de átomos envolvidos, mostra também os elétrons da camada de valência de cada átomo e a formação das ligações por meio de pares eletrônicos.

Cada elétron é representado por um pontinho, e os elétrons da camada de valência são representados ao redor do elemento. Cada par de elétrons compartilhado é uma ligação química, em que os elétrons pertencem à região da eletrosfera comum a cada par de átomos que estão unidos, sendo representado por:

Par de elétrons compartilhado pelo modelo de Lewis

Por exemplo, o carbono é da família 14 ou 4 A, portanto possui 4 elétrons em sua última camada e precisa de mais 4 para ficar estável. O oxigênio, conforme já dito, é da família 16 ou 6 A, possui 6 elétrons em sua última camada e precisa de mais dois elétrons para ficar estável. Assim, temos:

Fórmula de Lewis do dióxido de carbono

A fórmula molecular desse composto é CO2.

  • Fórmula estrutural plana ou fórmula estrutural de Couper: mostra as ligações entre os elementos, sendo que cada par de elétrons compartilhado entre dois átomos é representado por um traço (?).

Dois átomos podem compartilhar um par de elétrons, dois pares de elétrons e até três pares de elétrons. A representação se dá segundo o modelo mostrado abaixo:

No caso acima, temos duas ligações duplas.

Veja na tabela a seguir mais exemplos:

Fórmulas químicas de diversos compostos covalentes?





Videoaula relacionada:

As fórmulas químicas ajudam a entender as propriedades dos compostos. Acima temos uma fórmula estrutural

As fórmulas químicas ajudam a entender as propriedades dos compostos. Acima temos uma fórmula estrutural

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Coeficientes e índices em equações químicas

Entenda o que são os coeficientes e índices que aparecem nas equações químicas e como interpretá-los para realizar o balanceamento.

Dicas infalíveis para o cálculo da massa molar

Acabe de uma vez por todas com as suas dificuldades conferindo nossas dicas para cálculo de massa molar!

Equações químicas

Aprenda a interpretar os símbolos quantitativos e qualitativos das equações químicas que representam as reações químicas.

Evolução das Fórmulas Estruturais do Carbono

Conheça as principais fórmulas estruturais do carbono usadas ao longo do tempo para explicar a formação dos compostos orgânicos.

Exceções à Regra do Octeto

Veja as principais exceções à regra do octeto que ocorrem com átomos de elementos que ficam estáveis por meio da expansão ou contração do octeto.

Fórmula Eletrônica de Lewis

Entenda o que a fórmula eletrônica de Lewis representa e aprenda a escrevê-la para representar qualquer molécula.

Fórmula Molecular

Aprenda a encontrar a fórmula molecular de uma substância por três métodos: por meio da fórmula mínima, da percentual ou da relação das porcentagens com a massa molar.

Fórmula Mínima ou Empírica

Nesse texto, você aprenderá o que é a fórmula mínima, também chamada de fórmula empírica, e como determiná-la para cada substância.

Fórmula Percentual

Descubra como proceder nos cálculos para encontrar a fórmula percentual ou composição centesimal de cada substância.

Fórmulas dos sais

Aprenda a escrever corretamente as fórmulas dos sais inorgânicos, além de conferir como determinar as cargas dos íons simples e compostos.

Ligação Covalente Dativa ou Coordenada

Entenda do que se trata a ligação covalente dativa, também denominada ligação covalente coordenada, e veja alguns exemplos desse tipo de ligação química.

Ligação Covalente, Molecular ou Homopolar

Ligação Covalente é a união estabelecida entre átomos por meio de compartilhamento de elétrons.

Ligações Covalentes

Entenda como são formadas as ligações covalentes entre os átomos dos elementos químicos.

Mol e constante de Avogadro: qual a relação?

Descubra a relação entre o mol, a constante de Avogadro e a massa atômica dos átomos e outras espécies químicas como moléculas e íons.

O que é Valência?

Entenda o que é a valência tão mencionada quando se trata de ligações químicas.

Regra do octeto nas ligações químicas

Conheça a teoria ou regra do octeto, que explica porque a maioria dos átomos precisam realizar ligações químicas para ficar estáveis.