Parábola

A parábola é uma seção cônica cujos pontos são representados em um sistema de coordenadas cartesianas através de uma equação do 2° grau.

Veja a definição de parábola e confira suas equações reduzidas!
Veja a definição de parábola e confira suas equações reduzidas!

No estudo da Geometria Analítica, deparamo-nos com três seções cônicas que são oriundas de cortes efetuados em um cone: a hipérbole, a elipse e a parábola. O estudo da parábola, em específico, foi fortemente divulgado pelo matemático Pierre de Fermat (1601-1655) que estabeleceu que a equação do 2° grau representa uma parábola quando seus pontos são aplicados em um plano cartesiano.

Em um plano, considere uma reta d e um ponto F que não pertence à reta d, de forma que a distância entre F e d seja dada por p. Dizemos que todos os pontos que estão a uma mesma distância tanto de F quanto de d compõem a parábola de foco F e diretriz d.

Para que fique mais clara a definição, considere P, Q, R e S como pontos pertencentes à parábola; P', Q', R' e S' como pontos pertencentes à diretriz d; e F como o foco da parábola. Em relação às distâncias, podemos afirmar que:

Na imagem estão destacados todos os principais pontos da parábola
Na imagem estão destacados todos os principais pontos da parábola

Na imagem anterior, vimos o exemplo de uma parábola com seus principais elementos destacados. Vejamos agora quais são esses elementos principais na hipérbole:

  • Foco: F

  • Diretriz: d

  • Parâmetro: p (distância entre o foco e a diretriz)

  • Vértice: V

  • Eixo de Simetria: reta

    Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Qualquer que seja a parábola com que se esteja trabalhando, podemos sempre estabelecer a seguinte relação notável:

A depender do eixo do sistema cartesiano coincidente com o eixo de simetria da parábola, podemos estabelecer duas equações reduzidas. Vejamos cada uma delas:

1ª Equação Reduzida da Parábola:

Se o eixo de simetria da parábola estiver sobre o eixo x, em um sistema cartesiano ortogonal, teremos o foco F (p/2, 0) e a diretriz d será uma reta cuja equação é x = – p/2. Veja a figura a seguir:

Para parábolas semelhantes a essa, utilizamos a 1ª equação reduzida
Para parábolas semelhantes a essa, utilizamos a 1ª equação reduzida

Se P(x, y) é um ponto qualquer contido na parábola, teremos a seguinte equação reduzida:

y² = 2px

2ª Equação reduzida da parábola:

Mas se, em contrapartida, o eixo de simetria da parábola estiver sobre o eixo y em um sistema cartesiano ortogonal, a parábola será semelhante à da figura a seguir:

Para parábolas semelhantes a essa, utilizaremos a 2ª equação reduzida
Para parábolas semelhantes a essa, utilizaremos a 2ª equação reduzida

Novamente considere P(x, y) como um ponto qualquer contido na parábola, teremos a seguinte equação reduzida:

x² = 2py

Por: Amanda Gonçalves Ribeiro

Artigos relacionados

Concavidade da parábola

Clique e aprenda o que é a concavidade de uma parábola e descubra como um dos coeficientes pode determinar o seu formato.

Demonstração das fórmulas das coordenadas do vértice

Confira as expressões que podem ser usadas para determinar as coordenadas do vértice de uma parábola e aprenda o método utilizado na demonstração dessas fórmulas. Conheça ainda outra forma empregada para obter as coordenadas do vértice que é baseada na geometria plana e que também pode demonstrar essas fórmulas.

Distância entre Dois Pontos

Calculando a distância entre dois pontos no sistema de coordenadas cartesianas.

Elipse

Você conhece uma elipse? Aprenda a identificá-la e a calcular os pontos que a formam através de uma equação reduzida.

Função do 2º grau

Clique para aprender o que é uma função do 2º grau, como representá-la com parábolas e fazer a análise de seus sinais.

Hipérbole

Você sabe como se define a hipérbole na geometria analítica? Confira sua definição e suas equações reduzidas!

Teorema de Pitágoras

Teorema de Pitágoras e o surgimento dos números irracionais.