Prêmio Nobel

O Nobel é uma premiação sueca que tem como objetivo homenagear pessoas e instituições que realizaram grandes contribuições para a humanidade a cada ano. A escolha dos vencedores é feita por instituições suecas e norueguesas que atribuem a honraria em cinco categorias diferentes.

O Prêmio Nobel foi estabelecido pelo inventor e milionário sueco Alfred Nobel. Tudo começou quando ele registrou, em seu testamento, sua vontade de que fosse estabelecida uma premiação para honrar as grandes contribuições feitas nas categorias que ele indicou. Ele deixou quase a totalidade de sua herança para que o prêmio fosse criado.

Acesse também: Madre Teresa de Calcutá - a vencedora do Nobel da Paz em 1979

Como surgiu o Prêmio Nobel?

Alfred Nobel foi um inventor sueco que deixou sua fortuna para que o Prêmio Nobel fosse criado.[1]
Alfred Nobel foi um inventor sueco que deixou sua fortuna para que o Prêmio Nobel fosse criado.[1]

O Prêmio Nobel surgiu da vontade de Alfred Nobel, um cientista e inventor sueco que se enriqueceu com patentes, sobretudo de explosivos que foram criados por ele. Entre os explosivos inventados por Nobel, está a dinamite, sua invenção mais famosa. O prêmio foi criado como cumprimento das instruções deixadas por ele em seu testamento.

Acredita-se que a criação do Nobel tenha sido uma ideia do inventor sueco para deixar sua imagem mais positiva depois que morresse. Acredita-se que o estopim para isso se deu em 1888, na ocasião de morte de seu irmão Ludvig. Conta-se que um jornal francês teria confundido a morte de Ludvig com a de Alfred e anunciado no jornal o fim do “mercante da morte”.

Isso teria abalado Nobel e feito-o decidir deixar uma imagem melhor para a posteridade. Outros falam que sua decisão partiu da influência de Bertha von Suttner, uma pacifista austríaca, sobre o sueco. Eles eram bons amigos e trocavam correspondência com muita frequência.

De toda forma, a saúde de Nobel começou a piorar na década de 1890, e, em 1895, ele decidiu refazer seu testamento. Nele, Alfred Nobel incluiu o seu desejo de que mais de 90% da fortuna que ele acumulou durante a sua vida fossem revertidos para a criação de um prêmio que homenagearia pessoas que tivessem realizado grandes ações e contribuições para a humanidade.

Além disso, Nobel estipulou cinco áreas para as quais haveria as premiações: Física, Química, Fisiologia ou Medicina, Literatura, e Paz. A proposta foi recebida com espanto pelos seus familiares, que procuraram impedir a concretização do seu desejo póstumo, mas não conseguiram.

Os executores da vontade de Nobel foram os suecos Ragnar Sohlman e Rudolf Liilljequist, os responsáveis pela Fundação Nobel, criada oficialmente em 29 de junho de 1900, com a função de gerir a fortuna deixada por Alfred Nobel a fim de garantir-se a distribuição dos prêmios. As premiações do Nobel são realizadas anualmente, mas em ocasiões específicas não ocorreram, como nas duas Guerras Mundiais.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Categorias do Nobel

Conforme a vontade de seu criador, o Prêmio Nobel possui cinco categorias: Física, Química, Fisiologia ou Medicina, Literatura, e Paz. Cada uma delas possui comissões responsáveis pela indicação dos vencedores anualmente. As instituições que formam as comissões são as seguintes:

  • Academia Real Sueca de Ciências: concede os prêmios de Física e Química;
  • Instituto Karolinska: concede o prêmio de Fisiologia ou Medicina;
  • Academia Sueca: concede o prêmio de Literatura;
  • Comitê Norueguês do Nobel: concede o prêmio da Paz.

Existe outra categoria que muitos relacionam com o Nobel, mas trata-se de uma premiação que surgiu tardiamente (em 1968) como homenagem a Alfred Nobel: o Prêmio de Ciências Econômicas em Memória de Alfred Nobel. É um prêmio para economistas, e a escolha do vencedor ou dos vencedores é feita pela Academia Real Sueca de Ciência. No entanto, esse prêmio não é considerado um Nobel.

Moeda de ouro de 18 quilates que os ganhadores do Nobel recebem.
Moeda de ouro de 18 quilates que os ganhadores do Nobel recebem.

Os vencedores das cinco categorias, além da honraria de serem internacionalmente reconhecidos como vencedores de um Nobel, recebem uma moeda feita de ouro 18 quilates. Essa moeda  mantém o mesmo design desde 1902. Além disso, os vencedores recebem um diploma e uma quantia que atualmente está em torno de um milhão de dólares.

Os vencedores das categorias de Física, Química, Fisiologia ou Medicina, e Literatura são anunciados em Estocolmo, capital da Suécia; já o vencedor do Nobel da Paz é anunciado em Oslo, capital da Noruega.

O Brasil já ganhou algum Nobel?

Não, nenhuma instituição ou personalidade brasileira jamais foi vencedora do Prêmio Nobel. No entanto, sabemos que muitos nomes brasileiros já foram indicados e considerados para o prêmio. Na categoria de Literatura, Érico Veríssimo e Jorge Amado já foram indicados; na da Paz, Marechal Rondon e Dom Paulo Evaristo Arns.

Na categoria de Física, César Lattes e Celso Grebogi foram indicados. César Lattes, inclusive, fazia parte da equipe por trás de uma descoberta que levou Cecil Powell a ganhar o prêmio. Na categoria de Fisiologia ou Medicina, Carlos Chagas, Adolfo Lutz e Manoel de Abreu foram indicados.

Leia mais: Marie Curie – a primeira e única pessoa a ganhar o Nobel duas vezes, em áreas distintas

Vencedores do Nobel

O escritor colombiano Gabriel García Marquez foi o ganhador do Nobel de Literatura em 1982.[2]
O escritor colombiano Gabriel García Marquez foi o ganhador do Nobel de Literatura em 1982.[2]

Você conhece alguma personalidade que venceu um Prêmio Nobel? Se você não se lembra, citaremos alguns dos nomes que venceram em cada categoria.

  • Física

Ano

Vencedores

1901

Wilhelm Röntgen

1921

Albert Einstein

1938

Enrico Fermi

1971

Dennis Gabor

2020

Roger Penrose; Reinhard Genzel; Andrea Ghez

  • Química

Ano

Vencedores

1901

Jacobus Henricus van ’t Hoff

1911

Marie Curie

1954

Linus Pauling

1983

Henry Taube

2020

Emmanuelle Charpentier; Jennfier Doudna

  • Fisiologia ou Medicina

Ano

Vencedores

1901

Emil Adolf von Behring

1930

Karl Landsteiner

1961

Georg von Békésy

2010

Robert G. Edwards

2020

Harvey J. Alter; Michael Houghton; Charles M. Rice

  • Literatura

Ano

Vencedores

1901

Sully Prudhomme

1954

Ernest Hemingway

1971

Pablo Neruda

1982

Gabriel García Marquez

2020

Louise Glück

  • Paz

Ano

Vencedores

1901

Henry Dunant; Frédéric Passy

1944

Cruz Vermelha

1964

Martin Luther King Jr.

2014

Malala Yousafzai; Kailash Satyarthi

2020

Programa Alimentar Mundial

Nomeação e cerimônia do Nobel

Academia Sueca, a instituição responsável pela nomeação do Nobel de Literatura.[3]
Academia Sueca, a instituição responsável pela nomeação do Nobel de Literatura.[3]

Os indicados ao Nobel dão-se em um processo de consulta da Fundação Nobel a eruditos das áreas de cada uma das categorias. Essa consulta ocorre por meio de um formulário que é enviado a esses intelectuais. Antigos ganhadores e governos também são consultados, e, após terem todas as indicações, os membros da fundação partem para uma seleção mais apurada.

A partir das indicações, a escolha do vencedor é feita pelas instituições responsáveis por categoria. Cada categoria só poder ter três vencedores ao mesmo tempo, e só o Nobel da Paz pode considerar instituições como vencedoras. A Fundação Nobel não permite que o prêmio seja entregue para pessoas que já faleceram.

Esse foi o motivo pelo qual Mahatma Gandhi, por exemplo, nunca ganhou um Prêmio Nobel. O indiano chegou a ser indicado, e ele seria o nomeado do ano de 1948 por conta de seu papel na promoção da paz na Índia, mas acabou sendo assassinado antes de receber o prêmio. Assim, o Nobel da Paz de 1948 ficou sem ganhador.

Acesse também: ONU – a instituição criada para garantir a manutenção da paz no mundo

Rejeições e polêmicas do Nobel

Em 2014, a paquistanesa Malala conquistou o Nobel da Paz, tornando-se a pessoa mais jovem a ganhar um Nobel na história do prêmio.[4]
Em 2014, a paquistanesa Malala conquistou o Nobel da Paz, tornando-se a pessoa mais jovem a ganhar um Nobel na história do prêmio.[4]

Ao longo da história, dois nomes recusaram-se a receber o Prêmio Nobel. Em 1964, Jean-Paul Sartre recusou-se a receber o Nobel de Literatura por escolha pessoal. Ele nunca aceitou receber nenhum prêmio ou homenagem em sua vida. O segundo caso aconteceu em 1973, quando Le Duc Tho recusou-se a receber o Nobel da Paz. Ele alegou que seu papel nas negociações pelo cessar-fogo entre Vietnã do Norte e Estados Unidos fracassou e, portanto, ele não era merecedor do prêmio.

Além dessas rejeições, o Nobel já foi alvo de polêmicas, a começar pelo fato de ser uma premiação em que a maioria dos ganhadores são homens da América do Norte ou dos Estados Unidos. Além disso, alguns dos nomes indicados, por exemplo, são criticados internacionalmente. Um dos casos polêmicos dos últimos anos foi o do ex-presidente norte-americano Barack Obama.

Em 2009, Obama foi o vencedor do Nobel da Paz sob a alegação de atuar para “fortalecer a cooperação entre os povos”, mas, paradoxalmente, seu governo esteve em guerra durante os oito anos de sua extensão e, somente em 2016, mais de 25 mil bombardeios foram realizados pelo exército norte-americano em diferentes partes do mundo.

Créditos das imagens

[1] catwalker e Shutterstock

[2] spatuletail e Shutterstock

[3] Glimpse of Sweden e Shutterstock

[4] kamran kami e Shutterstock

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

Alfred Nobel

Saiba quem foi Alfred Nobel e como ele enriqueceu como inventor. Entenda também por que ele decidiu criar o Prêmio Nobel.

Martin Luther King

Saiba por que Martin Luther King foi uma figura tão notória no contexto da luta pelos direitos civis dos negros dos EUA!

Marie Curie (1867-1934)

Marie Curie nasceu na Polônia, mas continuou seus estudos em Paris. Ela foi a única pessoa da história a ganhar o Prêmio Nobel em duas ciências distintas.

26 de Outubro – Criação da Cruz Vermelha

Saiba mais sobre a criação da Cruz Vermelha e que importância isso teve e ainda tem no contexto internacional.

Mahatma Gandhi

Neste link você terá acesso a informações a respeito dos principais acontecimentos que marcaram a vida do ativista indiano Mahatma Gandhi.

Richard Feynman

Clique aqui e conheça a história de Richard Feynman, físico estadunidense que, em 1959, introduziu o conceito de nanotecnologia.