Taxas de natalidade e mortalidade

As taxas de natalidade e mortalidade, juntas, representam o índice natural de crescimento demográfico de uma determinada localidade com o passar do tempo.

O crescimento natural ou vegetativo representa a evolução do aumento do número de habitantes de uma dada região sem considerar o saldo migratório, ou seja, é o crescimento populacional envolvendo somente os habitantes oriundos do território em questão. Assim, para conhecer e quantificar o crescimento demográfico de um dado lugar, utiliza-se o cálculo das taxas de natalidade e mortalidade.

Taxa de natalidade (TN): é o número de nascimentos anuais ocorridos em uma determinada região em relação à população local. Esse dado não inclui os chamados “natimortos”, aqueles que nascem mortos ou morrem logo após o parto. Geralmente, essa relação é representada em porcentagem (a cada 100 habitantes) ou em permilagem (a cada mil habitantes), sendo essa última a forma mais comum. Assim, temos que o cálculo da taxa de natalidade é:

TN = N x 1000
      P

*N é o número de nascimentos e P, a população total. Multiplica-se, no caso, por mil para obter os dados em permilagem.

Taxa de mortalidade (TM): é o número de óbitos anuais ocorridos em uma determinada região em relação à população local, também obtido em permilagem, o mais comum, ou também em porcentagem. O cálculo da taxa de mortalidade expressa-se dessa forma:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

TM = M x 1000
       P

*M é o número de mortes anuais e P é a população total.

A diferença entre as taxas de natalidade e mortalidade representa o crescimento vegetativo de uma dada localidade.

Exemplo: Em uma cidade, onde habitam 200 mil pessoas, houve em um ano uma incidência de 2750 nascimentos, além de 1830 óbitos. Calcule as taxas de natalidade, mortalidade e crescimento vegetativo (dados em permilagem).

Taxa de natalidade

TN = 2750 x 1000
            200000

TN = 13,75‰ – ou seja, nasceram cerca de 13 crianças para cada mil habitantes

Taxa de mortalidade

TM = 1830 x 1000
             200000

TM = 9,15‰ – ou seja, faleceram cerca de 9 pessoas para cada mil habitantes

Crescimento vegetativo

CV = TN – TM

CV = 13,75 – 9,15

CV = 4,6‰ – ou seja, houve um aumento natural de pouco mais de 4 habitantes para cada mil pessoas residentes na cidade.

Natalidade e mortalidade são importantes dados demográficos

Natalidade e mortalidade são importantes dados demográficos

Por: Rodolfo F. Alves Pena

Artigos relacionados

Crescimento Demográfico

Algumas informações, dados, análises e discussões sobre o crescimento demográfico mundial.

Crescimento da população brasileira

Entenda o atual momento do crescimento da população brasileira e conheça as razões para as suas recentes alterações e as projeções para o futuro.

Crescimento vegetativo

Entenda o que é o crescimento vegetativo e como esse importante dado é calculado.

Envelhecimento da População Brasileira

Conheça as razões e os desafios enfrentados frente ao processo de envelhecimento da população brasileira.

Envelhecimento populacional

Saiba as principais causas e consequências do envelhecimento da população, bem como entenda a ocorrência desse fenômeno no Brasil e no mundo.

Países subdesenvolvidos

Saiba mais sobre os países subdesenvolvidos ou países menos desenvolvidos, nações que apresentam baixo desenvolvimento social e econômico, segundo a Organização das Nações Unidas. Saiba quais são os três critérios considerados para classificar os países subdesenvolvidos e quais são suas principais características.

População Economicamente Ativa (PEA)

Saiba mais sobre a População Ecomicamente Ativa (PEA), além de entender os critérios e as características desse importante conceito.

Queda da natalidade no Brasil

Clique aqui e saiba mais sobre a queda da natalidade no Brasil e os principais fatores que a desencadearam.

Taxa de fecundidade

Saiba o que é a taxa de fecundidade e como esse indicador pode ser útil para a análise e planejamentos populacionais.

Transição demográfica

Conheça a teoria da transição demográfica e suas explicações para as transformações nos índices populacionais ao longo do tempo.