Petrobras

A Petróleo Brasileiro S.A. ou Petrobras é uma sociedade anônima de economia mista, sob o domínio da União com o governo federal. É uma empresa estatal que conta com o capital aberto, tendo suas atividades focadas na indústria petrolífera e em ações similares à produção de energia, como gás natural e biocombustíveis.

Leia também: Quais são fontes de energia renováveis e não renováveis?

O que é a Petrobras?

A Petrobras é uma empresa estatal de economia mista, com sede no Rio de Janeiro. Suas atuações estão voltadas para o segmento de energia, com extração e refino de petróleo, além de organização, produção, comercialização e transporte de gás natural, petróleo e derivados.

Sede da Petrobras, Rio de Janeiro. [1]
Sede da Petrobras, Rio de Janeiro. [1]

Essa empresa tem grande importância no ramo de exploração em águas profundas, sendo referência mundial nesse assunto com a recém-descoberta do pré-sal, no litoral do estado do Rio de Janeiro.

Breve história da Petrobras

Criada pela Lei nº 2.004 e sancionada, em 3 de outubro de 1953, pelo então presidente Getúlio Vargas, a Petrobras surgiu em meio a um contexto de pós-guerras e amplos debates políticos e econômicos no mundo todo.

Na década de 1940, antes da criação da Petrobras, discussões na política brasileira sobre a exploração de recursos minerais no Brasil permeavam a sociedade. Em 1946, com a promulgação da Constituição Federal daquele ano, foi decidido que a exploração de petróleo em solo brasileiro seria feita mediante leis ordinárias, o que poderia abrir margem para empresas estrangeiras.

Na época não havia empresas nacionais que dispusessem de tecnologia e recursos para tal ação, o que levaria à entrada de capital estrangeiro e, para os nacionalistas, entregaria a produção petrolífera aos interesses de multinacionais, como o oligopólio Sete Irmãs.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Com apoio popular e alicerçados na campanha “O petróleo é nosso”, os políticos nacionalistas foram fundamentais para que o Estatuto do Petróleo não fosse aprovado na Câmara dos Deputados. Se aprovado, esse estatuto permitiria a iniciativa privada no ramo dos combustíveis.

Com a não aprovação do documento, a Lei 2.004 ganhou força e foi sancionada por Getúlio Vargas, em 1953, dando o monopólio da exploração de petróleo ao Estado brasileiro, por meio da Petróleo Brasileiro S.A.

No início as descobertas não foram animadoras, com baixa produtividade e duras críticas aos funcionários da estatal. Em 1961, surgiu a Refinaria de Duque de Caxias (Reduc), importante obra de infraestrutura para auxiliar e aumentar a exploração de petróleo no Rio de Janeiro. Em 1963 foi criado o Centro de Pesquisa e Desenvolvimento Leopoldo Américo Miguez de Mello (Cenpes), sendo hoje referência mundial no ramo de pesquisas das indústrias de energia.

Durante os governos militares, oleodutos, refinarias e gasodutos foram construídos a fim de alavancar a produção de petróleo no Brasil.

Em 1968 foi construída a primeira plataforma móvel para exploração em águas marinhas. A P-I foi a responsável por descobrir o primeiro campo de petróleo em plataformas continentais brasileiras. Essa descoberta foi feita em 1969, em Sergipe, dando origem ao Campo de Guaricema.

Nos anos 1970, criou-se a Petrobras Distribuidora, com a função de distribuir derivados do petróleo e álcool de forma competitiva em relação às outras redes que havia no Brasil. Houve a descoberta da Bacia de Campos, em 1974, na costa norte do Rio de Janeiro até a costa sul do Espírito Santo. Essa descoberta foi muito significativa, pois tal bacia passou a corresponder a 80% da produção nacional de petróleo.

Na década seguinte, após alcançar a marca de 500 mil barris de petróleo produzidos por dia, o desafio da Petrobras era manter esse alto nível, aumentando-o gradativamente. Os conhecimentos adquiridos na Bacia de Campos foram essenciais para isso.

Em 1986 foi descoberto petróleo na Floresta Amazônica. Foi criado o Campo de Urucu, em Coari, estado do Amazonas, com bons índices de petróleo e gás natural. Atualmente esse campo produz 40 mil barris/dia e 1200 toneladas de gás de cozinha.

Um dos fatos marcantes da década de 1990 para a Petrobras foi o incentivo ao cinema brasileiro. A empresa patrocinou o filme Carlota Joaquina, lançado em 1994, a fim de retomar a produção de filmes no país.

Refinaria de gás liquefeito de petróleo (GLP) em Coari, Amazonas.[2]
Refinaria de gás liquefeito de petróleo (GLP) em Coari, Amazonas.[2]

Já no século XXI, a Petrobras se reinventou e levou até os seus postos a venda da gasolina Podium, a mesma utilizada nas pistas da Fórmula 1. Um grande avanço viria anos depois, em 2007, com a descoberta do pré-sal, algo que trouxe novos conhecimentos não só para a indústria nacional mas também para o mundo.

Veja também: Como se caracteriza a matriz energética brasileira?

Como ocorre a exploração de Petróleo?

O petróleo está em vários produtos que usamos em nosso cotidiano, o que mostra a grande importância desse recurso mineral para o atual modelo de vida em sociedade.

Trata-se de um óleo de origem fóssil que se forma por meio da decomposição de matéria orgânica em rochas sedimentares, seja em áreas continentais, seja em áreas marítimas. Essa formação leva milhões de anos, tornando o petróleo um combustível não renovável em um curto espaço de tempo.

No Brasil, grande parte do petróleo está em áreas marítimas, nas águas profundas ou ultraprofundas, como o pré-sal. Para extrair o petróleo nessas áreas, uma combinação de fatores deve ser levada em conta, como estudo, pesquisa, tecnologia e investimento financeiro.

Em primeiro lugar, há a sondagem de possíveis locais que possam ter petróleo em sua profundidade. Essa sondagem se dá por meio de atividades sísmicas e modelagem do relevo para averiguar qual o melhor ponto de perfuração.

Em seguida, um navio-sonda (em caso de áreas marítimas) é utilizado para realizar as primeiras perfurações e detectar a presença de hidrocarbonetos, material característico do petróleo. Com as estimativas confirmadas, o petróleo é extraído com água e gás para as plataformas, que separam os fluídos comerciais para o transporte até os terminais e refinarias.

Plataforma de extração de petróleo na Bacia de Campos, Rio de Janeiro.[3]
Plataforma de extração de petróleo na Bacia de Campos, Rio de Janeiro.[3]

Nas refinarias, o petróleo é transformado em outros produtos, conhecidos como derivados de petróleo:

  • diesel

  • gasolina

  • querosene de aviação

  • gás liquefeito de petróleo (GLP)

Encontra-se petróleo em plásticos, borrachas, fertilizantes agrícolas, tintas e cosméticos, o que corrobora para a grande importância desse recurso.

Acesse também: O biocombustível é mesmo um combustível limpo?

O que é o pré-sal?

O pré-sal é uma camada oceânica profunda localizada no litoral brasileiro, mais especificamente nos estados do Rio de Janeiro e São Paulo, sendo o primeiro com área de maior ocorrência.

A profundidade do pré-sal pode chegar a sete mil metros, o que requer tecnologia e muita pesquisa para explorar tal área.

Essa camada foi formada entre 100-150 milhões de anos atrás, com a separação dos continentes africano e americano. Ao longo do tempo geológico, essa separação deu origem a profundas depressões, servindo de deposição de matéria orgânica e decomposição fóssil. Como os rios dos continentes corriam para as áreas mais baixas, as áreas de depressão se tornaram um grande acumulado de matéria orgânica.

À medida que os continentes se separavam, a matéria orgânica que estava acumulada ia sendo coberta por água salgada (sal). Dessa forma, o pré-sal é a camada que está antes do sal, nos mais profundos solos oceânicos. Processos termais e químicos transformaram toda a matéria orgânica em hidrocarbonetos, matéria-prima encontrada no petróleo e no gás natural.

O pré-sal foi encontrado em 2007, e as pesquisas confirmaram, em 2008, a existência de hidrocarbonetos de alta qualidade e maior valor comercial. Em 2016 a Petrobras, com a descoberta do pré-sal, alcançou a marca de 1 milhão de barris produzidos por dia. Atualmente, essa camada corresponde a 40% de toda a produção de petróleo da empresa.

Qual a importância da Petrobras para o Brasil?

Segundo a Fundação Getúlio Vargas, a Petrobras é a maior empresa brasileira, considerando valor de mercado, patrimônio, faturamento líquido e número de funcionários.

Dessa forma, possui expressiva importância para a economia brasileira, gerando inúmeros empregos, competitividade nacional e internacional, além da abrangência em todo o território brasileiro, estando presente nos 26 estados da federação e Distrito Federal.

Estima-se que as atividades da Petrobras correspondam a 10% do Produto Interno Bruto do Brasil, índice considerável e significativo. Ademais, a geração de empregos, diretos ou indiretos, é imensa.

O número de funcionários efetivos da empresa ultrapassa os 80 mil, sem contar os milhares (ou milhões, é difícil de estimar) em obras temporárias, revendedoras e distribuidoras de combustíveis, funcionários de postos, pequenos e médios empresários, entre outros, que dependem, quase de forma exclusiva, da Petrobras.

Arrecadação de impostos, geração de energia termal, investimentos científicos e tecnológicos, produção de fertilizantes, pagamento de royalties a estados brasileiros, intensificação na produção da indústria naval, ligação com o setor sucroalcooleiro, liderança nacional na produção de derivados de petróleo e gás natural e vários outros fatores demostram a grande importância que a Petrobras tem para a sociedade brasileira.

Posto BR em Salvador, Bahia. Uma das formas da Petrobras de geração de emprego e renda. [4]
Posto BR em Salvador, Bahia. Uma das formas da Petrobras de geração de emprego e renda. [4]

A Petrobras atua em 18 países (contando o Brasil) e possui o nono parque de refino do mundo, sendo referência na extração petrolífera em águas ultraprofundas. Tudo feito com tecnologia e mão de obra nacionais.

Petrobras e o Estado

A Petrobras foi criada pelo governo federal, nos anos 1950, com o objetivo de extrair petróleo em solo nacional e produzir energia para os brasileiros. Os investimentos públicos na Petrobras foram importantes para o desenvolvimento industrial do país, uma vez que atraiu investidores nas décadas seguintes e promoveu a industrialização do nosso território.

A empresa é uma peça-chave nas políticas públicas de infraestrutura do país, pois concentra muitos recursos destinados à população, como energia, combustíveis e renda.

Privatização da Petrobras

O ato de privatizar uma empresa pública se dá pela transferência, em definitivo, da sua administração para uma entidade privada, particular. Quando isso acontece, o Estado não tem a obrigação de coordenar as ações, passando-as para a iniciativa privada.

A Petrobras é uma empresa mista, com capital aberto (ações no mercado) e domínio majoritário da União, ou seja, para ser privatizada, deve haver uma decisão do Congresso Nacional, o que não ocorreu.

Dessa forma, mesmo com várias ações sendo vendidas no mercado, a Petrobras é uma empresa pública, que passou por momentos difíceis nas décadas de 2010-20, com funcionários corruptos e desonestos, mas que vem recuperando seu prestígio nacional e internacional.

Em 2017, o Ministério Público federal devolveu aos cofres da empresa R$ 653,9 milhões, valor arrecadado com as delações e acordos oriundos das investigações da Lava Jato.

Em 2018, os lucros da Petrobras ultrapassaram R$ 6,9 bilhões, aumento de mais de 50% em relação a 2017. No ano de 2020, os lucros foram de R$ 7,1 bilhões. Isso reforça a necessidade de fiscalização na empresa, gestão séria e confiabilidade, pois é uma empresa nacional que possui grande potencial econômico e social.

Créditos das imagens

[1] Andre_MA / Shutterstock

[2] A.PAES / Shutterstock

[3] Gilberto Mesquita / Shutterstock

[4] Joa Souza / Shutterstock

Por: Átila Matias

Artigos relacionados

Biocombustíveis

Veja os principais aspectos relativos aos biocombustíveis, incluindo os tipos, as matérias-primas empregadas e as informações mais relevantes.

Combustíveis Fósseis

Entenda o que é um combustível fóssil, a constituição e as principais aplicações do petróleo, gás natural e do carvão, e quais as consequências do uso desses combustíveis.

Petróleo

Compreenda a importância do Petróleo, a sua origem, distribuição pelo mundo e os principais países consumidores.

Petróleo extrapesado

Veja o que é o petróleo extrapesado, quais as dificuldades enfrentadas na sua extração e processamento, além de saber se o Brasil possui jazidas desse tipo.

Produção de Etanol no Brasil

Conheça os principais fatores históricos e geográficos relativos à produção de etanol no Brasil como álcool combustível.

Álcool combustível ou etanol

Veja a constituição química do etanol combustível, suas formas de produção, de obtenção, o projeto do Proálcool que ocorreu no Brasil e os benefícios de seu uso.