Protozoários

Giardia lamblia: protozoário flagelado responsável pela giardíase.
Giardia lamblia: protozoário flagelado responsável pela giardíase.

Os representantes do Reino Protista não possuem a mesma origem evolutiva e, por esse motivo, pertencem a um grupo sem valor taxonômico, até que novas classificações sejam propostas. Enquanto isso não ocorre, podemos dizer, de maneira geral, que os protozoários são seres unicelulares, microscópicos, eucariontes e heterotróficos.

Esses seres vivos podem ser de vida livre, habitando diversos tipos de ambientes; ou podem viver associados a outros organismos de forma comensal, mutualística ou mesmo parasitária.

Reproduzem-se assexuadamente, por divisão binária ou múltipla; embora algumas espécies também possam trocar gametas ou se reproduzir por conjugação. Certos grupos, em situações ambientais adversas, formam cistos.

Quanto à digestão, o alimento é envolvido pelo fagossomo que, logo em seguida, transforma-se em vacúolo digestório, permitindo a digestão intracelular. Os resíduos são eliminados para fora da célula quando esse vacúolo se funde à membrana plasmática – processo denominado clasmocitose.

Os protozoários podem ser divididos em grupos, de acordo com suas estruturas de locomoção e captura de alimento:

Ameboides: emitem pseudópodos, extensões citoplasmáticas que permitem com que se alimentem e se locomovam. Alguns representantes possuem carapaças de sílica ou carbonato de cálcio; outros possuem vacúolos (eliminando o excesso de água presente no interior da célula) e também excretas. Algumas amebas apresentam carapaça externa, feita de quitina, sílica, calcário ou carbonato de cálcio; e outras possuem esqueleto formado por espículas de sílica ou sulfato de estrôncio.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Flagelados: dotados de uma ou mais estruturas em forma de chicote (os flagelos), os representantes desse grupo pertencem a diferentes filos e reinos. Por isso, afora a presença dos flagelos, não há uma característica própria do grupo para definir tais organismos.

Ciliados: como o nome sugere, são dotados de cílios. Ingerem seus alimentos por meio de duas estruturas, chamadas sulco oral e citóstoma. Eliminam substâncias pelo citoprocto. Algumas espécies possuem o macronúcleo e um ou mais micronúcleos, sendo estes responsáveis pela reprodução por conjugação; e aquele, pelo metabolismo celular.

Esporozoários: são parasitas intercelulares, sem organelas de locomoção. Apresentam, em algum estágio de vida, uma estrutura chamada complexo apical, que auxilia na entrada desses organismos nas células hospedeiras. Muitos indivíduos desse grupo formam esporos.

Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto:

Por: Mariana Araguaia

Artigos relacionados

Alternância de gerações

Entenda o que é a alternância de gerações e saiba a diferença entre esses ciclos reprodutivos de plantas e cnidários.

Classificação dos seres vivos em cinco reinos

Entenda a classificação dos seres vivos em cinco reinos e conheça algumas das características principais de cada um deles.

Divisão binária

Entenda o que é divisão binária e conheça exemplos de alguns organismos que realizam esse tipo de reprodução assexuada.

Doença de Chagas

Você já ouviu falar sobre a doença de Chagas? Clique aqui e conheça o que é essa doença, suas formas de transmissão, fases, seu tratamento e prevenção.

Flagelos

Compreenda o que são flagelos e como essas estruturas auxiliam as células em sua locomoção.

Infecção

As infecções podem ser causadas por diversos tipos de agentes infecciosos, e seus sintomas e tratamentos são variáveis. Aumente seu conhecimento sobre esse tema aqui!

Malária

Conheça mais sobre a malária, uma doença que ocorre com maior frequência na região amazônica e é considerada uma das doenças parasitárias de maior letalidade.

Três domínios

Aprenda a classificação dos seres vivos em três domínios e saiba que reinos deixam de existir quando se considera essa forma de agrupar os organismos.