Quaresma

A Quaresma é um período do calendário litúrgico com duração de 40 dias (outros a estendem por alguns dias) e serve como preparação para a Páscoa, a festa que celebra a ressurreição de Jesus. A Quaresma foi estabelecida, em 325, pelas autoridades da Igreja Católica no Primeiro Concílio de Niceia.

Acesse também: Você conhece a história do Carnaval?

Como funciona a Quaresma?

Quando falamos de Quaresma, estamos nos referindo àquele período de 40 dias que serve como antecipação e preparação para a Páscoa, a celebração mais importante do calendário litúrgico dos cristãos. A forma mais conhecida da Quaresma tem seu início estabelecido na Quarta-feira de Cinzas, e seu término, no Domingo de Ramos, marcando exatamente 40 dias corridos.

A Quaresma é um período de 40 dias entendido como preparação da Páscoa.
A Quaresma é um período de 40 dias entendido como preparação da Páscoa.

Outras tradições acabaram se estabelecendo ao longo do tempo, e existem aqueles que entendem a Quaresma como um período que se estende até o Sábado de Aleluia, totalizando 46 dias. O papa Paulo VI, por exemplo, entendia-a como um período que durava até a Quinta-feira Santa, portanto, 44 dias.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

A duração precisa da Quaresma não é o detalhe mais importante, mas, sim, o seu significado para os fiéis. Por ser um momento de preparação para a Páscoa, a Quaresma é tida como um momento de penitência. Assim, recomenda-se aos fiéis a realização de jejuns, obras de caridade e que as práticas de leitura da Bíblia e de oração sejam reforçadas.

A realização de penitências durante a Quaresma é entendida pelos cristãos como uma forma de santificação, afastando-se de práticas pecaminosas e aproximando-se de Deus. Assim, por meio do jejum, por exemplo, os cristãos acreditam fortalecer seu autocontrole e desenvolver resistência a situações difíceis que podem aparecer na vida.

Muitos cristãos reforçam a leitura da Bíblia durante a Quaresma.
Muitos cristãos reforçam a leitura da Bíblia durante a Quaresma.

O termo “quaresma” deriva de uma palavra do idioma latino: quadragesima, que significa exatamente “quarenta dias”. Esse termo é encontrado em outros idiomas, como no italiano, em que esse período é conhecido como Quaresima.

Os historiadores não sabem ao certo o porquê da Quaresma ter sido estabelecida com 40 dias de duração, mas acredita-se que tenha alguma relação com eventos narrados na Bíblia. O número 40 tem grande importância no livro sagrado dos cristãos, uma vez que o jejum de Jesus no deserto deu-se por 40 dias, Elias fez uma viagem de 40 dias, os hebreus demoraram 40 anos para cruzar o deserto, o dilúvio durou 40 dias e 40 noites, entre outros casos.

A prática da Quaresma começou a estabelecer-se quando a Igreja era apenas uma (católicos e ortodoxos separaram-se no século XI, e os protestantes surgiram no século XVI). Assim, a prática é realizada tanto por católicos como por ortodoxos, luteranos e anglicanos. A exceção é para os cristãos evangélicos, que não a consideram.

Acesse também: Você sabe o que se celebra no dia de Corpus Christi?

Surgimento da Quaresma

Os historiadores afirmam que é praticamente impossível reconstituir como exatamente surgiu a Quaresma e de quais práticas precisamente ela derivou. O que existem atualmente são algumas fontes históricas que permitem o levantamento de alguns indícios. O nosso ponto de partida é o estabelecimento da Quaresma enquanto prática da Igreja.

A Quaresma se tornou prática da Igreja no ano de 325 d.C., portanto, no século IV. Isso aconteceu durante o Primeiro Concílio de Niceia, evento realizado no Império Romano do Oriente (conhecido como Império Bizantino a partir do século V) que reuniu os grandes bispos da Igreja para discutir questões relevantes ao cristianismo da época.

Nesse concílio foi estabelecida a data da Páscoa, e usou-se o equinócio da primavera e as fases da Lua como marcos para determinação de qual dia seria celebrada essa importante festa cristã. Nesse concílio também, segundo documentos elaborados pelos participantes, estabeleceu-se a Quaresma.

Em um dos documentos, mencionava-se tessarakonta, palavra grega que significa “quarenta”. Ela foi usada para referir-se ao que conhecemos como Quaresma, estabelecendo, então, essa prática importante do cristianismo. Não se sabe como se deu a assimilação da Quaresma, mas sabe-se que se tornou prática importante dos cristãos durante a Idade Média.

Muitos historiadores acreditam que a Quaresma foi resultado da evolução de práticas pré-pascais que existiam nos séculos III d.C. e IV d.C., nas regiões onde o cristianismo era influente: Turquia,  Grécia, Egito etc.

Fala-se, por exemplo, que em alguns locais era comum que jejuns fossem realizados dias antes da Páscoa. Nesse caso, a influência das práticas pré-pascais mais a influência do número 40 podem ter resultado no estabelecimento da Quaresma. Entretanto, existem também historiadores que apontam que os jejuns pré-pascais não tinham relação direta com a Quaresma e que ambos coexistiram depois do Concílio de Niceia.

Acredita-se que foi durante o pontificado de Gregório I (590-604) que se decidiu que o marco inicial da Quaresma seria a Quarta-feira de Cinzas.

Por: Daniel Neves Silva

Artigos relacionados

21 de Janeiro – Dia Mundial da Religião

Clique aqui e saiba mais sobre o Dia Mundial da Religião. Conheça como se deu sua criação e qual seu objetivo.

Cisma do Oriente: as diferenças entre a Igreja Romana e a Ortodoxa

Conheça os motivos que deflagraram o Cisma do Oriente e as diferenças culturais entre a Igreja Romana e a Ortodoxa.

Cristianismo japonês

Em meados de 1587, os japoneses empreenderam formas de resistência que deram origem aos chamados kakure kirishtan (cristãos ocultos).

Códice medieval

Conheça alguns aspectos do códice medieval e de sua importância na vida monástica e na história da escrita e da leitura.

Diferença entre o Candomblé e a Umbanda

Neste texto você conhecerá um pouco sobre o candomblé e a umbanda e as principais diferenças entre essas duas religiões. Apesar de ambas as religiões terem nascido no Brasil, elas possuem características específicas. Conheça as vertentes do candomblé e algumas das entidades da Umbanda.

Diferença entre religião e seita

Neste texto você descobrirá a definição e as diferenças existentes entre os termos seita e religião. Veja o que a obra de Santo Agostinho diz sobre o conceito dúbio de religião, entenda o que é crença e sua relação com a Ciência, bem como o significado de seita e sua relação conflituosa com a religião.

História da Páscoa

Conheça a História da Páscoa e sua importância para a cultura ocidental!

Natal

Clique aqui para ver detalhes sobre o Natal, festividade cristã comemorada no dia 25 de dezembro. Saiba quais são seus símbolos e práticas! Aprenda sobre sua origem.

Páscoa cristã

Acesse e conheça o significado da Páscoa cristã. Confira quais são os símbolos dessa celebração e a sua ligação com a tradição da Páscoa judaica.

Páscoa judaica

Acesse o site e conheça mais sobre a história da Páscoa judaica. Veja como os judeus celebravam essa festividade e como a celebram hoje em dia.

Quarta-feira de Cinzas

Acesse este texto para aprender mais sobre a Quarta-feira de Cinzas, data muito tradicional do cristianismo. Aprenda seu significado e origem.

Religião dos povos vikings

Clique e conheça as características da religião dos vikings e algumas particularidades da mitologia nórdica.

Símbolos da Páscoa

Clique no link para conhecer alguns símbolos que estão presentes na celebração da Páscoa. Entenda o significado e a origem deles!