Proteínas

Proteínas são poliamidas, formadas pela condensação de α- aminoácidos (como a albumina da clara de ovo ou a caseína do leite). Proteína é um tipo de polímero.

O símbolo α indica o carbono 2, portanto, neste caso, quer dizer que o grupo amino está ligado ao carbono-2 da cadeia, contando a partir do grupo do ácido carboxílico.

Isso indica que as proteínas são compostos orgânicos de função mista, pois os aminoácidos que as formam possuem o grupo amina e o grupo ácido carboxílico, conforme mostrado abaixo:

fórmula estrutural dos aminoácidos

Para a formação das proteínas, ocorre a interação entre o grupo ácido (-COOH) de uma molécula do aminoácido com o grupo básico (-NH2) da outra, originando uma ligação peptídica  , também chamada de amídica e eliminando água. Considere o exemplo de reação em que se forma a proteína abaixo:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

reação de formação da proteína

Deste modo, a união de (n) α- aminoácidos originam uma proteína ou também chamada de polipeptídeo. Cada proteína tem uma estrutura primária, que é uma sequência característica que indicam quais foram os aminoácidos que a formaram.

As proteínas estão presentes em todas as células vivas e o seu consumo é imprescindível, pois essas substâncias são as responsáveis pelo desenvolvimento da estrutura do organismo, para a construção e manutenção dos tecidos orgânicos. Algumas proteínas, por exemplo, fazem parte do cabelo, pele e fibras musculares, já outras, as enzimas, funcionam como catalizadores em reações que ocorrem no organismo. Têm ainda os hormônios, que regulam o metabolismo, e outras proteínas que fazem parte do sistema imunológico. Portanto, deve-se consumir sempre carnes, peixes, ovos, laticínios e leguminosas, que são ricas fontes de proteína.

As fontes de proteína na alimentação são carnes, peixes, ovos, laticínios (como queijo, leite e iogurte) e leguminosas (como feijão, lentilha e soja).

As fontes de proteína na alimentação são carnes, peixes, ovos, laticínios (como queijo, leite e iogurte) e leguminosas (como feijão, lentilha e soja).

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Dieta sem glúten pode ajudar a emagrecer?

Veja mitos e verdades sobre a dieta sem glúten e descubra se ela realmente ajuda a emagrecer com saúde.

Glúten - composição e fontes na alimentação

Leia este texto e descubra a composição química do glúten, suas fontes na alimentação, suas principais propriedades e se ele faz mal à saúde.

Diferença entre fermento biológico e fermento químico

Descubra a diferença entre fermento biológico e fermento químico e saiba para qual tipo de massa cada um é mais indicado.

Arroz com feijão, uma perfeita combinação

Você sabia que o arroz com feijão é uma combinação nutricionalmente perfeita? Clique aqui e descubra o motivo.

Estrutura das proteínas

Clique e conheça os quatro tipos de estruturas das proteínas e saiba quais são as suas particularidades.

Polímeros em alta

Por que estes compostos se tornaram tão populares?

Estudo de alguns polímeros

Os polímeros se classificam em naturais ou artificiais.

Polímeros naturais e artificiais

Conjunto de pequenas moléculas denominadas monômeros.