Cloreto de sódio

O Cloreto de Sódio é o principal componente do sal de cozinha obtido do sal-gema ou da água do mar. Ele é a matéria-prima da produção da soda e forma o soro fisiológico.

O cloreto de sódio é o principal constituinte do sal de cozinha
O cloreto de sódio é o principal constituinte do sal de cozinha

O cloreto de sódio (NaCl) é um sal inorgânico formado pela ligação iônica entre o sódio e o cloro.

O sódio (Na) é um metal da família 1 da Tabela Periódica e possui onze elétrons no estado fundamental, mas somente um elétron na camada de valência. Já o cloro é um ametal da família 17 (família dos halogênios) que possui sete elétrons na sua camada de valência. O sódio tem a tendência de perder um elétron, enquanto o cloro tem a tendência de ganhar um elétron, desse modo, eles ficam estáveis com oito elétrons na sua última camada eletrônica. Assim, o sódio doa um elétron para o cloro, formando os íons sódio (Na+) e cloreto (Cl-). Como esses íons possuem cargas elétricas opostas, ficam bastante unidos e formam o cloreto de sódio, uma substância extremamente estável.

Mas conforme pode ser visto na ilustração a seguir, na prática, a ligação do cloreto de sódio não se forma apenas por um átomo de sódio e um átomo de cloro. Na realidade, há uma grande quantidade de átomos desses dois elementos que se unem e formam um aglomerado iônico de forma geométrica definida, que é chamado de retículo cristalino.

Ilustração de cristal de cloreto de sódio
Ilustração de cristal de cloreto de sódio

O cloreto de sódio é o principal componente do sal de cozinha que utilizamos para temperar alimentos. É interessante que, apesar de existirem vários sais no cotidiano, o único que é chamado somente de “sal” pela maioria das pessoas é o cloreto de sódio. Uma das razões para essa ocorrência é que ele é o responsável por um dos cinco sabores que o nosso paladar consegue sentir, que é o salgado. Somente o cloreto de sódio é capaz de causar uma reação em nossa língua que leva à percepção desse sabor, não havendo substituto para o sal nesse sentido, ou seja, nenhuma outra substância causa essa reação. Não é o que ocorre com o açúcar (sacarose), por exemplo, que pode ser substituído por adoçantes, como o aspartame.

Sua principal fonte de obtenção é por meio da rocha de sal em jazidas mineradas (sal-gema, que é o sal dos mares primitivos que ficou depositado no solo quando eles secaram). Mas a origem mais conhecida pela maioria das pessoas é a evaporação das águas dos mares (sal marinho). A produção do sal através da fervura da água do mar foi iniciada pelos chineses no século IX a.C. Mas os inventores da mineração de sal-gema foram os celtas em meados de 1300 a.C.

O sal-gema e a evaporação da água dos mares em salinas são as principais formas de obtenção do sal
O sal-gema e a evaporação da água dos mares em salinas são as principais formas de obtenção do sal

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O cloreto de sódio tornou-se um importante bem de consumo ao longo da história, tanto que ele era usado pelos governantes para tributar o comércio e a produção, bem como para arrecadar dinheiro. Inclusive, muitos soldados eram pagos com sal, daí a origem das palavras “salário” e “soldado” (aquele que recebia o “soldo” ou o pagamento em sal).

Isso nos faz lembrar da soda cáustica (NaOH – hidróxido de sódio) que é produzida industrialmente a partir da eletrólise aquosa do cloreto de sódio, ou seja, da passagem de corrente elétrica pelo sal dissolvido em água. Nessa reação, são obtidos também os gases hidrogênio e cloro:

2 NaCl + 2 H2O → 2 NaOH + H2 + Cl2

Na eletrólise ígnea do cloreto de sódio, ou seja, sem a presença de água, com esse sal fundido, é obtido, além do cloro, o sódio metálico que não é encontrado na natureza. Veja mais sobre a produção do sódio aqui.

2 NaCl → 2 Na+ + Cl2

O sal de cozinha também contém outros importantes componentes, entre eles os compostos de iodo. Desde o ano de 1953 é obrigatória por lei a adição de iodetos ou iodatos de sódio (NaI, NaIO3) e de potássio (KI, KIO3) no sal. Isso porque o iodo é usado pela tireoide e sua deficiência no organismo pode causar distúrbios, principalmente o bócio.

O cloreto de sódio também é o principal componente do soro fisiológico, que é uma solução aquosa com 0,92% desse sal.

O soro fisiológico é uma solução de cloreto de sódio
O soro fisiológico é uma solução de cloreto de sódio

Quando se diz que o sódio é um mineral essencial ao organismo, não se faz referência ao sódio metálico, que é muito reativo e explode até mesmo em contato com a água, mas sim ao cátion sódio presente principalmente no sal. Esse íon deve estar nos fluidos intracelulares de nosso corpo porque possui grande importância para a transmissão de impulsos nervosos em nosso organismo e para o controle dos batimentos cardíacos.

No entanto, é importante destacar que o nosso corpo só necessita de 1 grama diária. Como muitos alimentos já contêm sal, a maioria da população acaba consumindo o íon sódio em excesso, o que leva a problemas de saúde, principalmente a problemas cardíacos como a hipertensão arterial ou pressão alta. Além disso, ele é prejudicial especialmente para quem tem problemas nos rins.

Por: Jennifer Rocha Vargas Fogaça

Artigos relacionados

Classificação dos Sais Quanto à Natureza dos Íons

Conheça a classificação dos sais quanto à natureza de seus íons, podendo ser: neutros, básicos, ácidos, duplos, hidratados e alumens.

Composição química da água sanitária

Conheça a composição química da água sanitária e entenda por que ela é um poderoso desinfetante e alvejante.

Eletrólise em Meio Aquoso

A eletrólise em meio aquoso é muito usada pela indústria para produzir vários produtos, tais como a soda cáustica e o gás cloro. Conheça mais a respeito desse processo.

Eletrólise Ígnea

A eletrólise ígnea é uma reação não espontânea, em que se neutralizam as cargas dos íons, produzindo substâncias simples.

Glutamato monossódico

Conheça a composição do glutamato monossódico usado como aditivo alimentar para realçar o sabor dos alimentos.

Ligação Iônica, Eletrovalente ou Heteropolar

Ligação Iônica é a única em que ocorre transferência definitiva de elétrons.

Por que o iodo é adicionado ao sal de cozinha?

Entenda por que o iodo é adicionado ao sal de cozinha de forma obrigatória e conheça os problemas de saúde que a falta ou o excesso de iodo podem trazer.

Potássio

Conheça como ocorreu a descoberta do potássio, suas principais propriedades e aplicações, suas funções no organismo e suas fontes na alimentação.

Principais sais inorgânicos usados no cotidiano

Conheça os principais sais inorgânicos usados no cotidiano e nas indústrias químicas, veja suas fórmulas químicas, nomes pelos quais são mais conhecidos e aplicações.

Produção de sódio

Conheça o processo de produção de sódio metálico, que atualmente resulta em cerca de 200 mil toneladas desse metal por ano.

Propriedades dos sais inorgânicos

Conheça as propriedades características dos sais inorgânicos, tais como pontos de fusão e ebulição, estado físico e condutividade elétrica.

Sais

Os sais têm sabor salgado e possuem a propriedade de conduzir corrente elétrica quando estão em solução.

Sódio

Existem vários compostos de sódio com diversas aplicações. Confira!

Variedade de utilização dos Sais Inorgânicos

Conheça os principais sais e suas utilizações.