Ku Klux Klan

A Ku Klux Klan foi uma organização terrorista que, desde meados do século XIX, atuou nos Estados Unidos sendo contrária à integração social. Seus integrantes usavam roupas longas de cor branca e andavam de capuzes para encobrir sua identidade. Além disso, defendiam a supremacia branca e o nacionalismo exacerbado, sendo a favor da “purificação” da sociedade norte-americana contra qualquer tipo de diversidade.

A violência era a principal tática utilizada pela Ku Klux Klan contra aqueles que, na visão do grupo, eram considerados inferiores. Várias pessoas perderam suas vidas em ações violentas organizadas pelo grupo. Mesmo banido por lei federal, as ideias defendidas pelo grupo permanecem atuantes, principalmente na internet

Leia também: Segregação racial – problema velado que está presente em grande parte do mundo

O que é a Ku Klux Klan?

A Ku Klux Klan foi uma organização terrorista que, desde 1865, quando acabou a Guerra Civil Americana, atuou de forma violenta e opôs-se à participação de negros, imigrantes, católicos e judeus na vida pública norte-americana. O grupo, em várias fases de sua existência, buscou a “purificação” da sociedade norte-americana.

Atuação da Ku Klux Klan

A queima de cruzes era uma das principais formas de ação dos integrantes da Ku Klux Klan como forma de perseguição e intimidação.
A queima de cruzes era uma das principais formas de ação dos integrantes da Ku Klux Klan como forma de perseguição e intimidação.

A principal característica da atuação desse grupo era a violência. Seus integrantes utilizavam roupas longas e brancas e chapéus cônicos. As ações praticadas contra aqueles considerados inimigos pelo grupo eram: queimas de cruzes, linchamentos e enforcamentos. Após a libertação dos escravos nos Estados Unidos, a Ku Klux Klan perseguiu os negros, impedindo-os de trabalhar ou em atos extremos como o linchamento e enforcamento.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O grupo atuou principalmente em três momentos:

  • Primeiro momento: na metade do século XIX, quando seus integrantes perseguiram os negros recém-libertos da escravidão. Em 1871, uma lei federal baniu o grupo.
  • Segundo momento: ressurgiu em 1915 e retomou suas ações em 1920, dessa vez perseguindo católicos e judeus. Os integrantes mantiveram as vestimentas do período anterior e começaram a fazer desfiles públicos como forma de intimidação, além da prática de rituais de queimas de cruzes.
  • Terceiro momento: aconteceu entre os anos 1950 e 1960, quando o movimento negro começou a fazer passeatas pelo fim da segregação racial e para que o Congresso norte-americano aprovasse a lei dos Direitos Civis. Integrantes da Ku Klux Klan mantiveram suas práticas violentas para intimidar ativistas negros de convocar novas manifestações pelo país.

Contexto histórico, origem e fundadores da Ku Klux Klan

A Ku Klux Klan surgiu logo após o fim da Guerra Civil Americana, em 1865. Seus primeiros integrantes buscaram de todas as formas impedir a integração dos negros à sociedade norte-americana logo após o fim da escravidão. Uma das primeiras ações do grupo contra os negros foi impedi-los de ter acesso às terras. Em 1871, foi aprovada uma lei que baniu o grupo. Nathan Bedford Forrest foi um general que lutou ao lado dos confederados sulistas na Guerra Civil Americana e opôs-se severamente à libertação dos negros escravizados.

Nathan Bedford Forrest foi o primeiro fundador da Ku Klux Klan. [1]
Nathan Bedford Forrest foi o primeiro fundador da Ku Klux Klan. [1]

A origem da denominação do grupo vem da palavra grega kyklos, que significa “círculo”. Os integrantes do grupo tinham o costume de reunir-se em círculo enquanto uma cruz era queimada no centro. O termo klan é uma referência à “clã”, ou seja, “da mesma linhagem”. O grupo fechado, da mesma linhagem, considerava-se superior e não admitia a diversidade.

Veja também: Xenofobia – aversão de uma população a povos estrangeiros

Símbolos da Ku Klux Klan

A Ku Klux Klan era identificada pelos seus símbolos. Quando expostos em público, eles representavam não apenas a presença de integrantes, mas também eram uma forma de intimidação contra aqueles considerados inimigos pelo grupo. A partir da segunda fase do grupo, nas primeiras décadas do século XX, a cruz em chamas tornou-se muito presente. Por isso, um dos seus símbolos é a cruz. Outra marca da Klan é a vestimenta utilizada pelos integrantes para praticar as ações violentas contra seus inimigos.

O símbolo da cruz foi utilizado pelos membros da Ku Klux Klan a partir da segunda fase do grupo, quando ele queimava cruzes como forma de intimidação.
O símbolo da cruz foi utilizado pelos membros da Ku Klux Klan a partir da segunda fase do grupo, quando ele queimava cruzes como forma de intimidação.

Ku Klux Klan atualmente

Nos Estados Unidos, a Ku Klux Klan permanece banida, mas isso não impediu que seus integrantes continuassem com discursos e práticas racistas. Principalmente a questão sobre a supremacia branca ainda é defendida por algumas pessoas. A internet tornou-se o principal campo de atuação daqueles que se posicionam favoráveis às ideias do grupo, seja ressaltando a tese da superioridade branca, seja contra a presença de negros na sociedade. O grupo pode até não ter a mesma participação pública como nas fases anteriores, mas a ideologia por ele defendia ainda tem adeptos em várias partes do mundo.

Resumo sobre a Ku Klux Klan

  • A Ku Klux Klan surgiu em meados do século XIX como organização terrorista.
  • O grupo praticava ações violentas contra negros, católicos e judeus.
  • Seus integrantes defendiam a supremacia branca, o nacionalismo exacerbado e a suposta “pureza” da sociedade norte-americana.

Acesse também: Racismo no Brasil – problema estrutural persistente em nosso país

Exercícios resolvidos

Questão 1 – Leia as alternativas e assinale a que corretamente traz uma característica da Ku Klux Klan:

A) A Ku Klux Klan foi o primeiro grupo a manifestar-se favorável à libertação dos escravos.

B) A Ku Klux Klan foi uma organização terrorista que defendia a supremacia branca.

C) Na década de 1960, a Ku Klux Klan organizou manifestações em defesa da aprovação dos Direitos Civis nos Estados Unidos.

D) Os integrantes da Ku Klux Klan defendiam a integração dos negros à sociedade norte-americana, mas desprezavam a participação de católicos e judeus.

Resolução

Alternativa B. A Ku Klux Klan foi uma organização terrorista que, além de defender a supremacia branca, praticava atos violentos contra negros, católicos e judeus.

Questão 2 – Em que contexto histórico surgiu a Ku Klux Klan?

A) Logo após a Guerra Civil Americana.

B) Durante a luta dos negros pelos Direitos Civis.

C) Em manifestações contrárias à Guerra do Vietnã.

D) Logo após a Primeira Guerra Mundial.

Resolução

Alternativa A. O primeiro momento da Ku Klux Klan foi logo após a Guerra Civil Americana. O grupo foi contra o fim da escravidão e a participação dos negros na vida pública.

Crédito da imagem

[1] Clément Bardot / Commons

Por: Carlos César Higa

Artigos relacionados

EUA e a Marcha para o Oeste

Conheça a história da formação territorial dos Estados Unidos da América, que aconteceu através da política da Marcha para o Oeste, efetivada no século XIX.

EUA e o Destino Manifesto

Saiba como os Estados Unidos legitimaram a Marcha para o Oeste e o extermínio indígena, através do documento “Destino Manifesto”.

Guerra Civil Americana

Saiba que fatores levaram à ocorrência da Guerra Civil Americana, a guerra mais mortífera da história dos EUA!

Harriet Tubman

Clique para conhecer detalhes da vida de Harriet Tubman, um dos símbolos da luta contra a escravidão nos Estados Unidos durante o século XIX.

Imperialismo e teoria racial no século XIX

Saiba como, utilizando as ideias da teoria racial, os países imperialistas legitimaram o imperialismo no século XIX, dominando e conquistando os continentes africano e asiático.

Independência dos Estados Unidos

Fique sabendo de que modo se realizou a Independência dos Estados Unidos da América e que resultados dela sobrevieram.

Minorias

Discutir sobre minorias é discutir sobre problemas sociais. Faça parte desse debate entendendo do que se trata!

Racismo

Clique aqui para entender o que é racismo e quais as origens desse pensamento retrógrado que ainda adoece a nossa sociedade.

Raça e Etnicidade

Clique para entender as diferenças existentes entre os conceitos de Raça e Etnicidade!

Rosa Parks

Conheça a trajetória de vida de Rosa Parks. Veja como sua luta se tornou fundamental para o movimento em defesa dos direitos civis dos negros nos Estados Unidos.

Segregação racial

A segregação racial não é algo do passado. Veja o que é e como ela ainda está presente nos dias de hoje clicando aqui!

Supremacia branca

Clique e acesse este texto para ver detalhes sobre a supremacia branca, ideal que defende uma suposta superioridade do homem branco.

Xenofobia

Entenda o que é xenofobia e qual o cenário desse problema no mundo contemporâneo.