Santa Catarina

  Santa Catarina é um estado da Região Sul do Brasil que faz fronteira com o Rio Grande do Sul (sul), Paraná (norte), Argentina (oeste) e Oceano Atlântico (leste). Sua posição geográfica é privilegiada, do ponto de vista econômico, pois está entre dois dos estados mais ricos do país, além de compor uma rota atrativa para as trocas comerciais do Mercado Comum do Sul (Mercosul).

Confira a seguir alguns dados selecionados sobre o menor estado sulista, conforme informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Leia também: Estados do Brasil — quais são e informações gerais

Dados gerais de Santa Catarina

  • Região: Sul.

  • Capital: Florianópolis.

  • Gentílico: catarinense ou barriga-verde.

  • Governo: democrático representativo, com eleições periódicas.

  • Área territorial: 95.730,684 km² (IBGE, 2020).

  • População: 7.252.502 de habitantes (estimativa IBGE, 2020).

  • Densidade demográfica: 67,27 hab./km² (IBGE, 2010).

  • Fuso: -3, ou seja, atrasado 3 horas em relação ao Meridiano de Greenwich.

  • Clima: subtropical úmido, com médias termais que variam entre 13ºC e 25ºC.

Localização e bandeira de Santa Catarina.
Localização e bandeira de Santa Catarina.

Geografia de Santa Catarina

O território catarinense possui uma área de aproximadamente 95,4 mil km², fazendo do estado o menor da Região Sul em extensão territorial. Está localizado abaixo do Trópico de Capricórnio, com um clima subtropical e estações bem definidas durante o ano. As médias termais do estado variam entre 13 ºC e 25 ºC. Entretanto, o relevo de Santa Catarina promove fenômenos climáticos específicos na região, como a presença de geadas e, em ocasiões específicas e temporárias, neve.

Com altitudes acima de 1000 m, o estado possui algumas das cidades mais frias do Brasil, como São Joaquim e Urupema (a mais fria do país). Essas cidades estão localizadas na região do Planalto Serrano, local de picos incríveis e que atraem turistas que gostam de natureza e aventuras radicais, como a Serra do Rio do Rastro, o Morro da Igreja e o Morro do Moleque. O pico mais alto do estado é o Morro da Boa Vista, com 1.827 m de altitude.

Serra do Rio do Rastro, Santa Catarina.
Serra do Rio do Rastro, Santa Catarina.

A vegetação é diversificada, com presença de mangues, restingas e Mata Atlântica, bioma que está presente em todo o estado. Segundo o Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), o maior percentual de cobertura vegetal remanescente de Mata Atlântica está em território catarinense, sendo o bioma mais importante do estado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

História de Santa Catarina

O território do estado de Santa Catarina começou a ser povoado, oficialmente, no século XVII, em 1637, com a chegada de bandeirantes paulistas, que se instalaram na atual capital, Florianópolis, mas que na época foi chamada de Nossa Senhora do Desterro.

Contudo, a história catarinense começou bem antes, no século XVI, quando em 1515 o português Juan Dias Solis desembarcou na ilha de Santa Catarina, nome dado posteriormente. A ilha era habitada por indígenas da tribo carijó e recebeu o nome, na época, de Baía dos Perdidos.

Anos depois, em 1526, o italiano Sebastião Caboto, a mando da coroa espanhola, chegou à ilha para o início de uma possível colonização da Espanha. O nome “Santa Catarina” apareceu pela primeira vez nos registros históricos em 1529, em um mapa produzido por Diego Ribeiro.

Mapa do estado de Santa Catarina. Em destaque, a capital Florianópolis. Fonte: IBGE.
Mapa do estado de Santa Catarina. Em destaque, a capital Florianópolis. Fonte: IBGE.

controvérsias sobre a origem do nome do estado: alguns alegam que foi uma homenagem à esposa de Caboto, Catarina Medrano. Outras fontes apontam a referência à Santa Catarina de Alexandria, que viveu nos séculos III e IV d.C., em Alexandria, atual território egípcio. Essa santa é festejada pela Igreja Católica no dia 25 de novembro, dia em que é feriado na cidade de Zortéa, no centro-oeste catarinense.

No século XVIII, em 1714, foi fundado o município de Santo Antônio dos Anjos da Laguna, atualmente Laguna. Na década de 1730, o território de Santa Catarina se tornou o ponto mais meridional do domínio português na América, o que levou à invasão dessas terras por parte dos espanhóis.

Em 1777, pelo Tratado de Santo Ildefonso, a ilha de Santa Catarina foi devolvida aos portugueses e incorporada ao governo colonial. Já no século seguinte, os primeiros imigrantes começaram a chegar, como alemães (1829) e italianos (1877). Cidades como Blumenau e Nova Veneza foram fundadas pelos respectivos imigrantes.

Leia também: Rio Grande do Sul — outro importante estado da Região Sul

Demografia de Santa Catarina

Com pouco mais de 7 milhões de habitantes, a população catarinense está distribuída em 295 municípios, cujos maiores são Florianópolis, Joinville, Itajaí, Criciúma, Chapecó, Lajes, Jaraguá do Sul, Blumenau e Balneário Camboriú.

Florianópolis, capital de Santa Catarina.
Florianópolis, capital de Santa Catarina.

De acordo com o IBGE, o Índice de Desenvolvimento Humano do estado, em 2010, era 0,774, o terceiro maior do país. Entretanto, há cidades com índices maiores, como a capital Florianópolis, que no mesmo ano possuía um IDH municipal de 0,847.

Divisão geográfica de Santa Catarina

De acordo com o governo do estado, Santa Catarina é dividida em oito macrorregiões desde 2019, ano em que a antiga divisão regional, com seis macrorregiões, foi substituída, devido à complexidade do sistema elétrico do estado. São elas: Litoral (Grande Capital), Leste, Norte, Vale do Itajaí (Alto Vale), Planalto, Sul, Meio-Oeste e Oeste.

Mapa de Santa Catarina

Mapa de Santa Catarina
Mapa de Santa Catarina

Economia de Santa Catarina

Devido à variedade de climas e paisagens, a economia catarinense é bem diversificada, com vários setores econômicos de destaque no estado: turismo, indústria, agricultura, pecuária e setor terciário, o que promove a distribuição das riquezas por todo o território.

Na região de Florianópolis (Grande Capital), os setores de serviços e tecnologia são destaques na economia da região, além de ser um forte polo turístico do estado, como a própria capital e a cidade de Balneário Camboriú, a 80 quilômetros de Florianópolis.

Praia em Balneário Camboriú, Santa Catarina.
Praia em Balneário Camboriú, Santa Catarina.

No Vale do Itajaí, o destaque fica por conta da indústria têxtil, vestuário e indústria naval. Na macrorregião Oeste, a produção agropecuária chama a atenção, como a criação de aves (5ª maior do Brasil, com mais de 130 milhões de cabeças) e de porcos — o maior rebanho do país —, com mais de 7,5 milhões de animais (aproximadamente 18% da produção nacional).

A agricultura do estado tem em sua produção gêneros alimentícios característicos de climas temperados, como arroz (segundo maior produtor do país) e maçã. Essa fruta é bastante produzida na cidade de Fraiburgo, que atrai inúmeras indústrias produtoras de suco e geleia de maçã.

No litoral catarinense, a extração do carvão mineral é uma das atividades mais importantes, principalmente nas cidades de Criciúma, Urussanga, Siderópolis e Lauro Müller. Esse mineral é utilizado nas indústrias termais das regiões Sul e Sudeste do Brasil.

Infraestrutura de Santa Catarina

O estado conta com boa rede de infraestrutura rodoviária, como a BR-101, que corta o litoral; a BR-470, que liga o Centro-Oeste ao litoral; e a BR-153 e 116, importantes vias de comunicação com o estado do Rio Grande do Sul.

O Porto de São Francisco do Sul, o maior terminal portuário de Santa Catarina, é responsável pela exportação da produção regional de bens variados, como soja, milho, celulose e alumínio.

Na aviação, o destaque é o Aeroporto Internacional Hercílio Luz, localizado na capital. De acordo com dados da FloripaAirport, responsável pela administração do aeroporto, no ano de 2020, aproximadamente 1,9 milhão de passageiros embarcaram/desembarcaram no aeroporto, entre voos nacionais e internacionais.

Vale lembrar que esse número foi bem maior nos anos anteriores, pois os voos internacionais em 2020 foram bastante reduzidos devido à pandemia de covid-19.

Leia também: Mapa do Brasil — a representação cartográfica do território nacional

Cultura de Santa Catarina

A cultura de Santa Catarina é recheada de tradições históricas e valorização do passado marcado pela imigração europeia. No litoral do estado, os casarões portugueses chamam a atenção, além das tradições italianas que permeiam o oeste catarinense.

Para administrar a cultura local, foi criada a Fundação Catarinense de Cultura, que tem como função os cuidados de vários museus do estado, como o Museu Histórico de Santa Catarina, localizado na capital, e o Museu Nacional do Mar, em São Francisco do Sul, além do Museu Etnográfico Casa dos Açores, em Biguaçu.

Oktoberfest em Blumenau, Santa Catarina.
Oktoberfest em Blumenau, Santa Catarina.

No mês de outubro, festas tradicionais permeiam todo o estado, como a Oktoberfest, em Blumenau; a Festa do Pinhão, em Lages; e o Festival de Dança de Joinville, na cidade de mesmo nome. Todas essas festas atraem pessoas de todo o Brasil, quiçá do mundo, como a festa que homenageia cervejas alemãs, em Blumenau.  

Por: Átila Matias

Artigos de Santa Catarina

Aspectos Físicos de Santa Catarina

Características naturais desse estado que abriga belas paisagens.