Outono

O outono é uma das quatro estações do ano. Ela marca a passagem entre o verão e o inverno. No Hemisfério Sul, o outono começa entre os dias 20 e 21 de março; já no Hemisfério Norte, o seu início é entre os dias 22 e 23 de setembro.

O outono é caracterizado por ser uma estação fria e seca. A sua principal qualidade é a diminuição gradativa das temperaturas assim como do regime de chuvas. No Hemisfério Norte, a ocorrência do outono é mais perceptível em razão da vegetação temperada, cujas plantas amarelam e perdem as folhas ao longo dessa estação. Já no Hemisfério Sul, o outono é marcado pela diminuição da umidade.

No caso do Brasil, o outono é uma estação amena e seca, com menor umidade relativa do ar e maior ocorrência de nevoeiros. Além disso, o outono no Brasil é conhecido como estação das frutas, em razão da coincidência dessa estação com a época de colheita de várias espécies frutíferas.

Leia também: Qual a diferença entre clima e tempo?

Começo do outono

O começo do outono varia conforme a localização do hemisfério. A data de transição para o início do outono é chamada de equinócio, período em que os dois hemisférios recebem a mesma quantidade de luz solar, sendo que a duração do dia é a mesma que a da noite. No caso do Hemisfério Sul, o outono começa entre os dias 20 e 21 de março e termina entre os dias 20 e 21 de junho. Já no Hemisfério Norte, o outono começa entre os dias 22 e 23 de setembro e termina entre os dias 21 e 22 de dezembro. O término do outono nos dois hemisférios é seguido pelo início do inverno.

O outono é conhecido como a estação das folhas secas, já que, nesse período, muitas árvores amarelam e perdem as suas folhas.
O outono é conhecido como a estação das folhas secas, já que, nesse período, muitas árvores amarelam e perdem as suas folhas.

Características do outono

O outono possui como características principais a diminuição paulatina das temperaturas e dos volumes de chuva. Desse modo, ele representa uma estação de transição entre o verão, quente e chuvoso, e o inverno, frio e seco. Esse cenário é uma generalização, uma vez que a intensidade dessa transição variará conforme as tipologias climáticas de cada região do globo.

Ademais, durante o outono, os dias são mais curtos do que as noites em razão do movimento de translação e da inclinação do eixo terrestre. Essa duração menor dos dias e maior das noites tende a ficar ainda mais perceptível com a proximidade do inverno. No outono, também há uma maior atuação de massas de ar frias e secas e, ainda, a maior probabilidade de ocorrência de nevoeiros.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Além disso, a umidade relativa do ar é menor, já que há uma diminuição da umidade produzida pela ocorrência de chuvas. Nessa estação, a vegetação tende a perder as folhas, em especial em climas subtropicais e temperados — já que há uma menor disponibilidade de água para as plantas e a perda das folhas ajuda as espécies vegetais a preservarem suas reservas de água, evitando a evapotranspiração.

Outono no Hemisfério Norte

No Hemisfério Norte, o outono começa entre os dias 22 e 23 de setembro, com o fim do verão, e termina entre os dias 21 e 22 de dezembro, com o início do inverno. Sendo assim, o outono é uma clara estação de transição, já que há, durante seu período, uma forte mudança nos elementos do clima.

Essa variação é ainda mais perceptível no Hemisfério Norte, onde a presença de formações vegetais típicas de clima temperado, como as florestas boreais, marca a chegada do outono com o amarelamento e a queda das folhas. Esse cenário é resultado da diminuição da umidade e também da temperatura. No Hemisfério Norte, a ocorrência do outono é chamada de outono boreal.

No Hemisfério Norte, a ocorrência do outono é perceptível na paisagem, em razão do amarelamento e posterior queda das folhas das árvores.
No Hemisfério Norte, a ocorrência do outono é perceptível na paisagem, em razão do amarelamento e posterior queda das folhas das árvores.

Outono no Hemisfério Sul

No Hemisfério Sul, o outono começa entre os dias 20 e 21 de março, com o fim do verão, e termina entre os dias 20 e 21 de junho, com o início do inverno. Nesse hemisfério, o outono é chamado de outono austral. A principal característica dessa estação no Hemisfério Sul é a gradual diminuição das temperaturas, em especial, à medida que se aproxima do inverno.

Além disso, no outono austral, há a diminuição das chuvas, cenário que confere menor umidade para a região. Por sua vez, a maior circulação atmosférica gera a ocorrência de ventanias assim como de fenômenos como nevoeiros. Em relação à vegetação, as espécies vegetais de clima subtropical tendem a amarelar e perder suas folhas com a chegada do outono.

Veja também: Quais são os fatores que influenciam o clima?

Afinal, como é o outono no Brasil?

O Brasil é um país de dimensões continentais, estando quase a sua totalidade localizada no Hemisfério Sul, assim como é uma zona de climas Equatorial e Tropical. Desse modo, a chegada do outono confere ao país, além da menor duração dos dias e maior duração das noites, a diminuição das temperaturas e das precipitações. Esse cenário é mais perceptível nas regiões do país mais distantes da Linha do Equador (Centro-Oeste, Sul e Sudeste), em razão da menor influência do clima Equatorial.

O outono brasileiro, no geral, é caracterizado pelo tempo ameno e seco, uma vez que essa estação exprime a mudança estacional de um período quente e úmido, o verão, para um período frio e seco, o inverno. As mudanças atmosféricas no outono promovem no Brasil a maior atuação de massas de ar frio e seco, além da ocorrência de névoa, em especial, no período da manhã. Já no que toca a vegetação, o tipos vegetais brasileiros mais sensíveis ao outono, como as plantas típicas de climas subtropicais, amarelam e perdem as folhas ao longo da estação.

Estação das frutas

No Brasil, o outono é conhecido por ser a estação das frutas, já que é o melhor período de colheita de várias espécies frutíferas.
No Brasil, o outono é conhecido por ser a estação das frutas, já que é o melhor período de colheita de várias espécies frutíferas.

No Brasil, o outono é conhecido como a estação das frutas. A explicação para esse fato está atrelada ao término da estação do verão, quando ocorre um amadurecimento de frutas de várias espécies tipicamente brasileiras. A partir da chegada do outono, com a diminuição das temperaturas e das chuvas, as frutas estão no ponto exato da colheita, sendo assim tão relacionadas à estação do outono. Espécies frutíferas com destaque, nesse sentido, são: abacate, carambola, caqui, goiaba, laranja, limão, mamão, maracujá, melão, mexerica, entre outras.

Por: Mateus Campos

Artigos relacionados

Estações do Ano

Saiba quais são as estações do ano. Entenda as suas origens e conheça as principais características e datas de cada uma delas no Brasil e no mundo.

Inverno

Leia nosso texto sobre o inverno e relembre as principais características dessa estação do ano. Saiba como ela ocorre e quais são as suas particularidades no Brasil.

Primavera

Conheça a primavera e as características gerais da “estação das flores” no Brasil e no mundo.

Solstícios e equinócios

Solstícios e equinócios, planeta, Terra, Sol, movimento de translação, estações do ano, primavera, verão, outono, inverno, datas, norte, sul, hemisférios, luz.

Verão

Saiba mais sobre o verão. Entenda a ocorrência dessa estação do ano assim como do horário do verão, adotado em vários países do globo.