Hidrovia

As hidrovias são canais de transporte aquático ideais para o transporte de cargas volumosas e pesadas a médias e longas distâncias, apresentando melhor custo-benefício.

Embarcação com carga em meio a hidrovia.
As hidrovias são canais de transporte aquático utilizados para a movimentação de cargas ou de passageiros.

Hidrovia é uma via de transporte sobre as águas que pode ser instalada sobre o curso de rios, sobre lagos ou sobre os mares e oceanos. Esses canais de transporte sempre foram importantes para a movimentação de passageiros e de mercadorias ao longo da história da humanidade e hoje continuam sendo muito presentes em países como a China e no continente europeu, por exemplo. Apesar da densa rede hidrográfica do Brasil, o transporte hidroviário é pouco utilizado no país.

As hidrovias proporcionam o transporte de cargas volumosas e pesadas a um melhor custo-benefício, ideais para as médias e longas distâncias. Apesar disso, são vias lentas e que dependem das condições climáticas e temporais, além das características próprias dos corpos hídricos.

Leia também: Mobilidade urbana — o conjunto de infraestruturas que possibilita o deslocamento na cidade

Resumo sobre hidrovia

  • Hidrovia é uma via de transporte sobre as águas, sendo utilizada tanto para a movimentação de passageiros quanto para o deslocamento de cargas.

  • São classificadas de acordo com a natureza do corpo d’água em fluviais (rios), lacustres (lagos) ou marítimas (mar).

  • Podem ser constituídas sobre corpos hídricos naturais ou em canais artificiais.

  • A capacidade de carga elevada, o baixo custo de manutenção e a possibilidade de viajar longas distâncias com melhor custo-benefício são vantagens das hidrovias.

  • A lentidão no transporte e a dependência das características dos corpos d’água e do comportamento da atmosfera (tempo e clima) são as desvantagens das hidrovias.

  • O transporte hidroviário é muito utilizado no mundo, sobretudo em países da Europa e na China.

  • Somente 5% dos transportes realizados no Brasil são feitos através de hidrovias. Destacam-se as hidrovias do São Francisco, do Amazonas e Tietê-Paraná.

O que é hidrovia?

Hidrovia é o nome dado aos trechos navegáveis de rios, lagos e mares utilizados como canais de transporte. As hidrovias são utilizadas para o deslocamento de passageiros, de cargas ou de mercadorias de um local a outro. Dessa forma, e segundo a definição apresentada pelo Ministério da Infraestrutura do Brasil, as hidrovias consistem em percursos pré-determinados para o transporte sobre as águas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Tipos de hidrovia

As hidrovias podem ser classificadas de acordo com a natureza do corpo d’água em: fluvial, lacustre ou marítima.

  • Hidrovia fluvial: o transporte é realizado sobre as águas dos rios. A hidrovia fluvial é muito utilizada nos deslocamentos que acontecem no interior de um mesmo território, para distâncias curtas e médias, principalmente. São ideais para a conexão com áreas isoladas ou de difícil acesso, onde as vias terrestres (como estradas e ferrovias) são escassas ou inexistentes.

  • Hidrovia lacustre: canal de transporte sobre as águas dos lagos. O transporte lacustre contempla distâncias curtas e, geralmente, não apresentam um trajeto ou rota pré-determinados.

  • Hidrovia marítima: via de transporte sobre as águas dos oceanos e mares. Ideal para os deslocamentos de longa distância, entre países e continentes distintos. Acontece também entre diferentes pontos do litoral de um mesmo território. Nesse caso, o transporte é chamado de cabotagem.

Quais são as vantagens e as desvantagens do transporte hidroviário?

Vantagens do transporte hidroviário

Desvantagens do transporte hidroviário

Sua utilização é mais barata do que as demais vias de transporte, sendo, portanto, mais acessível.

Depende das características físicas do leito dos rios e demais corpos hídricos (profundidade, vazão, largura do trecho), além das condições do tempo atmosférico e do clima.

Baixo custo de implementação.

Capacidade de percorrer longas distâncias com melhor custo-benefício.

Pode se tornar mais oneroso em função dos custos de manutenção e do preço dos combustíveis utilizados nas embarcações.

Capacidade de transportar grandes volumes de carga, bem como materiais mais pesados.

Suporta grandes lotações.

O tempo para a realização dos deslocamentos é maior do que em outras vias de transporte.

Oferece menor risco ao meio ambiente quando comparado a outros canais de transporte.

Limitado em termos de extensão e utilização no mundo.

Hidrovias no mundo

Existem mais de 2,2 milhões de quilômetros de hidrovias no mundo. Esses canais de transporte são, desde sempre, muito utilizados para os deslocamentos interiores e para as viagens intercontinentais, transportando mercadorias, que vão desde commodities agrícolas a veículos, de um ponto a outro do mundo, pessoas e outros tipos de cargas valiosas.

Como vimos anteriormente, nem sempre a presença de um extenso rio ou de um grande corpo hídrico em um território é significado de amplos trechos destinados à navegação. Tudo depende das características físicas desses mananciais. Atualmente, é a China o país que abriga os maiores rios navegáveis do mundo, como o rio Yangtzé, por onde percorre a “hidrovia dourada”. Essa é uma das hidrovias mais movimentadas do mundo e transporta bilhões de toneladas de cargas todos os anos.

Navio de carga atravessando a hidrovia do rio Yangtzé, na China.
Navio de carga atravessa a hidrovia do rio Yangtzé, na China. Esse canal passa por importantes centros comerciais do país, como a cidade de Chongqing.

Importantes hidrovias se distribuem pela Europa. Na parcela europeia da Rússia, temos a hidrovia do rio Volga, cujas águas são utilizadas como via de transporte de mercadorias, principalmente. Destaca-se também a hidrovia do rio Danúbio, rota comercial tradicional do continente europeu e uma importante via de transporte de passageiros, incluindo turistas.

Outras hidrovias que podemos destacar são as seguintes:

Leia também: Foz, afluente, estuário e leito — conheça as partes de um rio

Hidrovias do Brasil

O Brasil é detentor de uma extensa malha hidroviária de mais de 42 mil quilômetros. Dados atualizados do Ministério da Infraestrutura mostram que, atualmente, 22.037 quilômetros desses canais são utilizados para o transporte com finalidade econômica, sendo um dos focos o escoamento de mercadorias, como as commodities agrícolas e minerais. Não obstante a densa rede hidrográfica brasileira, as hidrovias respondem por somente 5% dos transportes no país.

Transporte de cargas sendo realizado na hidrovia do rio Tietê, no estado de São Paulo. [1]
Transporte de cargas sendo realizado na hidrovia do rio Tietê, no estado de São Paulo. [1]

A seguir, confira quais são as principais hidrovias do território brasileiro.

Hidrovia do Amazonas: apresenta 1.626 quilômetros de trechos navegáveis, atendendo a 29 municípios nos estados do Amazonas, Amapá e Pará. Utilizada para o transporte de cargas e de passageiros.

Hidrovia do rio Madeira: apresenta 1.060 quilômetros navegáveis, contemplando 11 municípios entre o Amazonas e Rondônia. Seu principal uso é o escoamento de commodities.

Hidrovia do São Francisco: com 2.750 quilômetros de extensão, essa hidrovia passa por mais de 90 municípios entre as regiões Nordeste e Sudeste do Brasil. Suas águas são utilizadas no turismo e no transporte de commodities.

Hidrovia do Tocantins-Araguaia: possui 1.960 quilômetros de extensão durante períodos normais de vazão, ampliando-se nas cheias. Atende o Distrito Federal e 300 municípios nas regiões Norte e Centro-Oeste do país, sendo importante para o escoamento de mercadorias.

Hidrovia do Tietê-Paraná: estende-se por 2.400 quilômetros entre estados da região Sudeste do país e contempla 286 municípios. Importante para o transporte de cargas e para o escoamento de mercadorias aos países do Mercosul.

  • Administração das hidrovias no Brasil

A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), uma autarquia subordinada ao Ministério da Infraestrutura, é responsável pela administração das hidrovias no Brasil desde 2001. Dez das hidrovias mais importantes economicamente para o território nacional estão sob a administração da Diretoria de Infraestrutura Aquaviária (DAQ), um órgão pertencente ao Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit).

Exercícios resolvidos sobre hidrovias

Questão 1

(UEA 2013) Transporte hidroviário é o tipo de transporte aquaviário realizado nas hidrovias (são percursos pré-determinados para o tráfego sobre águas) para transporte de pessoas e mercadorias. As hidrovias de interior podem ser rios, lagos e lagoas navegáveis que receberam algum tipo de melhoria/sinalização/balizamento para que um determinado tipo de embarcação possa trafegar com segurança por esta via. (www.transportes.gov.br)

Dentre as características do transporte hidroviário brasileiro de mercadorias estão:

a) alto custo de construção e manutenção, agilidade com melhor custo-benefício para pequenas distâncias e possibilidades de trajeto diversificadas.

b) rapidez para percorrer grandes distâncias, capacidade de transporte limitada e, para cargas leves, elevado custo de operação e com baixos índices de acidente.

c) grande capacidade de carga, facilidade para percorrer longas distâncias, dificuldade para superar superfícies acidentadas e alto custo para construção e manutenção.

d) restrição ao transporte de produtos em estado líquido ou gasoso, baixo custo para o transporte em médias e longas distâncias, necessidade de estações de bombeamento e baixo risco de poluição.

e) grande capacidade de carga, baixo custo de transporte e de manutenção, baixa flexibilidade, transporte lento e influenciado pelas condições climáticas.

Resolução: Alternativa E. O transporte hidroviário brasileiro apresenta elevada capacidade de carga, tanto em peso quanto em volume, e oferece o melhor custo-benefício para viagens mais longas, tendo em vista o baixo custo de manutenção. No entanto, é restrito porque depende do tempo e do clima, além de percorrer as distâncias em um maior tempo se comparado a outros modais de transporte.

Questão 2

(UCPel 2014) A Hidrovia Tietê-Paraná possui 2.400 km de extensão e é um importante meio de transporte para a produção agrícola das regiões por onde passa. Como muitos trechos apresentam desníveis, tiveram de ser construídas represas com eclusas para nivelar as águas.

Mapa da Bacia do Tietê-Paraná com destaque para a hidrovia com mesmo nome.

Sobre a Hidrovia Tietê-Paraná, é correto afirmar que

a) as recentes estiagens em São Paulo, que provocaram o rebaixamento do nível das águas, não atrapalham a navegação no rio Tietê, pois isso não alterou o calado das embarcações.

b) é considerada uma importante hidrovia para o Mercosul por integrar Brasil, Paraguai, Argentina, Uruguai e Venezuela, permitindo importante escoamento de pessoas, mercadorias e produtos agrícolas entre esses países.

c) ela é importante para os estados da região Sudeste e participa do escoamento de grãos dos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e parte de Rondônia e Tocantins.

d) ela abrange estados das regiões Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Norte do Brasil e existe a perspectiva de que seja ampliada também para o rio Paraguai, aumentando ainda mais sua capacidade de integração.

e) a inclusão do Pantanal nesse sistema hidroviário não apresenta riscos ambientais, haja vista que não existem barreiras naturais que impossibilitem a ampliação do sistema.

Resolução: Alternativa C. A Hidrovia Tietê-Paraná é um sistema situado na região Sudeste mas que atende ao escoamento de commodities agrícolas, principalmente, das principais regiões produtivas do país, contemplando, com isso, estados do Centro-Oeste e do Norte.

Por: Paloma Guitarrara

Artigos relacionados

Canal de Suez

Amplie os seus conhecimentos sobre o Canal de Suez. Clique aqui e leia sobre essa que é uma das rotas comerciais mais importantes da atualidade.

Canal do Panamá

Canal do Panamá: saiba mais sobre essa grandiosa obra que influenciou o comércio marítimo internacional.

Meios de transporte

Clique aqui e aprenda mais sobre os meios de transportes. Saiba a sua importância e como funcionam.

Transporte Fluvial

Características desse meio de transporte aquaviário.

Transporte Hidroviário no Brasil

As características do transporte hidroviário no Brasil e as questões referentes ao baixo investimento nesse tipo de infraestrutura.