Fome no Brasil

A fome no Brasil é um problema não solucionado ao longo da história e está ligada principalmente aos aspectos econômicos do país.

Mãos seguram prato vazio
Fome: estado de insegurança alimentar grave.

A fome no Brasil é um problema crônico. Ao longo de sua história, o Brasil não se desvencilhou da fome, que, aqui, tem como causas principais as questões de ordem estrutural que embasam a economia. A manutenção e crescimento da pobreza que afeta uma parcela significativa da sociedade são as grandes causas da fome no país. A fome, que é o estágio grave de insegurança alimentar, pode ser verificada em uma sociedade com elevado índice de pobreza e gera consequências de ordem econômica e social.

Leia também: Problemas sociais urbanos no Brasil

Resumo sobre a fome no Brasil

  • Fome é o estágio de insegurança alimentar grave.

  • Insegurança alimentar é uma condição em que o indivíduo carece de alimentos de qualidade e em quantidade suficiente.

  • No Brasil, o IBGE classifica a insegurança alimentar em três tipos: leve, moderada e grave.

  • O aumento da pobreza, mudanças nas políticas sociais, elevação do preço dos alimentos e a desvalorização do real frente ao dólar estão entre as causas da fome no Brasil.

  • A fome no Brasil encontra-se em estado crescente. Estudos indicam que a média de pessoas no país que estão em situação de fome cresceu nos últimos anos.

  • A pandemia de covid-19 agravou o cenário da fome no Brasil e no mundo.

  • A fome gera consequências na saúde pública e redução dos índices de escolaridade, configurando um forte indicador negativo para a economia de um país.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O que é fome?

A fome, do ponto de vista social, é o nome que se dá a um estado em que o indivíduo não consegue satisfazer suas necessidades de alimentação para manter a saúde e o bem-estar de seu organismo.

A ONU instituiu, ao final do século XX, o conceito de segurança alimentar, relacionando-o à oferta de alimentos aos indivíduos: acesso à alimentação adequada e saudável dada de forma permanente e sustentável a todos os indivíduos. O contrário de segurança alimentar é a insegurança alimentar, condição em que o indivíduo não consegue alimentação em qualidade e quantidade suficientes. Infelizmente, o cenário de insegurança alimentar é verificado no Brasil e em todo o mundo.

Quais são as causas da fome no Brasil?

O Brasil é um país que sempre esteve ligado à presença da fome na sociedade, mas é possível perceber que em alguns recortes históricos ela esteve mais alta ou mais baixa. As principais causas da fome no Brasil atualmente são:

  • Aumento da pobreza na sociedade brasileira: a elevada inflação e a desvalorização do real frente ao dólar promovem aumento no número de pobres no país e, com isso, aumento do número de indivíduos que passam fome.

  • Redução das políticas públicas de combate à pobreza: diminuição dos recursos públicos destinados ao combate à fome é verificada no Brasil, especialmente nos últimos anos. Em 2019, foi extinto o Conselho Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional, vinculado ao governo federal.

  • Elevação dos preços dos alimentos: a desvalorização do real frente ao dólar atinge totalmente os preços dos alimentos, uma vez que são cotados na moeda estrangeira no mercado internacional.

  • Aumento dos cultivos agrícolas destinados à exportação: embora o agronegócio cresça de forma inegável no Brasil, os maiores e melhores cultivos e criações são, em geral, destinados ao mercado internacional. A alta do dólar também favorece o destino desses produtos ao mercado externo.

Leia também: Pobreza no Brasil — os dados sobre esse grave problema socieconômico no país

Dados sobre a fome no Brasil

Em 2022, o Brasil alcançou índices alarmantes quanto à insegurança alimentar. Os dados indicam que houve aumento da pobreza extrema no país (pessoas que vivem com menos de U$S 1,90 por dia), e cerca de 33 milhões de pessoas estão em estado de insegurança alimentar grave, portanto, passando fome.

Os dados foram apresentados por dois estudos, ambos divulgados em maio de 2022: um estudo feito pela Fundação Getúlio Vargas e um segundo pela Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan). Esse cenário já era apontado pelo próprio IBGE, em um amplo estudo sobre o crescimento da pobreza no Brasil em 2018.

Há ainda outros destaques nos indicadores sobre a fome no Brasil.

  • Se considerados todos os tipos de insegurança alimentar — leve, moderada e grave —, 58,7% da população brasileira sofrem com o problema.

  • A insegurança alimentar registrada no campo foi a maior: 60% dos lares rurais estão em estado de insegurança alimentar.

  • A situação é pior nos lares chefiados por mulheres: 63% estão em insegurança alimentar.

  • As famílias constituídas por pessoas negras têm 65% do total apresentando algum grau de insegurança alimentar.

Fome no Brasil e a pandemia de covid-19

A pandemia gerada pelo novo coronavírus fomentou a situação da fome no país. Segundo estudos do Centro de Políticas Sociais da Fundação Getúlio Vargas, publicados pela primeira vez em 2022, a fome no Brasil superou a média simples mundial, subindo mais no Brasil (4,8%) do que em 120 países no mundo. Considerando a parcela de 20% dos indivíduos mais pobres do Brasil, 53% passavam fome em 2019, e em 2021, o índice chegou a 75%.

A interrupção no desenvolvimento de diversos setores econômicos e os impactos na economia nacional proporcionaram o agravamento do cenário da fome no Brasil a partir do ano de 2020.

Leia também: Problemas de moradia que acometem o Brasil

Quais são as consequências da fome no Brasil?

Em qualquer país, o cenário da fome é um elemento negativo do ponto de vista social e econômico. Ter uma parte da população em situação de insegurança alimentar indica padrões econômicos que podem envolver a inexistência de crescimento econômico e desigualdade na distribuição das riquezas.

No quadro social, a fome atinge diretamente os setores de saúde e educação. Os principais aspectos verificados são:

  • subnutrição e desnutrição dos indivíduos, o que gera o aumento de várias doenças que podem levar à morte;

  • sobrecarga do sistema de saúde, em virtude das doenças que acompanham a má alimentação ou fome;

  • redução do rendimento escolar, especialmente entre crianças e jovens;

  • desenvolvimento de doenças mentais;

  • aumento de migrações regionais resultantes da busca por melhores condições de vida em outros locais do país.

Por: Larissa Mesquita

Artigos relacionados

Coeficiente de Gini

Entenda o que é o Coeficiente de Gini, qual é a importância desse indicador e quais são as suas vantagens e desvantagens.

Desigualdade social

Entenda o que é, como funciona e o que causa a desigualdade social por meio desta análise.

Desnutrição

Entenda o que é desnutrição, um problema de saúde que acomete principalmente pessoas de baixa renda e leva várias crianças à morte todos os anos.

Pobreza no Brasil

Conheça as principais causas e consequências da pobreza no Brasil. Veja dados estatísticos sobre as taxas de pobreza no país e o que indica essa condição.